A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Cap 06 Prof. José Carlos Marion e Sérgio Iudícibus AUTORES: Sérgio de Iudícibus José Carlos Marion CURSO DE CONTABILIDADE Para não contadores Para as Áreas.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Cap 06 Prof. José Carlos Marion e Sérgio Iudícibus AUTORES: Sérgio de Iudícibus José Carlos Marion CURSO DE CONTABILIDADE Para não contadores Para as Áreas."— Transcrição da apresentação:

1 Cap 06 Prof. José Carlos Marion e Sérgio Iudícibus AUTORES: Sérgio de Iudícibus José Carlos Marion CURSO DE CONTABILIDADE Para não contadores Para as Áreas de Administração, Economia, Direito e Engenharia Para as Áreas de Administração, Economia, Direito e Engenharia Cap. 6

2 Cap 06 Prof. José Carlos Marion e Sérgio Iudícibus 6.1 – O que fazer com o lucro; 6.2 – Instrumento de integração entre DRE e BP; 6.3 – Exemplo de demonstração de lucros ou prejuízos acumulados; 6.4 – Ajustes de exercícios anteriores; 6.5 – Proposta da administração para a destinação do lucro; 6.6 – Transferência do lucro líquido para reservas de lucros; 6.7 – Dividendos; 6.8 – Demonstração de lucros ou prejuízos acumulados. 6 – Demonstração de Lucros ou Prejuízo Acumulados 6 – Demonstração de Lucros ou Prejuízo Acumulados

3 Cap 06 Prof. José Carlos Marion e Sérgio Iudícibus Dividendos a pagar PASSIVO e PLATIVO BALANCO PATRIMONIAL D.R.E LUCRO PATRIMÔNIO LÍQUIDO Lucros Retidos % do lucro vai ser pago (40% do lucro vai ser pago como dividendos) (60% do lucro vai ser reinvestido) Uma parcela do lucro é distribuída aos donos da empresa (acionistas ou sócios) em dinheiro, remunerando o capital investido. Essa remuneração é conhecida como dividendos. Outra parcela visa à reaplicação na empresa, visando fortalecer o Capital Próprio. Esta parcela é conhecido como lucro retido (não distribuído) e, mais cedo ou mais tarde, irá incorporar ao Capital Social. 6 – Demonstração de Lucros ou Prejuízo Acumulados 6 – Demonstração de Lucros ou Prejuízo Acumulados

4 Cap 06 Prof. José Carlos Marion e Sérgio Iudícibus Evidencia o “destino” do lucro, a canalização, a distribuição do lucro do exercício. Havendo sobras (saldos) de lucros de exercícios anteriores não distribuídos, estas sobras são adicionadas ao lucro do exercício atual. Daí a expressão Lucros Acumulados. Dessa forma,o roteiro contábil é: em primeiro lugar apurar o lucro (ou prejuízo); em segundo lugar transferi-lo para Lucros Acumulados; e em terceiro lugar, após distribuição do lucro aos proprietários (dividendos), canalizar o lucro retido (não distribuído) para o patrimônio líquido (conta dos proprietários): Evidencia o “destino” do lucro, a canalização, a distribuição do lucro do exercício. Havendo sobras (saldos) de lucros de exercícios anteriores não distribuídos, estas sobras são adicionadas ao lucro do exercício atual. Daí a expressão Lucros Acumulados. Dessa forma,o roteiro contábil é: em primeiro lugar apurar o lucro (ou prejuízo); em segundo lugar transferi-lo para Lucros Acumulados; e em terceiro lugar, após distribuição do lucro aos proprietários (dividendos), canalizar o lucro retido (não distribuído) para o patrimônio líquido (conta dos proprietários): 6 – Demonstração de Lucros ou Prejuízo Acumulados 6 – Demonstração de Lucros ou Prejuízo Acumulados

5 Cap 06 Prof. José Carlos Marion e Sérgio Iudícibus Ajustes de exercícios anteriores DEMONSTRAÇÃO DE LUCROS OU PREJUÍZOS ACUMULADOS Saldo em X2 1. Ajustes de exercícios anteriores (-) Retificação de erro de exercícios anteriores (-) Retificação de erro de exercícios anteriores Saldo em X – Demonstração de Lucros ou Prejuízo Acumulados 6 – Demonstração de Lucros ou Prejuízo Acumulados

6 Cap 06 Prof. José Carlos Marion e Sérgio Iudícibus Transferência do Lucro líquido para Reservas de Lucros RESERVA LEGAL: De acordo com a Lei das S.A, do lucro líquido do exercício, 5% serão aplicados, antes de qualquer destinação, que não deverá exceder 20% do Capital Social. RESERVA ESTATUTÁRIA: São aquelas prevista nos estatutos da empresa, onde deverá constar critérios para determinar a parcela anual dos lucros líquidos que serão destinados a sua constituição. RESERVA PARA CONTINGÊNCIA: Parte do lucro líquido a formação de Reserva com finalidade de compensar, em exercício futuro, a diminuição do lucro decorrente de perda julgada provável. 6 – Demonstração de Lucros ou Prejuízo Acumulados 6 – Demonstração de Lucros ou Prejuízo Acumulados

7 Cap 06 Prof. José Carlos Marion e Sérgio Iudícibus Proposta da administração para destinação do lucro RESERVA ORÇAMENTÁRIA: Também conhecida como reserva de lucros para expansão. Parcela do lucro líquido poderão ser retidas para expansão da empresa quando prevista em orçamento de capital aprovado em Assembléia Geral. RESERVA DE LUCROS A REALIZAR: Pode haver parte do Lucro Líquido que ainda não foi realizada, por isso, Reservas de Lucros a realizar poderá ser deduzida do Lucro Líquido do Exercício, sendo revertidas em exercícios futuros, em que houver realização financeira. TRANSFERÊNCIA DE LUCRO LÍQUIDO PARA DIVIDENDOS Parte do lucro que se destina aos acionistas da companhia denomina-se Dividendos. 6 – Demonstração de Lucros ou Prejuízo Acumulados 6 – Demonstração de Lucros ou Prejuízo Acumulados

8 Cap 06 Prof. José Carlos Marion e Sérgio Iudícibus Proposta da administração para destinação do lucro DEMONSTRAÇÃO DE LUCROS OU PREJUÍZOS ACUMULADOS Saldo em X0 1. Ajustes de exercícios anteriores (-) Retificação de erro de exercícios anteriores (-) Retificação de erro de exercícios anteriores (+) Lucro líquido do exercício (+) Lucro líquido do exercício Lucro total disponível (-) Transferências p/reservas de lucros (-) Transferências p/reservas de lucros a. Reserva legal b. Reserva estatutária c. Reserva para contingências d. Retenção de lucros (reserva orçamentária) e. Reserva de lucros a realizar Saldo de lucros acumulados no final do período (31-12-X1) XXXXXXXXX 6 – Demonstração de Lucros ou Prejuízo Acumulados 6 – Demonstração de Lucros ou Prejuízo Acumulados

9 Cap 06 Prof. José Carlos Marion e Sérgio Iudícibus Proposta da administração para destinação do lucro DEMONSTRAÇÃO DE LUCROS OU PREJUÍZOS ACUMULADOS Saldo no início do período 1. Ajustes de exercícios anteriores (+) Retificação de erro de exercícios anteriores (+) Lucro líquido do exercício Saldo disponível Proposta da Administração para destinação do Lucro  Reserva legal  Reserva estatutária  Reserva para contingências  Retenção de lucros a realizar  Dividendos a distribuir31.12.X X (150) (255) (180) (95) (900) Saldo final do período – Demonstração de Lucros ou Prejuízo Acumulados 6 – Demonstração de Lucros ou Prejuízo Acumulados


Carregar ppt "Cap 06 Prof. José Carlos Marion e Sérgio Iudícibus AUTORES: Sérgio de Iudícibus José Carlos Marion CURSO DE CONTABILIDADE Para não contadores Para as Áreas."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google