A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

DEUS FARÁ JUSTIÇA A SEUS ESCOLHIDOS QUE GRITAM POR ELE.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "DEUS FARÁ JUSTIÇA A SEUS ESCOLHIDOS QUE GRITAM POR ELE."— Transcrição da apresentação:

1

2 DEUS FARÁ JUSTIÇA A SEUS ESCOLHIDOS QUE GRITAM POR ELE.

3 29º DOMINGO DO TEMPO COMUM 20 de outubro de 2013 Aprofundando os textos bíblicos: Êxodo 17,8-13 Salmo 121(120) 2Timóteo 3,14-4,2 Lucas 18,1-8

4 A parábola do juiz e da viúva é introduzida com o apelo para orar sempre, sem jamais esmorecer. A viúva indefesa denuncia o adversário injusto e persevera na busca por justiça. Sua figura iluminava a missão das comunidades primitivas, diante da realidade hostil e opressora. O juiz não temia a Deus, nem respeitava o ser humano.

5 Assim, deixava de socorrer o oprimido, de fazer justiça ao órfão, de defender a viúva (Is 1,17). Mas, diante da insistência da pobre viúva, fez-lhe justiça. A atitude do juiz iníquo ilustra o ensinamento de Jesus: E Deus, não fará justiça aos seus escolhidos, que dia e noite clamam por ele? O Senhor, título atribuído a Jesus após a ressurreição, consola os discípulos com a certeza que Deus fará justiça bem depressa, pois ele é rico em misericórdia.

6 O Pai escuta o clamor dos filhos oprimidos e torna-se seu Defensor e Libertador (Ex 22,20-22; Dt 10,18; Sl 82,3-4). O exemplo de Cristo, o Filho do Homem glorificado por sua fidelidade ao plano de salvação, anima seus seguidores a permanecer vigilantes na fé e oração, fiéis ao seu projeto até a sua vinda.

7 A 1ª leitura mostra que Deus liberta o povo através da ação humana. Enquanto Moisés mantinha as mãos levantadas, implorando o auxílio divino, os hebreus superavam os obstáculos da caminhada pelo deserto. É exatamente por a ajuda de Deus ser decisiva na luta por um mundo mais livre e mais humano que os catequistas de Israel sublinham o papel da oração…

8 Quem sonha com um mundo melhor e luta por ele, tem de viver num diálogo contínuo, profundo, com Deus: é nesse diálogo que se percebe o projeto de Deus para o mundo e se recebe d’Ele a força para vencer tudo o que oprime e escraviza o homem. A oração que dá sentido e conteúdo à intervenção no mundo faz parte da minha vida?

9 O salmo ensina a confiar no auxílio e proteção do Senhor, como os antigos romeiros durante as peregrinações a Jerusalém. A 2ª leitura ensina a buscar o sustento da fé na fonte da verdade, que é a palavra de Deus na Escritura Sagrada.

10 A leitura que nos foi proposta chama, também, a atenção daqueles que estão ao serviço da Palavra: eles devem anunciá-la em todas as circunstâncias, sem respeito humano, sem jogos de conveniências, sem atenuarem a radicalidade da Palavra; e devem, também, preparar-se convenientemente, a fim de que a Palavra se torne atraente e chegue ao coração dos que a escutam… É assim que procedem aqueles a quem a Igreja confia o serviço da Palavra?

11 O Evangelho sugere que Deus não está ausente nem fica insensível diante do sofrimento do seu Povo… Os crentes devem descobrir que Deus os ama e que tem um projecto de salvação para todos os homens; e essa descoberta só se pode fazer através da oração, de um diálogo contínuo e perseverante com

12 A oração não é uma fórmula mágica e automática para levar Deus a fazer- nos as “vontadinhas”… Muitas vezes, Deus terá as suas razões para não dar muita importância àquilo que Lhe pedimos: às vezes pedimos a Deus coisas que nos compete a nós conseguir (por exemplo, passar nos exames);.

13 Outras vezes, pedimos coisas que nos parecem boas, mas que a médio prazo podem roubar-nos a felicidade; outras vezes, ainda, pedimos coisas que são boas para nós, mas que implicam sofrimento e injustiça para os outros… É preciso termos consciência disto; e quando parece que Deus não nos ouve, perguntemos a nós próprios se os nossos pedidos farão sentido, à luz da lógica de Deus

14 Atualizando Deus ouve os que clamam por justiça. A fé confiante, expressa na oração insistente e no amor misericordioso, “leva a socorrer as necessidades urgentes e a colaborar com outras instituições para organizar estruturas mais justas, onde não haja iniquidade” (Aparecida, 384). A palavra de Deus na celebração Estamos diante do Senhor que é capaz de inclinar seu ouvido e nos escutar. Nesta relação íntima com Deus, Ele nos oferece a salvação que implica compromisso. Com o coração agradecido por tão imenso dom, respondemos prestando nosso louvor e ação de graças a Ele.

15 TEXTOS EXTRAÍDOS DO: PORTAL DEHONIANO SACERDOTES DO SAGRADO CORAÇÃO DE JESUS REVISTA DE LITURGIA

16


Carregar ppt "DEUS FARÁ JUSTIÇA A SEUS ESCOLHIDOS QUE GRITAM POR ELE."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google