A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Comissão Justiça e Paz Arquidiocese de Brasília SÍNODO DA FAMÍLIA Roma, entre 05 e 19 de outubro de 2014 Brasília, 01 de dezembro de 2014.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Comissão Justiça e Paz Arquidiocese de Brasília SÍNODO DA FAMÍLIA Roma, entre 05 e 19 de outubro de 2014 Brasília, 01 de dezembro de 2014."— Transcrição da apresentação:

1 Comissão Justiça e Paz Arquidiocese de Brasília SÍNODO DA FAMÍLIA Roma, entre 05 e 19 de outubro de 2014 Brasília, 01 de dezembro de 2014

2 DEUS Vamos, iniciar nossa apresentação pedindo a DEUS que inspire nossas palavras e esteja conosco, e que nossa mensagem seja bem recebida... Nossa Senhora Aparecida E que Nossa Senhora Aparecida interceda por todos nós. Vinde Espírito Santo...

3 Nossa Família

4 FOTO DO ARTURO SOZINHO COM O PAPA

5

6

7

8

9 Documento enviado antecipadamente a todos os participantes do SÍNODO, para que lessem e se preparassem para os debates. De nossa parte nos coube falar por exatos quatro minutos sobre “OS DESAFIOS PASTORIAIS RELATIVOS À ABERTURA ÀVIDA” ( III Parte, Capítulo 1) Instrumentum Laboris

10 Instrumentum LABORIS I PARTE Comunicar o Evangelho da família hoje II PARTE Aborda os desafios e as situações mais difíceis III PARTE Fala da abertura a vida e responsabilidade educacional dos pais

11 Instrumentum LABORIS II PARTE A PASTORAL DA FAMÍLIA FACE AOS NOVOS DESAFIOS Capítulo I A pastoral da família: as várias propostas em ação Capítulo II Os desafios pastorais da família Capítulo III As situações pastorais difíceis A. Situações familiaresA. Situações familiares (80) B. Sobre as uniões entre pessoas do mesmo sexo I PARTE COMUNICAR O EVANGELHO DA FAMÍLIA HOJE I PARTE COMUNICAR O EVANGELHO DA FAMÍLIA HOJE O desígnio de Deus sobre matrimônio e família Conhecimento e recepção da Sagrada Escritura e dos documentos da Igreja sobre matrimônio e família Evangelho da família e lei natural A família e a vocação da pessoa em Cristo

12 Instrumentum LABORIS II PARTE A PASTORAL DA FAMÍLIA FACE AOS NOVOS DESAFIOS A pastoral da família: as várias propostas em ação Os desafios pastorais da família As situações pastorais difíceis Situações familiares Sobre as uniões entre pessoas do mesmo sexo

13 Instrumentum LABORIS II PARTE A PASTORAL DA FAMÍLIA FACE AOS NOVOS DESAFIOS Capítulo I A pastoral da família: as várias propostas em ação Capítulo II Os desafios pastorais da família Capítulo III As situações pastorais difíceis A. Situações familiaresA. Situações familiares (80) B. Sobre as uniões entre pessoas do mesmo sexo III PARTE III PARTE A ABERTURA À VIDA E A RESPONSABILIDADE EDUCATIVA A ABERTURA À VIDA E A RESPONSABILIDADE EDUCATIVA Os desafios pastorais acerca da abertura à vida A Igreja e a família diante do desafio educativo CONCLUSÃO

14

15

16 “RELATIO POST DISCEPTATIONEM” “CIRCULI MINORIS”

17 As EQUIPES DE NOSSA SENHORA CASAL EXPERIÊNCIA COMUNITÁRIA CRESCER NO AMOR CASAIS RECASADOS EJNS CNSE INTERCESSORES

18 “CAFÉ COM O PAPA” Foto arturo e hermelinda c o papa

19

20 RELATIO SYNODI INTRODUÇÃO INTRODUÇÃO A ESCUTA A ESCUTA O OLHAR DE CRISTO O OLHAR DE CRISTO O ENCONTRO O ENCONTRO CONCLUSÃO CONCLUSÃO

21 INTRODUÇÃO I Parte A escuta: o contexto e os desafios da família O contexto socio-cultural A importância da vida afetiva Os desafios para as pastorais RESUMO DO RELATÓRIO

22 II Parte O olhar de Jesus Cristo: O Evangelho da família O olhar de Jesus Cristo e a pedagogia divina na história da salvação A família no projeto salvifico de DEUS A família nos documentos da Igreja A indissolubilidade do matrimônio e a alegria da vida em comum Verdade e beleza da família e misericórdia para com as famílias feridas e frágeis. RESUMO DO RELATÓRIO

23 III Parte O confronto: prospectivas pastorais Anunciar o Evangelho da família hoje, nos vários contextos Guiar os noivos no caminho de preparação para o matrimônio Acompanhar os primeiros anos da vida matrimonial Cuidado pastoral com aqueles que vivem apenas no matrimonio civil ou em convivencia (co-habiatam) Cuidar das famílias feridas (separados, divorciados, não casados, recasados, divorciados recasados, famílias monoparentais) Atenção pastoral com relação às pessoas com orientação homossexual A transmisão da vida e o desafio da «desnatalidade» O desafio da educação e o papel da família na evangelização Conclusão RESUMO DO RELATÓRIO

24 FRASES DO PAPA “OS PARTICIPANTES DO SÍNODO SENTIRAM O PODER DO ESPÍRITO SANTO QUE GUIA E INCESSANTEMENTE E RENOVA A IGREJA, E DEVE CONTINUAR A CUIDAR DAS FERIDAS ABERTAS, E DEVOLVER A ESPERANÇA A MUITAS PESSOAS QUE A PERDERAM.” “ DEUS NÃO TEME COISAS NOVAS: É POR ISSO QUE ELE ESTÁ CONTINUAMENTE NOS SURPREENDENDO, ABRINDO NOSSOS CORAÇÕES E NOS GUIANDO EM CAMINHOS INESPERADOS.”

25

26 É com o coração cheio de reconhecimento e gratidão que gostaria de dar graças, juntamente convosco, ao Senhor que nos acompanhou e orientou ao longo dos dias passados, com a luz do Espírito Santo! Palavras finais do Santo Padre Estou grato de igual modo a todos vós, amados padres sinodais, delegados fraternos, auditoras, auditores e assessores, pela vossa participação concreta e frutuosa. Rezarei por vós, pedindo ao Senhor que vos recompense com a abundância dos seus dons de graça!

27 Posso tranquilamente afirmar que com um espírito de colegialidade e de sinodalidade vivemos verdadeiramente uma experiência de «Sínodo», um percurso solidário, um «caminho conjunto». E, como acontece em todo o caminho, houve momentos de corrida apressada, momentos de cansaço, e outros momentos de entusiasmo e ardor. Houve momentos de profunda consolação, ouvindo o testemunho de autênticos pastores, que trazem sabiamente no coração as alegrias e as lágrimas dos seus fiéis. Palavras finais do Santo Padre

28 Momentos de consolação, graça e conforto, ouvindo os testemunhos das famílias que participaram no Sínodo e compartilharam conosco a beleza e a alegria da sua vida matrimonial. Um caminho onde o mais forte se sentiu no dever de ajudar o menos forte, onde o mais perito se prestou para servir os demais. Mas, tratando-se de um caminho de homens, juntamente com as consolações houve também momentos de desolação, de tensão e de tentações. Palavras finais do Santo Padre

29 Pessoalmente, ficaria muito preocupado e triste, se não tivesse havido estas tentações e estes debates animados se todos tivessem estado de acordo ou ficassem taciturnos numa paz falsa e quietista. Ao contrário, vi e ouvi com alegria e reconhecimento, discursos e intervenções cheios de fé, de zelo pastoral e doutrinal, de sabedoria, de desassombro, de coragem e de parresia. Palavras finais do Santo Padre

30 E senti que, diante dos próprios olhos, se tinha o bem da Igreja, das famílias e a «suprema lex», a «salus animarum». E isto sem nunca se pôr em discussão as verdades fundamentais do sacramento do Matrimónio: a indissolubilidade, a unidade, a fidelidade e a procriação, ou seja, a abertura à vida. Palavras finais do Santo Padre

31 E esta é a Igreja, a vinha do Senhor, a Mãe fecunda e a Mestra solícita, que não tem medo de arregaçar as mangas para derramar o azeite e o vinho sobre as feridas dos homens; que não observa a humanidade a partir de um castelo de vidro para julgar ou classificar as pessoas. Esta é a Igreja Una, Santa, Católica, Apostólica e formada por pecadores, necessitados da sua misericórdia. Esta é a Igreja, a verdadeira Esposa de Cristo, que procura ser fiel ao seu Esposo e à sua doutrina.

32 Esta é a Igreja, a nossa Mãe! E quando a Igreja, na variedade dos seus carismas, se exprime em comunhão, não pode errar: é a beleza e a força do sensus fidei, daquele sentido sobrenatural da fé, que é conferido pelo Espírito Santo a fim de que, juntos, possamos todos entrar no âmago do Evangelho e aprender a seguir Jesus na nossa vida, e isto não deve ser visto como motivo de confusão e mal-estar. Palavras finais do Santo Padre

33 E, como ousei dizer-vos no início dos nossos trabalhos, era necessário viver tudo isto com tranquilidade, com paz interior, inclusivamente porque o Sínodo se realiza cum Petro et sub Petro, e a presença do Papa é garantia para todos. Palavras finais do Santo Padre

34 Agora, caros irmãos e irmãs, teremos ainda um ano para maturar, com verdadeiro discernimento espiritual, as ideias propostas e encontrar soluções concretas para tantas dificuldades e os inúmeros desafios que as famílias devem enfrentar; para dar resposta aos numerosos motivos de desânimo que envolvem e sufocam as famílias. Palavras finais do Santo Padre

35 Relatio synodi Um ano para trabalhar sobre a «Relatio synodi», que é o resumo fiel e claro de tudo aquilo que foi dito e debatido nesta Sala e nos círculos menores. E é apresentada às Conferências Episcopais como «Lineamenta». Palavras finais do Santo Padre

36 Que o Senhor nos acompanhe, nos guie neste percurso, para glória do seu Nome, com a intercessão da Bem-Aventurada Virgem Maria e de São José! E, por favor, não vos esqueçais de rezar por mim! Palavras finais do Santo Padre

37 ORAÇÃO DA MENSAGEM DO SÍNODO SENHOR, DOA A TODAS AS FAMÍLIAS A PRESENÇA DE ESPOSOS FORTES E SÁBIOS, QUE SEJAM VERTENTE DE UMA FAMÍLIA LIVRE E UNIDA. “ SENHOR, DOA A TODAS AS FAMÍLIAS A PRESENÇA DE ESPOSOS FORTES E SÁBIOS, QUE SEJAM VERTENTE DE UMA FAMÍLIA LIVRE E UNIDA. SENHOR, DOA AOS PAIS A POSSIBILIDADE DE TER UMA CASA ONDE VIVER EM PAZ COM A FAMÍLIA. SENHOR, DOA AOS FILHOS A POSSIBILIDADE DE SEREM SIGNO DE CONFIANÇA E AOS JOVENS A CORAGEM DO COMPROMISSO ESTÁVEL E FIEL. SENHOR, DOA A TODOS A POSSIBILIDADE DE GANHAR O PÃO COM A SUAS PRÓPRIAS MÃOS, DE PROVAR A SERENIDADE DO ESPÍRITO E DE SE MANTER VIVA A CHAMA DA FÉ MESMO NA ESCURIDÃO. SENHOR, DOA A TODOS A POSSIBILIDADE DE VER FLORESCER UMA IGREJA SEMPRE MAIS FIEL E CREDÍVEL, UMA CIDADE JUSTA E HUMANA, UM MUNDO QUE AME A VERDADE, A JUSTIÇA E A MISERICÓRDIA.”

38 H ERMELINDA &A RTURO H ERMELINDA &A RTURO

39 In ordine ad un approccio pastorale verso le persone che hanno contratto matrimonio civile, che sono divorziati e risposati, o che semplicemente convivono, compete alla Chiesa rivelare loro la divina pedagogia della grazia nelle loro vite e aiutarle a raggiungere la pienezza del piano di Dio in loro. Pontos Polêmicos Conforme allo sguardo misericordioso di Gesù, la Chiesa deve accompagnare con attenzione e premura i suoi figli più fragili, segnati dall’amore ferito e smarrito, ridonando fiducia e speranza, come la luce del faro di un porto o di una fiaccola

40 Mentre continua ad annunciare e promuovere il matrimonio cristiano, il Sinodo incoraggia anche il discernimento pastorale delle situazioni di tanti che non vivono più questa realtà. È importante entrare in dialogo pastorale con tali persone al fine di evidenziare gli elementi della loro vita che possono condurre a una maggiore apertura al Vangelo del matrimonio nella sua pienezza. Pontos Polêmicos Conforme allo sguardo misericordioso di Gesù, la Chiesa deve accompagnare con attenzione e premura i suoi figli più fragili, segnati dall’amore ferito e smarrito, ridonando fiducia e speranza, come la luce del faro di un porto o di una fiaccola.

41 Si è riflettuto sulla possibilità che i divorziati e risposati accedano ai sacramenti della Penitenza e dell’Eucaristia. Diversi Padri sinodali hanno insistito a favore della disciplina attuale, in forza del rapporto costitutivo fra la partecipazione all’Eucaristia e la comunione con la Chiesa ed il suo insegnamento sul matrimonio indissolubile. Altri si sono espressi per un’accoglienza non generalizzata alla mensa eucaristica, in alcune situazioni particolari ed a condizioni ben precise, soprattutto quando si tratta di casi irreversibili e legati ad obblighi morali verso i figli che verrebbero a subire sofferenze ingiuste. Pontos Polêmicos

42 Alcuni Padri hanno sostenuto che le persone divorziate e risposate o conviventi possono ricorrere fruttuosamente alla comunione spirituale. Altri Padri si sono domandati perché allora non possano accedere a quella sacramentale. Viene quindi sollecitato un approfondimento della tematica in grado di far emergere la peculiarità delle due forme e la loro connessione con la teologia del matrimonio. Pontos Polêmicos

43 Alcune famiglie vivono l’esperienza di avere al loro interno persone con orientamento omosessuale. Al riguardo ci si è interrogati su quale attenzione pastorale sia opportuna di fronte a questa situazione riferendosi a quanto insegna la Chiesa: «Non esiste fondamento alcuno per assimilare o stabilire analogie, neppure remote, tra le unioni omosessuali e il disegno di Dio sul matrimonio e la famiglia». Nondimeno, gli uomini e le donne con tendenze omosessuali devono essere accolti con rispetto e delicatezza. «A loro riguardo si eviterà ogni marchio di ingiusta discriminazione» (Congregazione per la Dottrina della Fede, Considerazioni circa i progetti di riconoscimento legale delle unioni tra persone omosessuali, 4). Pontos Polêmicos


Carregar ppt "Comissão Justiça e Paz Arquidiocese de Brasília SÍNODO DA FAMÍLIA Roma, entre 05 e 19 de outubro de 2014 Brasília, 01 de dezembro de 2014."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google