A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Prof. Msc. Emerson Silas Dória1 Análise e Projeto Orientados a Objeto com UML e Padrões Parte II Planejamento e Elaboração.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Prof. Msc. Emerson Silas Dória1 Análise e Projeto Orientados a Objeto com UML e Padrões Parte II Planejamento e Elaboração."— Transcrição da apresentação:

1 Prof. Msc. Emerson Silas Dória1 Análise e Projeto Orientados a Objeto com UML e Padrões Parte II Planejamento e Elaboração

2 Prof. Msc. Emerson Silas Dória2 Um sistema para um terminal de ponto de venda (POST) Usado para registrar vendas e processar pagamentos de clientes em lojas de varejo Inclui componentes de hardware (computador, leitora de código de barras) e o software para rodar o sistema Tarefa: criar o software para um POST Estudo de Caso: Ponto de Venda

3 Prof. Msc. Emerson Silas Dória3 Apresentação Lógica da Aplicação Armazenamento SGBD Object Store Enter ItemEnd Sale UPC Make Payment Total Quantity TenderedBalance VendaPagamento BDSegurança foco principal -> objetos de domínio -> objetos de serviço foco secundáriofoco menor Ênfase do Estudo de Caso: Camada de Lógica da Aplicação

4 Prof. Msc. Emerson Silas Dória4 Estratégia Aprendizado e desenvolvimento iterativos APOO aplicada ao sistema POST em dois ciclos de desenvolvimento: Ciclo 1: Funcionalidades básicas Introdução das habilidades de análise e projeto Ciclo 2 Funcionalidades expandidas Introdução de habilidades adicionais de análise e projeto

5 Prof. Msc. Emerson Silas Dória5 Definição de Requisitos a. contínua b. opcional c. adiável d. ordem variada Notas 2. Criar Rel. Prel. de Investigação 3. Definir Requisitos 9. Refinar Plano 7. Definir Mod. Conc. Inicial c 4. Reg. Termos no Glossário a 6. Definir Casos de Uso 1. Definir Plano Inicial 5. Implementar Protótipo b, d 8. Definir Arquit. Inicial a, c, d Construção Plan. & Elaboração Implantação

6 Prof. Msc. Emerson Silas Dória6 Definição de Requisitos Especificações de requisitos corretas e abrangentes são essenciais para um projeto bem sucedido. Especificações corretas requerem habilidades e técnicas para sua construção. Objetivo: Capacitar o analista para expressar requisitos, utilizando artefatos da APOO.

7 Prof. Msc. Emerson Silas Dória7 O que são Requisitos? Descrição das necessidades ou dos desejos para um produto (software) Objetiva identificar e documentar o que é realmente necessário, de forma clara tanto para clientes como para desenvolvedores Desafios: Evitar ambigüidades Identificar riscos Para mais detalhes consultar: Padrão IEEE Std

8 Prof. Msc. Emerson Silas Dória8 Descrição de Requisitos Alguns artefatos básicos: Visão geral Sumário descrevendo o propósito geral do projeto Clientes Quem encomendou ou está pagando pelo sistema Objetivos Objetivos a serem alcançados com o sistema Funções O que o sistema deve fazer Atributos Aspectos não funcionais relevantes

9 Prof. Msc. Emerson Silas Dória9 Funções do Sistema Devem ser documentadas e listadas em grupos logicamente coesos Categorias de funções: Evidente Deve ser executada, e o usuário deve estar ciente da execução (Ex.: Registrar Venda, Processar Pagamento) Oculta Deve ser executada, mas de modo transparente para o usuário (Ex.: Guardar informações no BD) Opcional Função não afeta os custos ou as outras funções do sistema de maneira significativa

10 Prof. Msc. Emerson Silas Dória10 Requisitos Não-Funcionais Características não funcionais do sistema Ex.: facilidade de uso, tolerância a falhas, tempo de resposta. Podem estar relacionados com todas as funções, ou ser específicos para uma função ou um grupo de funções Deveriam estar presentes no documento de requisitos

11 Prof. Msc. Emerson Silas Dória11 Sistema POST Visão geral O propósito deste projeto é criar um sistema para um terminal de ponto de venda a ser usado em lojas de varejo. Clientes ObjectStore, Inc., uma cadeia de lojas de venda de componentes de software reutilizáveis. Objetivos Redução do tempo de espera dos clientes nos caixas. Análise rápida e apurada das vendas. Controle automático de estoque.

12 Prof. Msc. Emerson Silas Dória12 Sistema POST Funções Básicas R1.1Registrar a venda corrente (itens de compra).EvidenteR1.2Calcular o total da venda corrente, incluindo imposto e descontos. EvidenteR1.3Capturar informação do código de barras dos itens de compra (UPC), via uma leitora de código de barras ou digitação manual. EvidenteR1.4Reduzir as quantidades em estoque quando uma venda é confirmada. OcultaR1.5Registrar as venda realizadas.OcultaR1.6O operador do caixa deve digitar um ID e senha para usar o sistema. EvidenteR1.7Oferecer um mecanismo de armazenamento persistente. Oculta Ref #FunçãoCategoria

13 Prof. Msc. Emerson Silas Dória13 Sistema POST Funções Básicas R1.8Oferecer mecanismos para comunicação entre processos e entre sistemas. OcultaR1.9Mostrar descrição e preço do item de compra registrado. Evidente Ref #FunçãoCategoria

14 Prof. Msc. Emerson Silas Dória14 Sistema POST Funções de Pagamento R2.1Processar pagamentos em dinheiro, capturando quantia recebida e calculando o troco. Evidente R2.2Processar pagamentos com cartão de crédito, capturando dados do cartão via uma leitora de cartões ou digitação manual, e autorizar o pagamento junto a um serviço de autorização de crédito (externo à loja) via modem. Evidente Ref #FunçãoCategoria R2.3Processar pagamentos com cheque, capturando dados de identificação do cliente via digitação manual, e autorizando o pagamento junto a um serviço de autorização de cheque (externo à loja) via modem. Evidente R2.4Registrar pagamentos de prestações para o sistema de contas a receber, uma vez que o serviço de autorização de créditos (operadoras de cartão) deve à loja o valor a ser pago. Oculta

15 Prof. Msc. Emerson Silas Dória15 Sistema POST Requisitos Não Funcionais Tempo de Resposta(restrição de limites) Durante o registro de um item de compra, a descrição e o preço do produto aparecerão em até 5 segundos. AtributoDetalhes e Restrições de Contorno Interface(detalhe) Janelas e caixas de diálogo baseadas na metáfora de formulários. (detalhe) Maximizar facilidade de navegação via teclado ao invés de via mouse. Tolerância a Falha(restrição de limites) Deve registrar os pagamentos autorizados com cartão de crédito junto ao sistema de contas a receber dentro de 24 horas, mesmo se houver falha de energia ou nos equipamentos. Plataformas de S.O.(detalhe) Microsoft Windows 95/98/2000/NT.

16 Prof. Msc. Emerson Silas Dória16 Outros Artefatos Importantes Equipes de Trabalho Grupos Afetados Pré-suposições Dependências Glossário * Casos de Uso * Modelo Conceitual Inicial * * serão apresentados posteriormente

17 Prof. Msc. Emerson Silas Dória17 Casos de Uso a. contínua b. opcional c. adiável d. ordem variada Notas 2. Criar Rel. Prel. de Investigação 3. Definir Requisitos 9. Refinar Plano 7. Definir Mod. Conc. Inicial c 4. Reg. Termos no Glossário a 6. Definir Casos de Uso 1. Definir Plano Inicial 5. Implementar Protótipo b, d 8. Definir Arquit. Inicial a, c, d Construção Plan. & Elaboração Implantação

18 Prof. Msc. Emerson Silas Dória18 Casos de Uso Descrições narrativas de processos do domínio da aplicação Documentam a seqüência de eventos de um ator (um agente externo) usando o sistema para completar, do início ao fim, um determinado processo

19 Prof. Msc. Emerson Silas Dória19 Exemplo de um caso de uso de alto-nível: Casos de Uso Caso de uso: Atores: Tipo: Descrição: Comprar Itens Cliente, Operador Primário (Será apresentado posteriormente) Um Cliente chega no caixa, com itens que deseja comprar. O Operador registra os itens de compra e recebe o pagamento. Ao final, o Cliente deixa a loja com os itens. A UML não especifica um formato rígido para os cabeçalhos e a estrutura de Casos de Uso Podem ser alterados de acordo com as necessidades de documentação

20 Prof. Msc. Emerson Silas Dória20 Exemplo de um caso de uso expandido: Casos de Uso Caso de uso: Atores: Finalidade: Visão Geral: Comprar Itens com Dinheiro Cliente, Operador Capturar uma venda e seu pagamento em dinheiro. Um Cliente chega no caixa, com itens que deseja comprar. O Operador registra os itens de compra e recebe um pagamento em dinheiro. Ao final, o Cliente deixa a loja com os itens. Tipo: Referências Cruzadas: Primário e Essencial Funções : R1.1, R1.2, R1.3, R1.7, R1.9, R2.1

21 Prof. Msc. Emerson Silas Dória21 Casos de Uso Seqüência Típica de Eventos Ação do Ator Resposta do Sistema 2. O Operador registra o identificador de cada item. Se houver mais de um exemplar do mesmo item, o Operador também pode informar a quantidade. 3. Determina o preço do item e adiciona informação sobre o item à transação de venda corrente. Mostra a descrição e o preço do item corrente. 4. Após processar o último item, o Operador indica ao POST que a entrada de itens terminou. 5. Calcula e mostra o valor total da venda. 6. O Operador informa o total ao Cliente. 1. Este caso de uso começa quando um Cliente chega no caixa (equipado com um POST) com itens que deseja comprar.

22 Prof. Msc. Emerson Silas Dória22 Casos de Uso Seqüência Típica de Eventos Ação do Ator Resposta do Sistema 8. O Operador registra o valor recebido em dinheiro. 9. Mostra o troco devido e emite um recibo. 10. O Operador deposita o dinheiro e retira o troco devido. O Operador entrega o troco e o recibo ao Cliente. 11. Registra a venda no log de vendas completadas 12. O Cliente sai com os itens comprados. 7. O Cliente entrega um pagamento em dinheiro, possivelmente maior do que o valor total. Seqüências Alternativas Linha 7: Cliente não tem dinheiro suficiente. Cancelar transação.

23 Prof. Msc. Emerson Silas Dória23 Casos de Uso Se complexas, seqüências alternativas podem ser expandidas para formar os seus próprios casos de uso

24 Prof. Msc. Emerson Silas Dória24 Tipos de Caso de Uso Primário Representam os processos principais ou mais comuns Secundário Representam processos menos importantes ou mais raros Opcional Representam processos que podem ser ignorados ou incluídos em futuras versões do sistema

25 Prof. Msc. Emerson Silas Dória25 Atores Entidades externas ao sistema que de algum modo participam da história do caso de uso Estimulam o sistema com eventos de entrada, ou recebem alguma coisa dele Designados pelo papel que exercem no caso de uso Ex.: Cliente, Operador, etc.

26 Prof. Msc. Emerson Silas Dória26 Atores Um caso de uso possui um ator iniciador, que gera o estímulo inicial e, possivelmente, vários atores participantes O ator iniciador deve ser indicado explicitamente na descrição do caso de uso Tipos de atores incluem: papéis exercidos por pessoas sistemas de computação dispositivos elétricos e mecânicos

27 Prof. Msc. Emerson Silas Dória27 Enganos com Casos de Uso Um erro comum é representar como casos de usos passos individuais, operações, ou transações Ex: Comprar Itens x Imprimir Recibo Um caso de uso é uma descrição de ponta a ponta, de um processo relativamente grande, que inclui, muitos passos ou transações

28 Prof. Msc. Emerson Silas Dória28 Identificando Casos de Uso Método baseado em atores 1. Identificar os atores relacionados a um sistema ou organização 2. Para cada ator, identificar os processos que eles iniciam ou dos quais eles participam Método baseado em eventos 1. Identificar os eventos externos aos quais o sistema deve responder 2. Relacionar os eventos a atores e casos de uso

29 Prof. Msc. Emerson Silas Dória29 Identificando Casos de Uso Exemplos para o sistema POST de alguns atores possivelmente relevantes e os processos que ele iniciam: Operador: Login, Registrar Retirada de Dinheiro Cliente: Comprar Itens, Devolver Itens Digitar Senha? Imprimir Recibo?

30 Prof. Msc. Emerson Silas Dória30 Casos de Uso, Funções e Rastreabilidade Todas as funções do sistema identificadas na especificação dos requisitos deveriam ser alocadas a casos de usos Alocação documentada através da seção Referência Idealmente, funções e casos de uso devem ser rastreáveis até a implementação e teste do sistema

31 Prof. Msc. Emerson Silas Dória31 Diagramas de Casos de Uso Ilustram um conjunto de casos de uso e atores para um sistema, os atores e os relacionamentos entre eles. Caixa POST Comprar Itens Cliente Log In Reembolsar Itens comprados

32 Prof. Msc. Emerson Silas Dória32 Sistemas e suas Fronteiras Identificar os atores e casos de uso de um sistema requer a definição de seu limite de atuação Alguns limites típicos incluem: o software/hardware de um dispositivo ou sistema de computação um departamento de uma organização uma organização inteira Limites diferentes podem resultar em diferentes conjuntos de atores e casos de uso

33 Prof. Msc. Emerson Silas Dória33 Sistemas e suas Fronteiras Exemplo de um diagrama de caso de uso para o sistema POST, quando o limite de atuação é a loja inteira (Figura 1). Loja Comprar Itens Cliente Reembolsar Itens comprados Caixa POST Comprar Itens Cliente Log In Reembolsar Itens comprados Figura 1 Figura 2

34 Prof. Msc. Emerson Silas Dória34 Formatos de Casos de Uso Alto nível Breve descrição de um processo, normalmente em duas ou três frases, e deliberadamente vago sobre decisões de projeto Criados na fase inicial de requisitos Expandido Descrição passo a passo dos eventos de um processo Durante a fase de requisitos, apenas os casos de uso mais importantes devem ser escritos nesse formato Existência da seção Seqüência Típica de Eventos

35 Prof. Msc. Emerson Silas Dória35 Formatos de Casos de Uso Essencial Descrição de um processo em termos das suas atividades essenciais e motivação Expressos relativamente livres de detalhes de implementação, decisões de projeto, e uso de tecnologias Real Descrição de um processo em termos de seu projeto real, comprometido com tecnologias de desenvolvimento, interfaces de entrada e saída

36 Prof. Msc. Emerson Silas Dória36 Formatos de Casos de Uso Trecho do caso de uso essencial Comprar Itens Resposta do Sistema 2. O Operador registra o identificador de cada item. Se houver mais de um exemplar do mesmo item, o Operador também pode informar a quantidade. 3. Determina o preço do item e adiciona informação sobre o item à transação de venda corrente. Mostra a descrição e o preço do item corrente Seqüência Típica de Eventos Ação do Ator

37 Prof. Msc. Emerson Silas Dória37 Formatos de Casos de Uso Trecho do caso de uso real Comprar Itens Resposta do Sistema 2. Para cada item, o Operador digita o código universal de produto (UPC) no campo de entrada UPC da Janela 1. Ele então pressiona o botão “Entra Item” com o mouse ou pressiona a tecla. 3. Determina o preço do item e adiciona informação sobre o item à transação de venda corrente. Mostra a descrição e o preço do item corrente na Caixa de Texto 2 da Janela Seqüência Típica de Eventos Ação do Ator

38 Prof. Msc. Emerson Silas Dória38 Casos de Uso com Subseções Seqüência Típica de Eventos Ação do Ator Resposta do Sistema 1. Este caso de uso começa quando um Cliente chega no caixa (equipado com um POST) com itens que deseja comprar 3. O Cliente escolhe o tipo de pagamento: a)Se pagamento em dinheiro, ver seção Pagar com Dinheiro. b)Se pagamento pro crediário, ver seção... Seção: Principal Caso de uso Comprar Itens expandido 2. (passos intermediários excluídos)

39 Prof. Msc. Emerson Silas Dória39 Casos de Uso com Subseções Caso de uso Comprar Itens expandido Seqüência Típica de Eventos Ação do Ator Resposta do Sistema Seção: Pagamento com Dinheiro 1. O cliente fornece um pagamento em dinheiro – “valor fornecido” – possivelmente maior que o total da venda. 2. O Operador registra o valor fornecido 4. O Operador deposita o valor recebido e retira o troco. O Operador dá o troco ao Cliente. 3. Mostra o troco a devolver ao Cliente

40 Prof. Msc. Emerson Silas Dória40 Casos de Uso com Subseções Caso de uso Comprar Itens expandido Seqüência Típica de Eventos Ação do Ator Resposta do Sistema Seção: Pagamento por Crediário 1. O cliente fornece um pagamento... Seqüência Típica de Eventos Ação do Ator Resposta do Sistema Seção: Pagamento por Cheque 1. O cliente fornece um pagamento...

41 Prof. Msc. Emerson Silas Dória41 Casos de Uso dentro de um Processo de Software Passos da fase de Planejamento e Elaboração 1. Após as funções do sistema terem sido descritas, defina a fronteira de atuação do sistema e identifique atores e casos de uso. 2. Escreva todos os casos de uso no formato alto-nível, categorizando-os como primário, secundário ou opcional. 3. Desenhe um diagrama de casos de uso. 4. Relacione casos de uso e ilustre seus relacionamentos no diagrama de casos de uso. (*) 5. Escreva os casos de uso mais importantes ou críticos no formato essencial expandido. 6. Se estritamente necessário, escreva alguns casos de uso no formato real. 7. Ordene os casos de uso por prioridade de desenvolvimento. (*) * Será apresentado posteriormente

42 Prof. Msc. Emerson Silas Dória42 Passos do Processo para o Sistema POST Escrever casos de uso no formato alto nível Caso de uso: Atores: Tipo: Descrição: Comprar Itens Cliente (Iniciador), Operador Primário Um Cliente chega no caixa, com itens que deseja comprar. O Operador registra os itens de compra e recebe o pagamento. Ao final, o Cliente deixa a loja com os itens. Caso de uso: Atores: Tipo: Descrição: Inicializar Gerente Primário Um Gerente liga um POST para ser usado pelos Operadores. O Gerente certifica-se de que a data e hora estão corretas, após o sistema está pronto para uso.

43 Prof. Msc. Emerson Silas Dória43 Passos do Processo para o Sistema POST Desenhar Diagrama de Casos de Uso Operador POST Comprar Itens Cliente Log In Reembolsar Itens Comp. Gerente Administrador do Sistema Iniciar Gerenciar Usuários ETC

44 Prof. Msc. Emerson Silas Dória44 Passos do Processo para o Sistema POST Escrever casos de uso mais importantes no formato essencial expandido Exemplo Completo

45 Prof. Msc. Emerson Silas Dória45 Diagrama da UML Consulte na página www2.unoeste.br/~emerson documentos específicos com os detalhes sintáticos da UML.


Carregar ppt "Prof. Msc. Emerson Silas Dória1 Análise e Projeto Orientados a Objeto com UML e Padrões Parte II Planejamento e Elaboração."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google