A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

São aquelas orações que são sintaticamente dependentes, ou seja, elas não podem ser separadas da oração de que são acessório. Ex: Acredito que haja solução.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "São aquelas orações que são sintaticamente dependentes, ou seja, elas não podem ser separadas da oração de que são acessório. Ex: Acredito que haja solução."— Transcrição da apresentação:

1

2 São aquelas orações que são sintaticamente dependentes, ou seja, elas não podem ser separadas da oração de que são acessório. Ex: Acredito que haja solução.

3 São três os tipos de orações subordinadas  Substantiva – é aquela que tem valor de substantivo e exerce, em relação à oração principal, a função de sujeito, objeto direto, objeto indireto, predicado, complemento nominal ou aposto.  Adjetiva –exerce papel de adjetivo da oração principal.  Adverbial – é aquela que tem valor de advérbio (ou de locução adverbial) e exerce, em relação ao verbo da oração principal, a função de adjunto adverbial.

4 Período simples: É preciso esforço. Período composto: É preciso que se esforce. É o sujeito da oração principal. Classificaremos então como oração subordinada substantiva subjetiva.

5 Período simples: Eu quero sua ajuda. Período composto: Eu quero que me ajude com isso. É o objeto direto da oração principal. Classificaremos então como oração subordinada substantiva objetiva direta.

6 Período simples: Lembrei-me do combinado. Período composto: Lembrei-me do que combinei com você. É o objeto indireto da oração principal. Classificaremos então como oração subordinada substantiva objetiva indireta.

7 Período simples: O problema é este. Período composto: O problema é que eu não tenho solução para o caso É o predicado da oração principal. Classificaremos então como oração subordinada substantiva predicativa.

8 Período simples: Ele tem necessidade de atenção. Período composto: Ele tem necessidade de que lhe dê atenção. É o complemento nominal da oração principal. Classificaremos então como oração subordinada substantiva completiva nominal.

9 Período simples: O problema é este: a casa. Período composto: O problema é este: vender ou não a casa. - É o aposto da oração principal. Normalmente, o aposto é precedido de dois pontos e, às vezes, vem entre vírgulas. Classificaremos então a oração como oração subordinada substantiva apositiva.

10 Subjetiva – quando exerce a função de sujeito da oração de que depende. Ex: É importante que você se alimente. Objetiva Direta – quando exerce a função de objeto direto da oração de que depende. Ex: Todos desejam que alcance o sucesso. Objetiva Indireta – quando exerce a função de objeto indireto da oração de que depende. Ex: Recordei-me de que estava em dívida com ele.

11 Predicativa – quando exerce a função de predicado da oração de que depende. Ex: O entrave é que estava sem dinheiro. Completiva nominal – quando exerce a função de complemento nominal da oração de que depende. Ex: Tenho certeza de que nada acontecerá. Apositiva – quando exerce a função de aposto da oração de que depende. Ex: Não quero papo: que não seja sobre trabalho.


Carregar ppt "São aquelas orações que são sintaticamente dependentes, ou seja, elas não podem ser separadas da oração de que são acessório. Ex: Acredito que haja solução."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google