A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

BitTorrent Willamys Araújo 1. Introdução Muitas tecnologias de compartilhamento de arquivos pela internet são bastante populares, no entanto, é possível.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "BitTorrent Willamys Araújo 1. Introdução Muitas tecnologias de compartilhamento de arquivos pela internet são bastante populares, no entanto, é possível."— Transcrição da apresentação:

1 BitTorrent Willamys Araújo 1

2 Introdução Muitas tecnologias de compartilhamento de arquivos pela internet são bastante populares, no entanto, é possível que nenhuma delas tenha tanto destaque quanto o BitTorrent. O BitTorrent oferece um modo de funcionamento inovador, eficiente, rápido e estável, especialmente para o compartilhamento de arquivos grandes. 2

3 Mas, o que faz esse padrão ter essas características? Como o BitTorrent funciona? 3

4 O que é BitTorrent O BitTorrent é uma tecnologia criada por Bram Cohen que permite o compartilhamento de qualquer tipo de arquivo pela internet, sendo muito utilizado para a distribuição de vídeos, músicas e softwares. Sua forma de trabalho é muito eficaz e evita, por exemplo, que determinados usuários só façam download, mas não compartilhem arquivos (a não ser que alguém utilize algum macete para burlar isso). 4

5 O que é BitTorrent Isso porque a taxa de download é, de forma certa, equivalente à taxa de upload, ou seja, somente compartilhando é que você consegue baixar arquivos. Por esta razão, quando o usuário está iniciando um determinado download, a velocidade utilizada pode ser lenta e vai aumentando de acordo com o que já foi baixado do arquivo. Quanto mais o usuário tiver de um arquivo, mais pode compartilhar, beneficiando um número maior de pessoas. 5

6 O que é BitTorrent Na verdade, o BitTorrent é um protocolo que, como já dito, permite o compartilhamento de qualquer tipo de arquivo. Devido a isso, o BitTorrent não pode ser considerado um software para fins ilegais (como foi o pioneiro Napster, por permitir a distribuição de músicas no formato MP3), pois qualquer pessoa ou entidade pode usar o protocolo para distribuir arquivos. 6

7 O que é BitTorrent Há inclusive empresas que compartilham seus softwares por este meio. Apenas como exemplo, suponha que um produtor criou um filme independente meramente por hobby, sem intenção de lucro. Além de disponibilizá-lo em um site, o autor pode distribuí-lo pelo BitTorrent. Se o fizer, não estará ferindo nenhuma lei de proteção à propriedade intelectual, pois como detentor dos direitos sobre o material, determina quais os meios de distribuição. 7

8 O que é BitTorrent Se conteúdo ilegal é compartilhado pelo BitTorrent, a responsabilidade, nestes casos, é dos usuários que o fazem, não do programa. 8

9 Razões para usar o BitTorrent 9

10 Segurança: o BitTorrent é muito seguro, pois compartilha apenas o arquivo que você estiver baixando ou já baixou. A tecnologia não faz uso de diretórios compartilhados, o que evita, por exemplo, que vírus se instalem nestas pastas e contaminem o computador de outro usuário; Multi-plataforma: o BitTorrent é multi-plataforma, ou seja, não é destinado a um único sistema operacional. Você pode utilizá-lo no Windows, no Mac OS e no Linux, por exemplo; 10

11 Razões para usar o BitTorrent Código-fonte aberto: pelo menos em parte. No segundo semestre de 2007, quando o BitTorrent 6 foi lançado, os responsáveis pelo programa fecharam o código-fonte de seu cliente oficial, uma vez que este passou a ser baseado no cliente ATorrent, que nunca foi aberto (mas sempre foi gratuito). Gratuito: você não precisa pagar nada para usá-lo (no entanto, você pode fazer donativos aos mantenedores do serviço); 11

12 Razões para usar o BitTorrent Continua de onde parou: você não precisa deixar seu computador ligado até o download terminar. É possível interrompê-lo e posteriormente o BitTorrent continua de onde parou. 12

13 Como funciona o BitTorrent 13

14 Como funciona o BitTorrent Para que você possa fazer download (e upload) pelo BitTorrent, é necessário que cada item compartilhado esteja associado a um arquivo denominado torrent, cuja extensão é.torrent (por exemplo, itep.torrent). Trata-se de um arquivo pequeno e simples, mas que contém as informações necessárias para o compartilhamento, como local onde o arquivo está e a sequência que verifica a integridade deste. Esse arquivo pode estar disponível em um site e, quando acessado, inicia o download do arquivo compartilhado (desde que o BitTorrent esteja instalado no computador do usuário). 14

15 Como funciona o BitTorrent Isso significa que você precisa achar um torrent do arquivo que você deseja baixar. Para encontrar torrents você pode usar sites voltados a este fim. Há vários na internet, basta digitar a palavra "torrent" em mecanismos de busca para localizá-los. 15

16 Como funciona o BitTorrent Seed (ou seeding): é a denominação dada à máquina que possui um arquivo completo compartilhado, como o computador que primeiramente disponibilizou o arquivo e os outros que posteriormente o baixaram por inteiro; Peer: nome dado a cada computador que compartilha arquivos. Quando você está baixando algo pelo BitTorrent, seu computador é um peer, ou seja, um ponto ou um nó da rede; 16

17 Como funciona o BitTorrent Leech (ou leeching): é a denominação dada ao momento em que um computador faz download; Tracker: denominação dada ao servidor que é responsável por organizar os arquivos disponíveis e direcionar os downloads; Swarm: nome dado ao conjunto de computadores que estão compartilhando o mesmo arquivo. Se, por exemplo, o arquivo infowester.avi está sendo compartilhado por 2 seeds e por 8 peers, o swarm do arquivo contém 10 computadores (2 seeds + 8 peers). 17

18 Como funciona o BitTorrent Leech (ou leeching): é a denominação dada ao momento em que um computador faz download; Tracker: denominação dada ao servidor que é responsável por organizar os arquivos disponíveis e direcionar os downloads; Swarm: nome dado ao conjunto de computadores que estão compartilhando o mesmo arquivo. Se, por exemplo, o arquivo infowester.avi está sendo compartilhado por 2 seeds e por 8 peers, o swarm do arquivo contém 10 computadores (2 seeds + 8 peers). 18

19 Como funciona o BitTorrent O tracker é um dos principais responsáveis pelo funcionamento da rede do BitTorrent, pois ele praticamente gerencia a distribuição de conteúdo, justamente por possuir informações sobre onde estão os computadores com os arquivos compartilhados em um determinado momento. Quando o usuário inicia um download, o tracker é consultado para que a lista de computadores que possui o arquivo em questão seja informada. Enquanto o download estiver sendo feito, o computador se comunicará periodicamente com o tracker para informar o quanto de download já foi feito e para saber o quanto falta. 19

20 Como funciona o BitTorrent É importante ao tracker conhecer o quanto já foi baixado para que assim ele possa indicar essa máquina a outro computador que esteja precisando do "pedaço" do arquivo que o primeiro já tem. Desse modo, quanto mais computadores estiverem compartilhando aquele conteúdo, mais rápido será o download, pois haverá mais opções de fontes. 20

21 Como funciona o BitTorrent Um fato interessante é que se por alguma razão o tracker parar de funcionar (quando isso ocorre, geralmente é temporário) o swarm continua compartilhando o arquivo que lhe cabe, afinal, cada computador sabe de onde fazer o download. No entanto, nenhuma outra máquina poderá fazer parte desse swarm enquanto não houver tracker que possa direcioná-la. 21

22 Como funciona o BitTorrent 22

23 Como funciona o BitTorrent 23

24 Como funciona o BitTorrent 24

25 µTorrent e µTP 25

26 µTorrent e µTP No final de 2006, a BitTorrent, Inc. anunciou a aquisição do uTorrent (cuja escrita popularmente é feita como uTorrent, por questões de comodidade), um dos mais populares clientes de BitTorrent do mundo, devido ao seu conjunto de funcionalidades e à sua leveza. O uTorrent é um aplicativo gratuito, mas seu código-fonte não é aberto. No entanto, em maio de 2010, o código de uma de suas principais "armas", o protocolo uTP (uTorrent Transport Protocol), também chamado de uTP, foi liberado. 26

27 µTorrent e µTP O uTP desperta interesse porque consegue avaliar o impacto que downloads feitos por BitTorrent fazem na conexão à internet. Se o protocolo notar, por exemplo, que os downloads estão atrapalhando a navegação do usuário, a largura de banda destinada ao BitTorrent é diminuída. 27

28 µTorrent e µTP O contrário também acontece: se houver disponibilidade, a largura de banda aumenta. Como se não bastasse, o uTP também consegue "burlar" barreiras colocadas por provedores para prejudicar os downloads. Com a disponibilização de seu código-fonte, o protocol pode ser implementado em outros clientes, aumentando o "poder de fogo" do BitTorrent como um todo. 28

29 Onde Baixar 29

30 Onde Baixar Você pode baixar uma versão do BitTorrent apropriada para seu sistema operacional diretamente do site oficial da tecnologia: No entanto, como o BitTorrent em si é um protocolo, você pode procurar em sites de downloads ferramentas criadas por terceiros que trabalham com a tecnologia. Há várias opções disponíveis, com diferentes recursos, para as mais diversas plataformas (no Linux, é possível usá-lo até mesmo por linha de comando). 30

31 Onde Baixar Uma delas é o gratuito ABC, disponível em pingpong- abc.sourceforge.net como software livre ou o já mencionado uTorrent. O navegador de internet Opera também é uma opção, pois contém um cliente de BitTorrent por padrão. 31

32 Criar um Torrent 32

33 Criar um Torrent Abrir o Torrent > Arquivo > Criar Novo Torrent 33


Carregar ppt "BitTorrent Willamys Araújo 1. Introdução Muitas tecnologias de compartilhamento de arquivos pela internet são bastante populares, no entanto, é possível."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google