A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Aula de História Aula de História Professor Bruno Barreira.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Aula de História Aula de História Professor Bruno Barreira."— Transcrição da apresentação:

1 Aula de História Aula de História Professor Bruno Barreira

2 Guerra Fria Após o fim da II Guerra Mundial duas potências se afirmaram e dividiram o mundo sob sua influência: os EUA (Capitalista / democrático) e URSS (comunista / socialista). Conferência de Ialta (dividindo o mundo em duas áreas de influência). Conferência de Potsdam. Dividiu a Alemanha na República Federativa Alemã (capitalista) e República Democrática Alemã (socialista) → Ações da URSS Cortina de Ferro (ideológico) Comecon - Cons. de Assist. Econ. Mútua. (financeiro). Pacto de Varsóvia (militar). Bloco de ajuda militar. → Ações dos EUA Doutrina Truman (ideológico) Plano Marshall (financeiro) (Organização do Tratado do Atlântico Norte) bloco de ajuda militar.

3 Período de tensão Macarthismo – O senador Joseph McCarthy inicia, em 1951, a investigação sobre qualquer suspeita de movimentos comunistas. Realiza uma caça às bruxas, atingindo artistas, roteiristas e jornalistas que se manifestam a favor da aliança com a URSS.. Stalinismo - Sua política de coletivização forçada das terras, provoca a morte de 10 milhões de camponeses. Ele também combate às tendências autonomistas dos povos não russos. Realizou milhares de julgamentos sumários que previam o fuzilamento, e matou a maioria dos antigos dirigentes bolcheviques. Todos deveriam cultuar Stalin como um Deus.

4 Coexistência Pacífica As denúncias de Kruschev. Com a morte de Stalin, Kruschev popularizou-se ao denunciar os crimes de Stálin no 20º Congresso do PC, em Visitou os EUA, em 1959, iniciando a "coexistência pacífica". A Crise dos Mísseis. Mesmo assim, um dos momentos de maior tensão da Guerra Fria aconteceu Fotos tiradas de um vôo secreto norte-americano indicavam que os soviéticos haviam instalados em Cuba estrutura para mísseis. O governo Kennedy considerou aquilo inaceitável a existência de foguetes há apenas 150 km dos EUA. Kennedy advertiu Khruschev de que seu país não teria dúvidas em usar armas nucleares contra a iniciativa russa. Ou retiravam os mísseis, ou a guerra seria inevitável. Durante 13 dias o planeta ficou com medo de uma guerra nuclear. Em 28 de outubro Kruschev ordenou a retirada.

5 A Construção do Muro de Berlim Com o objetivo de dar um fim as fugas dos habitantes da Alemanha Oriental para o território Ocidental, a URSS iniciou a criação do Muro de Berlim, em A construção era a representação física da divisão ideológica mundial

6 A Guerra do Vietnã Contexto Histórico. Pode ser visto como um quadro da Guerra Fria. O Vietnã havia sido colônia francesa e no final da Guerra da Indochina ( ) foi dividido em dois países. O Vietnã do Norte, comandado por Ho Chi Minh, era comunista. O Vietnã do Sul, capitalista. Causas da Guerra - A relação entre os dois Vietnãs era tensa. Em 1959, Ho Chi Min atacou uma base no Vietnã do Sul, dando início à guerra. O Conflito – De 1959 e 1964, o conflito restringiu-se apenas ao Vietnã do Norte e do Sul, embora EUA e URSS dessem apoio indireto. Em 1964, os EUA entraram no conflito. Já no final da década de 1960, era claro o fracasso norte-americano. Em 1968, o exército norte-vietnamita invadiu o Vietnã do Sul, tomando a embaixada dos Estados Unidos em Saigon.

7 A Corrida Armamentista Espacial Nos EUA, após o período Kennedy, com a ascensão do presidente Ronald Reagan, em 1980, a continuidade da distensão política foi ameaçada, com a tentativa da volta pela corrida armamentista. Reagan queria criar um projeto militar chamado STAR WARS, contra possíveis ataques de mísseis oriundos do bloco socialista. Criticado pela opinião pública internacional, a proposta foi vetada pelo Congresso.

8 Crise na URSS: fim da Guerra Fria Em 1985 a URSS enfrentava estagnação econômica com forte inflação, crise agrícola e atrasos tecnológicos, que levou a depressão econômica. Mikhail Gorbachev chega ao poder: criação da Glasnost (redemocratização) e Perestroika (liberdade econômica/capitalismo) Houve a criação da CEI – Comunidade dos Estados Independentes = Fim da URSS. No leste Europeu, as reformas liberais e a crise também incentivaram os outros países sociealistas a lutarem pela redemocratização. O ato simbólico mais importante foi a queda do Muro de Berlim em 1989.

9 Ásia: A Conferência de Bandung No século XX os países afro-asiáticos organizaram-se em amplos movimentos de libertação. O contexto internacional (duas guerras mundiais) também ajudou esses movimentos. Soma-se a isso a questão ideológica no contexto da Guerra Fria, onde a ONU afirmava que os povos deveriam ser livres. Coferência de Bandung – encontro que deu início ao processo de independência dos povos afro-asiáticos. Adotou-se a política de não alinhamento em relação ao capitalismo ou ao socialismo. Surgiu o conceito de Terceiro Mundo para designar os países em processo de desenvolvimento.

10 Conflitos no Oriente Médio A Guerra dos Seis Dias Contexto antes da Guerra - a nação de Israel – extinta desde o século I – foi restabelecida depois da II Guerra Mundial no território palestino. O desconforto político e religioso se arrasta até os dias de hoje. Foi justamente por causa dessa questão que surgiu, em 1959, o Movimento de Libertação Palestina (Al Fatah) liderado por Yasser Arafat, com o objetivo de acabar com Israel. A Guerra – Com a fundação da Organização para a Libertação da Palestina (OLP), a tensão na região cresceu e, em 1967, diversos países muçulmanos se voltaram contra Israel, dando início a “Guerra dos Seis Dias”. Israel derrotou diversas nações árabes em apenas 6 dias, com um exército infinitamente menor que os seus oponentes. No sétimo dia, todos reconheciam a vitória de Israel.

11 A constituição da Liga Árabe Foi criada a partir de um movimento nacionalista que garantiu a Independência dos países do Oriente Médio, no período que se estende de 1945 a 1960.

12 Conflitos no Oriente Médio A Guerra do Golfo Os conflitos provocados por questões territoriais fundamentam-se basicamente em disputas de fronteiras e na luta por domínios de novos espaços petrolíferos. Foi o que aconteceu com a Guerra do Golfo, entre 1990 e 1991, quando o Iraque,ao invadir o território do Kwait, provocou a reação da comunidade internacional, liderada pelas forças note-americanas. Em 2003, o líder Iraquiano Saddan Hussein foi derrubado do poder por acusação de possuir armas nucleares. O que não foi comprovado.

13 A descolonização da Índia As negociações tiveram início com o Partido do Congresso, liderado por Mahatma Gandhi, que promoveu a idéia de resistência pacífica através do não cumprimento civil das ordens britânicas. Ex: não pagamento de impostos, não cumprimento das ordens britânicas etc.

14 A descolonização na África A independência de Angola e Moçambique - territórios, secularmente subordinados ao domínio português, conquis- taram a independência em 1975, beneficiados exter- namente pela Revolução dos Cravos (1974), responsável pela queda do regime salazarista (fascista), em vigor na metró- pole desde 1929, e adotaram o regime socialista de governo, em vigor até o presente momento.

15 O Apartheid na África do Sul Características - Apartheid ("vida separada") designou um regime, implementado por lei, segundo o qual os brancos detinham o poder e os povos restantes eram obrigados a viver separadamente, de acordo com regras que os impediam de ser verdadeiros cidadãos. Foi abolido em 1990 e em 1994 eleições livres foram realizadas. Conseqüências - Aos negros eram proibidos diversos empregos sendo- lhes também vedado empregar brancos. A terra conferida aos negros era tipicamente muito pobre, impossibilitada de prover recursos à população forçada à ela. As áreas de negros raramente tinham saneamento ou eletricidade. Os hospitais eram segregados, trens e ônibus eram segregados.


Carregar ppt "Aula de História Aula de História Professor Bruno Barreira."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google