A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Profa. Rita Borges - Metodologia da Pesquisa Científica1 Aulas I e II Metodologia da Pesquisa.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Profa. Rita Borges - Metodologia da Pesquisa Científica1 Aulas I e II Metodologia da Pesquisa."— Transcrição da apresentação:

1 Profa. Rita Borges - Metodologia da Pesquisa Científica1 Aulas I e II Metodologia da Pesquisa

2 Profa. Rita Borges - Metodologia da Pesquisa Científica2 As Diferentes Formas do Saber 1. O saber espontâneo: a.Mito b.Tradição c.Autoridade 2. O saber racional: a.Filosofia b.Ciências

3 Profa. Rita Borges - Metodologia da Pesquisa Científica3 O Saber Espontâneo Nossas afirmações mais comuns partem do saber espontâneo, afinal, não estamos 24 horas do dia proferindo afirmativas científicas ou filosóficas. O cotidiano é permeado pelas atitudes que internalizamos, oriundas do saber espontâneo. Nossas afirmações mais comuns partem do saber espontâneo, afinal, não estamos 24 horas do dia proferindo afirmativas científicas ou filosóficas. O cotidiano é permeado pelas atitudes que internalizamos, oriundas do saber espontâneo.

4 Profa. Rita Borges - Metodologia da Pesquisa Científica4 Mito

5 5 Tradição Encontramos desde a região norte ao sul do país uma infinidade de folclores que expressam a forma como as pessoas se comportam e exprimem seu modo de viver. Encontramos desde a região norte ao sul do país uma infinidade de folclores que expressam a forma como as pessoas se comportam e exprimem seu modo de viver. No entanto, convivemos com afirmações advindas também do senso comum. São saberes oriundos do acúmulo de informações herdadas por antepassados e que não questionamos a sua validade, simplesmente nos apropriamos desses saberes. No entanto, convivemos com afirmações advindas também do senso comum. São saberes oriundos do acúmulo de informações herdadas por antepassados e que não questionamos a sua validade, simplesmente nos apropriamos desses saberes.

6 Profa. Rita Borges - Metodologia da Pesquisa Científica6

7 7 Paradigmas de Pesquisa São arranjos comuns de idéias e compreensões, partindo da visão de mundo e de uma análise teórica sobre esta visão, sujeita à interpretação feita pelo pesquisador, podendo assim se diferenciar para um mesmo fato. São arranjos comuns de idéias e compreensões, partindo da visão de mundo e de uma análise teórica sobre esta visão, sujeita à interpretação feita pelo pesquisador, podendo assim se diferenciar para um mesmo fato. A produção científica baseia-se em três paradigmas: A produção científica baseia-se em três paradigmas: –Paradigma Empírico - Analítico –Paradigma Fenomenológico - Hermenêutico –Paradigma Crítico - Dialético

8 Profa. Rita Borges - Metodologia da Pesquisa Científica8 Paradigma Empírico - Analítico Descreve a relação causa - efeito entre variáveis, sendo verificada por experimentos e testes, de forma quantitativa, nos quais o pesquisador e a pesquisa se mantêm isentos de críticas de ordem social. Descreve a relação causa - efeito entre variáveis, sendo verificada por experimentos e testes, de forma quantitativa, nos quais o pesquisador e a pesquisa se mantêm isentos de críticas de ordem social. têm como base: têm como base: – o intenso rigor metodológico; – o tratamento estatístico dos dados coletados através do experimento, foco central de investigação.

9 Profa. Rita Borges - Metodologia da Pesquisa Científica9 Paradigma Fenomenológico - Hermenêutico –O eixo principal da ação desse tipo é a interpretação dos fatos e/ou fenômenos, a análise interpretativa dos O que são paradigmas? –São simplesmente padrões psicológicos, modelos ou mapa que usamos para navegar na vida.

10 Profa. Rita Borges - Metodologia da Pesquisa Científica10 Paradigma Crítico - Dialético Esse tipo tem em vista a transformação de realidade social onde o pesquisador e a pesquisa são agentes transformadores e/ou construtores de uma nova realidade, sendo o homem analisado dentro do contexto sócio-histórico. Esse tipo tem em vista a transformação de realidade social onde o pesquisador e a pesquisa são agentes transformadores e/ou construtores de uma nova realidade, sendo o homem analisado dentro do contexto sócio-histórico.

11 Profa. Rita Borges - Metodologia da Pesquisa Científica11 As Teorias Filosóficas que Fundamentam Esses Paradigmas Positivismo Positivismo Fenomenologia Fenomenologia Marxismo Marxismo

12 Profa. Rita Borges - Metodologia da Pesquisa Científica12 Positivismo O termo positivismo foi adotado por Augusto Comte para designar toda uma diretriz filosófica marcada pelo culto da ciência e pela sacralização do método científico. O termo positivismo foi adotado por Augusto Comte para designar toda uma diretriz filosófica marcada pelo culto da ciência e pela sacralização do método científico. O positivismo expressa um tom geral de confiança nos benefícios da industrialização, bem como um otimismo em relação ao progresso capitalista, guiado pela técnica e pela ciência. O positivismo expressa um tom geral de confiança nos benefícios da industrialização, bem como um otimismo em relação ao progresso capitalista, guiado pela técnica e pela ciência. Admite, como fonte única de conhecimento e critério de verdade: Admite, como fonte única de conhecimento e critério de verdade: –a experiência –os fatos positivos –os dados sensíveis.

13 Profa. Rita Borges - Metodologia da Pesquisa Científica13 Fenomenologia A fenomenologia, as idéias e as coisas estão indissoluvelmente ligadas entre si, constituindo um único fenômeno, pois as idéias só existem porque são idéias sobre as coisas. A fenomenologia, as idéias e as coisas estão indissoluvelmente ligadas entre si, constituindo um único fenômeno, pois as idéias só existem porque são idéias sobre as coisas. Atinge-se a essência mesma das coisas descrevendo a experiência tal como ela se processa, de forma que a realidade surja exatamente como ela é. Atinge-se a essência mesma das coisas descrevendo a experiência tal como ela se processa, de forma que a realidade surja exatamente como ela é.

14 Profa. Rita Borges - Metodologia da Pesquisa Científica14 Marxismo O marxismo é uma análise a partir da realidade social. Diante do cenário que marcava a sociedade nas primeiras décadas do século XIX. O marxismo é uma análise a partir da realidade social. Diante do cenário que marcava a sociedade nas primeiras décadas do século XIX. Karl Marx formulou suas idéias pelo: Karl Marx formulou suas idéias pelo: – materialismo histórico –materialismo dialético

15 Profa. Rita Borges - Metodologia da Pesquisa Científica15 Materialismo Dialético Insiste na necessidade de considerarmos a realidade socioeconônica de determinada época como um todo articulado, atravessado por contradições específicas, entre as quais a luta de classe. Insiste na necessidade de considerarmos a realidade socioeconônica de determinada época como um todo articulado, atravessado por contradições específicas, entre as quais a luta de classe. Materialismo Histórico É a explicação da história por fatores materiais, ou seja, econônúcos e técnicos. É a explicação da história por fatores materiais, ou seja, econônúcos e técnicos.

16 Profa. Rita Borges - Metodologia da Pesquisa Científica16 Crise dos Paradigmas Heisenberg apresenta o conceito de probabilidade. Heisenberg apresenta o conceito de probabilidade. – A função da probabilidade combina entre si os elementos: objetivos - conseqüência da descrição, independem do observador; objetivos - conseqüência da descrição, independem do observador; subjetivos - se referem ao nosso conhecimento incompleto do mundo; subjetivos - se referem ao nosso conhecimento incompleto do mundo; incertezas - nunca vemos as coisas realmente como são. incertezas - nunca vemos as coisas realmente como são.

17 Profa. Rita Borges - Metodologia da Pesquisa Científica17


Carregar ppt "Profa. Rita Borges - Metodologia da Pesquisa Científica1 Aulas I e II Metodologia da Pesquisa."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google