A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

A Moeda e a Preços no Longo prazo Apresentação do papel do sistema monetário no comportamento do nível de preços, da taxa de inflação e de outras variáveis.

Cópias: 1
A Moeda e a Preços no Longo prazo Apresentação do papel do sistema monetário no comportamento do nível de preços, da taxa de inflação e de outras variáveis.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "A Moeda e a Preços no Longo prazo Apresentação do papel do sistema monetário no comportamento do nível de preços, da taxa de inflação e de outras variáveis."— Transcrição da apresentação:

1 A Moeda e a Preços no Longo prazo Apresentação do papel do sistema monetário no comportamento do nível de preços, da taxa de inflação e de outras variáveis nominais

2 Introdução Inflação é o crescimento do nível geral de preços. Um preço é a taxa a que a moeda é trocada por um bem ou serviço. Logo para entender a inflação necessitamos entender a moeda: O que é? O que afecta a sua oferta e procura? Qual a sua influência na economia

3 o que é a moeda? Moeda é é o conjunto de ativos que as pessoas utilizam regularmente para comprar bens e serviços. Como é medido o stock de moeda? Notas e moedas em circulação Depósitos Moeda = Circulação + Depósitos 67,5 mM (só com D.O.) 169,9 mM (com DO+DP) (valores em ) Ao quociente entre o valor dos bens e serviços transaccionados e a quantidade de moeda chama-se velocidade de circulação Velocidade de circulação=PIB nominal /Stock Moeda

4 dados monetários da EZ

5 Controlo da Oferta de Moeda Nas economias modernas, é o governo que controla a oferta de base monetária (notas e moedas utilizadas): Circulação Reservas bancárias Tipicamente, os governos delegam esse controlo numa agência mais ou menos independente chamada banco central –BCE na área Euro –Federal reserve nos E.U.A. –Bank of England no RU Os bancos centrais têm funções essenciais: –Controlar a oferta de moeda (política monetária) –Regular actividade bancária; – Prestamista em última instância

6 Controlo das Reservas Operações de mercado aberto: Operações de compra ou venda de títulos no mercado monetário (mercado interbancário onde são transaccionados títulos com maturidade inferior a 1 ano) Quando BC compra títulos cede liquidez (aumenta reserva bancárias) Quando BC vende títulos absorve liquidez (reduz reservas bancárias) As operações de cedência predominam pois os sistemas bancários têm um défice de liquidez devido a procura de notas e de reservas

7 Tx. Juro (interbancária) Reservas (Euros) S1S1 S D reservas r1r1 r2r2 R es2 R es1 Variações da taxa de juro e da oferta de moeda são duas faces da mesmamoeda Mercado Interbancário de Fundos S2S2 R es r venda compra

8 Criação monetária pela banca comercial Mas a banca comercial também influencia a quantidade de moeda (notar que os depósitos fazem parte do stock de moeda). Tal acontece porque os bancos apenas detêm uma fracção dos seus depósitos como reservas; com o resto concedem crédito O sistema bancário ao conceder crédito a famílias e empresas cria moeda O processo chama-se multiplicador monetário Empréstimos >> Circ. >> Dep. >>Empréstimos >> Circ.…

9 As autoridades monetárias podem afectar a capacidade da banca comercial criar moeda através do fixação de reservas obrigatórias. Quanto maior o rácio de Reservas/Depósitos menor a capacidade de criação de moeda pelos bancos Em no conjunto do sistema bancário em Portugal Crédito/Depósitos=146,1%

10 Teoria Clássica da Inflação Como é que a oferta de moeda influencia os preços e a inflação no longo prazo? –A inflação respeita acima de tudo ao valor da moeda –Um gelado custa hoje muitas vezes mais do que 10 anos antes, não porque as pessoas gostem mais de gelados mas porque a moeda vale menos.

11 Oferta de Moeda: Exógena Procura de Moeda: –Valor dos bens e serviços adquiridos P x Y Nível de Preços Produto Real Determinado no LP pela qt factores e tecnologia P (valor moeda ) Procura moeda

12 A teoria quantitativa formaliza esta ideia Md=(1/V)*P*Y –A procura de moeda é proporcional ao Produto Nominal –A procura de moeda é inversamente proporcional à velocidade de circulação –Outros factores: –Taxa de juro: tx.juro aumenta>> custo ter moeda aumenta >> V aumenta >> procura moeda reduz-se –Facilidades de pagamento

13 equilíbrio no mercado monetário:determinação do nível de preços Qt de moeda () Nível de preços (P) Procura de moeda (para dado Y) Oferta de Moeda P=105

14 Nível de preços de equilíbrio e a teoria quantitativa M=(1/V)*P*Y P=V*M/Y Dado o rendimento e a velocidade o nível de preços é proporcional ao stock de moeda Quando Y aumenta ou V cai P reduz-se –A causa primária da inflação é o crescimento da quantidade de moeda

15 Mecanismo de ajustamento: –Injecção monetária cria excesso oferta de moeda; –Os agentes eliminam esse excesso de moeda Comprando bens Aplicando no mercado de fundos –Em qualquer dos casos, a procura de bens e serviços irá aumentar! –A capacidade para produzir não se alterou Logo P terá de aumentar

16 Ilustrando a teoria clássica: moeda e preços durante hiperinflações Copyright © 2004 South-Western (a) Austria(b) Hungary Money supply Price level Index (Jan = 100) Index (July 1921 = 100) Price level 100,000 10,000 1, Money supply 100,000 10,000 1,

17 Ilustrando a teoria clássica: moeda e preços durante hiperinflações Copyright © 2004 South-Western (c) Germany 1 Index (Jan = 100) (d) Poland 100,000,000,000,000 1,000,000 10,000,000,000 1,000,000,000, ,000,000 10, Money supply Price level Price level Money supply Index (Jan = 100) ,000, ,000 1,000,000 10,000 1,

18 Imposto inflação Quando o governo obtem receita imprimindo moeda, diz-se que está a cobrar o imposto inflação O imposto inflação é como um imposto sobre todos so que detêm moeda

19 Dicotomia Clássica Variáveis reais: grandezas medidas em unidades físicas –Output real; stock de capital –Preços relativos; salários reais; taxa juro real Variáveis nominais: expressas em unidades monetárias A dicotomia clássica afirma que alterações na oferta de moeda não influenciam as variáveis reais: neutralidade da moeda. Descrição aproximada do Longo Prazo. Pressupostos: –Preços Flexíveis –Ausência ilusão monetária O que aconteceria às alturas se em lugar se serem medidas em cm fossem medidas em ½ cm?

20 Processo de ajustamento: 1.Procura de bens e serviços aumenta pois a quantidade real de moeda aumenta 2.Resposta da oferta: aumento de preços e de quantidades produzidas 3.Para produzir mais emprego aumenta mas também os salários 4.Com o aumento dos salários aumentam os custos: 1.O oferta de bens contraí-se 2.Os preços aumentam 5.Com o aumentos dos preços os salários voltam a aumentar o que origina nova contracção do produto, aumento de preços e aumento de salários… 6.Depois de um impacto inicial em que produto e preços aumentam, segue- se um ajustamento com redução de produto, aumento de preços e salários até que –O poder de compra da moeda volte ao inicial –Os salários reais voltem ao inicial –Produto e emprego voltem ao inicial

21 produto preço i nício Fim 1 2 emprego Sal nom fim inicio Teoria quantitativa: se M/P não varia e sendo V constante então Y também não varia

22 O efeito de Fisher Refere-se ao ajustamento um-para-um da taxa de juro nominal à taxa de inflação. –Quando a taxa de inflação aumenta a taxa de juro nominal aumenta do mesmo montante –A taxa de juro real permanece a mesma

23

24

25 Custos da Inflação Shoe leather costs: –A inflação constitui como que um imposto nos detentores de moeda; –Uma forma de reduzir esse imposto é deter menos moeda. –Mas fazer transacções com menos moeda envolve desperdício de recursos (tempo e conveniência). –Especialmente relevante em períodos de alta inflação Custos de ajustamento de preços (menu costs): –As empresas ajustam preços de forma pouco frequente porque esse processo tem custos: Novos catálogos Custos de envio desses catálogos para grossistas e clientes Custos de publicação … (Um survey nos E.U.A. revelou que a empresa típica ajusta os preços 1 vez por ano) –A inflação aumenta esses custos, pois os preços têm de ser ajustados frequentemente.

26 A inflação tende a aumentar a carga fiscal sobre a poupança porque os códigos tributam os juros nominais. 9

27 Redistribuição arbitrária da riqueza –A inflação não antecipada tem um outro custo: redistribuição de riqueza entre devedores e credores. Pense-se num empréstimo de longo prazo com uma taxa de juro nominal especificada: –Se a inflação é maior do que antecipado, ganha o devedor. –Se a inflação é menor do que antecipado, ganha o credor. –Também prejudicial para indivíduos com pensões fixas


Carregar ppt "A Moeda e a Preços no Longo prazo Apresentação do papel do sistema monetário no comportamento do nível de preços, da taxa de inflação e de outras variáveis."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google