A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

INFORMÁTICA ANDRÉ ALENCAR. 3. Conceitos, serviços e tecnologias relacionados a intranet, Internet e a correio eletrônico. Conceitos básicos Rede (NET):

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "INFORMÁTICA ANDRÉ ALENCAR. 3. Conceitos, serviços e tecnologias relacionados a intranet, Internet e a correio eletrônico. Conceitos básicos Rede (NET):"— Transcrição da apresentação:

1 INFORMÁTICA ANDRÉ ALENCAR

2 3. Conceitos, serviços e tecnologias relacionados a intranet, Internet e a correio eletrônico. Conceitos básicos Rede (NET): É a interligação de dois ou mais equipamentos. Finalidade: Permite o compartilhamento de informações. Vantagens: - Agilizar a troca de informações. Maior velocidade! - Redução de custos. - Maior acesso a informações.

3 TIPOS DE REDE: A) Quanto aos meios de transmissão: a1) WIRED = Com fio, com cabos. a2) WIRELESS = Sem fio, sem cabos.

4 B) Quanto à abrangência (área de alcance) - PAN (Personal area network = Rede de área pessoal). Alcança até cerca de 10m. Wired: Cabos USB ou LapLink (cabos conectados na porta paralela). Wireless (WPAN): IRDA ou BLUETOOTH

5 INFRAVERMELHO IRDA= Infravermelho (luz invisível para o ser humano) - Baixíssima velocidade. - Problema do campo de visada (área livre entre os dois equipamentos).

6 BLUETOOTH BLUETOOTH content/uploads/2010/03/06-bluetooth.png - Média velocidade (cerca de 1Mbps). - Rede bluetooth é chamada de piconet. - Rádio frequência - Maior utilidade é com equipamentos portáteis (tablets e smartphones). - IEEE (PADRÃO DE NORMATIZAÇÃO) =

7 - LAN (Local area network = Rede de área local). Distâncias de até cerca de 1Km. Na prática algumas conexão não alcançam mais de 100m.

8 Wired: Coaxiais (mais antigos e em desuso), Par Trançado (twisted pair = são os mais utilizados, conector RJ 45) ou Fibra Óptica. Obs: Os cabos coaxiais e de par trançado transmitem energia (sinais eletromagnéticos) e por isso tem distâncias muito limitadas porque o sinal sofre perda da força. Cabo de fibra óptica não sofre tais perdas (sofre bem menos).

9 Wireless: Wi-Fi (Wireless fidelity = "realidade sem fio" = WLAN). - ondas de rádio frequencia (aberta, normalmente de 2,4GHz - embora exista padrões de 5GHz). - IEEE

10 TIPOS DE IEEE a: primeiro padrão, trabalhava a 11Mbps e com 5Ghz (frequência que não era aceita em alguns países da Europa) b: o padrão mais aceito no começo, trabalhava a 11Mbps e com frequência de 2,4Ghz (livre) g: padrão mais comum até pouco tempo (3anos), trabalhava a 54Mbps e com frequência de 2,4Ghz n: hoje é o padrão, trabalha a 108Mbps e com frequência de 2,4Ghz. Obs: Nos equipamentos costuma vir indicando b/g/n = compatível com todos!

11 Resumindo o IEEE: IEEE - Instituto que padroniza redes/cabos... Cria normas. Bluetooth: IEEE Wi-Fi: IEEE a: 5 Ghz b: 2,4 GHz - 11 Mbps g: 2,4 GHz - 54 Mbps n: 2,4 GHz Mbps.

12 - MAN (Metropolitan Area Network = Rede de área metropolitana). Distâncias aproximadas de 50Km. Exemplos: Wired: Redes de telefonia fixa, redes de tvs por assinatura e rede elétrica (PLC). Wireless: Rádio frequência (FM) e redes celulares. Obs: Modem é um aparelho para converter sinais analógicos em sinais digitais, sendo assim é necessário para conexões de longo alcance que utilizem sinais analógicos.

13 - WAN (Wide Area Network = Rede de área abrangente/larga/ampla/remota) Não tem limitação geográfica. Wired: Fibra óptica; Wireless: Satélite, ondas de rádio (AM). Obs: Backbone "espinha dorsal" - São conexões de grande largura de banda - conexões de altíssima velocidade.

14 C) Quanto à arquitetura (troca de informações entre os equipamentos): c1) CLIENTE/SERVIDOR: Operam utilizando um equipamento principal que fará o papel de SERVIDOR e os usuários terão seus equipamentos acessando o servidor por meio de CLIENTES. - "centralização" - caso o servidor seja interrompido, todos perdem a conexão. - Comuns nas empresas, por exemplo para autenticar os usuários. Ex: Servidor proxy nas empresas conectam os usuários à Internet. Ex: Web, , FTP são serviços da Internet baseados no modelo cliente-servidor.

15 C2) Ponto-a-ponto (P2P): Nas redes ponto a ponto cada equipamento é, ao mesmo tempo, cliente e servidor. Ex: Redes de compartilhamento de arquivos (Napster, Kazaa, Emule, Edonkers, BitTorrent)...

16 ETHERNET: Rede local "cabeada". É um padrão (consiste em uma arquitetura de redes locais) para troca de dados em redes locais. (o concorrente antigo era o Token Ring). Padronizado pela norma IEEE = ETHERNET - Velocidade: Ethernet: 10Mbps Fast Ethernet: 100Mbps Gigabit Ethernet: 1000Mbps = 1Gbps.

17 INTERNET Rede mundial de computadores... Padrão WAN. Redes interconectadas e de alcance geográfico indeterminado. rede = infraestrutura (equipamentos, cabos, roteadores, computadores, satélites...)

18 Oferece vários serviços: - Web ou www (páginas) - - BATEPAPO - MENSAGENS INSTANTÂNEAS - DOWNLOAD E UPLOAD - ACESSO REMOTO A COMPUTADORES - VOIP (TELEFONIA PELA REDE)...

19 INTRANET É uma rede corporativa (interna da empresa - restrita aos funcionários por meio de autenticação utilizando LOGIN e SENHA). rede = infraestrutura (equipamentos, cabos, servidores, roteadores...). Utiliza os mesmos conceitos, serviços, protocolos, TECNOLOGIAS da Internet. Pode-se ter dentro da rede da empresa: - Páginas interligadas (web). - entre os funcionários ( ) - download e upload de arquivos entre os funcionários (FTP). - e outros serviços semelhantes aos da Internet.

20 Vantagens: - Agilizar a troca de informações. Maior velocidade! Interligar setores da mesma empresa. - Redução de custos. Reduzir a quantidade de papel (apostilas, catálogos, manuais)... - Maior acesso a informações. Disponibilizar uma lista dos ramais, consulta ao calendário de férias... Obs: A intranet não depende da internet, não é necessária conexão com a Internet. Na prática 99% das intranets estão ligadas inteiramente à Internet.

21 EXTRANET 1º: A Intranet que permite o acesso externo (de fora da empresa). Pode ser por meio de uma conexão privada ou por meio do site (sítio) web da empresa. 2º: É a interligação de duas ou mais intranets.

22 VPN Virtual Private Network - Rede de trabalho virtual privada Virtual: É aquilo que simula a realidade - é uma "fantasia" mas emula/simula se parece com a realidade que se está copiando. Privada: Restrita. VPN: é uma rede virtual privada que utiliza algum meio de comunicação (Ex: Internet) público para transmitir dados de maneira privada (restrita). Para isso é essencial que dois mecanismos de segurança sempre estejam presentes:

23 - firewall: Impedir acessos indesejados, bloquear atacantes, impedir que pessoas não autorizadas possam acessar a rede interna. - Criptografia: Visa embaralhar/codificar os dados para impedir que pessoas não autorizadas tenha acesso ao conteúdo da informação. Com esses mecanismos cria-se um "túnel" entre os dois pontos = TUNELAMENTO.

24 FORMAS DE ACESSO A INTERNET = Tecnologias de acesso à internet. Acesso por meio de provedor (infraestrutura) ISP: Provedor de serviços para Internet. Empresa que cobra dos usuários uma taxa para conectá- los à internet.

25 ACESSO DISCADO - DIAL-UP - Linha telefônica "convencional" - Depende de ser estabelecida uma conexão por meio de uma discagem. - Tarifação dependendo dos pulsos telefônicos - haverá uma cobrança associada ao tempo de uso. - "banda estreita" - porque a conexão era de baixa velocidade (Máxima de 56 Kbps). - utiliza o modem ou fax-modem para possibilitar o acesso.

26 ACESSO DEDICADO - Acesso "sempre disponível" - Não precisa de uma discagem para estabelecer a conexão, a conexão já está presente. - Normalmente tem velocidades muito maiores do que o acesso discado - por isso é associado como "banda larga".

27 DSL e seus subtipos (ADSL, SDSL, VDSL...) DSL: Assinante de linha digital. Utiliza a linha telefônica (analógica), porém, é necessário que a empresa de telefonia tenha uma central digital na região do usuário. É possível utilizar vários canais de comunicação - ao mesmo tempo... E com isso a velocidade é maior. ADSL: Acesso assimétrico - velocidades distintas para download e para upload. Download > upload. Velocidades que podem atingir até 100Mbps. O padrão atual (a melhor relação custo-benefício) está em torno de 10 ou 15 Mbps. PARA DOWNLOAD. Utiliza modem. A linha telefônica é dividida em duas partes e pode ser usada a comunicação de voz (chamada telefônica) ao mesmo tempo da comunicação de dados (acesso à internet).

28 TVs POR ASSINATURA (TVs por CABO) - Utilizam a infraestrutura da tv por assinatura, ou seja, utiliza os cabos de TV (coaxiais). - Utiliza Modem (Cable Modem). - Permite a utilização de TV e dados no mesmo cabo. - Não precisa de linha telefônica. - Velocidade é simétrica = download = upload. - Taxas estão em torno de 1 a 100 Mbps. As velocidades mais comuns são entre 10 e 30 Mbps.

29 Redes celulares Evolução: 1ª G: Analógico - sem acesso à internet. 2ª G: Digital - mas apenas para ligações, sem acesso à internet. 2,5 G: Digital + Dados (EDGE/GPRS/CDMA): Acesso à internet com velocidades muito baixas. Mas já tinha alguns serviços de dados interessantes: SMS, MMS... Havia duas possibilidades: 1ª Usar o celular como modem conectado a um computador (cabo, IRDA=infravermelho, Bluetooth). 2ª Usar o próprio celular para acessar microsites por meio de um microbrowser e o protocolo WPA (Wireless Application Protocol).

30 3ª G: Digital + Dados em banda larga (1xEVDO e 1xEVDV ou UMTS): Acesso à internet com velocidades medianas. A média está em torno de 1Mbps. Há três maneiras: 1ª Usar o celular como modem conectado a um computador (cabo, IRDA=infravermelho, Bluetooth). 2ª Usar o próprio celular para acessar sites por meio de um browser e os protocolos de Internet (TCP/IP, HTTP...) - O celular é um "computador" = SMARTPHONE. 3ª Um modem 3G (normalmente conectados na porta USB). 4ª Usando os microships 3G (Alguns Netbooks e Tablets possuem slot para chips 3G). 3,5 G ou 3G+: Digital + Dados em banda larga com velocidades médias de 3 Mbps (HSPDA). 4ª G: Será implantado a partir de Alcance até 20Mbps, na prática a velocidade média será de 7 Mbps...

31 Rádio (FM) - Acesso por meio de ondas (não há cabo). - Precisa de um antena especial e de um modem... - Normalmente é usada em regime de condomínios. - Sujeita a intempéries (variações climáticas). - Cobertura Metropolitana - não é para zonas rurais mais afastadas.

32 Satélite - Acesso por meio de uma "parabólica" (não há cabo) e a antena é ligada a um modem especial. - Cobre área muito grandes, pode ser usado em zonas rurais. - Costuma ter uma relação de custo/benefício muito alta.

33 PLC = Power Line Comunication - Utiliza as redes elétricas para envio e recebimento de dados. - Serviço pouco comum. - Utiliza um modem. - Os sinais elétricos e de dados utilizam voltagens diferentes "canais diferentes".

34 PROTOCOLOS DE REDE Regras de comunicação "software da rede", ou seja o protocolo define como as informações serão enviadas e recebidas na rede (entre computadores). "Língua das Redes"

35 PROTOCOLO BÁSICO DA INTERNET: TCP/IP Protocolo (no singular) ou conjunto de protocolos (no plural) os dois mais importantes do conjunto são o TCP e o IP). O conjunto de protocolos TCP/IP é dividido em CAMADAS! São três camadas principais (mais importantes para a prova): - APLICAÇÃO: Interage com o usuário - Recebe as solicitações do usuário e devolve a resposta ao usuário. - TRANSPORTE: Responsável pelo empacotamento (no envio) e pelo desempacotamento (no recebimento). - REDE: Responsável pelo endereçamento e pelo roteamento das informações (pacotes).

36 CAMADA DE REDE Protocolo IP (Protocolo de Internet = de interredes) Permite a interligação de redes entre si. Protocolo roteável (pacotes trafeguem entre redes distintas). Responsável pelo sistema de endereçamento "lógico" - consiste em endereços na forma de números para identificar de uma forma única/exclusiva um "host"/equipamento (computador).

37 2 Versões: - IPv4: Mais antiga, está sendo substituída pelo IPv6, porém, ainda é o mais cobrado em provas de concursos. Estrutura do IPv4: _______._______._______._______ (cada casa vai de 0 a 255). Ex de IPv4: IPv4 do Google.com.br: Abra o Prompt de Comando (CMD no menu iniciar). Comando PING O IPv4 é capaz de endereçar mais de 4 Bilhões de endereços únicos 256 x 256 x 256 x 256.

38 A demanda no entanto é maior que o número possível de combinações (principalmente por causa do registros de sites novos) e por isso fez-se um "upgrade" no IP para a versão 6 (IPv6). - IPv6: Mais novo (entrou em funcionamento no ano passado) e gradativamente está substituindo o IPv4. Possui 16 casas (0 a 255), 256 elevado a 16.

39 O IP não acompanha o computador fisicamente (é um endereço lógico e não físico). Quem normalmente fornece o endereço IP é o provedor (de serviços de internet) ou servidor (DHCP) de uma rede interna. Obs: DHCP -> Protocolo de atribuição dinâmica de endereços IPs. Obs2: O IP dos usuários costuma ser dinâmico e o dos servidores é FIXO!

40 Para saber o seu endereço IP: Prompt: IPCONFIG

41 CAMADA DE TRANSPORTE TCPUDP - "confiável" ou seguro- "não confiável" ou não seguro - garante ou confirma a entrega/recebimento - não garante, não confirma a entrega... - "orientado à conexão" = estabelece uma conexão entre a origem e o destino - não é orientado à conexão e portanto, não faz uma conexão com o destino. - "Handshaking" = aperto de mãos entre a origem e o destino. - não há o "acerto" prévio entre a origem e o destino. - MAIS LENTO- MAIS RÁPIDO - A PERDA DE UM PACOTE GERA A REPETIÇÃO DA INFORMAÇÃO, O TCP NÃO TOLERA PERDA DE PACOTES, UM ÚNICO PACOTE DESVIADO PODE SIGNIFICAR AUSÊNCIA INTEGRAL DA COMUNICAÇÃO. - NÃO SE IMPORTA COM A PERDA DE PACOTES, OU SEJA, A PERDA DE PACOTES NÃO GERA A AUSÊNCIA INTEGRAL DE COMUNICAÇÃO. Ex: Web, , Download, Batepapo...Ex: VoIP (chamadas telefônicas por meio da Internet, Vídeo Conferência, Streaming (fluxo contínuo de dados - rádios e Tvs ao vivo pela Internet).

42 - TCP (Protocolo que controla as transmissões) * Mais utilizado, mais comum, a maioria dos serviços na Internet utilizam o TCP como protocolo de transporte (Web, , Bate-papo, Download/Upload...).

43 - UDP (User Datagram Protocol) * Menos utilizado. Mais comum em serviços que exigem velocidades maiores (Ex: Voz/imagem - vídeo conferência da aula online) como por exemplo VoIP e Streaming na Internet (TV/Rádios ao vivo). Outro caso é o TFTP (transferência de arquivos "mais rápida").

44 CAMADA DE APLICAÇÃO - SERVIÇOS Sempre irá existir um Protocolo e um programa utilizado pelo Cliente (usuário). EX: – WEB = HTTP/DNS + INTERNET EXPLORER – = SMTP/POP ou SMTP/IMAP + OUTLOOK

45 PROTOCOLOS QUE VIABILIZAM A WEB (HTTP, HTTPs e DNS) Web é um serviço da Internet. HTTP: Protocolo de transferência de Hipertexto Protocolo responsável por transferir as páginas da Web do servidor onde estão armazenadas (Web Server) para o computador do usuário (cliente).

46 HIPERTEXTO: páginas da web - documentos que contém hiperlinks, são documentos construídos na linguagem HTML. HTML: Linguagem de criação de páginas web ou seja, linguagem de criação de documentos hipertexto (HiperText Markup Language). LINK: Ligação, "ponteiro" porque aponta (direciona) para outro local. BROWSER: Programa "cliente".

47 Para que a transferência ocorra é necessário um programa que solicita a página e "monta" a página no computador do usuário = BROWSER ou NAVEGADOR. Visualiza as páginas web (monta). Ex: No IE utiliza-se o comando Exibir/Código Fonte. Exibe os códigos HTML que são utilizados para a "montagem" da página!

48 Principais NAVEGADORES: - Internet Explorer (Microsoft) - Firefox (Mozilla) - Chrome (Google) - Safari (Apple) - Opera - Netscape - Konqueror - Nautilus

49 HTTPS: HTTP + Segurança = Criptografia (escrita em código) permite que as informações fiquem "restritas" ou privadas entre os parceiros da comunicação. Garante confidencialidade. Toda vez que tiver o HTTPs haverá também o "cadeado".

50 DNS (Protocolo) = Sistema de nomes de domínio Equivale a uma tabela que encontra o endereço IP por meio da URL ou a URL por meio do endereço IP. Faz a conversão do endereço "amigável" = URL em endereços numéricos (IP).

51 CONCEITO URL Endereço amigável, ou seja, um endereço na forma de nome. "nome de domínio". google.com.br andrealencar.com.br URL completa:

52 - HTTP: Protocolo - “://”: Separador - WWW: Web - Nem todo registro de domínio precisa ter o www. Ex: Núcleo do domínio: - andrealencar: domínio (núcleo do domínio = endereço registrado). -.com: Tipo de domínio ou subdomínio (comercial). Ex: -.br: País (Brasil) ou domínio geográfico.

53 Exceções em relação às URLs: * Os EUA não usam domínio de país (domínio geográfico). registrado nos EUA. idem... * No Brasil, Universidades e Faculdades puderam registrar domínios sem o tipo de domínio.

54 URL = UNIFORM/UNIVERSAL RESOURCE LOCATOR = Localizador uniforme/universal de recursos. deve ser exclusivo para aquela máquina = VERDADEIRO IP tem que ser exclusivo (para servidores é fixo). endereço de correio eletrônico TAMBÉM É URL Ex:

55 PROTOCOLOS QUE VIABILIZAM O (SMTP, POP e IMAP) TIPOS: a) Webmail: pela página web (cloud computing), a caixa postal do usuário é mantida em um servidor web e gerenciada por esse servidor. Ex: Gmail, hotmail... O usuário precisa de uma conta (endereço válido de ), de um browser (navegador) e do protocolo HTTPs (mas que já está no conjunto de protocolos TCP/IP. As pastas de correio eletrônico (caixa de entrada, caixa de saída, itens enviados, rascunho...) ficarão armazenadas na "nuvem".

56 b) Cliente: Programa especializado, próprio para o correio eletrônico (MS Outlook, Outlook Express e o Thunderbird). O usuário precisa de uma conta (endereço de válido), precisa do cliente e de configurações dos protocolos SMTP (envio) e POP/POP3 ou IMAP/IMAP4 (recebimento). As pastas de correio eletrônico (caixa de entrada, caixa de saída, itens enviados, rascunho...) serão armazenadas (organizadas/processadas) no computador local.

57 SMTP: Para saída, protocolo de ENVIO!!! POP: Para entrada, protocolo de recebimento. "= recortar e colar". Remove as mensagens da caixa postal (nuvem) e traz para a caixa de entrada (local). IMAP: Para entrada, protocolo de recebimento. "= copiar e colar". Copia (mantém) as mensagens da caixa postal (nuvem) e traz (uma cópia) para a caixa de entrada (local). Por padrão, utiliza-se o Protocolo POP para recebimento!

58 PASTAS DE CORREIO a) Caixa de Entrada: É a pasta padrão para recebimento de novas mensagem. Todas as mensagens novas entram na caixa de entrada. É possível criar "regras" para que as mensagens sejam movidas/copiadas/excluídas da caixa de entrada. b) Rascunhos: É a pasta que armazena mensagens que estão "sendo" compostas. O usuário pode salvar uma mensagem para utilizar posteriormente (finalizar em outro momento) c) Caixa de saída: É uma pasta de armazenamento temporário, recebe as mensagens que estão "sendo" enviadas. Em processo de envio. d) Itens enviados: Armazena uma cópia das mensagens enviadas. e) Itens excluídos: Armazena as mensagens apagadas, equivale a uma "lixeira".

59 PRINCIPAIS BOTÕES DO CORREIO ELETRÔNICO a) Responder: Direcionar uma resposta ao autor original (remetente). Não vai "anexo" por padrão. b) Responder a todos: Direciona uma mensagem a todos os destinatários visíveis da mensagem original além do autor (remetente). Por padrão o anexo não vai na resposta. c) Encaminhar: Direcionar a mensagem original (com ou sem alguma anotação nova) a um terceiro. Por padrão o anexo vai junto.

60 TELA DE COMPOSIÇÃO DE UMA MENSAGEM a) DE: Representa a conta do remetente (só aparece quando o remetente tem duas ou mais contas no mesmo programa). b) PARA: Destinatário "principal" da mensagem. Pode ter vários destinatários separados por ";". "Para tomar providências". c) CC: Com cópia ou Cópia carbono ou ainda Com conhecimento. Também pode ter vários destinatários. d) CCO: Com cópia oculta ou cópia carbono oculta ou ainda Com conhecimento oculto. Também pode ter vários destinatários e os destinatários ocultos ficarão ocultos entre si!

61 PROTOCOLOS PARA DOWNLOAD E UPLOAD (FTP e o TFTP) A) FTP (File Transfer Protocol = Protocolo de transferência de arquivos Arquitetura do tipo CLIENTE-SERVIDOR. O usuário (cliente) utiliza um programa (cliente - normalmente é próprio browser ou o Windows Explorer) e acessa arquivos e pastas em um servidor. Exemplo: Abra o Windows Explorer e digite na barra de endereço: ftp://ftp.stf.jus.br/

62 Site Web é composto de hiperlinks, imagens, interações... linguagem HTML. Site FTP é composto por arquivos e pastas. Sites de FTP normalmente permitem conexões anônimas (sem usuário e senha específicos)... Utiliza o protocolo TCP como protocolo de transporte e especificamente utiliza a porta de comunicação número 21.

63 B) TFTP É o mesmo que o FTP, porém, mais rápido e menos confiável porque utiliza o UDP como protocolo de transporte.

64 OUTROS PROTOCOLOS DA CAMADA DE APLICAÇÃO A) IRC (Internet Relay Chat = "batepapo") Significa troca de informações entre usuários online e em tempo real (síncrona). Exemplo de cliente: MIRC CHAT = Batepapo: Utiliza-se clientes ou páginas da web que criam salas virtuais.

65 MENSAGENS INSTANTÂNEAS = "MSN", GoogleTalk, ICQ, Batepapo do facebook...: Utiliza-se clientes ou páginas da web mas a conversa ocorre entre "amigos" (pessoas previamente cadastradas) individual ou em grupos. Os programas de mensagens instantâneas costumam utilizar status para identificar se os contatos estão disponíveis ou não.

66 Fórum: É sempre via WEB (protocolo HTTP) e nesse caso as pessoas "postam" mensagens em um "quadro de avisos" tipo "mural" e os outros comentam. É o serviço é assíncrono.

67 B) VoIP (Voice Over IP = Voz por meio das redes IP) Permite fazer chamadas telefônicas por meio de rede de dados. O custo de chamadas telefônicas via IP é bem mais baixo do que o custo das ligações "normais". Exemplo: Skype

68 C) Telnet Protocolo para acesso remoto a computadores, permite controlar um computador à distância. Telnet tem a desvantagem de ser em modo texto (comandos pelo teclado) Exemplo de programas mais "modernos": - TeamViewer - ShowMyPC - LogMeIn - VNC remoto.htm


Carregar ppt "INFORMÁTICA ANDRÉ ALENCAR. 3. Conceitos, serviços e tecnologias relacionados a intranet, Internet e a correio eletrônico. Conceitos básicos Rede (NET):"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google