A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Volatilidade do Preço do Petróleo Impacto em Moçambique 9.ª Conferência Africana sobre o Comércio e Financiamento para Petróleo e Gás Maputo, 3 de Junho.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Volatilidade do Preço do Petróleo Impacto em Moçambique 9.ª Conferência Africana sobre o Comércio e Financiamento para Petróleo e Gás Maputo, 3 de Junho."— Transcrição da apresentação:

1 Volatilidade do Preço do Petróleo Impacto em Moçambique 9.ª Conferência Africana sobre o Comércio e Financiamento para Petróleo e Gás Maputo, 3 de Junho de 2005 Manuel Soares NOT AN OFFICIAL UNCTAD RECORD

2 Índice Volatilidade: Factores Justificativos Técnicas de Gestão da Exposição à Volatilidade * Empresas * Países Moçambique

3 Factores Justificativos da Volatilidade Quebra do ritmo de produção nas países não pertencentes à OPEP; OPEP - Produção muito próxima da capacidade máxima; Significativo aumento da procura mundial (China e Índia) e tendência para manter-se elevada; Limitação da oferta;

4 Factores Justificativos da Volatilidade Alteração da política de gestão de stocks das principais companhias; Factores psicológicos; Qualidade das estatísticas (consumo, produção, inventários, etc.); Elevada instabilidade política num número significativo de países produtores (Venezuela, Rússia, Iraque ou Nigéria).

5

6 Impacto na Bal. Comercial PREÇOPaíses Desenvolvidos AntesApósVar.Var. %$ Bilhões% PIB Anos ND Fonte: IMF e Blommberg

7 Técnicas de Gestão da Exposição à Volatilidade Integração das operações Constituição de stocks : Caso o preço desça adquirir-se-á o petróleo no mercado; se subir, recorre-se ao stock. Inconveniente: Custos de constituição/manutenção do stock. Diversificação: Investimentos em diversos negócios não relacionados ou com localizações geográficas diferentes. Inconvenientes: a) A diversificação é onerosa; b) Complexidade de gestão de diversos negócios.

8 Técnicas de Gestão da Exposição à Volatilidade Técnicas de Hedging a) Contratos de longo prazo com preços fixos b) Forward´s c) Futuros d) Opções e) Swap´s

9 Países: Gestão da Exposição à Volatilidade Importadores: a) O volume de importação é inelástico perante alterações do preço de petróleo; b) Aumentos do preço terão impacto directo nos custos de produção de bens e serviços. Medidas de Mitigação: 1. Redução da dependência energética através de: Fontes energéticas; Adopção de novas tecnologias de produção; Modernização da frota automóvel.

10 Países: Gestão da Exposição à Volatilidade Exportadores Exportadores a) A volatilidade tem impacto directo nas receitas e na taxa de câmbio da respectiva moeda; b) Nos países dependentes das exportações de petróleo, a volatilidade pode contribuir para a instabilidade da economia. Medidas de Mtigação: 1. Diversificação das exportações; 2. Constituição de Fundos de Estabilização do Preço do Petróleo.

11 O Caso de Moçambique Constatações: Não é um produtor de petróleo nem tem capacidade de refinação; Não houve praticamente aumento da capacidade de armazenagem; Existe uma operadora de importações (IMOPETRO); Desenvolvimento económico com aumento da frota automóvel e das necessidades de combustíveis; Elevada dependência energética do petróleo; Capacidade de produção de gás natural e energia hídrica;

12 O Caso de Moçambique Constatações: Os preços dos derivados do petróleo são regulamentados pelo Estado (Decreto n.º 1/97): a) Revisão Mensal; b) O preço de venda ao público de cada produto não pode variar em mais de 20% face à última alteração efectuada; c) Compras efectuadas por Concurso Internacional. O aumento do preço do petróleo foi mitigado pela valorização do Metical face ao USD.

13

14 O Caso de Moçambique Constatações: Défice Orçamental, sendo suprido através de donativos externos; Reservas Líquidas do BM (USD milhões): a) 31/12/2003: 798; b) 31/12/2004: 961; c) 31/12/2005: 922 (estimativa BM) Cobertura das Importações (meses): a) 31/12/2004: 5.8 e 6.9, excluindo os GP; b) 31/12/2005: 4.7 e 5.6 excluindo os GP (estimativa BM).

15 O Caso de Moçambique Empréstimos do FMI em dívida (USD milhões): a) 31/12/2003: 209.2; b) 31/12/2004: 195.0; Instabilidade Cambial (Câmbio médio MZM/USD); a) 31/12/2003: 23,821.68; b) 30/06/2003: 23,182.06; c) 31/12/2004: 18,911.94; d) 31/03/2005: 19,250.00; e) 30/04/2005: 21,366.00; f) 31/05/2005: ,00.

16 Impacto da Volatilidade a) O aumento do preço do petróleo tem impacto na factura energética do país, com consequências ao nível do: Orçamento; Balança Comercial; Taxa de câmbio; Inflação (via repassagem para os consumidores do aumento do preço); b) Ao nível das gasolineiras: acumulação de perdas por via do desfasamento temporal entre as alterações dos preços de venda e aquisição

17 Medidas Mitigadoras O Estado deverá tomar medidas que visem, a Médio Longo Prazo, reduzir a dependência energética do petróleo: a) Investimento em tecnologias associadas a outros combustíveis que não o petróleo: tecnologia hídrica (potencial Cahora Bassa e bacia do Zambeze), gás natural e no carvão; b) Criar condições ao incentivo à utilização de transportes públicos; c) Criação de uma rede de infraestruturas rodoviárias e ferroviárias que aumente a eficiência do transporte de passageiros e mercadorias.


Carregar ppt "Volatilidade do Preço do Petróleo Impacto em Moçambique 9.ª Conferência Africana sobre o Comércio e Financiamento para Petróleo e Gás Maputo, 3 de Junho."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google