A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

República Federativa do Brasil Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão Cenários da Economia Brasileira 2007 - 2011 Outubro,2007 Ministro Paulo Bernardo.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "República Federativa do Brasil Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão Cenários da Economia Brasileira 2007 - 2011 Outubro,2007 Ministro Paulo Bernardo."— Transcrição da apresentação:

1 República Federativa do Brasil Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão Cenários da Economia Brasileira Outubro,2007 Ministro Paulo Bernardo Silva

2 República Federativa do Brasil 2 Panorama Macroeconômico

3 República Federativa do Brasil Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão Atividade econômica em 2007 Inflação e expectativas de inflação sob controle e dentro da meta, o que permite a manutenção da flexibilização da política monetária e expansão do crédito. Redução do custo de investimento criando espaço para a ampliação da produção e o aumento da eficiência, que se traduz em custos menores. Sustentação da demanda externa e interna.

4 República Federativa do Brasil Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão Determinantes da Demanda Doméstica A inflação sob controle tem contribuído para a expansão da massa salarial real, elevando o poder de compra da população. As novas concessões de crédito mantêm trajetória de crescimento real, apoiada pela redução no custo do empréstimo. No caso das pessoas jurídicas, além do crédito bancário, destaca-se a manutenção da tendência de financiamento via mercado de capitais. Entre setembro de 2005 e setembro de 2007 o Banco Central reduziu a taxa Selic em 8,50 pontos percentuais e seus efeitos sobre a economia ainda não foram plenamente observados. Os efeitos dos últimos cortes começaram a ser percebidos em 2007 e devem se estender em Além disso a TJLP encontra-se em 6,25% a.a., menor taxa praticada desde 1994.

5 República Federativa do Brasil Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão Determinantes da Demanda Doméstica A utilização da capacidade instalada em 2007 está crescendo, mas é inferior a observada em As importações têm ajudado a atender a demanda interna. Recuperação dos investimentos a partir do quarto trimestre de 2005, tendo por base principalmente: a construção civil em função de estímulos da lado da oferta e da demanda que começam a fazer efeito; incentivos à aquisição de máquinas e equipamentos.

6 República Federativa do Brasil Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão Perspectivas para o Setor Externo Para 2007, o saldo de transações correntes deve ser levemente inferior ao de 2006 (US$ 13,5 bilhões). Espera-se: Manutenção da demanda doméstica aquecida; Desaceleração do crescimento mundial, mas ainda assim expansão superior a 4%; Leve redução no crescimento do preço das commodities; Continuidade na diversificação de mercados; Arrefecimento dos efeitos da crise do mercado imobiliário americano (subprime)

7 República Federativa do Brasil 7 Ciclo de crescimento sustentado Desde 2004 o PIB real cresce em média 4,3% Fonte: IBGE. * Acumulado em 4 trimestres até o segundo trimestre de 2007.

8 República Federativa do Brasil 8 Aumento do Emprego Cresceu a formalização e caiu o desemprego Fonte: IBGE (regiões metropolitanas)

9 República Federativa do Brasil 9 Fonte: Ministério do Trabalho e Emprego e IBGE Obs.: Valores em R$, a preços constantes. Aumento do Salário Mínimo Ganhos reais de 45% desde 2003 e recomposição do poder de compra

10 República Federativa do Brasil 10 Redução da desigualdade de renda Brasil – Índice de Gini,

11 República Federativa do Brasil 11 Redução da extrema pobreza Brasil – Percentual de indivíduos em situação de extrema pobreza,

12 República Federativa do Brasil 12 IPCA (IBGE) % Fonte: IBGE Inflação controlada IPCA abaixo do centro da meta anual IPCA atingiu 17% em 12 meses Centro da Meta = 4,5% Projeção de Mercado* = 3,91% * mediana das expectativas de Mercado, BCB – Focus, de 11/10/07

13 República Federativa do Brasil 13 Melhoria nas contas externas Superávits na balança comercial e em transações correntes Transações Correntes e Saldo Comercial - ac. 12m (US$ bi) Fonte: Banco Central do Brasil

14 República Federativa do Brasil 14 Balança Comercial Fluxos acumulados em 12 meses – US$ bi Fonte: MDIC *Valores acumulados em 12 meses até setembro/2007.

15 República Federativa do Brasil 15 Redução do Risco-País Brasil menos vulnerável às crises externas Crise Sub-prime EUA

16 República Federativa do Brasil 16 Ajuste Fiscal consistente contribuiu para a estabilidade econômica Superávit primário e redução do déficit nominal e da dívida pública

17 República Federativa do Brasil 17 Ajuste Fiscal consistente contribuiu para a estabilidade econômica Arrecadação acompanha retomada do ciclo econômico Fonte: IBGE e SRF/MF.

18 República Federativa do Brasil 18 Ajuste Fiscal consistente contribuiu para a estabilidade econômica Necessário maior controle das despesas correntes Obs. Discricionárias do Executivo incluem despesas com Saúde. Fonte: SOF/MP.

19 República Federativa do Brasil 19 Cenário Macro-fiscal

20 República Federativa do Brasil 20 Parâmetros Macroeconômicos 1/ Projeções para 2007 a 2011, segundo dados disponíveis, expectativas de mercado e parâmetros atualizados à época da elaboração da PLOA Fonte: SPE/MF. Elaboração: ASSEC/MP.

21 República Federativa do Brasil 21 Déficit do RGPS (valores correntes)

22 República Federativa do Brasil 22 Evolução de Pessoal e Encargos Sociais Total (conceito competência) Exclusive CPSS – Variação % do PIB

23 República Federativa do Brasil 23 Plano Plurianual

24 República Federativa do Brasil Promover a Inclusão Social e a Redução das Desigualdades 2. Promover o Crescimento Econômico Ambientalmente Sustentável, com Geração de Emprego e Distribuição de Renda 3. Propiciar o Acesso da População Brasileira à Educação e ao Conhecimento com Eqüidade, Qualidade e Valorização da Diversidade 4. Fortalecer a Democracia, com Igualdade de Gênero, Raça e Etnia, e a Cidadania com Transparência, Diálogo Social e Garantia dos Direitos Humanos 5. implantar uma Infra-estrutura Eficiente e Integradora do Território Nacional Objetivos de Governo

25 República Federativa do Brasil Reduzir as Desigualdades Regionais a Partir das Potencialidades Locais do Território Nacional 7. Fortalecer a Inserção Soberana Internacional e a Integração Sul- americana 8. Elevar a Competitividade Sistêmica da Economia, com Inovação Tecnológica 9. Promover um Ambiente Social Pacífico e Garantir a Integridade dos Cidadãos 10. Promover o Acesso com Qualidade à Seguridade Social, Sob a Perspectiva da Universalidade e da Equidade, Assegurando-se o seu Caráter Democrático e a Descentralização Objetivos de Governo

26 República Federativa do Brasil 26 Plano de Desenvolvimento da Educação – PDE Agenda Social Programa de Aceleração do Crescimento – PAC Três agendas estruturantes Estratégia de Desenvolvimento

27 República Federativa do Brasil 27 Plano de Desenvolvimento da Educação – PDE e o PPA

28 República Federativa do Brasil 28 AGENDA SOCIAL

29 República Federativa do Brasil 29 AGENDA SOCIAL

30 República Federativa do Brasil 30 R$ 389,5 bilhões PPA em grandes números

31 República Federativa do Brasil 31 Programa de Aceleração do Crescimento (PAC)

32 República Federativa do Brasil 32 Programa de Aceleração do Crescimento (PAC)


Carregar ppt "República Federativa do Brasil Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão Cenários da Economia Brasileira 2007 - 2011 Outubro,2007 Ministro Paulo Bernardo."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google