A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Ministério das Cidades Denatran REQUALIFICAÇÃO DIDÁTICA DO INSTRUTOR DE TRÂNSITO UNIDADE 2 ÉTICA, CIDADANIA E TRÂNSITO.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Ministério das Cidades Denatran REQUALIFICAÇÃO DIDÁTICA DO INSTRUTOR DE TRÂNSITO UNIDADE 2 ÉTICA, CIDADANIA E TRÂNSITO."— Transcrição da apresentação:

1 Ministério das Cidades Denatran REQUALIFICAÇÃO DIDÁTICA DO INSTRUTOR DE TRÂNSITO UNIDADE 2 ÉTICA, CIDADANIA E TRÂNSITO

2 Ministério das Cidades Denatran ÉTICA: O QUE É ISSO? ASSISTA AO VÍDEO

3 Ministério das Cidades Denatran ÉTICA: O QUE É ISSO? Agora, uma pergunta... A pessoa que entrou na vaga teve um comportamento CERTO ou ERRRADO?

4 Ministério das Cidades Denatran ÉTICA: O QUE É ISSO? Certo ou errado ; bom ou mau ; bem ou mal ; bonito ou feio. Quando qualificamos um comportamento (seja ele qual for), temos em vista um critério definido no ESPAÇO DA MORALIDADE. É no espaço da moralidade que aprovamos ou reprovamos os comportamentos das outras pessoas, que nos questionamos sobre nossos comportamentos: “será que agi certo?”. Acreditamos que, ao agirmos corretamente (de acordo com as normas impostas pela sociedade) teremos maiores possibilidades de aceitação social.

5 Ministério das Cidades Denatran ÉTICA: O QUE É ISSO? Numa determinada sociedade, a moral indica o comportamento que deve ser considerado bom ou mau, por meio de um conjunto de normas e regras estabelecidas, destinadas a regular as relações entre as pessoas. Nesse caso, “o ladrão de vagas” está errado. Mesmo não existindo uma lei determinando “quem chegar primeiro tem direito a uma vaga”, a regra social é essa. Mas... de onde vem tanta certeza ao emitirmos esse julgamento?

6 Ministério das Cidades Denatran ÉTICA: O QUE É ISSO? E se ele, realmente, não viu que alguém esperava pela vaga? E se estivesse distraído, preocupado, doente? E se fosse surdo e não pudesse ouvir seus gritos? E se...

7 Ministério das Cidades Denatran ÉTICA: O QUE É ISSO? Quando paramos para refletir sobre nossos julgamentos morais, quando procuramos analisar com maior profundidade o comportamento das outras pessoas e o nosso próprio comportamento, quando procuramos compreender o sentido de uma ação atribuindo-lhe valores, entramos no PLANO DA ÉTICA.

8 Ministério das Cidades Denatran ÉTICA: O QUE É ISSO? A ética se apresenta como uma reflexão crítica sobre a moralidade, sobre a dimensão moral do comportamento do homem. Cabe a ela, enquanto investigação que se dá no interior da filosofia, procurar ver – como afirmei antes – claro, fundo e largo os valores, problematizá-los, buscar sua consistência. É nesse sentido que ela não se confunde com a moral. No terreno desta última, os critérios utilizados para conduzir a ação são os mesmos que se usam para os juízos sobre a ação, e estão indiscutivelmente ligados a interesses específicos de cada organização social. No plano da ética, estamos numa perspectiva de um juízo crítico, próprio da filosofia, que quer compreender, quer buscar o sentido da ação. (...) A moral, numa determinada sociedade, indica o comportamento que deve ser considerado bom ou mau. A ética procura o fundamento do valor que norteia o comportamento, partindo da historicidade presente nos valores. RIOS, Terezinha Azerêdo. Ética e competência. São Paulo: Cortez, 1995.

9 Ministério das Cidades Denatran ÉTICA: O QUE É ISSO? A máxima da ética é o bem comum. Vivemos em sociedade, convivemos com outras pessoas e precisamos nos perguntar: “como devo agir perante os outros?”. Pensar sobre nossa conduta e sobre a conduta dos outros a partir de valores e não de receitas prontas pode ser um bom caminho. E sabe por quê? Porque nem tudo na vida é certo ou errado, bom ou mau e ponto final. Conforme o momento ou as circunstâncias, aquilo que acreditávamos estar certo (ou errado!) pode mudar.

10 Ministério das Cidades Denatran ÉTICA: O QUE É ISSO? No plano da ética, não há verdades absolutas. Os costumes e, consequentemente, os valores mudam no decorrer dos tempos. As sociedades mudam, as pessoas mudam e o que ontem era considerado errado, hoje pode ser aceito (ou vice-versa).

11 Ministério das Cidades Denatran ÉTICA: O QUE É ISSO? SERÁ QUE TUDO MUDA MESMO? Os costumes mudam, as sociedades mudam, as pessoas mudam... Por que, então, alguns conceitos na educação de trânsito perduram por tantos anos em nosso país?

12 Ministério das Cidades Denatran ÉTICA: O QUE É ISSO? Quando o assunto é trânsito, muitos conceitos reducionistas foram (e ainda são!) reproduzidos (e aceitos!) como verdades absolutas. Como se não houvesse mais nada a dizer a respeito. Mas ainda temos muito a refletir...

13 Ministério das Cidades Denatran ÉTICA: O QUE É ISSO? TRÂNSITO... DIREITO DE IR E VIR LOCOMOÇÃOCOMUNICAÇÃOCONVÍVIO SOCIAL

14 Ministério das Cidades Denatran ÉTICA: O QUE É ISSO? A locomoção surgiu da necessidade de as pessoas ampliarem seus horizontes, descobrirem novos lugares, procurarem ambientes favoráveis às suas necessidades de sobrevivência. Em cada momento histórico, foram descobertas formas e criados meios para atingir o objetivo de locomover-se, de transitar no espaço. Por isso, o trânsito é muito mais antigo que qualquer veículo ou qualquer via.

15 Ministério das Cidades Denatran ÉTICA: O QUE É ISSO? Com o passar dos tempos, as cidades cresceram, os veículos apareceram e as pessoas perceberam que era necessário organizar o espaço público. Surgiu, então, a necessidade de comunicação com o espaço público. Criou-se um conjunto de sinais capaz de atender as necessidades humanas de locomoção: os semáforos, as placas de sinalização, o apito dos agentes de trânsito, etc.

16 Ministério das Cidades Denatran ÉTICA: O QUE É ISSO? Para se locomover com segurança e se comunicar no espaço público, as pessoas precisam aprender a conviver. Afinal, TODAS as pessoas têm o direito de ir e vir, de usufruir do espaço público. PORTANTO... Transitar exige um exercício contínuo de convívio social.

17 Ministério das Cidades Denatran ÉTICA: O QUE É ISSO? (...) o fato é que o trânsito está estreita e profundamente relacionado aos lugares. A presença do trânsito encontra-se refletida no tempo e no espaço – construídos pelas sociedades humanas. Por possuir uma dinâmica ampla, o trânsito intervém visivelmente na ordenação e na organização dos lugares, nos estilos arquitetônicos, nas estruturas urbanas, nas vias de transporte etc. Porém, o que torna o trânsito ainda mais extraordinário é a sua capacidade de transformar os indivíduos em seres coletivos que compartilham o mesmo espaço: o espaço público. RODRIGUES, Juciara. 500 Anos de trânsito no Brasil: convite a uma viagem. Brasília: ABDETRAN, 2000.

18 Ministério das Cidades Denatran ÉTICA: O QUE É ISSO? ÉTICA NO TRÂNSITO: EDUCAÇÃO EM VALORES Fácil é ensinar o que fazer. Difícil é ensinar como ser. Trabalhar em favor de uma educação para a vida, que contribua para o desenvolvimento das pessoas em sua socialização.

19 Ministério das Cidades Denatran ÉTICA: O QUE É ISSO? Como fazer isso? Além de ensinamentos, mostrar aos futuros condutores como a solidariedade, a colaboração, o respeito mútuo, entre outros valores são fundamentais à vida no trânsito. São fundamentais à vida! Durante as aulas, citar exemplos positivos, apresentar cenas de filmes que demonstrem atitudes de cidadania no trânsito e reforçá-las. Você pode (e deve) ir muito além de ensinar o que fazer. Fundamentar o processo de formação do condutor em valores é um desafio; um compromisso a ser assumido. Não existem fórmulas mágicas. Deve existir, sim, muita imaginação e força de vontade.

20 Ministério das Cidades Denatran ÉTICA: O QUE É ISSO? Que valores ensinar? Precisamos pensar e definir quais os valores que se consideram dignos de ser incentivados em nossa sociedade quando o assunto é trânsito. Esses valores devem ser aqueles que regulam nosso sistema de convivência e que envolvam o pensar e o agir de cada pessoa, respeitando sua liberdade. amizade cooperação igualdade tolerância justiça respeito solidariedade responsabilidade

21 Ministério das Cidades Denatran ESSA TAL CIDADANIA... Se ser cidadão é adotar uma postura em favor do bem comum, você pode perceber a razão pela qual ética e cidadania são temas tão ligados. Certamente, uma não existe sem a outra.

22 Ministério das Cidades Denatran ESSA TAL CIDADANIA... Proponha a participação de seus alunos (cidadania ativa) nas questões relativas ao trânsito da cidade: o que eles pensam, quais os seus anseios, quais as suas necessidades... Pesquise, investigue e analise os pensamentos expostos para propor ações que contribuam para a segurança e a qualidade de vida no trânsito. A cidadania ativa é aquela que exige participação efetiva de todos em favor do bem comum.

23 Ministério das Cidades Denatran ESSA TAL CIDADANIA... Não é difícil pessoas que “roubam” uma vaga, “furam” uma fila... Pessoas que – em pequenas ações do dia-a-dia – não agem eticamente, pois não aprenderam a pensar de forma coletiva (em favor do bem comum). Continuam querendo levar vantagem na vida (e no trânsito!).

24 Ministério das Cidades Denatran ESSA TAL CIDADANIA... Ninguém nasce ético nem é completamente cidadão. Se estudamos ética e cidadania é porque ainda não somos nem éticos nem cidadãos o bastante. Caso contrário, não haveria violência, desrespeito ao espaço público, egocentrismo, etc. Mas, acredite: é possível. Talvez você não possa mudar o mundo, mas pode começar a trilhar o caminho da ética e da cidadania hoje, a partir de agora; a partir de você !


Carregar ppt "Ministério das Cidades Denatran REQUALIFICAÇÃO DIDÁTICA DO INSTRUTOR DE TRÂNSITO UNIDADE 2 ÉTICA, CIDADANIA E TRÂNSITO."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google