A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

TEORIA DA DEMANDA EFETIVA. PARADIGMA: A OFERTA AJUSTA-SE À DEMANDA. A ECONOMIA É PUXADA PELA DEMANDA AGREGADA.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "TEORIA DA DEMANDA EFETIVA. PARADIGMA: A OFERTA AJUSTA-SE À DEMANDA. A ECONOMIA É PUXADA PELA DEMANDA AGREGADA."— Transcrição da apresentação:

1 TEORIA DA DEMANDA EFETIVA

2 PARADIGMA: A OFERTA AJUSTA-SE À DEMANDA. A ECONOMIA É PUXADA PELA DEMANDA AGREGADA.

3 CRESCIMENTO ECONÔMICO IGP PIB REAL OA DA antes UMA EXPANSÃO SEM LIMITES DA depois

4 A DEMANDA AGREGADA

5 É COMPOSTA POR APENAS 4 CLIENTES C. AS FAMÍLIAS QUE AQUI MORAM I. AS EMPRESAS AQUI INSTALADAS G. O GOVERNO X. O EXTERIOR A DEMANDA AGREGADA

6 TEORIA DA DEMANDA EFETIVA 1.AS FAMÍLIAS QUE AQUI MORAM COMPRAM DE ACORDO COM A RENDA (ENDÓGENA) QUE ELAS RECEBEM NO BRASIL. 2. AS EMPRESAS AQUI INSTALADAS SÓ COMPRAM QUANDO CONFIAM EM QUE VÃO VENDER A PRODUÇÃO PARA AS FAMÍLIAS QUE AQUI MORAM OU PARA O EXTERIOR.

7 TEORIA DA DEMANDA EFETIVA 1. AS FAMÍLIAS QUE AQUI MORAM, E 2. AS EMPRESAS AQUI INSTALADAS SÃO FATORES ENDÓGENOS. MAS 3. O GOVERNO, E 4. O EXTERIOR SÃO FATORES EXÓGENOS.

8 TEORIA DA DEMANDA EFETIVA 3. O GOVERNO 4. O EXTERIOR TEM A RENDA GANHA NO PAÍS DELE, MULTIPLICADA PELA NOSSA TAXA DE CÂMBIO. PODE CRIAR SUA PRÓPRIA RENDA PARA GASTAR. PODE CRIAR SUA PRÓPRIA RENDA PARA GASTAR.

9 COMPOSIÇÃO DA DEMANDA AGREGADA (BILHÕES DE REAIS)

10 OFERTA E DEMANDA AGREGADAS

11 A DEMANDA AGREGADA AUMENTA QUANDO 1.O GOVERNO FAZ INVESTIMENTOS SOCIAIS 2.O GOVERNO REDUZ IMPOSTOS DIRETOS OU SEJA, QUANDO O GOVERNO FAZ POLÍTICA FISCAL

12 A POLÍTICA FISCAL (GASTOS OU INCENTIVO FISCAL DIRETO)

13 MULTIPLICADOR KEYNESIANO: PIB: Y = 3,171 SM + 76,274 TC + 1,562 GF - 0,212 DIV - 1,135 RLE PARA CADA 1000 REAIS DE GASTO SOCIAL DO GOVERNO, O PIB AUMENTA 1562 REAIS. A POLÍTICA FISCAL

14 UMA EXPANSÃO I LIMITADA

15 GASTO FISCAL NO MUNDO (PERCENTAGEM DO PIB)

16 A DEMANDA AGREGADA AUMENTA QUANDO 3.O IMPORTADOR FICA MAIS RICO 4.O REAL É DESVALORIZADO OU SEJA, QUANDO O GOVERNO FAZ POLÍTICA CAMBIAL

17 A POLÍTICA CAMBIAL UMA EXPANSÃO LIMITADA

18 A DEMANDA AGREGADA AUMENTA QUANDO 5.AUMENTA O SALÁRIO MÍNIMO OU SEJA, QUANDO O GOVERNO FAZ POLÍTICA DE RENDAS

19 A POLÍTICA DE RENDAS UMA EXPANSÃO LIMITADA

20 TEORIA DA DEMANDA EFETIVA EM CONSEQÜÊNCIA DA POLÍTICA DE EXPANSÃO DA DEMANDA AGREGADA O PAÍS CRESCE

21 SEGUE UMA TRAJET Ó RIA DE CRESCIMENTO EM CONSEQ Ü ÊNCIA DA POL Í TICA DE EXPANSÃO DA DEMANDA AGREGADA

22 TEORIA DA DEMANDA EFETIVA PARA EXPANDIR A DEMANDA AGREGADA É NECESSÁRIO QUE HAJA MAIS DINHEIRO

23 RESULTADOS DAS CONTAS DO GOVERNO DÉFICIT PRIMÁRIO = GASTO FISCAL MAIOR DO QUE A RECEITA TOTAL O DÉFICIT PRIMÁRIO DO TESOURO NACIONAL OBRIGA O BANCO CENTRAL A EMITIR DINHEIRO.

24 RESULTADOS DAS CONTAS DO PAÍS SUPERÁVIT EXTERNO = ENTRADA DE DÓLARES MAIOR DO QUE A SAÍDA DE DÓLARES (DÓLAR EMPRESTADO NÃO CONTA) O SUPERÁVIT EXTERNO DO PAÍS OBRIGA O BANCO CENTRAL A EMITIR DINHEIRO. PAÍS

25 TEORIA DA DEMANDA EFETIVA PARA EXPANDIR A DEMANDA AGREGADA É NECESSÁRIO QUE HAJA MAIS DINHEIRO 1. O BANCO CENTRAL É OBRIGADO A EMITIR DINHEIRO PARA PAGAR OS GASTOS SOCIAIS DO GOVERNO 2. O BANCO CENTRAL É OBRIGADO A EMITIR DINHEIRO PARA COMPRAR OS DÓLARES DOS EXPORTADORES

26 TEORIA DA DEMANDA EFETIVA QUANDO AUMENTA A DEMANDA AGREGADA, AUMENTAM A PRODUÇÃO, O EMPREGO, O SALÁRIO DO TRABALHADOR, O INVESTIMENTO, AS ESCOLAS, AS ESTRADAS, OS HOSPITAIS, ETC. RESPOSTA: CONTROLANDO O ORÇAMENTO DO GOVERNO MAS, COMO EVITAR A INFLAÇÃO EXCESSIVA?

27 FICA SOB CONTROLE A INFLA Ç ÃO EM CONSEQ Ü ÊNCIA DA POL Í TICA DE EXPANSÃO DA DEMANDA AGREGADA


Carregar ppt "TEORIA DA DEMANDA EFETIVA. PARADIGMA: A OFERTA AJUSTA-SE À DEMANDA. A ECONOMIA É PUXADA PELA DEMANDA AGREGADA."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google