A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

MORFOGÊNESE Controle do desenvolvimento das plantas Etapas do desenvolvimento (Crescimento, diferenciação e organogênese) Há fundamental participação de.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "MORFOGÊNESE Controle do desenvolvimento das plantas Etapas do desenvolvimento (Crescimento, diferenciação e organogênese) Há fundamental participação de."— Transcrição da apresentação:

1 MORFOGÊNESE Controle do desenvolvimento das plantas Etapas do desenvolvimento (Crescimento, diferenciação e organogênese) Há fundamental participação de HORMÔNIOS VEGETAIS (FITORMÔNIOS) - Auxinas - Giberilinas - Citocininas - Etileno - Ácido Abscísico

2 Auxinas - Ácido Indol acético (AIA). Experimento de Fritz Went (Década 20)  Alguma influência química (hormônio) produzida no ápice do coleóptilo passou para o bloco de ágar e deste para a planta.  Local de produção das auxinas - Zonas meristemáticas (pontas de caules e raízes); sementes em germinação; folhas (órgãos) jovens em crescimento (gemas) frutos.  Transporte POLARIZADO (centro de formação para baixo).  Fotolábil (inativado ou deslocado pela luz)  Principal atuação ocorre na distensão das células; em menor grau na divisão celular

3 Auxinas e tropismos Tropismos - Movimento de curvatura orientado por um estímulo. Exemplo: Fototropismo, Geotropismo. As auxinas se relacionam aos tropismos !!!!!!!

4 Ações do AIA –dominância apical –formação de raízes adventícias em estaquias –retarda a abscisão de folhas e frutos –produção de frutos partenocárpicos –herbicidas seletivo (2,4 D-dicloro fenoxiacético) elimina dicotiledôneas –estímulo sobre as células do câmbio vascular. –agente defolhante (2,4,6 T-Triclorofenoxiacético)

5 Giberilinas Déc. 20. Kurosawa - Infecção do fungo Giberella. Presentes em todas as partes da planta. Altas concentrações em sementes imaturas. Hormônio distribuído pelo floema (Sem transporte unidirecional). Efeitos semelhantes ao do AIA  Crescimento dos órgãos; Partenocarpia; desenvolve frutos; quebra de dormência em sementes; crescimento em planta anã; induz à floração; inibe a abscisão.

6 Citocininas Substâncias naturais ou sintéticas que ESTIMULAM A DIVISÃO CELULAR. Descoberta na água de coco. São produzidas nos meristemas da raiz. (semelhante à adenina) Ações: quebra de dominância apical, atrasa a senescência foliar. (ex. zeatina, cinetina)

7 Etileno (Gás) Produzido por diferentes tecidos das plantas (zonas feridas - risco mamão). Efeitos: promove a abscisão, indução de floração, estimulação da maturação do fruto Inibição do etileno  aumento de CO 2, redução de O 2 e diminuição da °C. Queima de serragem; carbureto; querosene; maçã podre no cesto; bananas com jornal

8 Ácido Abscísico Inibidores de crescimento  ABA Funções: não está diretamente relacionado à abscisão. Previne a germinação de sementes e gemas. Induz ao fechamento estomático (síntese é estimulada pelo déficit de água).

9 Fotomorfogênese e fotoperiodismo FOTOPERIODISMO E FLORAÇÃO Respostas à exposição aos tempos de duração do período de luz (FOTOPERÍODO). P.D.C. - Planta de dia curto (floresce sob períodos curtos de luz). Período de exposição à luz será menor que o fotoperíodo crítico (planta de noite longa). P.D.L. - Planta de dia longo (floresce sob períodos longos de luz). Período de exposição à luz será maior que o fotoperíodo crítico (planta de noite curta). P.I. - Plantas indiferentes ao fotoperíodo.

10 Fotoperíodo crítico varia de espécie para espécie. O que a planta percebe, realmente, é o PERÍODO DE ESCURO. Interrupção neste período pode alterar a resposta da planta. Fitocromo – Cromoproteína fotossensível responsável pela percepção da duração do fotoperíodo. Principalmente em áreas meristemáticas (folhas). Interage com outros hormônios (Florígeno) afetando a germinação, floração, crescimento e outros processos. Obs  A floração pode ser influenciada pela temperatura - Vernalização (exposição ao frio); sementes fotoblásticas + (germinam bem na presença de luz); fotoblásticas-(escuro)

11 Fitocromo ® (Red) –Inativo  estável –Absorção  660 nanômetros (Vermelho) Fitocromo (F) (Far Red) –Ativo  instável –Absorção  730 nanômetros (vermelho extremo) Ff (elevada concentração) – inibe flor  PDC Ff (elevada concentração) – promove flor  PDL F®  (muita luz; comprimento vermelho) Ff Ff  (vermelho extremo; escuro) F®

12 Movimento das plantas – leitura complementar Tropismo  curvatura; orientado (fototropismo, geotropismo, quimiotropismo, tigmotropismo) Tactismo  deslocamento; orientado (anterozóides, cloroplastos em folíolos de musgos) Nastismos  Não orientados; dobramento. Independem da direção ou da origem do estímulo que afeta igualmente as partes do organismo ou do órgão. Exemplo Seismonastismo (Mimosa pudica – Dorme João).


Carregar ppt "MORFOGÊNESE Controle do desenvolvimento das plantas Etapas do desenvolvimento (Crescimento, diferenciação e organogênese) Há fundamental participação de."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google