A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Figura: www.memorial.sp.gov.br Visão latino-americana do processo ISO 26000 Giuliana Ortega Bruno, UniEthos Encontro Nacional sobre Normalização e Responsabilidade.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Figura: www.memorial.sp.gov.br Visão latino-americana do processo ISO 26000 Giuliana Ortega Bruno, UniEthos Encontro Nacional sobre Normalização e Responsabilidade."— Transcrição da apresentação:

1 Figura: Visão latino-americana do processo ISO Giuliana Ortega Bruno, UniEthos Encontro Nacional sobre Normalização e Responsabilidade Social Rio de Janeiro 01 de outubro de 2007

2 Mobilizar, sensibilizar e ajudar as empresas a gerir seus negócios de forma socialmente responsável, tornando-as parceiras na construção de uma sociedade mais próspera e justa Instituto Ethos e UniEthos Oferecer capacitação, referência e pesquisa aos meios empresarial e acadêmico, gerando conhecimento e contribuindo para o alinhamento da cultura organizacional aos princípios e práticas da responsabilidade social e do desenvolvimento sustentável.

3 Associados ao Instituto Ethos Total de empresas associadas: % - Grandes Empresas 19 % - Médias Empresas 28 % - Pequenas Empresas 19 % - Micro Empresas

4 O Instituto Ethos e o UniEthos na ISO 26000

5 Instituto Ethos/UniEthos: membros da Comissão da ABNT responsável pela criação da ABNT NBR e por acompanhar as discussões sobre a viabilidade da ISO 26000; Contexto Instituto Ethos: Conferência de Estocolmo para discutir a viabilidade da ISO

6 O processo de construção da ISO pessoas + Empresas Governo ONGs Trabalhadores Consumidores Outros 35 organizações Internacionais + 70 países +

7 Delegações nacionais Empresas Governo ONGs Trabalhadores Consumidores Outros 70 países +

8 Organizações internacionais ONGs 35 organizações Internacionais +

9 Estabelecimento: 1997 Características: Rede de organizações de fomento à responsabilidade social empresarial Membros: 22 instituições em 20 países das Américas ISO 26000

10 Estabelecimento: 2004 Características: Rede de organizações acadêmicas e de pesquisa Membros: 15 instituições em 13 países das Américas ISO 26000

11 Destaques da Red Interamericana e do Forum Empresa Red Interamericana e Forum Empresa: entre as 4 organizações internacionais participantes de países em desenvolvimento (Red Interamericana, Forum Empresa, AICC e Red Puentes); Membros das duas redes participam do processo, por meio de seus comitês espelho ou organizações internacionais; Red e Forum na ISO 26000: participação em grupos de trabalho e grupos de redação; Representantes da Red (UniEthos e Vincular) no CAG (titular e substituto); Representante da Red (Vincular) na presidência do grupo de tradução para o Espanhol.

12 GT Ethos – ISO 26000

13 Dinâmica do GT Ethos - ISO ETHOS UNIETHOS 70 EMPRESAS ASSOCIADAS Capacitação na ISO Contribui para os posicionamentos do Ethos/UniEthos troca, aprendizagem e engajamento

14 Atividades do GT Ethos – ISO REUNIÕES PRESENCIAIS: Reuniões do Grupo Técnico Plenárias-Oficina Reuniões Abertas PUBLICAÇÃO ANUAL ATIVIDADES VIRTUAIS: Plataforma virtual Boletim Eletrônico Página do projeto

15 Instituto Ethos/UniEthos: membros da CEET da ABNT responsável pela continuidade dos trabalhos da ABNT NBR e por acompanhar as discussões atuais da ISO 26000; Interface com delegação brasileira e ABNT UniEthos: participação em eventos/reuniões da ABNT e delegação brasileira; Membros da delegação brasileira: convidados a fazer do GT Ethos – ISO

16 A participação latino-americana na ISO 26000

17 Fonte dados: lista de experts e observadores de agosto de 2007 Figura: A participação latino-americana na ISO países latino-americanos, sendo 2 observadores; Cerca de 20% do total de países na ISO 26000; Maioria dos comitês está completa ou quase completa; Forte participação América do Sul; Menor participação América Central e Caribe.

18 Argentina: comitê completo Chile: comitê completo Brasil: comitê completo Uruguai: falta governo e trabalhadores Colômbia: falta trabalhadores Panamá: falta trabalhadores Costa Rica: comitê completo Venezuela: falta governo, trabalhadores e consumidores México: comitê completo Peru: falta trabalhadores, ONG, empresas e consumidores Equador: comitê completo Cuba: 3 experts não classificados Bolívia: observador Guatemala: observador A participação latino-americana na ISO Fonte dados: lista de experts e observadores de agosto de 2007 Figura:

19 Países mais atuantes na ISO ARGENTINA BRASIL CHILE COLÔMBIA COSTA RICA MÉXICO

20 Argentina Comitê completo Ocupou co-coordenação TG2 Apoio na elaboração de materiais em espanhol

21 Comitê completo Ocupa liderança do WG CEET/ABNT com ampla participação de diversos atores Grande mobilização dos grupos de stakeholders Participação Ethos e UniEthos: GT Ethos – ISO Norma brasileira de RS Brasil

22 Comitê completo Representante da industria é membro do CAG 50 organizações participam das discussões no Chile Presença de 2 organizações internacionais atuantes no processo (Red Puentes e Red Interamericana) Co-organizadores de eventos da ISO (evento paralelo em Viena e VI Reunião do WG) Chile

23 Fonte: baseado no estudo Avances en la discussión sobre la ISO en America Latina:antecedentes para apoyar el proceso en la Región, CEPAL/GTZ, 2006 Colômbia Comitê quase completo (sem trabalhadores) Ocupa secretaria do TG3 Guia nacional sobre RS

24 Fonte: baseado no estudo Avances en la discussión sobre la ISO en America Latina:antecedentes para apoyar el proceso en la Región, CEPAL/GTZ, 2006 Países mais atuantes na ISO Comitê completo Ocupa secretaria do TG6 Assumem representação de países da América Central não participantes

25 Fonte: baseado no estudo Avances en la discussión sobre la ISO en America Latina:antecedentes para apoyar el proceso en la Región, CEPAL/GTZ, 2006 Países mais atuantes na ISO Comitê completo Norma nacional de RS Representante do governo é membro do CAG

26 Fonte: baseado em pesquisa sobre Responsabilidad Social, feita pela COPANT, La Paz, Bolivia Principais obstáculos a uma maior participação Recursos limitados; Baixo nível de conscientização; Baixa atuação do setor governamental; Pouco envolvimento de pequenas e médias empresas; Sub-representação do grupo de trabalhadores; Pouca clareza sobre o que é RS/ confusão com filantropia; Grande quantidade de documentos do processo; Medo de uma nova certificação e suas implicações.

27 Visão sobre os impactos da ISO Adoção da norma por todos os tipos de organizações; Entendimento comum em RS e fácil aplicação; Diferenciação de RS e filantropia; Maior conscientização/disseminação do tema; Instrumento com abrangência e impacto internacional; Alternativa à SA 8000; Facilidade para os que já são usuários de normas. Fonte: baseado em pesquisa sobre Responsabilidad Social, feita pela COPANT, La Paz, Bolivia

28 Mais Informações Forum Empresa GT Ethos – ISO Informações, apresentações, boletins, entrevistas e publicações Red Interamericana de RS

29 Obrigada! Giuliana Ortega Bruno


Carregar ppt "Figura: www.memorial.sp.gov.br Visão latino-americana do processo ISO 26000 Giuliana Ortega Bruno, UniEthos Encontro Nacional sobre Normalização e Responsabilidade."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google