A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

C ABEAMENTO E STRUTURADO Vitor Monteiro de Barros 2014.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "C ABEAMENTO E STRUTURADO Vitor Monteiro de Barros 2014."— Transcrição da apresentação:

1 C ABEAMENTO E STRUTURADO Vitor Monteiro de Barros 2014

2 Vitor Monteiro de Barros Mídias de Transmissão  Cabos  Cabos Coaxiais  Cabos de par trançado

3 Vitor Monteiro de Barros Mídias de Transmissão  Cabos O Cabo é o meio de transmissão responsável pela transferência de informação de um ponto a o outro. Na rede estruturada utilizam-se tanto cabos metálicos como ópticos. A opção por um ou outro, é feita em função da: topologia, interferências ou desempenho dos pontos a que pretende-se comunicar, distância entre os dispositivos de informática.

4 Vitor Monteiro de Barros Cabos coaxiais  Cabo Coaxial Cabos coaxiais são constituídos por quatro camadas: fio de cobre que transmite os dados; uma camada isolante de plástico; uma malha de metal para proteger as camadas internas; uma outra camada de revestimento conhecida como jaqueta.

5 Vitor Monteiro de Barros Cabos coaxiais Cabo coaxial 10BASE5 é o cabo coaxial mais antigo e foi usado durante muito tempo em redes que conectavam os mainframes. É um cabo bastante grosso, cerca de 1cm de diâmetro e muito pouco usado atualmente. Atingem distâncias de até 500m e velocidade de transmissão de 10Mbps. Cabo coaxial 10BASE2 é o cabo coaxial mais usado para transmissão de dados e é conhecido como cabo coaxial fino ou Thinnet.

6 Vitor Monteiro de Barros Cabos coaxiais É parecido como cabo RG-59/U usado em antenas mas possui impedância de 50 Ohms, enquanto o outro tem uma impedância de 75 Ohms. Atinge distâncias de até 185m e velocidade de 10Mbps. O cabo coaxial é conectado à placa de rede por meio dos conectores BNC, que, por sua vez, são ligados a conectores T na placa de rede.

7 Vitor Monteiro de Barros Cabos coaxiais No primeiro e último micros da rede são conectados, ao conector, um terminador de 50 Ohms, para evitar que os pacotes retornem ao chegar numa das pontas.

8 Vitor Monteiro de Barros Cabos coaxiais Alicate de compressão para conector RG59 / RG06. Alicate decapador RG59 e RG06 ajustável.

9 Vitor Monteiro de Barros Cabos de par trançado Cabo composto por oito fios de cobre, trançados par a par, usado nas seguintes mídias ethernet: 10BASE-T, 100BASE-TX ou 1000BASE-T. Este cabo pode cobrir distâncias de até 100m e pode ser dos tipos: STP– hielded Twisted Pair ou cabo de par trançado blindado, pois possui uma blindagem aos fios de cobre que diminui as interferências eletromagnéticas. É um cabo pouco flexível e difícil de manipular.

10 Vitor Monteiro de Barros Cabos de par trançado UTP– Unshielded Twisted Pair, conhecido como cabo de par trançado não blindado. Não possui a blindagem e por isso é mais suscetível a interferências eletromagnéticas, mas é mais flexível e de fácil manipulação. Sistema De Mídia 10BASE-T Características:  Interface de rede com transceptor 10BASE-T embutido.

11 Vitor Monteiro de Barros Cabos de par trançado  Interface de rede pode vir com conectores BNC fêmea, fêmea AUIe fêmea RJ-45.  Utiliza a codificação Manchester.  Usa cabo de par trançado UTP.  Utiliza somente dois pares do cabo de par trançado para transmitir e receber dados.  Cada par de fios são polarizados, com um fio do par transportando o sinal positivo e o outro o sinal negativo.

12 Vitor Monteiro de Barros Cabos de par trançado  Sinais do conector de 8 pinos no 10 BASE-T:

13 Vitor Monteiro de Barros Cabos de par trançado SISTEMA DE MÍDIA 100BASE-TX Características:  Interface de rede equipada com um conector fêmea RJ-45.  Usa o cabo de par trançado podendo ser UTP ou STP.  Sinalização MLT-3 (Multilevel Threadhols- 3), que significa que o bit zero é representado por um nível de sinal constante e o bit 1 por uma mudança no nível do sinal de acordo como clock.

14 Vitor Monteiro de Barros Cabos de par trançado  Utiliza somente dois pares do cabo de par trançado para transmitir e receber dados.  A representação dos sinais do conector de 8 pinos é igual ao do 10BASE-T. SISTEMA DE MÍDIA 1000BASE-TX Características:  Interface de rede equipada com um conector fêmea RJ-45.

15 Vitor Monteiro de Barros Cabos de par trançado  Usa o cabo de par trançado UTP Cat5 e ou Cat6.  Utiliza todos os quatro pares do cabo de par trançado para transmitir os quatro sinais bidirecionais(BI_A,BI_B,BI_C,BI_D).

16 Vitor Monteiro de Barros Cabos de par trançado  Sinais do conector de 8 pinos no 1000BASE-T:

17 Vitor Monteiro de Barros Cabos de par trançado  Cabo UTP: O Cabo é o meio de transmissão responsável pela transferência de informação de um ponto ao outro. Na rede estruturada utilizam-se tanto cabos metálicos como ópticos. A opção por um ou outro, é feita em função da: topologia, interferências ou desempenho dos pontos a que pretende-se comunicar.

18 Vitor Monteiro de Barros Cabos de par trançado  Cabos  STP – Shielded Twisted Pair (com blindagem)  UTP – Unshielded Twisted Pair (sem blindagem)

19 Vitor Monteiro de Barros Cabos de par trançado  Códigos de cores 100BASE-TX

20 Vitor Monteiro de Barros Cabos de par trançado  Códigos de cores GIGABIT


Carregar ppt "C ABEAMENTO E STRUTURADO Vitor Monteiro de Barros 2014."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google