A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

OSTEOPOROSE. O QUE É? Osteoporose, que significa osso poroso, é uma doença resultante da perda gradual da substância óssea que ocorre naturalmente com.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "OSTEOPOROSE. O QUE É? Osteoporose, que significa osso poroso, é uma doença resultante da perda gradual da substância óssea que ocorre naturalmente com."— Transcrição da apresentação:

1 OSTEOPOROSE

2 O QUE É? Osteoporose, que significa osso poroso, é uma doença resultante da perda gradual da substância óssea que ocorre naturalmente com o envelhecimento, em todos indivíduos. Isso produz fragilidade do osso e aumenta o risco de fraturas, especialmente do quadril, coluna e punho.Afeta principalmente mulheres na pós-menopausa.

3 Estrutura e Função do Osso O esqueleto ósseo é um tecido vivo e complexo; Dá suporte aos músculos e proteção a órgãos vitais; Armazena o cálcio, essencial para numerosas funções orgânicas, incluindo a manutenção da densidade e força dos ossos. O organismo usa o cálcio dos ossos quando não existe ingestão suficiente ou quando há necessidade adicional, como na gravidez e na lactação, por exemplo.

4 Durante a vida, os ossos são constantemente formados e reabsorvidos, ou seja, o osso velho é removido e um novo osso é adicionado ao esqueleto. Na infância e adolescência, a adição ocorre mais rapidamente do que é a reabsorção e, como resultado, os ossos ficam maiores, mais pesados e mais densos A formação permanece mais rápida do que a reabsorção até que o pico de massa óssea (máxima densidade e força do osso) é alcançado, por volta dos 30 a 35 anos. A massa óssea é maior no homem do que na mulher e também é maior na raça negra

5 Depois dos anos, a reabsorção óssea lentamente começa a exceder a formação. Para a mulher, a perda óssea é muito maior durante os cinco anos seguintes à menopausa, porque a ação protetora do hormônio estrógeno diminui, porém persiste nos anos seguintes. O homem também perde osso, mas numa taxa muito menor.

6 Após os 70 anos existe outra forma de osteoporose que acomete tanto homens quanto mulheres, a osteoporose senil, própria do envelhecimento. A osteoporose é um fator de risco para fraturas assim como a hipertensão é risco para infarto do miocárdio ou derrame cerebral; se o osso é mais fraco, um trauma mínimo ou uma queda pode causar uma fratura ou um colapso vertebral.

7 Números A osteoporose afeta uma grande quantidade de pessoas e a prevalência aumenta com a idade da população. Existem 5.5 milhões de pessoas acometidas pela osteoporose no Brasil (Fonte : Revista Veja – outubro/2003); nos Estados Unidos atualmente existem 10 milhões de indivíduos com a doença e mais 18 milhões têm massa óssea baixa; 80% dos acometidos são mulheres. Estima-se que entre 13% a 18% de mulheres brancas pós-menopausa americanas (4 a 6 milhões) tem osteoporose e outras 30% a 50% (13 a 17 milhões) tem densidade óssea baixa no quadril, proporcionando um maior de risco para fraturas. Segundo a Organização Mundial de Saúde, um terço das mulheres brancas acima dos 65 anos são portadoras de osteoporose.

8 Tipos de Osteoporose Tipo I - pós-menopausa Tipo II - senil Secundária ao uso de medicamentos FATORES DE RISCO Certos fatores estão ligados ao desenvolvimento da osteoporose ou contribuem para uma maior probabilidade individual da ocorrência da doença. São os chamados "fatores de risco".

9 sexo feminino menopausa precoce idade avançada raça branca e amarela. estrutura óssea pequena e baixo peso familiar com osteoporose tabagismo sedentarismo e condições que levem a imobilização alcoolismo uso de bebidas contendo cafeína baixa exposição solar

10 dieta pobre em cálcio uso de medicamentos como por exemplo: corticoesteróides, heparina, anticoagulantes e anticonvulsivantes doenças como insuficiência renal, hipertireoidismo, mieloma múltiplo entre outros. Pesquisa realizada na Universidade de Harvard, nos Estados Unidos, e publicada na Revista Veja de 23/8/00 (edição 1663), na página 138, informa que os refrigerantes, especialmente aqueles os do tipo cola, podem aumentar o risco de fraturas osteoporóticas no sexo feminino em até 3 vezes, porque o ácido fosfórico presente nestas bebidas interfere no metabolismo do cálcio, prejudicando a formação óssea.

11 OSTEOPOROSE NO HOMEM No decorrer da vida a densidade óssea é influenciada pela heredietariedade, dieta, hormônios sexuais, atividades físicas, estilo de vida e uso de certos medicamentos. Os homens têm ossos maiores e mais largos que mulheres; a osteoporose é menos comum. Estima-se que entre 1/5 a 1/3 das fraturas do quadril aconteçam em indivíduos do sexo masculino. 17% dos homens que atingem a idade de 90 anos podem ter uma fratura do quadril; um homem branco tem 25% de probabilidade de sofrer uma fratura relacionada à osteoporose.

12 São fatores de risco associados à osteoporose nos homens : - medicamentos : corticóides, anticonvulsivantes e antiácidos contendo alumínio - doenças crônicas dos rins, pulmões, estômago e intestinos - baixo níveis de testosterona - cigarro, álcool em excesso, baixo nível de cálcio, sedentarismo - idade avançada - baixo peso - heredietariedade - raça : a raça branca tem o maior risco para a osteoporose.

13 Sintomas A osteoporose é uma doença silenciosa, não apresentando sintomas até que aconteçam as fraturas ósseas. Os ossos que se quebram com maior facilidade são as vértebras, fêmur, costelas e ossos do punho. Como conseqüência das fraturas vertebrais, pode ocorrer diminuição da altura e alterações na postura, que determinam dores nas costas e deformidades da coluna como a corcunda. Algumas pessoas também queixam-se de dores nas juntas.

14 DEFORMIDADE PROGRESSIVA DA COLUNA VERTEBRAL

15 Diagnóstico Se apresentar fatores de risco para o desenvolvimento de osteoporose, deve procurar o médico que fará exame físico, que pode ser normal ou demonstrar por exemplo deformidades da coluna vertebral. O exame complementar atualmente solicitado para se avaliar a osteoporose é a densitometria óssea. É um exame relativamente simples, com baixa exposição a radiação, e que não provoca dor ou desconforto.

16 Imagem de uma fratura por osteoporose Imagem de uma densitometria óssea

17 Tratamento Existem vários medicamentos que podem ser empregados no tratamento da osteoporose. Podemos citar o uso da reposição hormonal, bifosfonatos, suplementos contendo cálcio, vitamina D e calcitonina. No tratamento com medicamentos a atuação se faz sobre a reabsorção óssea; a maioria dos agentes terapêuticos são anti-reabsortivos.

18 Cálcio: - aquisição do máximo de massa óssea e manutenção da saúde do osso; -O esqueleto contém 99% do estoque de cálcio do organismo; - Quando falta, o cálcio é extraído dos ossos para manter os níveis sanguíneos dentro dos valores normais. -A principal fonte de cálcio na dieta é o leite e seus derivados, mas existe também em vegetais como espinafre, agrião, brócolis e couve-manteiga.

19 Vitamina D: A vitamina D é sintetizada na pele pela ação dos raios solares ultravioleta e sofre transformações no fígado e rins para transformar- se em sua forma ativa; -A vitamina D favorece a formação óssea e facilita a absorção intestinal do cálcio; - É encontrada em alimentos como leite, queijos, óleo de fígado de bacalhau, ostras, camarões e peixes, especialmente cavalinha, salmão, sardinha e atum. Exercícios: Os exercícios fortalecem os músculos para que estes atuem sobre os ossos.

20 Os exercícios aeróbios de baixo impacto, melhoram especialmente o condicionamento cárdio-circulatório, também estimulam a formação do osso e previnem sua reabsorção.

21 Medicamentos: 1)Reposição Hormonal -(Estrógenos, Isoflavona); 2)Calcitonina- hormônio produzido pelas células C (parafoliculares) da tireóide. Sua principal ação é inibir a reabsorção óssea e possui importante ação analgésica; 3)Bisfosfonatos- Apresentam "atração" pela superfície do osso, diminuem a reabsorção e podem aumentar a formação óssea; 4)Ipriflavona- Inibe a reabsorção e possivelmente também possa atuar na formação óssea. 5) Fluoreto de sódio- Pode aumentar a mineralização do osso. A vitamina D potencializa sua ação nos células responsáveis pela formação de tecido ósseo.

22 PREVENÇÃO A osteoporose pode acontecer por falta de formação suficiente de massa óssea durante crescimento e maturidade, por excesso de perda óssea ou pela combinação dos dois fatores. Como ainda não existe uma maneira eficaz de se reconstruir o esqueleto, a estratégia fundamental é a prevenção da osteoporose. A massa de osso obtida durante a infância e adolescência é talvez o mais importante determinante da saúde dos ossos ao longo da vida; alcançar um bom nível de massa de osso mais cedo pode reduzir o impacto da perda de osso relacionada à idade. Boa alimentação, particularmente ingestão adequada de cálcio e vitamina D.

23 Deve-se procurar ter um estilo vida saudável, evitando o álcool e fumo e praticando exercícios físicos.

24 Atualidades Chegou ao Brasil, o primeiro de uma nova classe de medicamentos contra a osteoporose, o Fórteo. É o único remédio capaz de estimular a formação óssea. Estudo publicado no The New England Journal of Medicine, uma das revistas científicas mais importantes do mundo, mostrou que, depois de quase dois anos de tratamento, o remédio reduziu em até 90% os riscos de fraturas severas da coluna vertebral. Calcula-se que o Fórteo deve beneficiar cerca de 15% do total de vítimas da osteoporose (cerca de pessoas).

25 O problema está no custo e na forma de administração do novo produto (o Fórteo só funciona como injeção). Além disso, 28 dias de tratamento com Fórteo devem custar entre 1700 e 2300 reais. Com os outros, os gastos não passam de 150 reais.

26 Bibliografia Revista Veja, outubro edição 1826 outubro/2003


Carregar ppt "OSTEOPOROSE. O QUE É? Osteoporose, que significa osso poroso, é uma doença resultante da perda gradual da substância óssea que ocorre naturalmente com."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google