A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Curso de Pedagogia – disciplina: Didática Aplicada às Ciências da Natureza Aula 8 - Relação entre a Ciência e a sociedade: o impacto ambiental do desenvolvimento.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Curso de Pedagogia – disciplina: Didática Aplicada às Ciências da Natureza Aula 8 - Relação entre a Ciência e a sociedade: o impacto ambiental do desenvolvimento."— Transcrição da apresentação:

1 Curso de Pedagogia – disciplina: Didática Aplicada às Ciências da Natureza Aula 8 - Relação entre a Ciência e a sociedade: o impacto ambiental do desenvolvimento científico-tecnológico – parte 2 Profª Lucia Amim

2 Homem e o Meio Ambiente Com a evolução da raça humana, notaram-se importantes avanços na tecnologia das ferramentas e o rápido crescimento da população. O rápido crescimento demográfico ocasionou o impacto do homem sobre o meio ambiente.

3 O crescimento contínuo das sociedades humanas remonta as sociedades pré-capitalistas e permanece em nossa concepção, causando danos irreversíveis à natureza. Produto inflacionado

4 A Revolução Industrial, ocorrida nos séculos XVIII e XIX, estabelece a necessidade social da expansão permanente do mercado e com isso, o crescente poder de compra, o consumismo. Começou-se a consumir aceleradamente os recursos naturais não-renováveis, como os minérios e combustíveis fósseis.

5 A questão tecnológica apresenta-se também como outro fator importante na questão ambiental. A tecnologia é o reflexo do modelo sócio-econômico e se desenvolve segundo os seus princípios.

6 No cenário internacional, a partir da Convenção de Viena,1985 principais objetivos eram o de proteger a saúde humana e o meio ambiente contra os efeitos adversos, possivelmente, resultantes das atividades que modificavam a camada de ozônio.

7 A camada de ozônio A destruição da Camada de Ozônio é um dos mais severos problemas ambientais da nossa era. Sua destruição ainda que parcial, diminui a resistência natural que oferece à passagem dos raios solares nocivos à saúde de homens, animais e plantas. As consequências mais citadas seriam o câncer de pele, problemas oculares, diminuição da capacidade imunológica, etc.

8 Gás CFC-clorofluorcarbono Apesar das indústrias brasileiras não produzirem mais geladeiras, ar-condicionado e até mesmo aerosol com CFC,gás usado em refrigeração e que destrói a camada de ozônio, ele ainda exige atenção, porque ainda está presente nas máquinas produzidas antes de 1999, como geladeiras. Em 1987, diversos países, por meio do Tratado de Montreal, firmaram o compromisso de substituir os gases CFC pelo HFC (hidrofluorcarbono), que não agridem a camada de ozônio.

9 A parte azul mais escura representa o buraco da camada de ozônio A camada de ozônio

10  O ozônio (O 3 ) encontra-se na estratosfera.  Está situado entre 10 e 50 Km de altitude.  É indispensável para o desenvolvimento e manutenção da vida na Terra.  Realiza uma espécie de filtragem dos raios solares  Promove a retenção dos raios ultravioletas Vídeo- Camada de ozônio- Globo Ecologia. A camada de ozônio

11 Os recursos naturais (animais e vegetais) continuaram a ser muito explorados, surgindo a contínua extinção de espécies Macaco barrigudo Saqui cabeça de algodão Onça preta Panda gigante Cervo do pantanal

12 Outros recursos passam a ser ameaçados em grande escala pela primeira vez, como o ar, o solo e a água. Surgem novos tipos de poluição: a sonora, a térmica, a visual e a radioativa.

13 Trânsito nas grandes cidades: poluição sonora no dia-a-dia. Efeitos negativos da poluição sonora na Saúde dos seres humanos: · Insônia · Estresse · Depressão · Perda de audição · Agressividade · Perda de atenção e concentração · Perda de memória · Dores de Cabeça · Aumento da pressão arterial · Cansaço · Gastrite e úlcera · Queda de rendimento escolar e no trabalho · Surdez Poluição sonora

14 Recomendações importantes para evitar os efeitos nocivos da poluição sonora : evitar locais com muito barulho; escutar música num volume de baixo para médio; não ficar sem protetor auricular em locais de trabalho com muito ruído; escutar música num volume baixo, não gritar em locais fechados, evitar locais com aglomeração de pessoas conversando, ficar longe das caixas acústicas nos shows de Rock, fechar as janelas do veículo em locais de trânsito barulhento. Poluição sonora

15 Poluição do ar Poluição do ar: gerador de problemas respiratórios para a população Principais poluentes do ar: CO 2, CH 4, NO,NO 2, CFCs, CO, SO, O 3

16 Algumas medidas para solucionar os problemas da Poluição do Ar  A existência de uma rigorosa legislação antipoluição, que obrigue as fábricas a instalarem filtros nas suas chaminés, a tratar os seus resíduos e a usar processos menos poluentes.  Penalizações para as indústrias que não estiverem de acordo com as Leis;  Controle rigoroso dos combustíveis e sobre seu grau de pureza;  Criação de dispositivos de controle de poluição;  Vistoria nos veículos automotores para retirar de circulação os desregulados;  Aplicação de rodízio de carros diariamente;

17 Poluição das águas  Água, líquido incolor, inodoro, essencial à vida humana,  Um homem de 70 kg deve ingerir diariamente, cerca de 2,5 litros de água por dia  Ela é usada para os mais diversos objetivos, como gerar energia elétrica, industrialização ou agricultura.  A humanidade, entretanto, habituou-se a tratar a água como algo inesgotável na natureza. O desperdício é enorme e os recursos finitos.

18 O SUPERAQUECIMENTO GLOBAL E SUAS CONSEQUÊNCIAS  Elevação do nível dos mares  Alterações climáticas em todo o planeta  Aumento da biomassa terrestre e oceânica  Modificações profundas na vegetação característica de certas regiões e típicas de determinadas altitudes  Aumento na incidência de doenças e proliferação de insetos nocivos ou vetores de doenças

19 O PROTOCOLO DE KYOTO Acordo internacional, assinado por 84 países, em 1997, em Kyoto no Japão, que estabelece, entre 2008 e 2012, a redução de 5,2% dos gases-estufa, em relação aos níveis em Metas de redução: Países da União Européia – 8% Estados Unidos – 7% Japão – 6% Para a China e os países em desenvolvimento, como Brasil, Índia e México, ainda não foram estabelecidos níveis de redução.

20 O Planeta Terra Pede Socorro A expressão Pegada ecológica é uma tradução do Inglês ecological footprint e refere-se, em termos de divulgação ecológica, à quantidade de terra e água que seria necessária para sustentar as gerações atuais, tendo em conta todos os recursos materiais e energéticos gastos por uma determinada população.

21 Pegada Ecológica? O que é isso? Você já parou para pensar que a forma como vivemos deixa marcas no meio ambiente? É isso mesmo, nossa caminhada pela Terra deixa “rastros”, “pegadas”, que podem ser maiores ou menores, dependendo de como caminhamos. A Pegada Ecológica é uma metodologia de contabilidade ambiental que avalia a pressão do consumo das populações humanas sobre os recursos naturais. Expressada em hectares globais (gha), permite comparar diferentes padrões de consumo e verificar se estão dentro da capacidade ecológica do planeta. Um hectare global significa um hectare de produtividade média mundial para terras e águas produtivas em um ano. Sendo assim, a Pegada Ecológica contabiliza os recursos naturais biológicos renováveis (grãos e vegetais, carne, peixes, madeira e fibras, energia renovável etc.), segmentados em Agricultura, Pastagens, Florestas, Pesca, Área Construída e Energia e Absorção de Dióxido de Carbono (CO 2 ).

22 Pegada Ecológica global por componente, (Global Footprint Network, 2011):

23 Pegada ecológica Pegada Ecológica global por componente, (Global Footprint Network, 2011): Atualmente, a média mundial da Pegada Ecológica é de 2,7 hectares globais por pessoa, enquanto a biocapacidade disponível para cada ser humano é de apenas 1,8 hectare global. Tal situação coloca a população do planeta em grave déficit ecológico, correspondente a 0,9 gha/cap. A humanidade necessita hoje de 1,5 planeta para manter seu padrão de consumo, colocando, com isso, a biocapacidade planetária em grande risco. A Pegada Ecológica brasileira é de 2,9 hectares globais por habitante, indicando que o consumo médio de recursos ecológicos pelo brasileiro é bem próximo da média mundial da Pegada Ecológica por habitante, equivalente a 2,7 hectares globais. Calcule sua pegada, clique no Brasil.

24 Práticas que ajudam a diminuir a sua Pegada Ecológica Adotar estilos de vida mais equilibrados e amigáveis com o meio ambiente é fundamental para o planeta. Há muitas coisas que você pode fazer no seu dia-a- dia, basta ter disposição e prestar atenção no caminho. O planeta e a vida agradecem!

25 1-Alimentação -Evite alto consumo diário de proteínas (carne animal), de produtos industrializados e de fast food. Assim, além de uma dieta mais saudável, você irá evitar a produção de muitas embalagens, que logo viram lixo. Práticas que ajudam a diminuir a sua Pegada Ecológica

26 2- Hábitos -Todos os nossos hábitos de moradia, alimentação, consumo, locomoção têm relação direta com a utilização dos recursos naturais, assim como nossas opções de lazer. Práticas que ajudam a diminuir a sua Pegada Ecológica

27 3- Consumo- O excesso de hábitos consumistas é um dos fatores que mais contribui para o esgotamento das reservas naturais do planeta. Evite substituir aparelhos de alta tecnologia sem necessidade e reduza o consumo de descartáveis. Práticas que ajudam a diminuir a sua Pegada Ecológica

28 4- Moradia- Procure identificar vazamentos em sua casa ou no seu bairro, evite o uso da mangueira para limpar calçadas ou lavar o carro e junte roupas para lavar e passar. Práticas que ajudam a diminuir a sua Pegada Ecológica

29 5- Transporte - O aquecimento global é causado, em grande parte, pelos gases da combustão dos motores dos automóveis. Por isso, um transporte sustentável tem de levar o máximo de carga gastando o mínimo de combustível. Práticas que ajudam a diminuir a sua Pegada Ecológica


Carregar ppt "Curso de Pedagogia – disciplina: Didática Aplicada às Ciências da Natureza Aula 8 - Relação entre a Ciência e a sociedade: o impacto ambiental do desenvolvimento."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google