A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Choque tóxico: relato e caso. Choque Tóxico Introdução: Patologia rara. Alto índice de mortalidade. Elevada morbidade. Evolução rápida. Sintomas iniciais.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Choque tóxico: relato e caso. Choque Tóxico Introdução: Patologia rara. Alto índice de mortalidade. Elevada morbidade. Evolução rápida. Sintomas iniciais."— Transcrição da apresentação:

1 Choque tóxico: relato e caso

2 Choque Tóxico Introdução: Patologia rara. Alto índice de mortalidade. Elevada morbidade. Evolução rápida. Sintomas iniciais inespecíficos: febre, mal estar, mialgia. Em geral causada por Stafilococcus ou Streptococcus. Evolui rapidamente com queda do estado geral, choque séptico e necrose extensa de segmento de tecidos que determinam grande desbridamento e amputações de membros. A necrose é determinada pelas toxinas bacterianas. Nem sempre o foco inicial da infecção é determinado.

3 Quadro Clínico Sintomas iniciais: Febre Mal estar geral Mialgia Nausea e vômito Dor localizada sem sinais iniciais de infecção localizada, que rapidamente evolui para necrose de tecidos em profundidades variaveis. Evolui rapidamente para choque tóxico, com falência renal aguda precoce e óbito.

4 Descrição do Caso A.J.A.B.S.Homem. 57 anos. Coronariopata revascularizada há 11 anos. Angioplastia coronária há 6 anos. 3 dias antes da internação dor febre, mialgia, dor articular em cotovelo dir.

5 Evolução Clínica Piora progressiva da dor em MSD. Queda do estado geral. Procurou emergência realizando Hg. Hg revelou leucocitose discreta e plaquetopenia: plaq. Diagnosticado inicialmente como dengue. Feito sintomático e mandado para casa.

6 Evolução clínica No 4° dia piora do quadro Edema e dor intensa em cotovelo dir. Internado na CSSR. Após 24h de internação choque séptico. Manchas violácea em 80% do MSD e pequena em panturrilha dir. Encaminhado a UTI. Edema intenso em todo MSD caracterizando Sindrome de compartimento. Realizado após 24 horas na UTI fasciotomia extensa em mão, antebraço e braço.

7

8 Evolução Clínica Após 12 h de pós op encaminhado à OHB. Dependente de dobutamina e dopamina. IRA entrando em hemodiálise. Após a 3ª sessão de OHB edema agudo de pulmão com entubação oro-traqueal. Saída do choque e do respirador com 48H. Fez uso de clindamicina, ciprofloxacina inicialmente Após 4 dias trocado por

9 Evolução Clínica Voltou a realizar OHB. Nutrição enteral e parenteral. Curativo da feridas de 5/5 dias com Contreente espuma com prata ®. Evoluiu com controle da infecção e delimitação rápida da necrose. Evoluiu com controle da infecção e delimitação rápida da necrose. Desbridamento amplo da necrose de pele com 13 dias de evolução.

10

11 Evolução Clínica Melhora do estado geral. Granulação de leito da ferida. Curativos na SO com aproximação progressiva dos bordos. Enxertia de pele com 46 dias de evolução. Evoluiu sem sequelas motoras importantes. Total de OHB realizadas: 22

12

13 Conclusão Choque tóxico é patologia muito agressiva. Exige suspeita diagnóstica para diagnóstico precoce e início rápido do tratamento. Início de antibioticoterapia de amplo espectro com cobertura para Stafilococcus e Streptococcus. Intensa reposição de líquido e controle hemodinâmico. Ressecção precoce das áreas de necrose.

14 Conclusão O tratamento coadjuvante com OHB foi fator de ajuda importante pois: diminui reação inflamatória sistêmica, diminui a liberação de cininas vasoativas, diminui edema, aumenta a eficácia dos neutrófilos, cria ambiente inadequado a proliferação bacteriana, controla mais rápido a infecção, delimita mais rápido a necrose e permite mais rápida granulação da ferida e intensificação da maturação da ferida com redução mais rápida da área da ferida.

15 Conclusão: A opção pelo contreet espuma para curativo foi determinada por: seu alto poder de absorção de secreção, controle do número de bacterias no leito da ferida, permitir trocas de curativos mais espassadas, não aderir ao leito da ferida, mais conforto ao paciente e estimular a granulação local por manter meio ambiente da ferida em condição mais adequadas.

16 Conclusao: A abordagem ampla com correção de todos os fatores envolvidos, através de uma equipe multiprofissional e otimização da resposta imunológica e cicatricial com OHB e o cuidado adequado do leito da ferida com material selecionado, CONTREET ESPUMA, propiciaram a excelente evolução do caso, em um tempo mais curto de tratamento.


Carregar ppt "Choque tóxico: relato e caso. Choque Tóxico Introdução: Patologia rara. Alto índice de mortalidade. Elevada morbidade. Evolução rápida. Sintomas iniciais."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google