A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Platão e o mundo das Ideias. Introdução Falaremos agora sobre um sujeito de ombros largos que, entre tantas obras, veio a inspirar gente desde políticos.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Platão e o mundo das Ideias. Introdução Falaremos agora sobre um sujeito de ombros largos que, entre tantas obras, veio a inspirar gente desde políticos."— Transcrição da apresentação:

1 Platão e o mundo das Ideias

2 Introdução Falaremos agora sobre um sujeito de ombros largos que, entre tantas obras, veio a inspirar gente desde políticos a cineastas. O bom e velho Arístocles, mais conhecido como Platão. Atenas 428 aC – 348 aC Atenas

3 Sobre o homem Maior discípulo de Sócrates, o qual vem a ser personagens de suas obras. Funda a Academia em 388 a.C., primeira instituição de Ensino de Filosofia da história. Platão foi o primeiro filósofo cuja obra foi quase toda preservada. Também é dele o primeiro sistema filosófico escrito que se conhece.

4 Platão e a Teoria do Conhecimento Uma questão que ocupa os filósofos gregos é aquela sobre como se dá o conhecimento sobre as coisas. Para estes filósofos, perguntar sobre o conhecimento é querer responder à questão: como podemos saber o que algo é? De outro modo, os pensadores como Platão preocupam-se em saber como podemos definir de modo exato os objetos do mundo. Façamos um exercício: Pensemos numa caneta. O que define esta caneta? Será que o que define esta caneta pode definir o que toda caneta é? Como podemos definir todas as canetas do mundo?

5 A proposta A filosofia platônica pretende ser o reflexo dos ensinamentos do mestre Sócrates, já que Platão é conhecido por ser o discípulo mais “apaixonado” pela teoria socrática A prática da filosofia, para ele, pode se dar nas atitudes éticas e políticas Questões fundamentais: 1- O conhecimento: É possível conhecer a realidade? 2- O método: Como esse conhecimento é possível? 3- Os instrumentos: sentidos e razão 4- O objeto do conhecimento: a realidade ou a essência?

6 O que significa definir algo? Definir é buscar aquilo que algo tem de próprio (que o distingue de todas as outras coisas). Não se trata de apenas estabelecer nomes ou dispor exemplos, mas de encontrar aquilo que expressa de forma universal e de modo racional o que algo é. O conjunto de propriedades que define um objeto é sua essência (do grego eidos), que descreve a forma geral do que se pretende definir. Pense só: como definir um triângulo? Será que um desenho (uma representação) do triângulo basta?

7 Podemos então dizer que os interesses mais gerais da Teoria do Conhecimento de Platão são: (i) estabelecer uma compreensão unificada e racional dos fenômenos e (ii) buscar os fundamentos de uma definição. Para Platão a busca da definição exata de algo aproxima-se da tarefa de um matemático. O caminho para encontrar a definição das coisas está na busca pela IDEIA (ou FORMA) dessas coisas. A teoria das ideias de Platão Para compreender o que Platão quer dizer sobre o conhecimento precisamos olhar para o mundo das ideias. Uma boa história para começarmos é contada num livro do próprio Platão, A República: o conhecido mito da caverna. Acesse o mito em diferentes versões: 06/filosofia-1o-ano-aula-4-platao-e-o- mundo-das-ideias/

8 O Mito da Caverna Mito traz um significado de ilustração, alegoria; uma maneira didática para compreensão da Teoria das Ideias. Acesse o mito em diferentes versões: osofia-1o-ano-aula-4-platao-e-o-mundo- das-ideias/

9 Eidos/Idea: Forma pura, modelo perfeito da realidade material. Imaterialidade Independência Eternidade Divisão Ontológica entre dois mundos, duas realidades: O mundo sensível X O mundo das Ideias (A Materialidade) (A Inteligibilidade)

10 Interpretação Epistemológica O que Platão quis ilustrar com o mito?? Interior da Caverna Interior da Caverna: Sombras Sombras: Fogueira Fogueira: Exterior da Caverna Exterior da Caverna: Objetos do Ext. da Cav Objetos do Ext. da Cav.: Sol Sol: Volta à caverna Volta à caverna: Assassinato do Fugitivo Assassinato do Fugitivo:

11 A Dialética: Método de ascender a razão ao mundo eidético(Ideal).Método de ascender a razão ao mundo eidético(Ideal). Instrumento que o filósofo deve utilizar para alcançar a verdade, a ideia de bem.Instrumento que o filósofo deve utilizar para alcançar a verdade, a ideia de bem.

12 Objetivo: Compreender por que a sociedade ateniense condena à morte “o mais sábio de todos os homens” Através da compreensão da cultura e da política, reflete sobre o modo de vida e governo da Grécia antiga, seus valores e ideais. Preocupação com: ciência, moral e política (enquanto formas de Poder e realização da condição humana) A morte de Sócrates, por Jacques-Louis David (1787).

13 Notas sobre a filosofia política de Platão Podemos levantar a seguinte questão com o mito da caverna: como influenciar aqueles que não veem? O sujeito que sai da caverna e torna-se filósofo pode ser aquele que pode assumir este papel, uma vez que é capaz de guiar a si mesmo pela razão. Este sujeito poderá ser o melhor e mais capaz de administrar os outros homens de maneira boa e justa; é o político por excelência. Este viés de interpretação do mito pode nos impulsionar para alguns aspectos breves da filosofia política de Platão.


Carregar ppt "Platão e o mundo das Ideias. Introdução Falaremos agora sobre um sujeito de ombros largos que, entre tantas obras, veio a inspirar gente desde políticos."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google