A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Projeto Sócio-ambiental Geração Eólica de Energia e Desenvolvimento de Pequenas Comunidades.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Projeto Sócio-ambiental Geração Eólica de Energia e Desenvolvimento de Pequenas Comunidades."— Transcrição da apresentação:

1 Projeto Sócio-ambiental Geração Eólica de Energia e Desenvolvimento de Pequenas Comunidades

2 Introdução Fontes alternativas de energia O aquecimento da atmosfera por liberações de gás carbônico é considerado o pior desastre ambiental da história da civilização, pois seus impactos negativos são globais e irreversíveis, afetando o clima, a vegetação, as plantações, os processos de migração dos animais e, portanto, a biodiversidade, bem como propiciando o alastramento de doenças como malária e cólera. A necessidade de diminuir a emissão de gás carbônico na Terra é indiscutível e premente. O Protocolo de Kyoto é uma prova disso. Segundo a ONG WWF, a adoção de algumas medidas propostas pela Unicamp, em estudo realizado recentemente sobre as energias alternativas, evitaria que 413 milhões de toneladas de gás carbônico sejam despejados na atmosfera entre 2004 a Esse recente estudo da Unicamp aponta que o Brasil pode economizar R$ 33 bilhões até 2020 se adotar um programa de combate ao desperdício de energia elétrica e aumentar para 20% a geração de energia por meio de fontes alternativas.  Reportagem publicada no Valor Econômico, Caderno A, página 2, edição de de setembro de 2006.

3 As comunidades que não contam com energia, em sua maioria, apresentam grande defasagem sócio-econômica-cultural em relação às comunidades que têm suas necessidades energéticas supridas. Problemas geralmente identificados: Altos índices de analfabetismo de jovens e adultos; Altos índices de crianças em idade escolar sem acesso à escola; Inacessibilidade da comunidade à informações externas; Acessibilidade extremamente reduzida à adequados serviços de saúde; Inacessibilidade à recursos de saúde preventiva; Parco desenvolvimento da economia local; Êxodo rural e, por conseqüência, baixa qualidade de vida nas grandes cidades. Desenvolvimento sócio-econômico- cultural vinculado à disponibilidade energética

4 Em todo o Brasil, há localidades com quantidade média de vento suficiente para garantir o funcionamento do gerador eólico e, portanto, o abastecimento energético. Considerando-se as áreas cujo potencial eólico é adequado, o número de domicílios passíveis de serem atendidos por geradores eólicos é de aproximadamente 1,2 milhões, além de cerca de 135 mil propriedades rurais (entre grandes e médias). Comunidades passíveis de serem beneficiadas

5 Potencial Eólico das Regiões Brasileiras Interpretação do mapa: os pontos avermelhados são os melhores locais, sendo que o mínimo de velocidade para o gerador funcionar é 3 m/s.

6 Potencial Eólico das Regiões Brasileiras Interpretação do mapa: os pontos avermelhados são os melhores locais, sendo que o mínimo de velocidade para o gerador funcionar é 3 m/s.

7 Potencial Eólico das Regiões Brasileiras Interpretação do mapa: os pontos avermelhados são os melhores locais, sendo que o mínimo de velocidade para o gerador funcionar é 3 m/s.

8 Potencial Eólico das Regiões Brasileiras Interpretação do mapa: os pontos avermelhados são os melhores locais, sendo que o mínimo de velocidade para o gerador funcionar é 3 m/s.

9 Potencial Eólico das Regiões Brasileiras Interpretação do mapa: os pontos avermelhados são os melhores locais, sendo que o mínimo de velocidade para o gerador funcionar é 3 m/s.

10 Uma das primeiras filhas da Incubadora de Empresas de Base Tecnológica da Unicamp (Incamp), a Eletrovento nasceu da motivação de seu fundador, Cassiano Nucci Paes Cruz, em levar energia de fontes alternativas — como a energia eólica — a aproximadamente 10% da população brasileira que ainda sofrer com a falta de energia, esse bem tão necessário à vida moderna. A parceria com a Unicamp foi fundamental na busca de técnicas para o desenvolvimento de soluções de alto desempenho para uma máquina que reúne conceitos mecânicos, elétricos, aerodinâmicos e eletrônicos complexos para a otimização de seu aproveitamento. Clientes: HSBC, UNAERP (Universidade de Ribeirão Preto, campus Guarujá), NIPE, Sítio Monte Belo-Ibituira, Colinas do Atibaia-Sousas Eletrovento S.A.

11 A Eletrovento, seguindo sua motivação original, de garantir energia limpa e renovável às comunidades de regiões remotas, encontrou na Agir Social, empresa especializada na formatação e gestão de projetos sociais, a parceira ideal para que seu produto gerasse mais do que energia; que trouxesse com ele o desenvolvimento sócio-econômico-cultural dessas comunidades. Desta parceria, nasceram os Projetos Sócio-ambientais de geração de energia eólica e desenvolvimento comunitário a seguir apresentados. Parceria Agir Social - Eletrovento

12 O Projeto Os objetivos deste Projeto é melhorar a qualidade de vida e aumentar as probabilidades de desenvolvimento sócio-econômico-cultural das comunidades localizadas em áreas com ventos e não atendidas pelas redes de energia convencionais, por meio do acesso à energia limpa e renovável, sem comprometer o meio ambiente e as futuras gerações.

13 Investimento Social O patrocinador pode escolher o enfoque de seu investimento: Ou poderá expandir sua visibilidade combinando duas ou mais dessas oportunidades de investimento na mesma comunidade.

14 Contrapartidas ao Investidor baixo investimento com grande visibilidade e longa durabilidade investimento social e ambiental em uma mesma oportunidade mobilização dos moradores da comunidade beneficiária em torno do projeto e da marca patrocinadora possibilidade de mobilização do público interno por meio de ações de voluntariado voltadas às comunidades atendidas facilidade de divulgação em mídia espontânea: televisão, rádio, jornais e revistas, dada a visibilidade atual de ações que combinam aspectos sócio-ambientais e apresentam alternativas ao combate ao aquecimento global investimento de efeito duradouro, pois os resultados advindos do investimento poderão ser capitalizados a favor do investidor durante anos: resultados sociais, ambientais, econômicos, impactos nos índices de desenvolvimento locais

15 Fases do Projeto 1.Escolher a comunidade beneficiária 2.Instalar equipamento (gerador eólico) de acordo com o enfoque social pretendido: Educação > Projeto Escola Saúde > Projeto Posto de Saúde e/ou Projeto Bombeamento de Água Cultura > Projeto Centro Comunitário Geração de trabalho e renda > Projeto Galpão de processamento e Armazém de Produtos Agrícolas e/ou Projeto Fábrica de Gelo 3.Avaliar os resultados sociais do investimento

16 Projeto Escola Melhorar a qualidade do ensino e o aproveitamento escolar, bem como a qualidade do ambiente de ensino, proporcionando: ampliação do acesso à informação/educação (formal e informal) através de veículos de comunicação como TV e vídeo atividades culturais e educacionais noturnas recursos audiovisuais, tanto para elevar a qualidade de ensino para os alunos, como para capacitar professores conservação dos alimentos da merenda escolar, com melhor aproveitamento e minimização de riscos à saúde

17 Projeto Centro Comunitário Equipar o centro comunitário do município beneficiário do Projeto ou criá-lo, instrumentalizando-o para que se torne um ambiente propício à realização de eventos para toda a família, bem como propício à promoção do lazer, da educação, da profissionalização, da cultura, enfim, de atividades de interesse geral, a fim de incrementar a cultura local, estreitar os laços comunitários e fortalecer os laços familiares.

18 Projeto Posto de Saúde Contribuir para a melhoria do atendimento básico à saúde, incentivar a medicina preventiva na comunidade beneficiária do gerador eólico, bem como o tratamento precoce de doenças, através da disponibilização dos equipamentos eletro-eletrônicos necessários para esses fins. Projeto Bombeamento de Água Possibilitar à comunidade beneficiária melhores condições sanitárias, melhor qualidade de vida e maior desenvolvimento sócio-econômico, por meio do acesso a água que será bombeada de poços, cisternas, lagos, etc, conforme o caso, para uso agrícola, em pequenos sistemas de irrigação quando a quantidade de vento assim o permitir, doméstico ou para armazenamento para posterior utilização, promovendo seu abastecimento de forma econômica e com equilíbrio do meio ambiente.

19 Projeto Galpão de Processamento e Armazenamento de Produtos Agrícolas Propiciar o adequado processamento e armazenamento da produção agrícola da comunidade beneficiária, modernizando inclusive os processos de classificação e empacotamento dos produtos, evitando sua deterioração e contaminação, minimizando perdas, maximizando prazos de negociação e, conseqüentemente, contribuindo para o aumento da renda dos produtores. Projeto Fábrica de Gelo Permitir o armazenamento do produto das pescas realizadas pelos membros da comunidade beneficiária do Projeto, a fim de minimizar as perdas, expandir o prazo de negociação dos pescados e, conseqüentemente, contribuir para o aumento da renda, e ainda fortalecer o comércio de pescados da região por meio de cooperativas de pescadores.

20 Proj. desenvolvido em Cananéia

21

22

23

24


Carregar ppt "Projeto Sócio-ambiental Geração Eólica de Energia e Desenvolvimento de Pequenas Comunidades."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google