A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Interacção Homem-Máquina Introdução. Definição  [ACM SIGCHI] Human-computer interaction is a discipline concerned with the design, evaluation and implementation.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Interacção Homem-Máquina Introdução. Definição  [ACM SIGCHI] Human-computer interaction is a discipline concerned with the design, evaluation and implementation."— Transcrição da apresentação:

1 Interacção Homem-Máquina Introdução

2 Definição  [ACM SIGCHI] Human-computer interaction is a discipline concerned with the design, evaluation and implementation of interactive computing systems for human use and with the study of major phenomena surrounding them  Os objectivos são: tornar os sistemas fáceis de aprender e de utilizar contribuir para a eficiência, a eficácia, a utilidade e a segurança dos sistemas David Lamas, ULP,

3 Áreas de conhecimento afins  Informática  Psicologia cognitiva no que respeita ao conhecimento humano e aos processos mentais subjacente  Psicologia social e organizacional explorando a influência de um indivíduo ou de um grupo nas atitudes e comportamentos de outros indivíduos ou grupo  Ergonomia e factores humanos definindo e desenhando artefactos para diferentes ambientes que respeitem as características do Homem  Linguística  Inteligência artificial na simulação de aspectos do comportamento humano inteligente  Filosofia, Sociologia, Antropologia,… David Lamas, ULP,

4 Motivação  Cerca de metade do esforço de concepção e desenvolvimento é dedicado ao interface com o utilizador  O interface com o utilizador é crítica para a aceitação do sistema para muitos utilizadores, o interface é o sistema  Acidentes acontecem por não se dar a devida atenção o interface [Neuman, 1991] Lacuna num interface causa erro humano e resulta em queda de avião [Leveson, 1993] Aplicação de controlo de aplicação de radiação provocou erro fatal David Lamas, ULP,

5 Evolução  Anos 50 o interface faz-se directamente com o hardware  Anos 60 e 70 o interface faz-se através de linguagens de programação (COBOL, FORTRAN, etc...)  Anos 80 o interface faz-se dialogando com o sistema operativo (linha de comando) aparecem as primeiras interfaces gráficas  Anos 90 o interface faz-se manipulando representações gráficas do sistema (a metáfora mais comum é a secretária)  Depois de 2000 o interface torna-se ubíquo (manifesta-se um pouco por todo o lado) David Lamas, ULP,

6 Exemplos Da interacção com o hardware à manipulação directa David Lamas, ULP,

7 Exemplos Da interacção com o hardware à manipulação directa David Lamas, ULP,

8 Exemplos Da interacção com o hardware à manipulação directa David Lamas, ULP,

9 Exemplos Da interacção com o hardware à manipulação directa David Lamas, ULP,

10 Exemplos Da interacção com o hardware à manipulação directa David Lamas, ULP,

11 Exemplos Da interacção com o hardware à manipulação directa David Lamas, ULP,

12 Exemplos Da interacção com o hardware à manipulação directa David Lamas, ULP,

13 Exemplos Da interacção com o hardware à manipulação directa David Lamas, ULP,

14 Xerox Star  A investigação sobre a sua usabilidade foi extensiva  As aplicações não surgem ao utilizador é document centered  Existem teclas dedicadas para comandos genéricos não existem teclas modais tais como o ALT, CTRL, OPT, etc.)  Uma Janela tem a forma de um ícone em grande David Lamas, ULP,

15 Exemplos Da interacção com o hardware à manipulação directa David Lamas, ULP,

16 Exemplos Da interacção com o hardware à manipulação directa David Lamas, ULP,

17 Exemplos Da interacção com o hardware à manipulação directa David Lamas, ULP,

18 Ainda o Xerox Star  Infelizmente, como constatou David Liddle, responsável pelo desenvolvimento do Xerox Star… In later systems, such as the Macintosh and Windows, people did strange things with icons, such as using them to represent an application program.The user should never need to operate directly on programs. [...] That was not what happened, because the later designers were retrofitting the Star’s concepts over existing ideas. In the Macintosh, they just missed it In Windows, they were retrofitting it over DOS David Lamas, ULP,

19 Exemplos Da interacção com o hardware à manipulação directa David Lamas, ULP,

20 Exemplos Da interacção com o hardware à manipulação directa David Lamas, ULP,

21 Exemplos Da interacção com o hardware à manipulação directa David Lamas, ULP,

22 Exemplos Da interacção com o hardware à manipulação directa David Lamas, ULP,

23 Exemplos Da interacção com o hardware à manipulação directa David Lamas, ULP,

24 Exemplos Da interacção com o hardware à manipulação directa David Lamas, ULP,

25 Exemplos Da interacção com o hardware à manipulação directa David Lamas, ULP,

26 Exemplos Da interacção com o hardware à manipulação directa David Lamas, ULP,

27 Exemplos Da interacção com o hardware à manipulação directa David Lamas, ULP,

28 Exemplos Da interacção com o hardware à manipulação directa David Lamas, ULP,

29 O computador...  Começou por ser encarado como uma ferramenta servia para aumentar a nossa capacidade de produzir  Mas agora cada vez mais se vê como um assistente sem deixar de servir para aumentar, serve cada vez mais também para automatizar  Deve ser: fácil de aprender fácil de utilizar intuitivo produtivo David Lamas, ULP,

30 Isto não devia ser necessário... David Lamas, ULP,

31 Inovação  O relatorio da Academia Nacional de Cie ̂ ncias dos Estados Unidos, revelou em 2003 que… a evoluc ̧ a ̃ o das tecnologias de informac ̧ a ̃ o telecomunicac ̧ o ̃ es desde a invenc ̧ a ̃ o em laboratorios, ate se tornarem industrias de bilio ̃ es de dolares, demora em média 20 anos isto significa que as tecnologias que nos ira ̃ o afectar significativamente nos proximos 10 anos ja ca andam ha uma decada importa, portanto, e aprender a descobri-las! Tinta electronica Smartboards David Lamas, ULP,

32 A profissão  Um candidato a especialista em interacção Homem- máquina de ser capaz de: Identificar e resolver problemas conceptuais Descrever e apresentar conceitos, sendo capaz de explicar de forma sustentada porque são adequadas as soluções apresentadas Compreender as pessoas para as quais se esta a trabalhar Se exceder sistemáticamente, tanto na concepção de alto nivel, como na identificação e descrição dos detalhes David Lamas, ULP,


Carregar ppt "Interacção Homem-Máquina Introdução. Definição  [ACM SIGCHI] Human-computer interaction is a discipline concerned with the design, evaluation and implementation."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google