A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

A defesa de Portugal Exército O que é o exército? A contribuição do exército para o esforço de defesa reveste-se de importância determinante. É o exército.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "A defesa de Portugal Exército O que é o exército? A contribuição do exército para o esforço de defesa reveste-se de importância determinante. É o exército."— Transcrição da apresentação:

1

2 A defesa de Portugal Exército

3 O que é o exército? A contribuição do exército para o esforço de defesa reveste-se de importância determinante. É o exército que garante aos outros ramos a possibilidade de operarem a partir de uma base territorial livre e segura. No processo de modernização das Forças Armadas, o Exército é o Ramo que tem realizado as transformações mais profundas na sua estrutura organizativa, dispositivo, meios humanos e equipamento. O Exército actual constitui um corpo gerador de forças mais adequadas ás suas missões e modernos conceitos operacionais: maior mobilidade, prontidão e flexibilidade de actuação em campanha, em conjunto com outros ramos ou combinada com outros países.

4 CSECSDEIGEJMRE Cmd Pess Cmd Log Cmd Inst COFT Cmd ICE CAL GU Un Op RMNRMSGMLCMSMCTA ZMMZMA ceme GabCeme Estado-maior do Exército Unidades de sistema de Forças quando atribuidas Unidades, Estabelecimentos, Orgãos Territoriais e Campos de Instrução

5 CEME – Chefe do Estado-Maior do Exército OCI – Órgãos de Conselho e de Inspecção CSE – Conselho Superior do Exército CSDE – Conselho Superior de disciplina do Exército IGE – Inspecção Geral do Exército JMRE – Junta Médica de Recurso do Exército OCAD – Orgãos Centrais de Administração e Direcção Cmd Pess – Comando do Pessoal Cmd Log – Comando da Logística Cmd Inst – Comando da Instrução COSF – Componente Operacional do Sistema de Forças COFT – Comando Operacional das Forças Terrestres OIT – Órgãos de Implantação Territorial RMN – Região militar do Norte RMS – Região militar do Sul GML – Governo Militar de Lisboa CMSM – Campo militar de Santa Margarida CTA – Comando de Tropas Aerotrans-portadas Cmd ICE – Comando Primeiro Corpo do Exército CAL – Comando Administrativo-Logístico GU – Grandes Unidades ZMM – Zona militar da Madeira ZMA – Zona militar dos Açores

6 Armas Armas - Escudo de vermelho, um leão rampante de ouro, segurando na garra dianteira dextra uma espada antiga, com lâmina de prata, guarnecida, empunhando e maçaneta de ouro;- Elmo militar, de prata, forrada de vermelho, a três quartos para a dextra;- Correia de vermelho perfilada de ouro;- Paquife e virol de vermelho e de ouro;- Timbre: o leão do escudo;- Divisa: num listel de branco, ondulado, sotoposto ao escudo, em letras de negro, maiúsculas, de estilo elzevir « EM PERIGOS E GVERRAS ESFORÇADAS»; - Grito de guerra: num listel de branco ondulado, sobreposto ao timbre, em letras de negro, maiúsculas, de estilo elzevir « PORTVGAL E SÃO JORGE». - Escudo de vermelho, um leão rampante de ouro, segurando na garra dianteira dextra uma espada antiga, com lâmina de prata, guarnecida, empunhando e maçaneta de ouro;- Elmo militar, de prata, forrada de vermelho, a três quartos para a dextra;- Correia de vermelho perfilada de ouro;- Paquife e virol de vermelho e de ouro;- Timbre: o leão do escudo;- Divisa: num listel de branco, ondulado, sotoposto ao escudo, em letras de negro, maiúsculas, de estilo elzevir « EM PERIGOS E GVERRAS ESFORÇADAS»; - Grito de guerra: num listel de branco ondulado, sobreposto ao timbre, em letras de negro, maiúsculas, de estilo elzevir « PORTVGAL E SÃO JORGE». Simbologia e Alusão das Peças Simbologia e Alusão das Peças - O LEÃO empunhando a espada simboliza o Exército Português em acção. - O LEÃO empunhando a espada simboliza o Exército Português em acção. Os Esmaltes Significam Os Esmaltes Significam - OURO: nobreza e fé;- PRATA: riqueza e eloquência;- VERMELHO: ardor bélico e força. - OURO: nobreza e fé;- PRATA: riqueza e eloquência;- VERMELHO: ardor bélico e força.

7 MINISTÉRIO DA DEFESA NACIONAL EXÉRCITO PORTUGUÊS COMANDO DO PESSOAL DIRECÇÃO DE RECRUTAMENTO Decreto-Lei n.º 289/2000 de 14 de Novembro Artigo 33.º Candidatura A candidatura à prestação de serviço militar em RC ou RV pode ser entregue nos centros de recrutamento dos ramos, unidades, estabelecimentos e órgãos militares e noutros centros de atendimento, designadamente nos centros de emprego e formação profissional e nas delegações regionais do Instituto Português da Juventude. No acto de candidatura o cidadão declara a sua vontade de prestar serviço militar efectivo em RC ou RV, devendo ser informado das normas estatutárias aplicáveis a cada uma das formas de prestação de serviço e demais condições a que estas se encontram sujeitas. No acto referido no número anterior o cidadão deve indicar: Os dados pessoas, incluindo a filiação, habilitações literárias, aptidão profissional e residência, telefone, fax e endereço electrónico, se o tiverem; O ramo onde pretende servir; A preferência por área funcional de serviço; A preferência pela área geográfica onde pretende prestar serviço militar. A declaração a que se refere o n.º 2 consiste no preenchimento e entrega de um formulário de modelo oficial, a aprovar por portaria do MDN, ouvido o CCEM. Formalizada a candidatura, o cidadão é informado pelo órgão de recrutamento do ramo do local, data e hora de realização das provas de classificação e selecção, do meio de transporte facultado para a deslocação, bem como da documentação pessoal de que para o efeito se deve munir, a qual compreende cédula militar, bilhete de identidade, certificado de habilitações literárias ou profissionais, certificado do registo criminal ou qualquer outra susceptível de contribuir para um adequado alistamento. Além da deslocação pessoal aos locais definidos no n.º 1 do art.º 33 o cidadão pode ainda formalizar a sua candidatura fazendo um download do formulário e depois de preenchido remete-lo via postal ou fax para o Centro de Recrutamento da sua área de residência (Introduza o concelho) – (Aparece a morada e os contactos do CR respectivo) Os cidadãos que optarem por esta forma de candidatura deverão ter atenção aos seguintes aspectos: As datas que serão consideradas para efeitos de registo da candidatura serão a do carimbo dos correios e do registo da recepção do fax. A informação a prestar ao cidadão prevista no n.º 2 do artigo supra referido será posteriormente enviada para a morada facultada pelo cidadão.

8

9 TROPAS NORMAIS PMG (Preparação Militar Geral): CFO/ CFS: EPI, EPA, EPC, EPE, EPT, EPSM, EPST, RAA 1, Badidos, ESSM. –C–C–C–CFP: RI 2, RG 2, RG 3. PComp. (Preparação Complementar): CFO/ CFS: EPI, EPA, EPC, EPE, EPT, EPSM, EPST, RAA 1, Badidos, ESSM. –C–C–C–CFP: EPI, EPA, EPC, EPE, EPT, EPSM, EPST, RAA 1, Badidos, ESSM. TROPAS ESPECIAIS ETAT PMG (Preparação Militar Geral): CFO/ CFS/ CFP: ETAT PComp. (Preparação Complementar): CFO/ CFS/ CFP: ETAT CIOE PMG (Preparação Militar Geral): CFO/ CFS/ CFP: CIOE PComp. (Preparação Complementar): CFO/ CFS/ CFP: CIOE

10 Deve dirigir-se ao Centro de Recrutamento da sua área de residência, fazendo-se acompanhar dos documentos anteriormente referidos; Moradas dos Centros de Recrutamento: Braga – Rua Bernardo Sequeira, 247, 4700 Braga, Tel Castelo Branco – Largo de Sto. António, 6000 C. Branco, Tel Coimbra – Rua Filipe Simões, 3000 Coimbra, Tel Évora – Largo de São Domingos, 7000 Évora, Tel Faro – Rua Vasco da Gama, 56, 8000 Faro, Tel Funchal – Rua da Carreira,155,Apartado 228, 9003 Funchal, Tel Lisboa – Av. de Berna, Lisboa, Tel P. Delgada – Campo Militar de S. Gonçalo, 9500 P. Delgada, Tel Porto – Av. de França, 235-5º Piso, 4000 Porto, Tel /08 Vila Real – Av. 1º de Maio, 5000 Vila Real, Tel Viseu – Rua Direita, 3500 Viseu, Tel

11 Sim, o candidato pode escolher para quando e onde quer prestar serviço, dependendo apenas do calendário das incorporações, de cada ano, e do número de vagas das especialidades. Sim, o candidato pode escolher para quando e onde quer prestar serviço, dependendo apenas do calendário das incorporações, de cada ano, e do número de vagas das especialidades.

12 As Tropas Normais prestam Provas de Classificação e Selecção nos Centros de Classificação e Selecção, em Lisboa ou no Porto. As Tropas Normais prestam Provas de Classificação e Selecção nos Centros de Classificação e Selecção, em Lisboa ou no Porto. As Tropas Especiais prestam: As Tropas Especiais prestam: -Provas de Classificação e Selecção nos Centros de Classificação e Selecção, em Lisboa ou no Porto. -Provas de Classificação e Selecção nos Centros de Classificação e Selecção, em Lisboa ou no Porto. -Provas Complementares de Selecção ( provas físicas). -Provas Complementares de Selecção ( provas físicas). -Provas Complementares Médicas. -Provas Complementares Médicas. Brigada Aerotransportada Provas Físicas de Admissão Provas Físicas de Admissão

13 Masculinos Masculinos a – Saltar um muro com 0.90m de altura; a – Saltar um muro com 0.90m de altura; b – Passar de pé um pórtico com 5 metros de altura; b – Passar de pé um pórtico com 5 metros de altura; c – Fazer 5 elevações do corpo suspenso numa barra fixa, passando o queixo por cima da mesma; c – Fazer 5 elevações do corpo suspenso numa barra fixa, passando o queixo por cima da mesma; d – Executar 40 flexões e extensões de pernas, com salto; d – Executar 40 flexões e extensões de pernas, com salto; e – Executar 40 exercícios abdominais; e – Executar 40 exercícios abdominais; f – Correr a distância de 2400 metros em menos de 12 minutos; f – Correr a distância de 2400 metros em menos de 12 minutos; g – Verificação da agressividade através de um curto combate com luvas de boxe; g – Verificação da agressividade através de um curto combate com luvas de boxe; h – Salto da torre; h – Salto da torre; i – Correr a distância de 50 metros no tempo máximo de 7,5 segundos; i – Correr a distância de 50 metros no tempo máximo de 7,5 segundos; j – Saltar uma vala, com balanço, com uma frente de 3 metros; j – Saltar uma vala, com balanço, com uma frente de 3 metros; l – Transpor um túnel encurvado com 10 metros de comprimento; l – Transpor um túnel encurvado com 10 metros de comprimento; m – A partir da posição de deitado facial, com o corpo empranchado efectuar no mínimo 20 flexões de braços; m – A partir da posição de deitado facial, com o corpo empranchado efectuar no mínimo 20 flexões de braços;

14 Femininos Femininos a – Saltar um muro com 0.60m de altura; a – Saltar um muro com 0.60m de altura; b – Passar de pé um pórtico com 5 metros de altura; b – Passar de pé um pórtico com 5 metros de altura; c – Executar 30 flexões e extensões de pernas, com salto; c – Executar 30 flexões e extensões de pernas, com salto; d – Executar 40 exercícios abdominais; d – Executar 40 exercícios abdominais; e – Correr a distância de 2400 metros no tempo de 13 minutos e 30 segundos; e – Correr a distância de 2400 metros no tempo de 13 minutos e 30 segundos; f – Salto da torre; f – Salto da torre; g – Correr a distância de 50 metros no tempo máximo de 8,5 segundos; g – Correr a distância de 50 metros no tempo máximo de 8,5 segundos;

15 Centro de Instrução de Operações Especiais Centro de Instrução de Operações Especiais Provas Físicas de Admissão Provas Físicas de Admissão a – Saltar um muro com 0.90m de altura sem apoios – 3 tentativas; a – Saltar um muro com 0.90m de altura sem apoios – 3 tentativas; b – Saltar uma vala, com balanço, com 3 metros de comprimento – 3 tentativas; b – Saltar uma vala, com balanço, com 3 metros de comprimento – 3 tentativas; c – Equilíbrio elevado num pórtico com a altura de 4.70 m e 0.30 m de largura; c – Equilíbrio elevado num pórtico com a altura de 4.70 m e 0.30 m de largura; d – Transpor um túnel labirinto com 8.30 m de comprimento; d – Transpor um túnel labirinto com 8.30 m de comprimento; e – Fazer no mínimo 5 elevações do corpo suspenso numa barra fixa, passando o queixo por cima da mesma; e – Fazer no mínimo 5 elevações do corpo suspenso numa barra fixa, passando o queixo por cima da mesma; f – Executar no mínimo 32 extensões de braços no solo; f – Executar no mínimo 32 extensões de braços no solo; g – Executar no mínimo 47 abdominais; g – Executar no mínimo 47 abdominais; h – Correr a distancia mínima de 2500 m em 12 minutos; h – Correr a distancia mínima de 2500 m em 12 minutos; i – Nadar 15 m em qualquer estilo e em fato de banho; i – Nadar 15 m em qualquer estilo e em fato de banho;

16 Têm acesso ao Serviço Efectivo em Regime de Voluntariado os cidadãos do sexo masculino e do sexo feminino que obedecendo às condições de admissão, pretendam prestar serviço voluntário nas Forças Armadas por um período de tempo estabelecido. Têm acesso ao Serviço Efectivo em Regime de Voluntariado os cidadãos do sexo masculino e do sexo feminino que obedecendo às condições de admissão, pretendam prestar serviço voluntário nas Forças Armadas por um período de tempo estabelecido.

17 a.As condições gerais são: Ter nacionalidade portuguesa; Ter nacionalidade portuguesa; Ter pelo menos 18 anos de idade; Ter pelo menos 18 anos de idade; Ter aptidão psicofísica adequada; Ter aptidão psicofísica adequada; Não estar inibido ou interditado do exercício de funções públicas; Não estar inibido ou interditado do exercício de funções públicas; Não ter sido condenado criminalmente em pena de prisão efectiva; Não ter sido condenado criminalmente em pena de prisão efectiva; Possuir situação militar regularizada; Possuir situação militar regularizada; Possuir habilitações literárias adequadas; Possuir habilitações literárias adequadas;

18 b.As condições especiais são: Ter idade não superior a: Ter idade não superior a: - 30 anos de idade, para os cidadãos possuidores de licenciatura em Medicina habilitados com internato geral – CEFO; - 30 anos de idade, para os cidadãos possuidores de licenciatura em Medicina habilitados com internato geral – CEFO; - 27 anos de idade, para cidadãos possuidores de habilitação académica com grau de bacharelato ou licenciatura – CEFO ou CFO; - 27 anos de idade, para cidadãos possuidores de habilitação académica com grau de bacharelato ou licenciatura – CEFO ou CFO; - 24 anos de idade, para os restantes casos – CFO, CFS ou CFP anos de idade, para os restantes casos – CFO, CFS ou CFP. Ter altura mínima de: Ter altura mínima de: - 1,60m para o sexo masculino; - 1,60m para o sexo masculino; - 1,56 para o sexo feminino; - 1,56 para o sexo feminino; - Ter altura máxima inferior a 1,90m; - Ter altura máxima inferior a 1,90m; Não estar abrangido pelos critérios de pré-selecção: Não estar abrangido pelos critérios de pré-selecção: -Contra-indicações: fonação, obesidade, alcoolismo, homossexualidade, consumo de drogas; -Contra-indicações: fonação, obesidade, alcoolismo, homossexualidade, consumo de drogas; -Classificação superior a 3 em qualquer parâmetro; -Classificação superior a 3 em qualquer parâmetro; -Não possuir categoria médica igual ou superior a 7; -Não possuir categoria médica igual ou superior a 7; -Satisfazer os padrões exigidos nas PCS; -Satisfazer os padrões exigidos nas PCS; Ter como habilitações literárias mínimas as seguintes: Ter como habilitações literárias mínimas as seguintes: -CFP – 6º ano de escolaridade; -CFP – 6º ano de escolaridade; -CFS – 11º ano de escolaridade; -CFS – 11º ano de escolaridade; -CFO – Superior ao 12º ano de escolaridade até licenciatura: -CFO – Superior ao 12º ano de escolaridade até licenciatura: -CEFO – Licenciatura. NOTA: -CEFO – Licenciatura. NOTA:

19 Possuir habilitações literárias adequadas; Possuir habilitações literárias adequadas; Um candidato com habilitações Literárias iguais ou superiores ao 12º ano de escolaridade pode ser destinado aos Curso de Formação de Oficiais ou de Sargentos (CFO ou CFS), estando dependente do resultado das Provas de Classificação e Selecção; Um candidato com habilitações Literárias iguais ou superiores ao 12º ano de escolaridade pode ser destinado aos Curso de Formação de Oficiais ou de Sargentos (CFO ou CFS), estando dependente do resultado das Provas de Classificação e Selecção; Um candidato com licenciatura pode ser destinado ao Curso Especial de Formação de Oficiais (CEFO), estando apenas dependente do resultado das Provas de Classificação e Selecção. Um candidato com licenciatura pode ser destinado ao Curso Especial de Formação de Oficiais (CEFO), estando apenas dependente do resultado das Provas de Classificação e Selecção.

20 Requerimento de admissão da sua candidatura ao RV;Requerimento de admissão da sua candidatura ao RV; Certificado de Habilitações Literárias;Certificado de Habilitações Literárias; Certificado de Habilitações Profissionais (se as possuir);Certificado de Habilitações Profissionais (se as possuir); Certificado de Registo Criminal;Certificado de Registo Criminal; Recibo da Declaração Individual de Recenseamento Militar (DIRM);Recibo da Declaração Individual de Recenseamento Militar (DIRM); Fotocópia do Bilhete de Identidade;Fotocópia do Bilhete de Identidade;

21 - A remuneração varia consoante o Posto que detiver: - A remuneração varia consoante o Posto que detiver: REMUNERAÇÕES 2002 (Despacho conjunto n.º 1119/2001 de 7 de Dezembro Ministérios das Finanças e da Defesa Nacional, DR n.º 298 – 27 de Dezembro de 2001)INSTRUÇÃO BÁSICA REMUNERAÇÕES 2002 (Despacho conjunto n.º 1119/2001 de 7 de Dezembro Ministérios das Finanças e da Defesa Nacional, DR n.º 298 – 27 de Dezembro de 2001)INSTRUÇÃO BÁSICA SOLDADO CADETE / SOLDADO INSTRUENDO / SOLDADO RECRUTA: 142,66 SOLDADO CADETE / SOLDADO INSTRUENDO / SOLDADO RECRUTA: 142,66 INSTRUÇÃO COMPLEMENTAR (1) INSTRUÇÃO COMPLEMENTAR (1) ASP. OFICIAL (Graduado): 485,83 ASP. OFICIAL (Graduado): 485,83 2º FURRIEL: 432,46 2º FURRIEL: 432,46 2º CABO: 382,08 2º CABO: 382,08 SOLDADO: 357,64 SOLDADO: 357,64 (1)Após a instrução complementar, a estes montantes acresce o suplemento de condição militar. (1)Após a instrução complementar, a estes montantes acresce o suplemento de condição militar. SUPLEMENTO DIÁRIO DE MISSÕES DE PAZ NO ESTRANGEIRO - referente a 2001 SUPLEMENTO DIÁRIO DE MISSÕES DE PAZ NO ESTRANGEIRO - referente a 2001 TENENTE / ALFERES / ASPIRANTE A OFICIAL: $00 / 79,40 TENENTE / ALFERES / ASPIRANTE A OFICIAL: $00 / 79,40 1º SARGENTO / 2º SARGENTO / FURRIEL / 2º FURRIEL: $00 / 72,26 1º SARGENTO / 2º SARGENTO / FURRIEL / 2º FURRIEL: $00 / 72,26 PRAÇAS: $00 / 67,62 PRAÇAS: $00 / 67,62

22 REGIME DE VOLUNTARIADO E DE CONTRATO U/E/O REGIME DE VOLUNTARIADO E DE CONTRATO U/E/O ALFERES: 818,52 ALFERES: 818,52 ASP. OFICIAL (Promovido): 581,48 ASP. OFICIAL (Promovido): 581,48 FURRIEL: 552,36 FURRIEL: 552,36 2º FURRIEL: 523,23 2º FURRIEL: 523,23 1º CABO: 494,67 1º CABO: 494,67 2º CABO: 465,54 2º CABO: 465,54 SOLDADO: 437,56 SOLDADO: 437,56 REGIME DE VOLUNTARIADO E DE CONTRATO Campo Militar de Santa Margarida REGIME DE VOLUNTARIADO E DE CONTRATO Campo Militar de Santa Margarida ALFERES: 920,62 ALFERES: 920,62 ASP. OFICIAL (Promovido): 674,58 ASP. OFICIAL (Promovido): 674,58 FURRIEL: 644,88 FURRIEL: 644,88 2º FURRIEL: 616,32 2º FURRIEL: 616,32 1º CABO: 550,07 1º CABO: 550,07 2º CABO: 519,80 2º CABO: 519,80 SOLDADO: 479,25 SOLDADO: 479,25

23 Tropas Normais e Tropas Especiais. Tropas Normais e Tropas Especiais. As Tropas Especiais são constituídas pelos Centro de Instrução de Operações Especiais (Rangers) e a Escola de Tropas Aerotransportadas (Paraquedistas). As Tropas Especiais são constituídas pelos Centro de Instrução de Operações Especiais (Rangers) e a Escola de Tropas Aerotransportadas (Paraquedistas).

24 Prevê-se o início de um Curso de Operações Especiais em 21 de Julho, destinado a Praças para os regimes de contrato ou de voluntariado no Exército. Os candidatos deverão ter idades compreendidas entre os 18 e os 24 anos. As candidaturas deverão ser apresentadas no Centro de Recrutamento da área de residência. Os candidatos serão submetidos a provas de classificação e selecção, incluindo avaliações físicas e médicas. A incorporação ocorrerá no Centro de Instrução de Operações Especiais, em Lamego. Para mais informações poderá ser contactado qualquer Orgão de Recrutamento do Exército, a linha verde do Exército (chamada grátis) com o nº , o endereço electrónico (página do recrutamento) e o endereço de correio electrónico Prevê-se o início de um Curso de Operações Especiais em 21 de Julho, destinado a Praças para os regimes de contrato ou de voluntariado no Exército. Os candidatos deverão ter idades compreendidas entre os 18 e os 24 anos. As candidaturas deverão ser apresentadas no Centro de Recrutamento da área de residência. Os candidatos serão submetidos a provas de classificação e selecção, incluindo avaliações físicas e médicas. A incorporação ocorrerá no Centro de Instrução de Operações Especiais, em Lamego. Para mais informações poderá ser contactado qualquer Orgão de Recrutamento do Exército, a linha verde do Exército (chamada grátis) com o nº , o endereço electrónico (página do recrutamento) e o endereço de correio electrónico

25 Prevê-se o início de mais um Curso de Comandos em 28 de Julho do corrente ano, destinado a Praças para os regime de contrato e voluntariado no Exército, com idades compreendidas entre os 18 e os 24 anos. As candidaturas deverão ser apresentadas no Centro de Recrutamento da área de residência. Os candidatos serão submetidos a provas de classificação e selecção, incluindo avaliações físicas e médicas. A incorporação para estes candidatos ocorrerá no Regimento de Infantaria nº1 (Serra da Carregueira). Para mais informações poderá ser contactado qualquer Orgão de Recrutamento do Exército, a linha verde do Exército (chamada grátis) com o nº , o endereço electrónico (página do recrutamento) e o endereço de correio electrónico Prevê-se o início de mais um Curso de Comandos em 28 de Julho do corrente ano, destinado a Praças para os regime de contrato e voluntariado no Exército, com idades compreendidas entre os 18 e os 24 anos. As candidaturas deverão ser apresentadas no Centro de Recrutamento da área de residência. Os candidatos serão submetidos a provas de classificação e selecção, incluindo avaliações físicas e médicas. A incorporação para estes candidatos ocorrerá no Regimento de Infantaria nº1 (Serra da Carregueira). Para mais informações poderá ser contactado qualquer Orgão de Recrutamento do Exército, a linha verde do Exército (chamada grátis) com o nº , o endereço electrónico (página do recrutamento) e o endereço de correio electrónico

26 No corrente ano estão previstos decorrer Cursos de Formação de Praças para as Tropas Aerotransportadas, em regime de contrato ou de voluntariado no Exército, com início nas seguintes datas: 05 de Maio, 14 de Julho e 15 de Setembro. Os candidatos deverão ter idades compreendidas entre os 18 e os 24 anos. As candidaturas deverão ser apresentadas no Centro de Recrutamento da área de residência. Os candidatos serão submetidos a provas de classificação e selecção, incluindo avaliações físicas e médicas. A incorporação para estes candidatos ocorrerá na Escola de Tropas Aerotransportadas, em Tancos. Para mais informações poderá ser contactado qualquer Orgão de Recrutamento do Exército, a linha verde do Exército (chamada grátis) com o nº , o endereço electrónico (página do recrutamento) e o endereço de correio electrónico No corrente ano estão previstos decorrer Cursos de Formação de Praças para as Tropas Aerotransportadas, em regime de contrato ou de voluntariado no Exército, com início nas seguintes datas: 05 de Maio, 14 de Julho e 15 de Setembro. Os candidatos deverão ter idades compreendidas entre os 18 e os 24 anos. As candidaturas deverão ser apresentadas no Centro de Recrutamento da área de residência. Os candidatos serão submetidos a provas de classificação e selecção, incluindo avaliações físicas e médicas. A incorporação para estes candidatos ocorrerá na Escola de Tropas Aerotransportadas, em Tancos. Para mais informações poderá ser contactado qualquer Orgão de Recrutamento do Exército, a linha verde do Exército (chamada grátis) com o nº , o endereço electrónico (página do recrutamento) e o endereço de correio electrónico

27 No corrente ano estão previstos Cursos de Formação de Praças para os regimes de contrato e voluntariado no Exército, em 12 de Junho e em 20 de Outubro. Os candidatos deverão ter entre 18 e 24 anos. As candidaturas deverão ser apresentadas no Centro de Recrutamento da área de residência. A incorporação ocorrerá no Regimento de Infantaria nº2 (Abrantes) nas datas acima indicadas. Para mais informações poderá ser contactado qualquer Orgão de Recrutamento do Exército, a linha verde do Exército (chamada grátis) com o nº , o endereço electrónico (página do recrutamento) e o endereço de correio electrónico No corrente ano estão previstos Cursos de Formação de Praças para os regimes de contrato e voluntariado no Exército, em 12 de Junho e em 20 de Outubro. Os candidatos deverão ter entre 18 e 24 anos. As candidaturas deverão ser apresentadas no Centro de Recrutamento da área de residência. A incorporação ocorrerá no Regimento de Infantaria nº2 (Abrantes) nas datas acima indicadas. Para mais informações poderá ser contactado qualquer Orgão de Recrutamento do Exército, a linha verde do Exército (chamada grátis) com o nº , o endereço electrónico (página do recrutamento) e o endereço de correio electrónico

28


Carregar ppt "A defesa de Portugal Exército O que é o exército? A contribuição do exército para o esforço de defesa reveste-se de importância determinante. É o exército."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google