A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Sistematização de Suporte para Prevenção e Ajuda no Tratamento das Úlceras de Pressão.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Sistematização de Suporte para Prevenção e Ajuda no Tratamento das Úlceras de Pressão."— Transcrição da apresentação:

1 Sistematização de Suporte para Prevenção e Ajuda no Tratamento das Úlceras de Pressão

2 (1) Densidade (2) Dureza (inflexibilidade) (3) Elasticidade (4) Amortecimento (5) Envolvimento Propriedades dos Materiais de Manejo da Pressão de Superfícies (Spriegle, 1992)

3 (1) Densidade Razão entre o peso e volume do material, Materiais de baixa densidade duram menos que materiais de maior densidade em condições de uso semelhantes.

4 Gerocare (2) Dureza (Inflexibilidade) O quanto o material dobra, cede sob carga (Distância que a pessoa afunda no material) Materiais muito macios permitem que a pessoa “afunde” no material e faça apoio no material rígido aumentando a pressão naquele lugar e provocando úlceras de pressão. Fracasso em ceder também pode causar úlceras de pressão

5 (3) Elasticidade É a habilidade do material em retornar à sua forma anterior depois de comprimido:. Elasticidade rápida. Elasticidade demorada

6 Gerocare (4) Amortecimento É a habilidade de absorver impactos diminuindo a amplitude do movimento vibratório que esse impacto causaria. Jogando-se um objeto relativamente pesado em um material: - Se o objeto afunda no material, o amortecimento está ocorrendo. - Se o objeto é lançado fora, ou se o material não reage, o mateial é pobre em amortecimento.

7 (5) Envolvimento É o grau no qual o corpo afunda no material e o material contorna este corpo. Envolvimento satisfatório oferece estabilidade reduzindo pontos de pressão.

8 Tecnologia para Distribuição de Pressão Materiais Fluidos Ar, água, fluidos viscosos, ou gels Vantagem: Permitir ajuste aos movimentos do corpo permitindo mudanças dos pontos de pressão. Desvantagens: Diminui a estabilidade, propriedades do invólucro utilizado pode alterar propriedades do material.

9 Materiais Fluidos AR: AR:. Distribuem bem a Pressão.. Boa Elasticidade rápida e demorada. Envolvimento é dependente do quanto de ar é inflado.

10 Materiais Fluidos AR:. São leves.. Invólucros não se deterioram com o tempo, mas podem furar.. Exigem monitoração frequente.

11 Gerocare Materiais Fluidos Gels Elastômeros: * Viscosidade: resistência que todo fluido oferece ao movimento relativo de qualquer uma de suas moléculas, atrito interno de um fluido. - água: baixa viscosidade - gels: alta viscosidade

12 Materiais Fluidos Gels Elastômeros: Gels Elastômeros: São fluidos altamente viscosos. Bom amortecimento. Boa propriedade térmica ( retiram calor). Pobre elasticidade demorada

13 Materiais Fluidos Água:. Bom envolvimento. Boa elasticidade rápida. Amortecimento depende do invólucro e da quantidade de água. Retiram o calor, esfriando o corpo do usuário. Pesado.

14 Materiais Fluidos Fluidos Viscosos:. Viscosidade Moderada. Bom amortecimento. Pobre elasticidade. Envolvimento depende do invólucro. Retiram calor do corpo do usuário

15 - Tecnologia para Distribuição de Pressão Espuma - Poliuretano, latex ou viscoelásticas - Diferentes densidades e dureza - Baixo Custo - Leve - Estrutura Celular: fechada ou aberta

16 Espuma - Estrutura Celular:. Célula aberta: o ar circula entre as células resultando melhor ventilação. Absorvem fluidos.. Célula fechada: composta por estruturas individuais encapsuladas restringindo o fluxo de ar.

17 Espuma - Bom Envolvimento - Elasticidade é variável de acordo com a estrutura e densidade da espuma - Facilidade de manuseio

18 Espuma Desvantagens:. Deterioração sob calor e umidade. Tendência a perder sua “dureza”com o passar do tempo e com o uso. Acumula o calor próximo do corpo do usuário

19 Espumas Viscoelásticas. Desenvolvidas pela NASA. Tendem a resistir a deformação quando pressionadas rapidamente, mas acomodam- se vagarosamente sob pressão constante.. Boas propriedades térmicas. Bom envolvimento. Dureza e amortecimento relativos à densidade

20 Princípios Gerais para a Seleção de Materiais Fatores que afetam conforto: (1) Distribuição de stress nos tecidos macios (2) Acúmulo de umidade (3) Acúmulo e Perda de Calor (4) Estabilidade

21 Fatores que Determinam a Funcionalidade (1) Estabilidade oferecida (2) Peso (3) Propriedades de fricção do material e de seu invólucro (4) Densidade e Espessura do material (5) Aparência (6) Custo (7) Durabilidade e necessidade de manutenção

22 Fatores de Segurança Clínica: (1) Distribuição de stress nos tecidos macios (2) Estabilidade oferecida (3) Propriedades de fricção do material e de seu invólucro (4) Acúmulo e Perda de Calor (5) Durabilidade e necessidade de manutenção (6) Flamabilidade

23

24 Gerocare


Carregar ppt "Sistematização de Suporte para Prevenção e Ajuda no Tratamento das Úlceras de Pressão."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google