A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Rede de Sensores para Medição de Temperatura e Umidade Prof. Dr. José Luís Zem

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Rede de Sensores para Medição de Temperatura e Umidade Prof. Dr. José Luís Zem"— Transcrição da apresentação:

1 Rede de Sensores para Medição de Temperatura e Umidade Prof. Dr. José Luís Zem

2 Redes de Sensores para Medição de Temperatura e Umidade

3  Obtenção de informações climáticas.  Interesse do docente nesta área de estudo. Contextualização  Interesse do público com assuntos relacionados às condições climáticas.  Percepção das consideráveis mudanças no comportamento do clima: têm-se dias mais quentes, uma quantidade menor de dias chuvosos, porém com chuvas mais fortes, dias quentes quando deveriam ser dias frios ou vice-versa.

4 Objetivos  Propor e implementar uma rede de sensores que, de início, monitore a temperatura e a umidade de uma região e que disponibilize estes dados, gratuitamente, através da Internet para todos os que tiverem interesse ou necessidade.  Executar, inicialmente, em uma única cidade com o objetivo de testar e validar a tecnologia empregada, além da disponibilidade e da metodologia de coleta, manipulação e distribuição dos dados obtidos.

5 Objetivos  Disponibilizar um sistema que permita recuperar e disponibilizar, de maneira, automática informações climáticas sobre várias regiões da cidade de Piracicaba.  Permitir, através desse sistema, que qualquer interessado tenha acesso aos valores ocorridos no passado recente e possa traçar perfis de comportamento das condições climáticas para a cidade.  Utilizar estrutura informacional disponibilizada pelo Google e integrá-la ao sistema proposto.

6 Histórico  “SISTEMA DE EXIBIÇÃO DE INFORMAÇÕES METEOROLÓGICAS USANDO CLUSTER DE COMPUTADORES” - Sara Salton de Almeida.  “MIDDLEWARE PARA MANIPULAÇÃO E PROCESSAMENTO DE IMAGENS EM UM CLUSTER DE DISPOSITIVOS EMBARCADOS” - Bruno Teodósio Gonçalves, apresentado na 10ª Mostra Acadêmica.  “UM ESTUDO SOBRE A COMUNICAÇÃO ENTRE PROCESSOS EM UM AMBIENTE DE CLUSTER DE COMPUTADORES” - Sara Salton de Almeida, apresentado na 10ª Mostra Acadêmica.  “SISTEMA DE ACOMPANHAMENTO CLIMÁTICO PARA PIRACICABA E CIDADES VIZINHAS” – José Luís Zem, apresentado na 11ª Mostra Acadêmica.  “UTILIZAÇÃO DE CLUSTER DE COMPUTADORES NA MANIPULAÇÃO, ARMAZENAMENTO E RECUPERAÇÃO DE IMAGENS” – Augusto Martins, apresentado na 11ª Mostra Acadêmica.

7 Histórico  “DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE PARA SISTEMAS EMBARCADOS E DE TEMPO REAL” – Alex Fernando dos Santos, apresentado na 12ª Mostra Acadêmica.  Página pessoal do docente (http://www.unimep.br/~jlzem/)http://www.unimep.br/~jlzem/

8 Estações de Monitoramento  O Brasil possui, espalhadas pelo seu território, estações de monitoramento das condições climáticas (manuais e automáticas), além de diversos institutos que se preocupam em coletar, analisar e emitir pareceres sobre as condições climáticas.  INMET – Instituto Nacional de Meteorologia (http://www.inmet.gov.br/portal/) (Localização)http://www.inmet.gov.br/portal/Localização  Departamento de Engenharia de Biossistemas (http://www.leb.esalq.usp.br/) (Localização)http://www.leb.esalq.usp.br/Localização  CETESB (Localização)Localização

9 Um pouco de teoria …  Cluster de Computadores É uma coleção de computadores paralelos ou distribuídos os quais estão interconectados através de redes de comunicação de alta velocidade. Eles trabalham juntos na execução de tarefas que exigem computação intensiva e manipulação de um grande volume de dados, além de se apresentar como um único computador virtual.

10 Um pouco de teoria …  Sistemas Embarcados Um conjunto de hardware, software e talvez partes adicionais mecânicas, projetadas para realizar uma única tarefa, fazendo, em alguns casos, parte de um produto mais complexo e de maior porte. Atendem apenas uma tarefa determinada, tem o seu custo de hardware bastante reduzido e costuma interagir com o ambiente através de sensores e atuadores.

11 Um pouco de teoria …  Redes de Sensores São caracterizadas pela utilização de pequenos nós sensores com capacidade de se comunicarem com outros nós e com uma estação base. Na maioria das aplicações, o nó é um dispositivo com baixa capacidade de processamento e baixa utilização de largura de banda procurando favorecer a autonomia da bateria.

12 O Projeto  O dispositivo a ser utilizado para a coleta e a transmissão dos dados sobre a temperatura e a umidade seria um sistema embarcado de baixo custo, construído a partir de um hardware aberto, acrescido de outro hardware que permita enviar, através de uma rede de computadores, os dados coletados.  Estes dados serão armazenados em um cluster de computadores de alta disponibilidade e de alta capacidade e visualizados através de uma interface gráfica que identifique, através de um mapa, as estações coletoras e os seus respectivos dados coletados.

13 O Projeto

14 A Unidade Coletora

15 Fase 1  Construir a Unidade Coletora que será a unidade básica da Rede de Sensores.  Desenvolver o software da Unidade Coletora e da Aplicação Receptora dos Dados.  Postar informações coletadas em uma rede social (http://twitter.com/iotarduino).http://twitter.com/iotarduino  Implementar o Banco de Dados.  Implementar ferramenta para criação de gráficos.  Integrar as informações contidas no Banco de Dados e os gráficos com o Google Maps.

16 Fase 2  Entrar em contato com possíveis instituições que pudessem hospedar as unidades coletoras. Estas instituições poderiam ser as unidades de ensino municipais, estaduais e federais, desde que possuíssem estrutura de conectividade com a Internet.  Definir as instituições que participariam do experimento.  Instalar as unidades coletoras nas instituições escolhidas.  Realizar os testes.  Iniciar o monitoramento e disponibilizar os dados recuperados para usuários externos.

17 Considerações  Ao final do projeto, a Rede de Sensores poderia: ser estendida para áreas maiores (outras cidades); realizar outros tipos de monitoramento (velocidade e direção do vento, presença ou ausência de chuvas, bem como seu volume); fornecer às instituições participantes acesso irrestrito aos dados para que pudessem utilizar em suas atividades diárias; atuar na área de Internet das Coisas (Internet of Things); fomentar novas áreas de atuação para os cursos da Universidade.

18 Esclarecimentos …

19 Rede de Sensores para Medição de Temperatura e Umidade Prof. Dr. José Luís Zem


Carregar ppt "Rede de Sensores para Medição de Temperatura e Umidade Prof. Dr. José Luís Zem"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google