A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

LENTES ESFÉRICAS. PERFIS DE LENTE COMPORTAMENTO ÓPTICO.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "LENTES ESFÉRICAS. PERFIS DE LENTE COMPORTAMENTO ÓPTICO."— Transcrição da apresentação:

1 LENTES ESFÉRICAS

2

3 PERFIS DE LENTE

4 COMPORTAMENTO ÓPTICO

5

6

7 CENTRO ÓPTICO

8 LÂMINA DE FACES PARALELAS

9 LENTES CONVERGENTES, FORMAÇÃO DE IMAGENS: Objeto antes do ponto antiprincipal

10 LENTES CONVERGENTES, FORMAÇÃO DE IMAGENS: Objeto no ponto antiprincipal

11

12 LENTES CONVERGENTES, FORMAÇÃO DE IMAGENS: Objeto o foco e o centro óptico

13

14

15 LENTES DIVERGENTES, FORMAÇÃO DE IMAGENS

16

17 QUADRO DE CONVENÇÕES

18 VERGÊNCIA OU CONVERGÊNCIA DE UMA LENTE

19

20 Como apresentado anteriormente quanto maior o desvio, menor a distância focal. Portanto, define-se a convergência de uma lente pela expressão: C = 1/F Quando a distância focal é dada em metros (m) a convergência é dada em m -1, e se chama dioptria (di), popularmente é chamada de “grau” da lente.

21 Instrumentos ópticos: microscópio simples (lupa)

22 Instrumentos ópticos: microscópio composto.

23 Instrumentos ópticos: luneta astronômica

24 (UNESP-JUL 2005, Conhecimentos Específicos) Em uma aula sobre ótica, o professor explica aos seus alunos o funcionamento básico de um microscópio ótico composto, que pode ser representado por duas lentes convergentes, a objetiva e a ocular. Quando o objeto a ser visualizado é colocado próximo à objetiva, uma imagem ampliada I I é formada entre a ocular e o foco da ocular, como esquematizado na figura. Esta imagem é, então, ampliada pela ocular, gerando a imagem I II, vista pelo observador. Sendo assim, a) copie a figura em seu caderno de respostas e complete-a com os raios de luz que mostrem a formação da imagem I II gerada pela ocular. b) Classifique como real ou virtual as imagens I I e I II.

25

26

27

28

29

30

31

32 EQUAÇÃO DOS FABRICANTES

33 Atualmente aumenta a convergência da lente construindo-a com materiais de alto índice de refração

34 Globo Ocular O elemento básico da nossa visão é o globo ocular, que se assemelha a uma máquina fotográfica. Sua caixa é esférica, possui um sistema de lentes à frente e uma membrana fotossensível no fundo.

35 Globo Ocular

36 Óptica da Visão

37 Foco Fixo

38 Cristalino relaxado, objeto distante, considerado como ponto remoto

39 Cristalino contraído: observação de um objeto próximo, no ponto próximo.

40

41 Defeitos de Visão

42 Miopia

43 Hipermetropia

44 Astigmatismo O astigmatismo se deve à assimetria na curvatura da córnea, é facilmente corrigido com lentes esferocilíndricas.

45 Uma pessoa portadora de astigmatismo não consegue ver todos os traços desta figura radial com a mesma tonalidade e nitidez

46 Presbiopia : é uma espécie de hipermetropia resultante da idade, costuma aparecer depois dos 40 anos com a perda de capacidade de acomodação do cristalino, como a hipermetropia, a presbiopia é corrigida com lentes convergentes.

47 Acomodação visual

48 (UFSCAR-2006) Pesquisas recentes mostraram que o cristalino humano cresce durante a vida, aumentando seu diâmetro cerca de 0,02 mm por ano. Isso acarreta, na fase de envelhecimento, um defeito de visão chamado presbiopia, que pode ser corrigido de forma semelhante a) à miopia, com uso de lentes divergentes. b) à miopia, com uso de lentes convergentes. c) à hipermetropia, com uso de lentes divergentes. d) à hipermetropia, com uso de lentes convergentes. e) ao astigmatismo, com uso de lentes convergentes ou divergentes.

49 Na fase de envelhecimento, o globo ocular não consegue mais acomodar a fim de formar imagens que sejam projetadas na retina, quando objetos são dispostos próximos, veja a figura.

50 Presbiopia corrigida com lentes convergentes.

51


Carregar ppt "LENTES ESFÉRICAS. PERFIS DE LENTE COMPORTAMENTO ÓPTICO."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google