A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

SUMÁRIO 1.INTRODUÇÃO 2.DESENVOLVIMENTO 2.1. O trabalho 2.2. Definições 2.3. Metodo 2.4. Resultados 3. CONCLUSÃO.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "SUMÁRIO 1.INTRODUÇÃO 2.DESENVOLVIMENTO 2.1. O trabalho 2.2. Definições 2.3. Metodo 2.4. Resultados 3. CONCLUSÃO."— Transcrição da apresentação:

1

2 SUMÁRIO 1.INTRODUÇÃO 2.DESENVOLVIMENTO 2.1. O trabalho 2.2. Definições 2.3. Metodo 2.4. Resultados 3. CONCLUSÃO

3 2. DESENVOLVIMENTO 2.1. O TRABALHO Título do artigo: Excitação e ativação em uma tarefa de tiro esportivo

4 2. DESENVOLVIMENTO 2.1. O TRABALHO Objetivo: Explorar a influência da excitação e da ativação na performance de atletas de tiro.

5 2. DESENVOLVIMENTO 2.1. O TRABALHO Hipótese: A performance seria influenciada pela ativação e não pelo grau de excitação.

6 2. DESENVOLVIMENTO 2.2. DEFINIÇÕES Excitação Ativação Nível de resistência galvânica da pele (Skin conductance level)

7 2. DESENVOLVIMENTO 2.2. DEFINIÇÕES Biofeedback: obter informações sobre o funcionamento corporal regulado pelo sistema nervoso simpático Alterações na resistência elétrica da pele causadas por mudanças no estado emocional

8 2. DESENVOLVIMENTO 2.3. MÉTODO Participantes Procedimentos Processamento de Dados Análise Estatística

9 2.3.1 Participantes (Amostra) - 23 Atiradores Esportivos de Elite (14 M e 09 H); - Idade entre 21 e 39 anos (Média de 27a e 07m); - 10 da Equipe Nacional de Carabina de Ar; e - Os demais já haviam vencido campeonatos regionais.

10 2.3.2 Procedimentos Primeira Sessão: - 20 min iniciais (descanso); - Sentado em silêncio e com os olhos fechados; - Atividade Eletrodermal (UFI Bioderm Model 2701); - Voltagem constante de 0,5 V; - Eletrodos de 7,5 mm Diâmetro (AgCl) na sola do pé não preferido; e - Eletrólito de 0,05 m (NaCl) em uma base com fluido viscoso isolante; Segunda Sessão: - Estande de tiro durante a performance completa de 60 tiros (ISSF); e - Atividade Eletrodermal continuamente com 10 Hz.

11 2.3.3 Processamento dos Dados - Nível base de excitação foi derivado de cada sujeito como o mais baixo em 2 min (SCL); - A média foi de 0,5 s antes do tiro ( Estado de Excitação Ativado); - A medida do comportamento da performance (SCATT): 1) Total de Pontos; 2) Tempo de permanência no alvo (%); 3) Desvio do centro do alvo; 4) Distância do traçado - Arco de Movimento - (mm); e 5) Intervalo entre os tiros (s).

12 2.3.4 Análise Estatística - As medidas iniciais foram repetidas para testar se houve aumento significativo na Excitação; - Cinco medidas (Variáveis Dependentes): 1) Total de Pontos; 2) Tempo de permanência no alvo (%); 3) Desvio do centro do alvo; 4) Distância do traçado - Arco de Movimento - (mm); e 5) Intervalo entre os tiros (s).

13 2. DESENVOLVIMENTO 2.4. RESULTADOS

14 2. DESENVOLVIMENTO 2.4. RESULTADOS

15 2. DESENVOLVIMENTO 2.4. RESULTADOS

16 2. DESENVOLVIMENTO 2.4. RESULTADOS

17 2. DESENVOLVIMENTO 2.4. RESULTADOS

18 3. CONCLUSÃO Diferentemente de estudos anteriores, constatou-se que não existe nível negativo de ativação durante a realização de tarefa.

19 3. CONCLUSÃO A ativação relacionada a tarefa avaliada tem efeito sobre o comportamento da performance do atleta, enquanto que a excitação não.


Carregar ppt "SUMÁRIO 1.INTRODUÇÃO 2.DESENVOLVIMENTO 2.1. O trabalho 2.2. Definições 2.3. Metodo 2.4. Resultados 3. CONCLUSÃO."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google