A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

PROFETA JONAS. ESQUEMA CRONOLÓGICO APROXIMADO ( Dionísio Pape) Os 4 Profetas MaioresOs 12 Profetas MenoresAcontecimentos Políticos ISAÍAS Oséias Joel.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "PROFETA JONAS. ESQUEMA CRONOLÓGICO APROXIMADO ( Dionísio Pape) Os 4 Profetas MaioresOs 12 Profetas MenoresAcontecimentos Políticos ISAÍAS Oséias Joel."— Transcrição da apresentação:

1 PROFETA JONAS

2 ESQUEMA CRONOLÓGICO APROXIMADO ( Dionísio Pape) Os 4 Profetas MaioresOs 12 Profetas MenoresAcontecimentos Políticos ISAÍAS Oséias Joel Amós Jonas Miquéias Naum DOMINAÇÃO DA ASSÍRIA Queda de Samaria, 722 a.C. Exílio de Israel na Assíria Queda de Nínive, 612 a.C. Fim do Império Assírio JEREMIAS Habacuque Sofonias DOMINAÇÃO DA BABI Queda de Jerusalém, 587 a.C. EZEQUIEL DANIEL Obadias O EXÍLIO DE JUDÁ Na Babilônia durante 70 anos Queda da Babilônia, 539 a.C. Ageu Zacarias Malaquias DOMINAÇÃO DA PÉRSIA O rei persa Ciro toma a Babilônia, em 538 a.C. autoriza a volta do exílio. Restauração do templo, 517 a.C. Espera do Messias, 450 a.C.

3 COMPOSIÇÃO DO LIVRO I – O livro não contém qualquer indicação sobre autoria ou sua data de composição. 1)Sabemos que Jonas era profeta e que viveu no período do rei de Israel, Jeroboão II, ( a.C). (2 Rs 14.25) 2)Era galileu da cidade de Gate-Hefer, próximo a Nazaré. 3)O livro de Jonas nada fala sobre sua atividade profética em Israel.

4 COMPOSIÇÃO DO LIVRO 3) O livro foi escrito na terceira pessoa. 4) Se o livro é histórico, deve-se esperar que Jonas ou alguém que obteve informação a seu respeito, provavelmente um dos “filhos dos profetas”. (II Rs 2.3)

5 JONAS HISTÓRIA OU LENDA? I - Estudiosos mais conservadores insistem em que o livro é um tipo de narração histórica, pelos seguintes fatos: a)Sabemos pelo livro de II Rs 14.25, que o personagem é real. b)A forma do livro assemelha-se aos livros históricos do Antigo Testamento.

6 JONAS HISTÓRIA OU LENDA? A história é introduzida com a fórmula padronizada “veio a palavra do Senhor a Jonas... (1.1) A apresentação não é em forma de sonho ou visão, mas numa situação que se exige que Jonas se levante e siga para Nínive. O mais forte argumento a favor de uma leitura histórica é a referência de Jesus a Jonas e Nínive, indicando que ele acreditava na historicidade do livro.

7 JONAS HISTÓRIA OU LENDA? II – Estudiosos contemporâneos estão inclinados a tratar o livro como uma forma de ficção. a)Jonas é o único personagem designado por um nome próprio. b)Rei de Nínive seria um título incomum, uma vez que Nínive era a capital e não o próprio império.

8 JONAS HISTÓRIA OU LENDA? c) É alegado muitos exageros fantásticos no livro: A sobrevivência de Jonas no interior do peixe. Arrependimento dos animais (3.7-8) A descrição do tamanho de Nínive. (3.3-5) O crescimento acelerado da planta d) Persuadido por tais argumentos,vários estudiosos rejeitaram a interpretação histórica e a substituíram por uma outra. (Mito, alegoria, parábola)

9 ESTRUTURA LITERÁRIA I – O livro pode ser dividido em dois ato com duas cenas cada uma. 1)Os atos são divididos pela repetição da comissão de Deus ao profeta Jonas. a) Primeiro ato b) Segundo ato 3.1,2)

10 ESTRUTURA LITERÁRIA 2 ) Cada ato possui duas cenas. a) Cenas do primeiro ato. A bordo do navio Na barriga do peixe

11 ESTRUTURA LITERÁRIA b) Cenas do segundo ato. Jonas prega e Nínive se arrepende. A segunda cena muda para leste de Nínive, onde Jonas se debate com os desígnios de Deus de julgamento e salvação.

12 ESTRUTURA LITERÁRIA II – No capítulo a oração de Jonas é um salmo de ações de graça. 1) Alguns estudiosos argumentam que este salmo não se encaixa ao contexto e apresenta um retrato de Jonas que não condiz com o restante do livro. 2) Levando em conta o contexto do livro caberia melhor um salmo de lamento/queixa.

13 ESTRUTURA LITERÁRIA 3) Entendemos o salmo de gratidão, quando vemos o grande peixe que engoliu Jonas, não como instrumento de julgamento de Deus, mas antes de sua salvação, pois o animal livra Jonas da morte por afogamento. (observar o relato que Jonas faz de sua situação no próprio salmo ). 4) No final do Salmo Jonas afirma sua lealdade a Deus, e no capítulo seguinte o encontramos mais uma vez relutante quanto a vontade de Deus.

14 CONTEXTO HISTÓRICO I – Os fatos relatados no livro ocorreram na primeira metade do século VIII a.C., período do reinado de Jeroboão II, rei de Israel. ( a.C) II – O império Assírio que demostrara sua força no século IX, começando no reinado de Assurbanipal, que liderou várias campanhas anuais ao longo do alto Eufrates, aterrorizando os habitantes por meio da política de intimidação implacável.

15 CONTEXTO HISTÓRICO II – Seu sucessor, Salmanesser III, continuou com a mesma estratégia, e foi o primeiro a atacar Israel no reinado de Acabe. Israel sai vitorioso neste confronto. 1) Foi no reinado de Jeu, que Israel passou a ser tributário da Assíria. (800 a.C)

16 CONTEXTO HISTÓRICO III – A Assíria entra em um período de declínio que durou 50 anos. Este período equivale praticamente ao reinado de Jeroboão II (II Rs ) 1)A partir do reinado de Tiglate-Pileser III (745 a.C), a Assíria começa a se reerguer. Ele invadiu Israel no reinado de Menaém e fez de Israel seu tributário. (II Rs 15.19)

17 CONTEXTO HISTÓRICO 2) Israel permanece tributário da Assíria até a queda de Samaria em 722 a.C, quando o povo é levado para o cativeiro. 3) A queda do Império Assírio ocorre em 626 a.C,. Surge então o Império Babilônico sob o comando de Nabopalassar. 4) Vamos voltar ao contexto de Jonas que é o reinado de Jeroboão II., Momento de declínio da Assíria.

18 CONTEXTO HISTÓRICO III – Com o declínio da Assíria, Jeroboão II fica livre para reconquistar boa parte do território pertencente a Israel na época de Davi e Salomão, vez que os Assírios não eram uma ameaça para Israel neste momento.

19 O PROPÓSITO E MENSAGEM DO LIVRO I – Há quem entenda que o propósito do livro é uma mensagem para Israel. 1) Jonas representa Israel, e a lição que ele aprende no final do livro é a lição para Israel. II – Alguns acreditam que o livro de Jonas é um livro missionário. 1) O livro incentiva Israel a evangelizar outras nações.

20 O PROPÓSITO E MENSAGEM DO LIVRO III – Outros sugerem que o livro ensina a Israel que Deus tem compaixão dos pagãos, e eles também devem amar e perdoar os piores inimigos. IV – Outros entendem que o propósito do livro é a demonstração da graça de Deus. 1) A equação que o livro nos oferece não é Jonas = Israel, mas sim Jonas = Nínive.

21 O PROPÓSITO E MENSAGEM DO LIVRO 2) Esta equação é percebida da seguinte forma: a) O uso do nome divino composto, Yahwe Elohim (Senhor Deus), usado em 4.6. b) Até esse ponto da narrativa, Yahwe ( Senhor) era o nome usado por Jonas.

22 O PROPÓSITO E MENSAGEM DO LIVRO c ) E Elohim (Deus) era usado quando os ninivitas estavam envolvidos. d) Isto é normal, já que o nome Yahwe (YHWH) é o nome pessoal do Deus de Israel. E Elohim era o termo mais genérico referente a divindade. e) O fato do nome composto ocorrer apenas uma vez no livro (4.6) indica uma mudança importante, porque depois dele, a ilustração usa de forma coerente o nome “Elohim” mesmo quando Jonas está envolvido

23 O PROPÓSITO E MENSAGEM DO LIVROO 3) A equação (Jonas=Nínive) é percebida também na terminologia hebraica da profecia. a)A palavra traduzida por “destruir” na NVI, em 3.10, é a mesma palavra traduzida por “calor” em 4.6. Tanto Nínive quanto Jonas tinham uma calamidade que exigia alívio. b)Tais observações sugerem que Jonas, na ilustração de 4.6-8, estava sendoi tratado como Nínive.

24 O PROPÓSITO E MENSAGEM DO LIVRO V – A mensagem do livro 1)Com base na equação (Jonas = Nínive) a mensagem do livro torna-se clara. a)Jonas e Nínive enfrentaram uma calamidade iminente: Jonas, o clima, Nínive a destruição.

25 O PROPÓSITO E MENSAGEM DO LIVRO b) Ambos tentaram evitá-las tomando as medidas possíveis. Jonas fez seu abrigo, Nínive se arrependeu. c) Nenhuma das medidas tomadas era suficiente para trazer alívio, mas cada uma foi auxiliada por ato divino. Envio da planta para Jonas e compaixão para Nínive. d) Jonas fica em uma situação paralela a Nínive.

26 O PROPÓSITO E MENSAGEM DO LIVRO e) Não há paralelo porém, na experiência de Nínive com o parasita que destruiu a planta que protegia Jonas. Descobrimos que, no final, ele não foi poupado da calamidade, pois Deus removeu soberanamente seu instrumento de graça. f) Jonas recebeu o tratamento que ele desejava da parte de Deus para Nínive. Jonas queria negar o ato de compaixão da graça de Deus por Nínive e ele foi tratado da mesma forma por Deus.

27 O PROPÓSITO E MENSAGEM DO LIVRO 2) A lição é exposta nos dois debates relativos à ira de Jonas. (4.3,4,8,9) a)A ira de Jonas se voltou ao mecanismo da graça divina. Em 4.3,4 Jonas estava irado porque a graça de Deus foi aplicada, pois segundo ele Nínive não merecia outras oportunidades.

28 O PROPÓSITO E MENSAGEM DO LIVRO Em 4.8-9, Jonas estava irado por ter perdido o benefício da proteção graciosa de Deus, embora Deus tenha demonstrado que Jonas nada fizera para merecê-la. 3) A mensagem do livro está relacionada ao direito divino e soberano de ter compaixão de quem ele desejar.


Carregar ppt "PROFETA JONAS. ESQUEMA CRONOLÓGICO APROXIMADO ( Dionísio Pape) Os 4 Profetas MaioresOs 12 Profetas MenoresAcontecimentos Políticos ISAÍAS Oséias Joel."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google