A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

2° Aniversário da 3° Policlínica de Niterói 1° Ten Daniel Azevedo.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "2° Aniversário da 3° Policlínica de Niterói 1° Ten Daniel Azevedo."— Transcrição da apresentação:

1 2° Aniversário da 3° Policlínica de Niterói 1° Ten Daniel Azevedo

2 Osteoporose jjjjjjjjjjjjjjjjjjjj

3 Introdução Morbimortalidade Alta incidência Falta de conhecimento e orientação

4 Definição Doença osteometabólica caracterizada por diminuição gradual da massa óssea e deteriorização da microarquitetura do tecido ósseo, com consequente aumento da fragilidade óssea e susceptibilidade a fraturas. ( OMS )

5 Redução de massa óssea suficiente para produzir manifestações clínicas. ( Riggs e Melton; 2004 )

6

7 Tipos Idiopática tipo I: Pós menopausa tipo II: Senil Secundária

8 Tipo I Mais frequente mulheres 6:1 55 – 70 anos Aumento da atividade de osteoclastos Ossos trabeculados ( Coluna lombar )

9 Tipo II Mais frequente em mulheres 2:1 Maior de 70 anos Diminuição da atividade dos osteoclastos Ossos trabeculados e compactos ( quadril )

10 Incidência Mulher pós menopausa Idosos 1:2 mulheres e 1:5 homens acima de 65 anos apresentarão uma fratura relacionada a osteoporose. Galsworthy e Wilson

11 EUA Europa 75 milhões de indivíduos Japão EUA: 1,5 milhão fraturas / ano relacionadas a osteoporose Gastos de 10 bilhões de dólares / ano

12 hospitalizações / ano (Fratura de fêmur proximal)

13 15% morrerão no 1° ano pós operatório causas diretas : transfusão, infecção causas indiretas : TVP,embolia,pneumonia

14 42% ficarão dependentes

15 Maior problema de saúde pública Repercusão social e econômica Impacto na qualidade de vida Grande grau de dependência

16 Enquanto isso no Brasil !?? Incidência? Prevalência?

17 Etiologia Pouco conhecida Fatores de risco: genéticos biológicos comportamentais ambientais

18 Historia familiar Raça branca Hiperparatireoidismo Osteogênese imperfecta Doença hepática crônica Leucemia Alcoolismo Sedentarismo Desnutrição Uso abusivo de cortcóide

19 Patogênese Ósseo Formação Reabsorção Osteoblastos Osteoclastos Remodelação Óssea

20 Quadro clínico Inicialmente assintomática Epidemia silenciosa do sec. XXI Doran Weil

21 Perda óssea maior de 35% Dor Deformidades posturais Fraturas Alterações psicossociais

22

23

24 Diagnóstico Densitometria Óssea Radiografias

25 Densitometria Óssea Coluna lombar: L2-L4 Colo e Trocanter maior do femur

26 1 DP 10% de Massa Óssea Acima -1 DP = normal Entre -1 e -2,5 DP = osteopenia Abaixo -2,5 = osteoporose Associado a fratura = osteoporose grave

27 Radiografias Afilamento da cortical óssea Perda do trabeculado ósseo Índice de Singh Visualização quando perda maior que 30% de massa óssea

28 Exames laboratoriais NORMAL Marcadores de formação óssea Fosfatase alcalina Osteocalcina Marcadores de reabsorção óssea Cálcio urinário Hidroxiprolina

29 Tratamento Inibidores da reabsorção óssea Estimuladores da formação ósea Terapia adjuvante e de prevenção ( Exercícios físicos )

30 Inibidores da reabsorção óssea Calcitonina Bifosfonados Terapia de reposição hormonal

31 Estimuladores de formação óssea Fluoreto de sódio Vitamina D Calcio

32 Exercícios físicos American College of Sports Medicine Indicados X Contra indicados

33 Exercícios de impacto Flexão acentuada da coluna lombar Atividades com risco de quedas

34 Indicados Sustentação de peso Caminhadas de 50min; 5X / semana Exercícios de flexibilidade, coordenação e equilíbrio Exercícios de extensão da coluna

35 Obrigado


Carregar ppt "2° Aniversário da 3° Policlínica de Niterói 1° Ten Daniel Azevedo."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google