A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

ATUALIZAÇÃO EM VACINAS Antônio Carlos de Medeiros Pereira Doenças Infecciosas e Parasitárias.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "ATUALIZAÇÃO EM VACINAS Antônio Carlos de Medeiros Pereira Doenças Infecciosas e Parasitárias."— Transcrição da apresentação:

1 ATUALIZAÇÃO EM VACINAS Antônio Carlos de Medeiros Pereira Doenças Infecciosas e Parasitárias

2 “Não existe outra intervenção médica, após o advento da água potável, que além de evitar doenças, seus riscos e sofrimentos, produza economia de dinheiro. Só a vacinação se enquadra nesse caso” (Murahovsky)

3 Considerações Gerais Suscetibilidade Ausência de resistência contra determinado agente patogênico e que, por essa razão pode contrair a doença quando exposto a ele.

4 Resistência Mecanismos corporais que servem como defesa contra a invasão ou multiplicação de agentes infecciosos ou os efeitos nocivos de seus produtos tóxicos. Resistência Inespecífica genética idade estado nutricional sexo raça

5 Resistência Ativa artificial (vacina) Específica (imunidade) Passiva natural (transplacentária) artificial (soros e imunoglobulinas) doença natural Resistência

6 Imunidade É o estado de resistência, associado à presença de anticorpos com ação específica contra o agente agressor fato esse que impede de se multiplicar e produzir doença.

7 Mecanismos de Imunidade Inespecífica 1. Fatores Anatômicos Barreria mecânica constituída pela integridade da pele e das mucosas 2. Fator Microbiano Flora endógena 3. Barreiras Fisiológicas Secreções cutâneas (glândulas sudoríparas e sebáceas): ácidos graxos e ácidos láctico Secreção mucosa e atividade das células ciliadas do espitélio das vias respiratórias Fluxo lacrimal, salivar, biliar e urinário Peristaltismo intestinal Acidez gástrica e urinária Alcalinidade do suco pancreático Ação mucolítica e bactericida da bile Ação da lisozima presente na lágrima, na saliva e nas secreções nasais

8 Mecanismos de Imunidade Inespecífica 4. Fatores Séricos e Teciduais Betalisina Complemento Interferon Fibronectina Lactoferrina Espermina (secreção prostática) Protamina (esperma) Tuftsina 5. Fagocitose 6. Inflamação

9 Tipos de Imunidade Específica 1. Ativamente Adquirida a) Natural (conferida por infecções clínicas e subclínicas) b) Artificial (conferida pela vacinação) 2. Passivamente Adquirida a) Natural: - Congênita (conferida por anticorpos da classe IgG transferidos da mãe para o feto, pela placenta - Colostro - Leite materno b) Artificial (conferida por soros e imunoglobulinas)

10 Poder imunogênico de ag. isolados ou sub- unidades de microorganismos Após 1ª Guerra Vacina de componentesInativ. química toxinas — toxoides  Purificação P.S. de bactérias encapsuladas  Ag. de superfície vírus hepatite B  Detergentes p/ liberar ag. de superfície vírus Influenzae Propagação vírus em cultura celular – 1ª vacina Salk Biologia molecular / clonagem gens / ags. em vetores. Ex: Hepatite B Após 2ª GuerraHistórico

11 Século XX Antibióticos Saneamento / Higiene Desenvolvimento de vacinas preventivasHistórico Programa Nacional de Imunizações (PNI) – 1973 Campanhas de vacinação Doenças de notificação compulsória Vacinação obrigatória (< 1 ano) Elevação da cobertura vacinal Importação de vacinas Controle da rede de frio Implantação do sistema de vigilância sobre eventos adversos Criação da Central de Armazenamento e Distribuição de Imunobiológicos

12 Tipo de vacina Patogenicidade atenuada Estimulada respostade de imunidade humoral e de imunidade celular Induz proteção duradoura Dotada de tendência a provocar reações Há possibilidade teórica de a atenuação sofrer reversão Características Gerais das Vacinas Características Agente vivo Não replica no organismo do animal que a recebe Não possui caráter infeccioso Dotada de menor tendência a provocar reações Para manutenção da imunidade, exige a aplicação de doses de reforço Agente inativado

13 Vacinas Princípios ativos TétanoDifteria Toxóides Haemophilus influenzae B MeningococoPneumococo Polissacarídeos CóleraCoqueluche Febre Tifóide Bactérias mortas BCG Bactérias vivas atenuadas Febre amarela Caxumba Poliomielite (OPV) RubéolaSarampoVaricelaRotavírus Vírus vivos atenuados Hepatite B Poliomielite (IPV) Raiva Hepatite A Vírus inativados ou componentes antigênicos obtidos por engenharia genética

14 Outros Componentes de uma Vacina 1) LÍQUIDO DE SUSPENSÃO Água destilada ou solução salina (mais proteínas e elementos do meio de cultura ou células) 2) PRESERVATIVOS, ESTABILIZADORES, ANTIMICROBIANOS Evitam crescimento de contaminantes Podem provocar reações alérgicas 3) ADJUVANTES Aumentam o poder imunogênico de vacinas (antígenos mortos ou inativados, toxinas ou componentes antigênicos) uso IM

15 Idade em meses Vacinação Ao nascer1ª dose contra hepatite B – preferencialmente nas até 12 horas de vida BCG – crianças com peso ao nascer maior que 2000 g 1 mês2ª dose contra hepatite B 2 meses1ª dose VOP 1ª dose DTP+Hib 1ª dose VORH 3 meses1ª dose da vacina 10-valente contra o pneumococo 1ª dose da vacina contra o meningococo C 4 meses2ª dose VOP 2ª dose DTP+Hib 2ª dose VORH 5 meses2ª dose da vacina 10-valente contra o pneumococo 2ª dose da vacina contra o meningococo C 6 meses3ª dose VOP 3ª dose DTP+Hib 3ª dose hepatite B 7 meses3ª dose da vacina 10-valente contra o pneumococo 9 mesesvacinação contra febre amarela para viajantes a áreas endêmicas 12 meses1ª dose de vacinação triviral (SCR) Reforço com a vacina 10-valente contra o pneumococo 15 meses1ª reforço com DTP 1º reforço com VOP Reforço com a vacina contra o meningococo C [1][1] Fonte: CGPNI, 2010; SBIM, Calendário vacinal 2010

16 Campanha de vacinação gripe sazonal / suína /04 a 13/05/11 População alvo: idosos acima de 60 anos portadores de doenças crônicas imunodeprimidos profissionais de saúde gestantes crianças de 6 meses a 1 ano e 11 meses

17 sim

18 Risco de complicaçãoque o risco da doença a do uso da vacinaqual se deseja proteger  contra-indica seu uso Vacinas: uma das maiores conquistas da medicina moderna !!!

19 CONTRA-INDICAÇÕES VERDADEIRAS 1) Vacinas bact. atenuadas ou vírus vivos atenuados — Gravidez e imunodepressão B.C.G. H.I.V.  não  Polio oral? Sint. vacinarSarampo? 2) Qualquer vacina — R. anafilática aos componentes da vacina ou após dose anterior 3) Encefalopatia nos primeiros sete dias após aplicação de vacina com componente pertussis

20 FALSAS CONTRA-INDICAÇÕES D. agudas leves Uso de antibióticos Reação local intensa História pregressa de doença Desnutrição Doença neurológica estável Tratamento com corticóide Alergias Gravidez da mãe ou outro comunicante domiciliar Aleitamento Prematuridade Internação hospitalar

21 VACINAS EM SITUAÇÕES ESPECIAIS Gravidez — vacinar se... não existir risco ao feto risco de exposição à doença for grande com risco para a mãe e/ou feto se possível aguardar > 2º/3º tr. com  risco de teratogenicidade Vacinas D.T. - sempre recomendadas Gripe - gestantes com doença de base com risco de complicações da gripe (> 14ª semana) Pneumo - grávida com risco de doença invasiva Hepatite A/B - podem ser aplicadas Vacina de vírus vivos - contra-indicadas F. Amarela (avaliar risco-benefício) O.P.V.  I.P.V.

22 Adolescentes e adultos jovens — vacinar se... - não terem tido a doença natural - não terem sido imunizados com todas as vacinas recomendadas na infância - terem sido imunizados muito jovens (< 1 ano) - esquema vacinal incompleto ou desconhecido Vacinas - Tríplice viral (S.C.R.) - aqueles com 1 dose de V.A.S. ou 1 dose de trip. viral (feminino) - Varicela e hepatite A/B - Reforço D.T. VACINAS EM SITUAÇÕES ESPECIAIS

23 Adultos e idosos Vacinas - D.T. a cada 10 anos se vacinados previamente ou 3 doses + reforço 10/10 anos - Trip. viral se não tiver história de doença ou vacina anterior (principalmente mulheres em idade fértil) - Gripe / Pneumococo - ≥60 anos ou D. crônicas... - Hepatite A/B - sem vacina anterior ou sorologia (-) Obs.: vacinar os contatos (prof. saúde, familiares e cuidadores) VACINAS EM SITUAÇÕES ESPECIAIS

24 Profissionais de Saúde - Hepatite A - Áreas de risco (nutrição, dietética) com sorologia Hep. A(-). - Hepatite B - Funcionários com risco de exposição para sangue e derivados. - Influenza - Todos os funcionários. - Sarampo - Funcionários sem história anterior ou sorologia sarampo (-). - Caxumba / Rubéola - Idem a anterior ou sem comprovação de vacina Tr. viral após 1º ano de vida. - Pneumococo - Funcionário acima de 60 anos ou com doença subjacente (Ex.: cardio, pneumo, hepato ou nefropatia, esplenectomizado e imunodeprimidos). - Tétano - Funcionário sem esquema básico (3 doses) ou sem reforço nos últimos 10 anos. - Varicela - Funcionário sem história prévia ou sem confirmação laboratorial de imunidade. VACINAS EM SITUAÇÕES ESPECIAIS

25 Viajantes Vacinas - Hepatite A e B - Sarampo - Poliomielite - Febre amarela - Meningococo - Difteria Obs.: Vacinação dependente do destino do viajante, consultar CIVES (Referências Bibliográficas) VACINAS EM SITUAÇÕES ESPECIAIS

26 MS Geralhttp://portal.saude.gov.br/saude/ Publicaçõeshttp://dtr2001.saude.gov.br/svs/pub/pub00.htm Portaria PNIhttp://portalweb05.saude.gov.br/portal/saude/visualizar_texto.cfm?idtxt= CRIEhttp://portalweb05.saude.gov.br/portal/saude/visualizar_texto.cfm?idtxt= SBPwww.sbp.com.br SBImwww.sbim.org.br/instituicional.htm Calendários e recomendaçõeswww.cdc.gov/nip/home-hcp.htm Recomendações ACIPwww.cdc.gov/nip/publications/acip-list.htm AAPwww.aap.org AAFPwww.aafp.org Edimilson Migowskiwww.edimilson.com.br Referências eletrônicas de atualização

27 Vacina Sonovalente conjugada com DNA de mamífero da família dos “bradypodídeos”. VACINA CONTRA AULA CHATA !!!!!!!! Fim


Carregar ppt "ATUALIZAÇÃO EM VACINAS Antônio Carlos de Medeiros Pereira Doenças Infecciosas e Parasitárias."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google