A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Profa. Dra. Renata Medici

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Profa. Dra. Renata Medici"— Transcrição da apresentação:

1 Profa. Dra. Renata Medici
UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA Metodologia Científica e Tecnológica (Eng. 2510) MODELOS CIENTÍFICOS Apresentação baseou-se em exemplos e conteúdos de aula do Prof. Carlos Fernando Jung (UNICAMP) Profa. Dra. Renata Medici

2 Ciência é uma das formas de conhecimento produzido pelo Homem, no decorrer da história, como tentativa de entender e explicar racionalmente a natureza e os fenômenos que nela acontecem”.

3 Como representar esse conhecimento?

4 Platão definiu a forma como a ciência trabalha até hoje, a saber:
O filósofo Platão inferiu que não é possível compreender completamente o mundo, em função da complexidade deste e das limitações humanas. Platão definiu a forma como a ciência trabalha até hoje, a saber: Como não é possível apreender a totalidade das coisas existentes no mundo, a ciência contenta-se com modelos, os quais representam uma visão simplificada do mundo (Fonte: ALVES, João B. da M. Introdução a teoria geral de sistemas. Disponível em: <http://www.inf.ufsc.br/~jbosco/tgs/LivroTGS-01a.doc> Acesso em: 19 Set 2007

5 Modelo Científico Uma representação lógica, um conjunto de mecanismos físicos ou virtuais que permite a representação de um conhecimento ou produto

6 EXEMPLO Sistema Físico Real Modelo Equivalente

7 Ferramentas Em qualquer área das ciências, os modelos têm por finalidade a representação dos conhecimentos, fenômenos e sistemas. Fonte: FOUREZ, G. A. A construção das ciências : introdução a filosofia e à ética das ciências. Sã o Paulo: Unesp, 1998

8 Ferramentas O modelo é a forma estruturada que possibilita a compreensão de tudo àquilo que é descoberto e produzido em qualquer parte do mundo. Fonte: FOUREZ, G. A. A construção das ciências : introdução a filosofia e à ética das ciências. Sã o Paulo: Unesp, 1998

9 . Por que modelos?

10 É muito dispendioso, e nada prático, construir todas as alternativas possíveis do sistema físico real, até se encontrar uma solução satisfatória. Assim, é possível a elaboração de vários modelos para ser determinado um modelo otimizado. Burj Khalifa, o prédio mais alto do mundo!

11 Percepção da ideia conceitual;
APLICAÇÕES DOS MODELOS NAS ENGENHARIAS Percepção da ideia conceitual; Visualização da natureza do sistema e funcionamento; Comunicação do projetos àqueles que vão construir e operar; Previsão na solução de problemas projetuais e de manutenção; Controle da execução do projeto, manutenção das características;

12 Treinamento de equipes para a execução de serviços técnicos;
APLICAÇÕES DOS MODELOS NAS ENGENHARIAS Ensino; Treinamento de equipes para a execução de serviços técnicos; Simulação do funcionamento: detecção de problemas, testes; Otimização das características e parâmetros, aperfeiçoamento; Predição para o desenvolvimento de novos modelos;

13 CLASSIFICAÇÃO DOS MODELOS

14 viabiliza o estudo longitudinal do comportamento de um
O modelo dinâmico viabiliza o estudo longitudinal do comportamento de um sistema e/ou processo. Fonte figura. Variabilidade climática sazonal e anual da chuva e veranicos no Estado do Paraná; Rev. Ceres (Impr.) vol.58 no.5 Viçosa Sept./Oct. 2011 O modelo estático é utilizado na representação formal dos parâmetros e características de produtos e/ou processos. Fonte Figura:

15 Modelos Quantitativos
Os modelos quantitativos representam proporções, valores, índices. Normalmente são utilizados para demonstrar e comparar numericamente variáveis Fonte Figura: Cerâmica vol.46 n.298 São Paulo Apr./May/June 2000

16 Modelos Qualitativos Os modelos qualitativos são aqueles formulados a partir de observações, percepções e interpretações do pesquisador acerca de dados coletados cientificamente. Este modelo tem por finalidade a representação dos objetos ou indivíduos e as relações associadas para formulação de um modelo descritivo ou explicativo de uma realidade complexa.

17 Modelos Qualitativos Fonte da Figura: Rev. bras. eng. agríc. ambient. vol.18 no.1 Campina Grande jan. 2014

18 Modelos Icônico, Gráfico, Matemático, Diagramático, Esquemático, Explicativo e Descritivo

19 Modelo icônico tridimensional
Modelo icônico bidimensional Modelo icônico tridimensional

20 Modelos Gráficos Modelos Matemáticos Número de Reynolds em Tubos
Modelo Matemático Fonte da Figura: Número de Reynolds em Tubos ρ= massa específica do fluido µ= viscosidade dinâmica do fluido v= velocidade do escoamento D = diâmetro da tubulação Modelos Matemáticos

21 Modelo Esquemático Modelo Matemático Modelo diagramático

22 “MODELOS EXPLICATIVOS DA EVOLUÇÃO”
Modelo Matemático Fonte: Figura ml “MODELOS EXPLICATIVOS DA EVOLUÇÃO” ”Segundo as teses gradualistas de Darwin e dos neo-darwinistas, as espécies vão-se alterando lentamente como resultado da acumulação de pequenas mudanças que se efetuam ao longo do tempo. Mais recentemente, alguns autores como Neils Eldredge e Stephen Jay Gould, defenderam uma posição diferente - a evolução dá-se por mudanças bruscas e repentinas durante curtos períodos de tempo. Esta posição, conhecida por pontualismo ou teoria dos equilíbrios intermitentes, estabelece que a ocorrência de macromutações leva ao aparecimento, de forma brusca, de características que, se forem retidas por seleção natural, permanecerão durante milhares de anos sem se alterarem.”

23 Modelos Descritivos Modelo Matemático

24 Modelos de Controle e Experimental Modelo Matemático

25 Modelo Matemático Para se realizar uma análise comparativa e determinar-se a qualidade do novo sistema deve-se utilizar um modelo de controle, que representa uma referência acerca do que existe de melhor ou até agora é considero melhor.

26 Como inserir os modelos em um texto?
1- Toda figura, gráfico ou tabela devem ser apresentados no texto e ter numeração e título. Fnte: efeito da adição de sbs nas propriedades químicas e reológicas de asfalto oriundo de petróleo brasileiro

27 Como inserir os modelos em um texto?
2- Depois de apresentadas é aconselhável que se faça uma discussão sobre a mesma. Fnte: efeito da adição de sbs nas propriedades químicas e reológicas de asfalto oriundo de petróleo brasileiro


Carregar ppt "Profa. Dra. Renata Medici"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google