A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Balanço da Atuação do Governo MINISTRO GUIDO MANTEGA Brasília, 06 de outubro de 2004 Encontro SIPEC – Sistema Integrado de Pessoal Civil.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Balanço da Atuação do Governo MINISTRO GUIDO MANTEGA Brasília, 06 de outubro de 2004 Encontro SIPEC – Sistema Integrado de Pessoal Civil."— Transcrição da apresentação:

1 Balanço da Atuação do Governo MINISTRO GUIDO MANTEGA Brasília, 06 de outubro de 2004 Encontro SIPEC – Sistema Integrado de Pessoal Civil

2 Objetivos básicos do Governo Lula Promover o desenvolvimento econômico e social Distribuir o bolo enquanto ele cresce CRESCIMENTO SUSTENTÁVEL DISTRIBUIÇÃO DE RENDA COM

3 Para viabilizar um crescimento sustentável, é preciso implementar um novo modelo de desenvolvimento: O governo está alcançando esses objetivos? Está conduzindo o país ao crescimento? Está beneficiando também os cidadãos de baixa renda?

4 No início do governo havia obstáculos no caminho do desenvolvimento sustentável... Crise e vários desequilíbrios Desconfiança quanto à boa administração de um governo de esquerda

5 21 meses depois, já podemos aferir os resultados Superação da crise Início de um ciclo de crescimento

6 Setor Exportador Setor Agrícola Setor Industrial Assistimos à recuperação da economia em todos os setores IMPULSO REFLEXOS Setor Serviços

7 A economia cresce desde o 2o semestre de 2003

8 A recuperação também se nota no aumento do emprego e da renda... Recuperação do Mercado de Trabalho

9 ... e na evolução do consumo via crédito. O mercado interno acorda de longa hibernação Consumo versus crédito

10 O crescimento atual é passageiro? Expansão atual é sólida e possui grande potencial de crescimento: É mais EQUILIBRADA e SEM CONTRADIÇÕES das expansões anteriores Surtos Anteriores interrompidos pela vulnerabilidade externa 95-96: Crise do México 99-01: Argentina, EUA, Energia

11 Expansão Atual é mais sólida porque: Política Comercial Agressiva Novos blocos comerciais Nova imagem do Brasil no exterior Aumento da abertura comercial Exportação consolidada pela competitividade Redução da Vulnerabilidade Externa Diminuição da dependência de capitais externos 1. NOVA POLÍTICA INTERNACIONAL

12 Exportações x Transações Correntes

13 Relação Dívida Externa/ Exportações

14 Expansão Atual é mais sólida porque: Crise Fiscal do Estado Esgotamento da capacidade de endividamento Trajetória explosiva da dívida Superávit Primário elevado: - recupera condições de crescimento - afasta moratória - dá sustentabilidade à dívida 2. EQUILÍBRIO NAS CONTAS PÚBLICAS

15 Dívida Pública Líquida (% PIB)

16 Expansão Atual é mais sólida porque: Inflação corrói salários e atrapalha investimentos Custo menor de conter inflação incipiente Inflação de commodities Pagamos preço do sucesso 3. ESTABILIDADE DE PREÇOS

17 Inflação e Taxa de Juros (% a.a.)

18 Expansão Atual é mais sólida porque: Oferta cresce à frente da demanda Redução do IPI para bens de capital Programa Invista Já Desenvolvimento do Mercado de Capitais 3. CRESCIMENTO COM BENS DE CAPITAL

19 Produção Industrial de Bens de Capital

20 Expansão Atual é mais sólida porque: Novo modelo do setor elétrico Novo modelo do setor de saneamento Agências reguladoras com mandato fixo para a diretoria 4. AVANÇO DO MARCO REGULATÓRIO

21 Expansão Atual é mais sólida porque: Antes do crescimento – programas sociais Bolsa Família Reforma Agrária Crédito à pequena agricultura Crédito à população de baixa renda e às micro, pequenas e médias empresas 5. CRESCIMENTO COM EQUILÍBRIO SOCIAL

22 Bolsa Família Crescimento de 42% Crescimento de 49% Crescimento de 27%

23 Gastos Sociais do Governo O número de famílias beneficiadas com acesso ao crédito deverá passar de 1,4 milhão para quase 2 milhões

24 Gastos Sociais do Governo - Orçamento Aumento de R$ 6 bilhões na área social

25 Apoio à concessão de crédito às micro, pequenas e médias empresas * estimativa Banco do Brasil (recursos disponibilizados para micro e pequenas empresas - R$ bilhões) BNDES (Operações com micro/pequenas/médias empresas em R$ bilhões) Banco do Nordeste (Saldo de operações com microcrédito - R$ bilhões)

26 Para consolidar esse ciclo é preciso: Consolidar o mercado externo e sobretudo o interno Estado deve - fazer políticas ativas - ser capaz de induzir investimentos - reduzir desigualdades regionais e sociais - promover programas de desenvolvimento regional

27 Elevar o nível de investimento é crucial Governo tenta maximizar investimentos mas recursos orçamentários são insuficientes É necessário: Atrair recursos privados Desenvolver novos instrumentos como PPP

28 CONCLUSÃO: Brasil vive grande oportunidade de iniciar um ciclo vigoroso de crescimento Gerando muitos empregos Elevando a Renda Rumo a um mercado de massa Semelhante ao ciclo dos anos 50, que durou 30 anos


Carregar ppt "Balanço da Atuação do Governo MINISTRO GUIDO MANTEGA Brasília, 06 de outubro de 2004 Encontro SIPEC – Sistema Integrado de Pessoal Civil."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google