A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Puerpério Professora e Enfermeira: Carla Gomes. Conceito É O PERÍODO QUE TRANSCORRE DESDE A DEQUITAÇÃO ATÉ O RETORNO AO NORMAL DE TODAS AS MODIFICAÇÕES.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Puerpério Professora e Enfermeira: Carla Gomes. Conceito É O PERÍODO QUE TRANSCORRE DESDE A DEQUITAÇÃO ATÉ O RETORNO AO NORMAL DE TODAS AS MODIFICAÇÕES."— Transcrição da apresentação:

1 Puerpério Professora e Enfermeira: Carla Gomes

2 Conceito É O PERÍODO QUE TRANSCORRE DESDE A DEQUITAÇÃO ATÉ O RETORNO AO NORMAL DE TODAS AS MODIFICAÇÕES ORGÂNICAS. Podemos dividi-los em: # Puerpério Imediato: Primeiras 24 horas pós-parto. # Puerpério Mediato: do 1º dia ao 10º dia # Puerpério Tardio: do 10º dia ao 42º dia. # Puerpério Remoto: a partir do 43º dia.

3 LÓQUIOS Com o nome de lóquios designa-se o fluxo sangüíneo que se escoa pelo trato genital nos primeiros dias do puerpério. São quase completamente sangüíneos até o 3° dia, contendo mesmo pequeno coágulos; tornam-se, a seguir, mais claros. Gradualmente, a proporção de sangue vai diminuindo, a cor mudando do vermelho para marrom-amarelado e finalmente, para o amarelo. Em torno do 20º dia, tornam-se serosos e esbranquiçados, desaparecendo por fim. O cheiro dos lóquios é semelhante ao cheiro do sangue menstrual. A modificação de cheiro para fétido, é quase sempre sinal de infecção.

4

5

6 ÚTERO A involução uterina é rápida nos primeiros dias e mais lenta nos dias seguintes. No puerpério imediato há formação do globo de segurança que tampona os vasos sangrantes, com duração de poucas horas. O volume uterino regride diariamente. No primeiro dia, pós-parto, atinge a altura do umbigo. No final da primeira semana, o fundo uterino encontra-se cerca de cinco dedos horizontais acima da sínfise púbica. Por volta do 12º ou 14º dia, torna-se novamente pélvico. OBS: No mínimo 30 min. por dia a puérpera deverá ficar em decúbito ventral, para evitar retroversão uterina.

7

8 VAGINA São marcantes as alterações involutivas da vagina. Logo após o parto a mucosa vaginal apresenta-se com a coloração arroxeada, característica da gravidez, podendo apresentar algumas soluções de continuidade de origem traumática, com perda de pequena quantidade de sangue. Volta à sua estrutura normal em 3 semanas.

9 MAMAS Depois do parto, durante dois ou três dias, a mama produz um líquido amarelo viscoso denominado colostro. Este, em quantidade pequena, é pobre em calorias, lípidios e glicídios e muito rico em proteínas e anticorpos. Por esta razão o recém-nascido normal pede 10% do seu peso até 5 dias – recuperando-o até o 10 dia. Durante a amamentação, as glândulas mamárias aumentam de volume não só pela proliferação dos ácinos e ductos, também pelo acúmulo de leite.

10

11 As mamas necessitam de particular asseio. Os mamilos e a auréola devem ser lavadas, durante o banho, com sabonete neutro. No 3° dia do parto, dá-se a apojadura com desconforto considerável à paciente. Ficam as mamas ingurgitadas e dolorosas. Consegue-se alívio, aplicando-lhes compressas quentes e úmidas e administrando ocitocin. Durante todo o período de aleitamento, devem as mamas ser mantidas bem elevadas pelo sutiã para evitar acotovelamentos vasculares e empedramento.

12 INTESTINO Nos primeiros dias do puerpério, habitualmente há uma constipação intestinal. Recomenda-se dieta rica em fibras, bastante líquido e deambulação precoce. Intestino foi esvaziado pela lavagem intestinal e não contém bolo fecal, paciente com pouca movimentação e alimenta-se pouco no primeiro dia.

13 VOLTA DA MENSTRUAÇÃO Por volta dos 45 dias (pós-parto) há tendência a restabelecer os ciclos menstruais normais. Se a mulher continua a amamentar, a infertilidade poderá se prolongar. OBS: O FATO DE ESTAR AMAMENTANDO NÃO SIGNIFICA QUE NÃO HÁ RISCOS DE UMA NOVA GRAVIDEZ

14 DIETA Durante a amamentação devem ser evitadas as bebidas alcoólicas e alimentos muito condimentados os quais são prejudiciais ao lactente. Nas primeiras horas pós-parto ingerir bastante líquido. Os alimentos devem conter muitos resíduos a fim de melhorar a função intestinal. Orientar a puérpera que poderá se alimentar normalmente.

15 DEAMBULAÇÃO Desde as primeiras horas é aconselhável à paciente a mobilização ativa no leito. O levantar deverá ser precoce, entre 6 a 8 horas. Estas medidas, visam principalmente a prevenção da doença tromboembólica, bem como, mais rápida mobilização da função vesical e intestinal. O escoamento dos lóquios, facilitado pela mais rápida retomada da postura vertical.

16 Como medida higieno-social todas as mulheres devem ser aconselhadas à prática de exercícios não só no período do puerpério tardio, como nos meses que se seguem. Conseguem-se assim, a mais completa e rápida recuperação funcional dos grupos musculares e ligamentares que mais foram solicitados pelo processo de parturição. Sendo assim, a mulher deve reassumir o mais brevemente possível, seus afazeres habituais visando vantagens, tanto orgânica como sócio-econômicas.

17 PERÍNEO Rapidamente a musculatura perineal se retrai, o que lhe confere certo tônus, estreitando-se novamente a luz vaginal e do vestíbulo. De grande importância para o futuro psicológico da mulher, é a involução da musculatura pelviana, perineal e dos órgãos genitais internos. Nos primeiros dias, os cuidados resumem-se na rigorosa higiene local. Para tanto, duas a três vezes por dia e tantas quantas a puérpera urinar ou defecar, é feita a limpeza externa aplicando antisséptico, quando houver episiorrafia e laceração.

18 ASSISTÊNCIA DE ENFERMAGEM NO PUERPÉRIO NORMAL Controle dos SSVV; Observar os lóquios: cor, cheiro e quantidade; Observar as mamas e incentivar o aleitamento; Incentivar a deambulação 6 horas após o parto normal e cesárea, tão logo se restabeleça da anestesia; Estimular a micção; Observar e fazer curativos do períneo e ou incisão cirúrgica;

19 Observar a involução uterina; Muito importante no puerpério observar se a paciente urinou, a bexiga cheia desloca o útero à direita, aumentando sua altura acima da cicatriz umbilical, ocasionando sangramento; Banho 6 horas após o parto; Administração dos medicamentos prescritos; Orientar sobre medidas de saúde a serem adotadas ao longo do puerpério; Orientar para a alta.


Carregar ppt "Puerpério Professora e Enfermeira: Carla Gomes. Conceito É O PERÍODO QUE TRANSCORRE DESDE A DEQUITAÇÃO ATÉ O RETORNO AO NORMAL DE TODAS AS MODIFICAÇÕES."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google