A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Professor Hugo Alexandre

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Professor Hugo Alexandre"— Transcrição da apresentação:

1 Professor Hugo Alexandre

2

3  SOCIOLOGIA MODERNIDADE CIÊNCIASOCIEDADE

4  A teologia era a rainha das ciências.  Praça pública (coletividade)

5 “O jardim das delícias” Bosch

6 O combate entre o carnaval e a quaresma, de Pieter Brueghel

7 Nascimento do ser humano contemporâneo.

8  A crença de que o universo se baseava em princípios numéricos.  Humanismo (homem como medida)

9

10  Individualidade, introspecção (universo do eu)  As privações

11

12 Começo da afirmação da burguesia

13

14 RAZÃO O HOMEM COMO SUJEITO DA NATUREZA

15 Processo de laicização

16

17  Uma teoria da natureza em que os problemas físicos fossem concebidos em termos matemáticos.

18  A produção do conhecimento sobre a natureza devia basear-se no MÉTODO EXPERIMENTAL

19  A natureza podia ser representada por LEIS MECÂNICAS

20 Que mundo é esse?

21 Um novo universo (extremamente urbano) Novas formas de relações

22 Consolidação do poder burguês Noção de liberdade individual

23 “Caos” na Nova Ordem Ciência prática da sociedade Capitalsimo

24  Montesquieu ( )  Estudo sobre as instituições * Tocqueville ( ) -As consequências da Revolução Francesa *Saint-Simon ( ) -Noção de ciência social

25 Auguste Comte

26 Conhecer a realidade cientificamente Leis naturais que regulam a sociedade

27 Conhecimento objetivo “Física social”

28  Relativismo  Holismo  Historicismo = “O único princípio absoluto é que tudo é relativo”. = Estudo da sociedade como um todo = Ser humano é um ser histórico

29  Lei dos três estados Teológico MetafísicoPositivo

30

31  Suicídio e Crime  Normas Sociais Cimento social Coesão social  Fatos Sociais Generalidade Exterioridade Coercitividade

32  Equilíbrio Social

33

34

35  Capital = meios de produção  Desigualdade Social  Luta de classe  Privação relativa

36  Estudo da Reforma Protestante calvinista (França, no século XVII)  Predestinação da Alma  Ética do Trabalho

37  Ação social  Tipos de Dominação  Tradicional  Carismática  Legal-racional

38

39 01. (UEL-PR) Observe a charge a seguir:

40 Com base na charge e nos conhecimentos sobre método científico e método criacionista, é correto afirmar. a) O método científico apóia-se na demonstração permanente das conexões internas que constituem efetivamente o objeto, buscando distinguir, neste, a aparência da essência. b) O método científico aspira à construção de verdades absolutas e invariáveis no espaço e no tempo, motivo pelo qual ele resulta, de modo permanente, na construção de leis sociais gerais. c) O pressuposto empírico orienta, em todas as etapas da pesquisa, a construção do método criacionista de análise da vida social. d) A superioridade do método científico em relação ao criacionista está em que o primeiro é imune às ideologias e instrumentalizações políticas. e) O método criacionista é típico de sociedades menos desenvolvidas economicamente, ao passo que o método científico é característico de organizações sociais industrializadas.

41 02. (UFPR) Referindo-se ao contexto científico, filosófico e histórico dos séculos XVIII e XIX, E. Hobsbawm assim se expressa: "O mundo estava se transformando mais radicalmente nesta era do que em qualquer outra anterior. Nenhuma pessoa que usasse o raciocínio poderia deixar de estar atemorizada, abalada e mentalmente estimulada por estas convulsões e transformações". Assinale a alternativa que inclui acontecimentos e processos que explicam a inquietação da sociedade e dos filósofos da época. a) Revolução Russa; transformação da sociedade feudal em sociedade capitalista; desenvolvimento do liberalismo; movimentos de independência na América; as grandes navegações; extinção dos sistemas escravistas. b) Revoluções artísticas e culturais; Reforma Protestante; implantação de sistemas tayloristas de produção; laicização do ensino; colonialismo. c) Desenvolvimento de teorias evolucionistas; descobertas científicas sobre geologia e astronomia que destruíram convicções dos cientistas e filósofos; passagem de uma sociedade agrária à industrial, na Europa; ascensão dos movimentos nazi-fascistas. d) Processos como os da Revolução Francesa e Revolução Industrial; as idéias iluministas que questionaram as instituições; descobertas científicas e invenções; novas formas de comunicação, transporte e novas fontes de energia; fome, doenças, revoltas; concentrações urbanas desordenadas, precárias condições sanitárias e novas formas de produção. e) Expedições científicas à Antártica; desenvolvimento da fibra ótica que viria, mais tarde, constituir-se em base para os sistemas de telecomunicações; Revolução Francesa; Positivismo; movimentos socialistas; movimentos de independência nos países da América Latina.

42 03. (UFPR) Durante muitos anos a sociologia teve um certo desprezo pelo estudo da subjetividade, recusando-se a tomá-la como objeto de análise. Hoje, muitos sociólogos incorporam a subjetividade em suas análises. É correto afirmar que o estudo da subjetividade conquistou seu lugar na sociologia porque: a) os sociólogos começaram a estudar mais antropologia e psicologia. b) o socialismo e a teoria das classes provaram sua ineficácia histórica. c) a sociedade contemporânea é mais individualista. d) a sociedade contemporânea considera o indivíduo acima de tudo. e) a sociologia contemporânea introduziu em seu corpus teórico-metodológico a importância do sujeito e suas diversas formas de manifestação

43 04. (UPE-SSA) Os conceitos de relações sociais e interação social estão ligados à: a) Noção de individualidade. b) Comunicação entre membros de uma sociedade. c) Reflexão filosófica. d) Atividade industrial. e) Segregação étnica.

44 05. (UPE-SSA) Sobre o surgimento da Sociologia, convém afirmar que ela surge no bojo de todo um longo processo histórico da sociedade moderna, contudo é necessário ressaltar que os seres humanos sempre elaboraram ideias sobre a sociedade em épocas passadas com a filosofia grega, passando pela sabedoria oriental e pela filosofia medieval. Portanto, sobre o seu advento, é CORRETO afirmar que ela nasce no momento de transição da sociedade: a) feudal para a sociedade capitalista. b) mercantilista para a sociedade capitalista. c) renascentista para a sociedade iluminista. d) teocêntrica para a sociedade antropocêntrica. e) feudal para a sociedade mercantilista.

45 06. (UFMA) Os principais fatos histórico- sociais que propiciaram o surgimento da sociologia foram: a) a Revolução dos escravos em Portugal e a Revolução Moçambicana. b) a Revolução Industrial e a Revolução Francesa. c) a Revolução Russa e a Revolução Chinesa. d) a Revolução Mexicana e a Revolução Nicaragüense. e) a Revolução Cubana e a Revolução Chinesa.

46 07. A evolução do saber científico, da matemática, da química e da física, por exemplo, permitiram que ocorrer-se, no interior da sociedade européia ocidental um processo denominado por: a) determinismo geográfico; b) geocentrismo ptolomáico; c) heliocentrismo copernicano; d) laicização da sociedade; e) ruralização social.

47 08. Quando a Sociologia, no século XIX, se desenvolve enquanto disciplina, ocorreu uma separação entre este conhecimento científico e o senso comum. Sobre esta realidade, NÃO seria correto afirmar que: (1,5 pontos) a) o senso comum se caracteriza por opiniões subjetivas e generalizantes, sem fundamentação científica. b) assim como o senso comum, a atitude científica sobre as interpretações do comportamento humano é expressa na Sociologia. c) faz parte desta atitude científica a constatação de um problema social, observar os fatos e a realidade dos indivíduos e grupos, suas relações, formular uma hipótese de explicação e, ao final, pronunciar leis ou tendências de que um fato ocorre por motivos específicos. d) para a Sociologia, seria desnecessária a preocupação com a investigação de causas e efeitos, relações entre os fatos e acontecimentos assim como com o contexto histórico dos fatos analisados. e) diferentemente do senso comum, a Sociologia não parte para generalizações, ao primeiro contato com um fenômeno social.

48 Professor Hugo Alexandre


Carregar ppt "Professor Hugo Alexandre"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google