A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Avanços no Diagnóstico da Tuberculose Encontro Nacional de Infecções Respiratórias e Tuberculose Fernanda C Q Mello Instituto de Doenças do Tórax – Faculdade.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Avanços no Diagnóstico da Tuberculose Encontro Nacional de Infecções Respiratórias e Tuberculose Fernanda C Q Mello Instituto de Doenças do Tórax – Faculdade."— Transcrição da apresentação:

1 Avanços no Diagnóstico da Tuberculose Encontro Nacional de Infecções Respiratórias e Tuberculose Fernanda C Q Mello Instituto de Doenças do Tórax – Faculdade de Medicina - UFRJ

2 DIAGNÓSTICO Avanços Reduzir tempo de execução Atingir distintas populações: adultos, crianças, suspeitos de resistência Aumentar acurácia: sensibilidade e especificidade Reduzir custos: diretos e indiretos Permitir o acesso aos resultados para tomada de decisão

3 DIAGNÓSTICO Tuberculose Pulmonar Tosse Febre Sudorese noturna Emagrecimento Com ou sem fatores de risco associados: HIV, silicose, transplante, insuf. renal crônica, infecção recente, seqüela radiológica sem tto, perda de peso (>15%), diabetes mellitus, uso de inibidores de TNF-alfa Quem?

4 DIAGNÓSTICO

5 Cavitação com 2 cm 10 9 bacilos/ml Ba Baciloscopia positiva 10 4 bacilos/ml Cultura positiva 10 a 10 2 bacilos/ml

6 DIAGNÓSTICO BACILOSCOPIA LED microscopia fluorescente Tempo de execução 4x menor X rendimento maior Lancet Infect Dis 2006; 6: BAAR

7 DIAGNÓSTICO LED Rockembach et al, 2011 submetido Current scenario a Scenario 1Scenario 2Scenario 3 ZNLEDZNLEDZNLEDZNLED Total cost 3, , , , , , , , Correct diagnosis rate Cost per correct diagnosis Current scenario: TB Prevalence of 38.4%; ZN sensitivity of 87.5%; LED sensitivity of 91.1%. Scenario 1: TB Prevalence of 10%. Scenario 2: TB Prevalence of 50%. Scenario 3: ZN sensitivity of 65.1%; LED sensitivity of 72.3%.

8 DIAGNÓSTICO CULTURA Löwestein – Jensen (LJ) Bactec 960 (MGIT) (validado cultura e TS – SIRE) Bactec 9000 * (validado cultura - sangue) 3-8 sem LJ x 1-3 sem MGIT Drobniewski et al. Lancet Infect Dis 2003; 3: Sensibilidade 70% a 96% Especificidade 98% Int J Tuberc Lung Dis 2008; 12:

9 DIAGNÓSTICO TESTE DE IDENTIFICAÇÃO Sondas Genéticas Capilia TB Rapid Diagnostic Test A partir de cultura em meio sólido ou líquido, detecta antígeno específico de M tb (MPB 64) Quem?

10 DIAGNÓSTICO TESTES DE SENSIBILIDADE LJ MGIT kit SIRE – rapidez! (semanas) Sens Esp Estreptomicina 100 % (88,9%) Isoniazida 100 % (97,1%) Rifampicina 100% (100%) Etambutol 98,5 % (81,8%) Tortoli E et al J Clinical Microbiol 2002; 40: Quem?

11 DIAGNÓSTICO TESTES SOROLÓGICOS Sensibilidade e especificidade ainda inadequadas para uso rotineiro Int J Tuberc Lung Dis 2008; 12:

12 DIAGNÓSTICO Métodos Diagnósticos de Biologia Molecular Detecção Identificação das espécies Detecção de resistência

13 PCR Amplificação de DNA “in vitro” – sequencia alvo desnaturação do DNA a 94 0 C anelamento a 68 0 C extensão do anelamento a 72 0 C

14 DIAGNÓSTICO ANN (PCR) Sensibilidade Especificidade escarro BAAR+ 95% 95% escarro BAAR % 95% E-MTD – PCR Sensibilidade BAAR - 83,3% Especificidade 99,1% J Clin Microbiol. 37: , 1999.

15 DIAGNÓSTICO BAARAANCONCLUSÃO ++TB +-MNT -+Provável TB --TB? AAN: amplificação de ácidos nucléicos; MNT: micobactéria não tuberculosa INTERPRETAÇÃO CDC 2000

16 DIAGNÓSTICO Gene Xpert (Cepheid, Sunnyvale, CA) Detecção e Resistência “Real-time” PCR para detecção de M. tuberculosis + avaliação da resistência à Rifampicina Lise bacteriana por ultrassom Cartucho único com compartimentos para lavagem, purificação, concentração de DNA e reação de PCR para detecção Tempo total para resultados: 1:45h

17 DIAGNÓSTICO Gene Xpert MTB/Rif

18 DIAGNÓSTICO Gene Xpert MTB/Rif Sensitivity In S+C+ Sensitivity In S-C+ Specificity in Non-TB 99.5%* [98.4% %] 90.0%* [84.6% %] 97.9%* [96.4% %] 99.4%** [98.6% %] 85.0%** [79.7% %] 98.6%** [97.5% %] 98.2%*** [96.8% %] 72.5%*** [65.4% %] 99.2%*** [98.1% %] Boehme C, et al. 2010, N Engl J Med. 363(11): , * three samples, ** two samples, *** one sample

19 DIAGNÓSTICO Resistência Rifampicina Sensibilidade 95% Especificidade 98%

20 DIAGNÓSTICO LiPA - Line Probe Assay - hidridação reversa / amplificação por PCR de um segmento do gen rpoB Resistência Reprodutibilidade – Laboratório (Bélgica) N= 411 LiPA X Bactec Sensíveis (n=145) 100% Resist. RIF (n= 266) 98,5% Traore H et al. Int J Tuberc Lung Dise 2000; 4 (5): 481

21 DIAGNÓSTICO Resistência “ Geno Type MTBDR plus test” Isolados de cultura / escarro positivo para BAAR Detecta resistência à RH em poucas horas R – identificação de mutações no gene rpoB H – identificação de mutações nos genes katG e inhA Validado em 2007

22 DIAGNÓSTICO

23 GenoType® Mycobacterium CM/AS Espécie

24 DIAGNÓSTICO Tuberculose Extrapulmonar “ Gene Xpert MTB/Rif ” “Com preparo prévio dos espécimes” Sensibilidade de 85,7 % ( IC 95% : 57%-98%) Especificidade de 97,3% (IC 95% : 90%-99%) Int J Tuberc Lung Dis 2011; 15: Não validado para uso em espécimes extrapulmonares.

25 DIAGNÓSTICO TB Extrapulmonar Gene Xpert J Cinical Microbiol 2011, 49(7):

26 DIAGNÓSTICO TB Extrapulmonar Gene Xpert J Cinical Microbiol 2011, 49(7):

27 DIAGNÓSTICO OMS 2011 – Xpert MTB RIF Teste inicial em suspeito de TB resistente e para TB/HIV co-infectados (fortemente recomendado) Teste a ser solicitado após baciloscopia negativa em suspeito de TB sem as condições acima (recomendação condicional) Evidências sugerem extensão das indicações para crianças Utilização em escarro espontâneo Baciloscopia e cultura para acompanhamento

28

29 Obrigada pela atenção !


Carregar ppt "Avanços no Diagnóstico da Tuberculose Encontro Nacional de Infecções Respiratórias e Tuberculose Fernanda C Q Mello Instituto de Doenças do Tórax – Faculdade."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google