A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Agosto de 2006 SISTEMA DE ESTATÍSTICAS INDUSTRIAIS Diretoria de Pesquisas COIND.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Agosto de 2006 SISTEMA DE ESTATÍSTICAS INDUSTRIAIS Diretoria de Pesquisas COIND."— Transcrição da apresentação:

1 Agosto de 2006 SISTEMA DE ESTATÍSTICAS INDUSTRIAIS Diretoria de Pesquisas COIND

2 Sistema de Estatísticas Industriais Configuração Atual Perspectivas

3  Contexto de Implementação desse Sistema  Objetivos Gerais  Descrição das Pesquisas  Pontos a destacar

4  A atual configuração do Sistema de Estatísticas Industriais, é resultado de um esforço empreendido pelo IBGE a partir de meados dos anos 90, no sentido de ultrapassar o quadro de forte defasagem que existia em relação às pesquisas econômicas, num contexto de limitações orçamentares.

5 Objetivos Gerais  Gerar informações com: - atualidade - integradas inter e intrasetorialmente - com custos compatíveis à realidade orçamentária da instituição - buscando não “carregar”/”onerar” as empresas

6  Bases desse Sistema - implementação de uma classificação de atividades econômicas não só nas pesquisas do IBGE, mas também nos registros administrativos; - montagem e gestão de um sistema cadastro, como marco para o desenho das amostras das pesquisas (REFERÊNCIA ÚNICA NÃO DUPLICADA);

7 - desenho de amostras robustas, compostas por um estrato certo amplo o suficiente para garantir um maior detalhamento setorial e espacial dos dados (AMOSTRAS PADRONIZADAS); - crescente utilização de novas mídias para a coleta de informações; - maior preocupação com a disseminação dos resultados, inclusive buscando progressivamente fazer do informante um potencial consumidor das informações.

8 Pesquisas Industriais produzidas pelo IBGE INDÚSTRIA E CONSTRUÇÃO Nível de Divulgação Pesquisa Industrial Anual - Empresa (PIA-Empresa)Brasil e UFs Pesquisa Industrial Anual de Produto (PIA-Produto)Brasil e Ufs* Pesquisa Anual da Indústria da Construção (PAIC)Brasil e UFs Pesquisa de Inovação Tecnológica (PINTEC)Brasil e UFs** Pesquisa Industrial Mensal de Emprego e Salário (PIMES)Brasil e UFs** Pesquisa Industrial Mensal de Produção Física (PIM-PF)Brasil e UFs** Índice de Preços Industriais (IPP) ***Brasil * divulgação de resultados regionais em planejamento ** locais selecionados *** projeto em elaboração

9 TAMANHO DAS AMOSTRAS

10 Alcance do Estrato Certo da PIA - Empresa

11

12

13

14 Resultados Regionais Unidade da Federação% Amazonas92,0 Espírito Santo89,9 Pará89,2 Alagoas88,5 Maranhão85,6 Paraíba84,6 Rio de Janeiro83,5 Bahia83,3 Pernambuco82,8 Sergipe81,7 Rio Grande do Norte80,9 São Paulo79,6 Distrito Federal79,4 Brasil79,3 Participação da PIA-Produto no Total das Vendas Industriais

15

16 PAIC

17

18 Pesquisas Conjunturais PIMES - Índices sobre o emprego e o salário industrial  Variáveis: POA, Admissões, Desligamentos, Horas Pagas e Folha de Pagamento  Amostra de Unidades Locais Industriais - estrato certo - > 500 PO - estrato amostrado - de 5 a 29 PO de 30 a 99 PO de 100 a 499 PO

19  Seleção das Atividades - algumas agregações de CNAE para viabilizar um tamanho total de amostra de, no máximo, 5000 informantes. Divisões CNAE agregadas: papel e gráfica (21+22); máquinas e equipamentos, exclusive elétricos, eletrônicos, de precisão e de comunicação (29+30); máquinas e aparelhos elétricos, eletrônicos, de precisão e de comunicação ( ); meios de transporte (34+35); outros produtos (36+37).

20  Áreas Geográficas agregadas: Região Norte + Região Centro-Oeste  Séries de 2001 em diante  Defasagem na divulgação: em torno de 45 dias

21

22 PIM-PF  Índices sobre o produto real da indústria  Nº de informantes: 3800  Nº de produtos: 825  Índices para Brasil: - por atividade (2 ou 3 dígitos da CNAE)* - por categorias de uso* - por subsetores (76) * há séries ajustadas sazonalmente

23  Índices para regiões selecionadas: - por atividade (2 ou 3 dígitos da CNAE)*  Índices Especiais para Brasil: - insumos típicos da construção - subsetores de bens de capital - intensidade no consumo de energia elétrica - intensidade exportadora - Agroindústria - categorias de uso, segundo atividade - PIM-PF compatível com PIMES * há séries ajustadas sazonalmente para o total da indústria

24 IPP  Âmbito: Indústria de Transformação  Articulado à amostra PIM-PF (produtos e informantes)  em nível Brasil  teste piloto/entrevista à distância  ampliação setorial (extrativa, agricultura e serviços)

25 Disseminação das Informações  Pesquisas Anuais - calendário de divulgação - coletiva à imprensa - publicação com CD-ROM e nota com análise de resultados - divulgação de séries históricas no SIDRA

26 1 - PIA-Empresa - Metodologia: /empresas/srmpiaempresa.pdf /empresas/srmpiaempresa.pdf - Resultados disponíveis a partir de exceto anos censitários e o ano de 1991: 6&i=P

27 2 - PIA-Produto No site do IBGE: em 'economia/indústria/Pesquisa Industrial Anual - Produto'. - Informações de 1998 a 2001 para os 100 maiores produtos em valor de vendas - de 2002 em diante, para todos os produtos, em nível Brasil.

28 3 - PAIC - Resultados disponíveis em nível Brasil e Unidades da federação a partir de 2002:

29 4 - PINTEC - Metodologia: tec/srmpintec.pdf tec/srmpintec.pdf - Resultados disponíveis para os anos de 2000 e 2003: No site do IBGE: em 'economia/indústria/Pesquisa Industrial de Inovação Tecnológica - PINTEC'

30 5 - PIMES - Metodologia: imes/srmpimes.pdf - Resultados disponíveis a partir de 2001: &p=XY&z=t&o=3

31 6 - PIM-PF - Metodologia: impfbr/srmindconjind.pdf - Resultados disponíveis a partir de 1991: &e=c&t=2&p=PF&v=28&z=t&o=3

32

33 Área Temática Nº de Projetos* Total37 Censo Demográfico 3 Pesquisas de Comércio 1 Pesquisas de Serviços 1 Pelo menos 2 pesquisas da área econômica em conjunto 2 Pesquisas de Indústria30 ACESSO ESPECIAL * Período: setembro 2003 a fevereiro 2006

34 Disseminação  Publicações c/ CD ROM  Atendimento à imprensa  Séries no site institucional  Tabulações Especiais  Acesso sob condições especiais

35 Implementação do Novo Sistema Pontos a Destacar  Cadastro - referência única, não duplicada, de todas as empresas  Amostra - desenhos amostrais padronizados  Unidade Básica de Informação - EMPRESA  Abordagem Especial às Grandes Empresas  Melhorar  Uso de dados fiscais para Empresas Pequenas e Simples  Desenvolver

36  Ampliação do Âmbito Setorial - Incluir Atividades de Produção e Distribuição de Eletricidade, Gás e Água  Lacuna  Representatividade Regional - Municípios  Desenvolver (estrato certo+estimativas a partir do Cadastro)  Conceitos, definições, variáveis (reavaliação a partir do feedback - Contas Nacionais e demais usuários)

37  Uso de sistemas de processamento genéricos comuns, para crítica e imputação  Melhorar  Banco de Dados Único  Desenvolver

38  Ampliar uso Articulado das pesquisas com Estatísticas de Registros Administrativos - RAIS - CAGED - Comércio Exterior - IRPJ

39 Pesquisas Conjunturais  Indicador de Vendas  Lacuna  Desenvolver  Indicador de Investimento (demanda)  Lacuna  Desenvolver  Informações sobre NUC  Avaliar Atividade de construção ( edificações)  Desenvolver

40  Ganhos obtidos até aqui, com a implementação desse Sistema, devem prosseguir, focando os seguintes pontos: RESUMO - agilização dos processos internos de tratamento das informações, resultando no aumento da qualidade (maior consistência e menor prazo de divulgação) - ampliação do uso “cruzado” de informações do IBGE x Fontes Externas - consolidação do projeto IPP

41 - atualização dos indicadores conjunturais em prazos mais curtos/ ampliação temática dos mesmos - implementação da CNAE 2.0 minimizando impactos, de comparabilidade e de prazo, nas séries históricas - ampliação das seções industriais cobertas: (SIUP) - aprofundar comparações pesquisas x contas

42 CONSULTAS Sobre Resultados: Sobre Metodologia: OBRIGADO


Carregar ppt "Agosto de 2006 SISTEMA DE ESTATÍSTICAS INDUSTRIAIS Diretoria de Pesquisas COIND."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google