A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

DOENÇA DE PARKINSON ESCOLA DE MEDICINA UCPEL Prof. Antonio J. V. Pinho.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "DOENÇA DE PARKINSON ESCOLA DE MEDICINA UCPEL Prof. Antonio J. V. Pinho."— Transcrição da apresentação:

1 DOENÇA DE PARKINSON ESCOLA DE MEDICINA UCPEL Prof. Antonio J. V. Pinho

2 Sinonímia Paralisia agitanteParalisia agitante Síndrome rígida acinéticaSíndrome rígida acinética

3 Conceito Doença degenerativa caracterizada por:Doença degenerativa caracterizada por: 1) Tremor (de repouso) 2) Rigidez (hipertonia plástica) 3) Acinesia 4) Instabilidade postural

4 Incidência 1:1000 habitantes1:1000 habitantes Rara abaixo dos 50 anosRara abaixo dos 50 anos 1,5% dos pacientes entre 70 e 79 anos1,5% dos pacientes entre 70 e 79 anos 3,5% dos pacientes acima de 80 anos3,5% dos pacientes acima de 80 anos

5 Facies do Parkinson Facies em mármore

6 Histopatologia Células dopaminérgicas perdidas na substância negraCélulas dopaminérgicas perdidas na substância negra Presença dos Corpúsculos de Lewy (inclusões citoplasmáticas eosinofílicas)Presença dos Corpúsculos de Lewy (inclusões citoplasmáticas eosinofílicas)

7 Tremor De repousoDe repouso Aparece em 70% dos pacientesAparece em 70% dos pacientes Grosseiro e lento (4 a 6 c/s)Grosseiro e lento (4 a 6 c/s) Principalmente nas mãosPrincipalmente nas mãos Pode ocorrer em um lado, nos dois e na cabeçaPode ocorrer em um lado, nos dois e na cabeça

8 Rigidez Mais nítida no cotovelo e pulsoMais nítida no cotovelo e pulso Sinal da roda denteadaSinal da roda denteada

9 Acinesia Face imóvel, sem expressãoFace imóvel, sem expressão Movimentos lentos: bradicinesiaMovimentos lentos: bradicinesia Voz monótona e tende a falharVoz monótona e tende a falhar Escrita pequena e espalhadaEscrita pequena e espalhada Marcha a pequenos passos e sem oscilações dos braçosMarcha a pequenos passos e sem oscilações dos braços Dificuldade de parar (festinação) e iniciar a marcha (congelamento)Dificuldade de parar (festinação) e iniciar a marcha (congelamento)

10 Instabilidade postural Dificuldade de mudar o padrão motorDificuldade de mudar o padrão motor Tropeça em tapetesTropeça em tapetes Executa muitos passos ao ser puxado para trásExecuta muitos passos ao ser puxado para trás

11 Outros manifestações Lentidão de pensamento (bradifrenia)Lentidão de pensamento (bradifrenia) Pode evoluir a demênciaPode evoluir a demência Face oleosaFace oleosa SalivaçãoSalivação DepressãoDepressão

12 Diagnóstico Diferencial Com o tremor essencialCom o tremor essencial HemiparesiaHemiparesia DepressãoDepressão Hidocefalia de pressão normalHidocefalia de pressão normal Doença de WilsonDoença de Wilson Parkinsonismo secundárioParkinsonismo secundário

13 Tratamento sintomático Preparados com DopaminaPreparados com Dopamina Agonistas da DopaminaAgonistas da Dopamina Agentes de liberação da DopaminaAgentes de liberação da Dopamina Inibidor da monoamina-oxidase BInibidor da monoamina-oxidase B Inibidores da co-metil-transferaseInibidores da co-metil-transferase AnticolinérgicosAnticolinérgicos

14 Preparações com Dopamina SINEMET (L-Dopa e carbidopa)SINEMET (L-Dopa e carbidopa) PROLOPA e MADOPAR (L-Dopa e benzerazida)PROLOPA e MADOPAR (L-Dopa e benzerazida) (Precursor da dopamina com um inibidor da dopa-descarboxilase, para evitar o metabolismo fora do cérebro)

15 Agonistas da Dopamina Bromocriptina, LisurideBromocriptina, Lisuride (Agonistas da Dopamina de amplo espectro) Pergolida - (Agonista mais específico para os receptores D2 da Dopamina)Pergolida - (Agonista mais específico para os receptores D2 da Dopamina) Cabergolina, ApomorfinaCabergolina, Apomorfina

16 Agentes de liberação da Dopamina AmantadinaAmantadina (Efeito sintomático fraco. Perde a ação em poucos meses de uso)

17 Inibidores da monoamina-oxidase SelegilinaSelegilina (Regulariza a ação da Dopamina. Efeito sintomático leve)

18 Inibidor da co-metil- transferase EntacaponeEntacapone (Aumenta bastante o efeito da Dopamina)

19 Anticolinérgicos BenzexolBenzexol (Eficácia limitada) BenztropinaBenztropina (Útil para o tremor)

20 Tratamento a longo prazo Em 5 anos 70% dos pacientes desenvolverão:Em 5 anos 70% dos pacientes desenvolverão: Flutuações nas respostas terapêuticas: melhora/piora. Discinesias (coréia, atetose e até distonias). Fracasso da medicação: os efeitos terapêuticos diminuem.

21 Tratamento cirúrgico TalamotomiaTalamotomia PalidotomiaPalidotomia Transplante de substância negra fetalTransplante de substância negra fetal


Carregar ppt "DOENÇA DE PARKINSON ESCOLA DE MEDICINA UCPEL Prof. Antonio J. V. Pinho."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google