A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

DISCIPLINA: METODOLOGIA DA PESQUISA EM GEOQUÍMICA OLGA LUCIA VILLARREAL BARRAGAN ORIENTADOR: PROF Dr. JORGE A. TRIGUIS. CARACTERIZAÇÃO DOS BIOMARCADORES.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "DISCIPLINA: METODOLOGIA DA PESQUISA EM GEOQUÍMICA OLGA LUCIA VILLARREAL BARRAGAN ORIENTADOR: PROF Dr. JORGE A. TRIGUIS. CARACTERIZAÇÃO DOS BIOMARCADORES."— Transcrição da apresentação:

1 DISCIPLINA: METODOLOGIA DA PESQUISA EM GEOQUÍMICA OLGA LUCIA VILLARREAL BARRAGAN ORIENTADOR: PROF Dr. JORGE A. TRIGUIS. CARACTERIZAÇÃO DOS BIOMARCADORES SATURADOS E AROMATICOS EM OLEOS DA BAHIA E REGIÃO NORDESTE BRASILEIRA. UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA INSTITUTO DE GEOCIÊNCIAS PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM GEOQUÍMICA: PETRÓLEO E MEIO AMBIENTE

2 RESUMO ANALISADAS AMOSTRAS DE ÓLEOS DA BACIA DO RECÔNCAVO E DE REGIÕES DO NORDESTE DE BRASIL. GEOQUÍMICAS CROMATOGRAFIA LÍQUIDA, CROMATOGRAFIA GASOSA (CG) E CROMATOGRAFIA GASOSA ACOPLADA A ESPECTROMETRIA DE MASSAS (CG-EM) MATÉRIA ORGÂNICA QUE ORIGINOU, MATURIDADE, ROCHA FONTE POSSÍVEL, PROCESSOS ALTERAÇÃO E BIODEGRADAÇAO. ALÉM DA CONCENTRAÇÃO COMPONENTES, (HIDROCARBONETOS SATURADOS E HIDROCARBONETOS AROMÁTICOS). APRESENTAÇÃO DO PROJETO

3 CARACTERIZAÇÃO DOS BIOMARCADORES SATURADOS E AROMATICOS EM OLEOS DA BAHIA E REGIÃO NORDESTE BRASILEIRA. OLEOS NORDESTE BRASIL AMBIENTE DEPOSICIONAL GRAU MADURAÇÀO MATERIA ORGANICA BIOMARCADORES DESCRITORES APRESENTAÇÃO DO PROJETO

4 JUSTIFICATIVA APROVEITAMENTO NA EXPLORAÇÃO DE PETROLEO NO MUNDO, DEVE-SE PROSSEGUIR COM O PROCESSO DE AVALIAÇÃO DA POTENCIAL ADQUISIÇÃO E REPROCESSAMENTO DE INFORMAÇÕES GEOLOGICAS. ESSAS INFORMAÇÕES SERÃO FORNECIDAS AOS INVESTIDORES PRIVADOS, ATRAVES DE IDENTIFICAÇÃO E EXPLORAÇÃO DE AREAS PRIORITARIAS ONDE SE CONSIDERA POSSIVEL ENCONTRAR NOVAS RESERVAS DE HIDROCARBONETOS. PARA ISSO, PRECISAMOS DE MAIS ESTUDOS EM BACIAS INEXPLORADAS ANTES DE ENTRAR EM UM PROCESSO DE ALOCAÇÃO DE AREA. ESTES ESTUDOS PERMITEM UMA ANALISE DE BACIAS SEDIMENTARES A PARTIR DE PERSPECTIVAS DIFERENTES E VISA IDENTIFICAR AREAS POTRENCIAS DE PETROLEO E OBTER UMA MELHOR COMPREENSÃO DOS SISTEMAS PETROLEFEROS.

5 OBJETIVOS OBJETIVOS ESPECIFICOS Determinação dos fingerprints (impressões digitais) dos óleos e seus marcadores, a fim de ser avaliada tipo de matéria orgânica, origem e maturidade térmica alcançado por cada uma das amostras coletadas através da análise de biomarcadores na fração de saturados e aromáticos. Desenvolvimento de banco de dados que é indispensável para proceder a qualquer interpretação proposta, uma vez que é a ligação de dados anteriores com novos resultados analíticos, que permite a caracterização química e modelagem geológico-geoquímica de regiões petrolíferas. OBJETIVO GERAL Caracterizar, avaliar e interpretar as propriedades geoquímicas de petróleo que pertencem aos sistemas mais representativos das bacias sedimentares com indicação de abrigarem sistemas petrolíferos na Bahia e Região Nordeste do Brasil. APRESENTAÇÃO DO PROJETO

6 INTRODUÇÃO A GEOQUÍMICA DO ÓLEO ESTUDOS GEOQUIMICOS BASICOS DO OLEO METODOS ANALITICOS GEOQUIMICOS APLICADOS À EXPLORAÇÃO DO OLEO E GAS INTERPRETAÇÃO DE DADOS INTERPRETAÇÃO DE DAOS NUM MODELO GEOQUIMICO MIGRAÇÃO DO OLEO E GAS. AVALIAÇÃO DAS PERSPECTIVAS DADOS GEOLOGICOS A GEOQUÍMICA É O ESTUDO DA DISTRIBUIÇÃO E MIGRAÇÃO DOS ELEMENTOS E COMPOSTOS QUÍMICOS NAS ROCHAS, ATRAVÉS DO TEMPO E DO ESPAÇO. A GEOQUÍMICA COMO RESULTADO DA DESENVOLVIMENTO, TEM GRANDE VARIEDADE DE APLICAÇÕES E DIVISÕES. (ROCHAS SEDIMENTARIAS). GEOQUÍMICA ORGÂNICA: - Quantificar e qualificar Matéria Orgânica - Definindo a maturidade térmica - Identificar os processos e grau de alteração. - Localizar as áreas de Geração de HC. - Estabelecer processos e rotas de migração. - Correlacionar rochas geradoras-óleo e Óleo-óleo APRESENTAÇÃO DO PROJETO

7 BIOMARCADORES SATURADOS PROMOVER E EXPANDIR O APROVEITAMENTO DA EXPLORAÇÃO DE PETRÓLEO NO MUNDO. PROCESSO DE AVALIAÇÃO DO POTENCIAL DA AQUISIÇÃO E REPROCESSAMENTO DE INFORMAÇÕES GEOLÓGICAS E GEOFÍSICAS, RELACIONADAS COM BACIAS PETROLÍFERAS. ESSAS INFORMAÇÕES PODEM SER FORNECIDAS A INVESTIDORES PRIVADOS, ATRAVÉS DA IDENTIFICAÇÃO E EXPLORAÇÃO DE ÁREAS PRIORITÁRIAS ONDE SE CONSIDERA POSSÍVEL ENCONTRAR NOVAS RESERVAS DE HIDROCARBONETOS. O COMPOSTO DEVE APRESENTAR UMA ESTRUTURA INDICATIVA DE QUE FOI OU PODE TER SIDO, UM COMPONENTE DE ORGANISMOS VIVOS; O COMPOSTO PRECURSOR DEVE ESTAR ALTAMENTE CONCENTRADO NOS ORGANISMOS QUE MOSTRAM UMA AMPLA DISTRIBUIÇÃO; AS PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS ESTRUTURAIS DO COMPOSTO PERMANECEM ESTÁVEIS QUIMICAMENTE DURANTE O PROCESSO DE SEDIMENTAÇÃO E SOTERRAMENTO DA MATÉRIA ORGÂNICA GEOQUIMICA BIOMARCADORES SATURADOS (PETERS & MOLDOWAN, 1993): APRESENTAÇÃO DO PROJETO

8 BIOMARCADORES SATURADOS APRESENTAÇÃO DO PROJETO

9 BIOMARCADORES SATURADOS APRESENTAÇÃO DO PROJETO

10 BIOMARCADORES SATURADOS APRESENTAÇÃO DO PROJETO

11 BIOMARCADORES SATURADOS APRESENTAÇÃO DO PROJETO

12 BIOMARCADORES SATURADOS APRESENTAÇÃO DO PROJETO

13 APRESENTAÇÃO DO PROJETO TEMA II. GEOQUIMICA BIOMARCADORES AROMATICOS Até o momento os hidrocarbonetos aromáticos não são objeto de muchos estúdios em as bacias brasileiras biomarcadores aromáticos (esteróides mono- e triaromáticos), assim como outros compostos aromáticos não biomarcadores com aplicações geoquímicas (fenantreno e alquilderivados, naftaleno e alquilderivados, benzotiofeno e alquilderivados). Uma das principais características dos compostos aromáticos está relacionada à sua elevada estabilidade química BIOMARCADORES AROMATICOS

14 APRESENTAÇÃO DO PROJETO BIOMARCADORES AROMATICOS

15 APRESENTAÇÃO DO PROJETO BIOMARCADORES AROMATICOS

16 APRESENTAÇÃO DO PROJETO BIOMARCADORES AROMATICOS

17 APRESENTAÇÃO DO PROJETO BIOMARCADORES AROMATICOS

18 APRESENTAÇÃO DO PROJETO BIOMARCADORES AROMATICOS

19 APRESENTAÇÃO DO PROJETO METODOLOGIA SELEÇÃO DAS ÁREAS PARA AMOSTRAGEM A escolha dos tipos dos pontos a serem amostrados levará em consideração a ocorrência em porcentagem de área procurando-se abranger a maior amplitude possível das principais propriedades físicas e químicas dos óleos. PROCEDIMENTOS DE AMOSTRAGEM Vidraria e utensílios de metal (bacias e colheres de alumínio) serão deixados submersos por 24 horas numa solução aquosa de detergente alcalino (EXTRAN ®) a 5%. Posteriormente o material será enxaguado em água corrente seguida de água destilada e levado à estufa a 120° C para secar. Depois de seco, o material será descontaminado com metanol e acetona P.A. e levado novamente à estufa. Após coleta, os frascos serão devidamente identificados e acondicionados em caixas de isopor com gelo e enviados aos laboratórios, onde serão mantidos sob refrigeração até a análise. Após o término da coleta em cada ponto, o trado e as outras ferramentas serão lavados com água ultra-pura

20 OLEO BRUTO HIDROCARBONETOS SATURADOS (n-Hexano) WHOLE OIL (CG/DIC) APRESENTAÇÃO DO PROJETO METODOLOGIA Análises por Cromatografia em Fase Gasosa com Detector de Espectrometria de Massa (GC/MS e GC/MS-MS) A análise de biomarcadores saturados será realizada utilizando-se a fração de hidrocarbonetos saturados, para a obtenção dos fragmentogramas característicos de cada composto: terpanos e hopanos (m/z 191); esteranos (m/z 217 e 218). Devido a sensibilidade técnica de cromatografia gasosa por espectrometria de massa- massa (GC/MS-MS). CROMATO GRAFIA LIQUIDA CROMATOGRAFIA LÍQUIDA – SOXHLET Uma massa de 1g da amostra de óleo. A fração de hidrocarbonetos saturados será separada deste extrato através do tratamento do mesmo com uma coluna de sílica gel ativada e eluição com hexano ultra puro A fração de hidrocarbonetos aromáticos será separada através da eluição com uma mistura de hexano/diclorometano da mesma coluna e a fração de NSO será separada através da eluição do mesmo extrato na coluna com metanol. Análises por Cromatografia Gasosa com Detector de Ionização de Chama (GC/FID) A fração eluida com hexano será diretamente injetada, sem divisão de fluxo, em uma coluna de fase estacionária 30m DB-5 instalada em um cromatógrafo a gás Varian CP3800, para detecção de hidrocarbonetos alifáticos individuais (n-C12 a n-C36, Pr e Ph) que serão quantificados em relação à área do respectivo padrão externo, seguindo calibração com compostos autênticos e correspondente padrão sub-rogado. 3. Análises por Cromatografia em Fase Gasosa com Detector de Espectrometria de Massa (GC/MS e GC/MS-MS) As frações dos hidrocarbonetos aromáticos anteriormente separados por cromatografia em coluna de sílica foram analisadas por cromatografia gasosa de alta resolução acoplada a espectrometria de massas (CG/EM). A determinação dos hidrocarbonetos policíclicos aromáticos obedecerá a metodologia proposta por USEPA A determinação qualitativa dos HPA será realizada através de alguns íons característicos destes compostos e seus respectivos tempos de retenção. As definições dos íons utilizados serão feitas através de injeções de padrões de HPA, analisadas no modo full scan (massa 55 a 295 amu) e dados fornecidos na literatura.

21 CRONOGRAMA APRESENTAÇÃO DO PROJETO 2010.

22 CRONOGRAMA APRESENTAÇÃO DO PROJETO 2011.

23 APRESENTAÇÃO DO PROJETO INFRAESTRUTURA 01 Espectrômetro de absorção atômica com chama (Varian); 01 Espectrômetro de absorção atômica com forno de grafite marca (Varian); 01 Forno Microondas (Provecto); 02 Estufas de secagem e esterilização; 02 Balanças analíticas; 01 Sistema de purificação de agua marca Milli-Q modelo Gradiente; 01 Espectrofotômetro Uv-VIS mod Cary 50 marca Varian; 01 Medidor de pH/EH digital de bancada; 01 Condutivímetro digital de bancada e portátil, 01 Medidor de pH/EH (portátil); 01 Salinômetro/Refratômetro (portátil); 02 GPS para campo.

24 APRESENTAÇÃO DO PROJETO INFRAESTRUTURA 01 Cromatógrafo gasoso de alta resolução com Detector de Massa tipo Íon Trap, composto por cromatógrafo VARIAN CP 3800; 01 Espectrômetro de Massas VARIAN Saturn 2000 e Amostrador Varian CP 8410; 01 Cromatógrafo gasoso com detector de ionização de chama (FID) e concentrador de amostras Purge and TrapTekmar Dohrmann 3100; 03 capelas para trabalhos com orgânicos com dimensões X 800 X mm, boxe construído em chapas de aço inoxidável, com abertura frontal de trabalho e um vidro de segurança temperado com acionamento no sentido vertical (tipo guilotina), puxador em aço inox aparafusado ao vidro; 01 Forno mufla, temperatura máxima 1200ºC, com display analógico; 06 Extratores Soxlhet completo e contínuo, com juntas esmerilhadas e balão de 250 mL, condensador de comprimento 300 mm; 01 Evaporador rotativo para balão de 250 mL; 01 Manta aquecedora com temperatura regulável e variável; 01 Bomba de vácuo para evaporador rotativo.

25 REFERENCIAS ALEXANDER, R.; KAGI, R.J.; SHEPPAR, P.N.;. 1,8-dimethylnaphthalene as an indicator of petroleum maturity. Nature, v. 308, pp ALEXANDER, R.; KAGI, R.J.; ROWLAND, S.J.; SHEPPARD, P.N.; CHIRILA, T.V.;. The effects of thermal maturity on distributions of dimethylnaphthalenes and trimethylnaphthalenes in some ancient sediments and petroleums ATKINS, P.W.,, Moléculas. 1 ed. São Paulo, Universidade de São Paulo, EDUSP BEACH, F.; PEAKMAN, T.M.; ABBOT, G.D.; SLEEMAN, R.; MAXWELL, J.R.; Laboratory thermal alteration of triaromatic steroid hydrocarbons. Organic Geochemistry, v. 14, pp BUDZINSKI, H.; GARRIGUES, P.; RADKE, M.; CONNAN, J.; OUDIN, J.L.; Thermodynamic calculations on alkilated phenanthrenes: geochemical applications to maturity and origin of hydrocarbons. Organic Geochemistry, v. 20, pp BUDZINSKI, H.; GARRIGUES, P.; CONNAN, J.; DEVILLERS, J.; DOMINE, D.; RADKE, M.; OUDIN, J.L.;. Alkylated phenanthrene distributions as maturity and origin indicator in crude oils and rock extracts. Geochimica et Cosmochimica Acta, v. 59, pp FAN, P.; PHILP, R.P.; LI, Z.X.; YING, G.;. Geochemical characteristics of aromatic hydrocarbons of crude oils and source rock from different sedimentary environments. Organic Geochemistry, v. 16, pp HUGHES, W.B.,.Use of thiophenic organosulfur compounds in characterizing crude oils derived from carbonate versus siliciclastic sources. In: Palacas, J.G. ed. Petroleum Geochemistry and Source Rock Potencial of Carbonate Rock. Am. Association Petroleum Geologists Studies Geology, v. 18, pp APRESENTAÇÃO DO PROJETO

26 HOLBA, A.G.; DZOU, L.I.; WOOD, G.D.; ELLIS, L.; ADAM, P.; SCHAEFFER, P.; ALBRECHT, P.; GREENE, T.; HUGHES, W.B. Application of tetracyclic polyprenoids as indicators of input from fresch-brackish water environments, Organic Geochemistry, v. 34, pp MACKENZIE, A.S., Aplications of biological markers in petroleum geochemistry. In: Brooks, C.J.W. e Welte, D.H. (Eds.). Advances in Petroleum Geochemistry 1. London, Academics Press. pp PETERS, K.E.; MOLDOWAN, J.M.; SCHOELL, M.; HEMPKINS, W.B.; Petroleum isotopic and biomarker composition related to source rock organic matter and depositional environment. Organic Geochemistry, v. 10, pp PETERS, K.E.; MOLDOWAN, J.M.; DRISCOLE, A.R.; DEMAISON, G.J.; Origin of beatrice oil by Co-Sourcing from Devonian and Middle Jurassic Source Rocks. Inner Moray Firth, U.K. American Association of Petroleum Geologists. Bull. v. 73 pp PETERS, K.E.; MOLDOWAN, J.M.; SUNDARARAMAN, P.; Effects of hydrous pyrolysis of biomarker thermal maturity parameters: Monterey phoshatic and siliceous members. Organic Geochemistry, v. 15 pp PETERS, K.E.; MOLDOWAN, J.M. The Biomarker Guide: Interpreting Molecular Fossils in Petroleum and Ancient Sediments. New Jersey, Prentice-Hall Inc., PETERS, K.E.; WALTERS, C.C.; MOLDOWAN, J.M.;. The Biomarker Guide: Biomarker and Isotopes in Petroleum Exploration and Earth History. 2 ed. v. 2, Cambridge University RADKE, M.; WELTE, D.H.; WILLSCH, H.; Geochemical study on a well in the Western Canada Basin: relation of the aromatic distribution pattern to maturity of organic matter. Geochimica et Cosmochimica Acta, v 46, pp REFERENCIAS APRESENTAÇÃO DO PROJETO

27 RADKE, M.; WELTE, D.H.; WILLSCH, H.; Maturity parameter based on aromatic hydrocarbons: Influence of organic facies and maturation. Geochimica et Cosmochimica Acta, v. 64, No 2, pp RADKE, M., Application of aromatic compounds as maturity indicator in source rocks and crude oils. Marine Petroleum Geology, v. 5, pp RADKE, M; GARRIGUES, P.; WILLISCH, H.;. Methylated dicyclic and triciclyc aromatic hydrocarbons in crude oils from the handil field, Indonesia. Organic Geochemistry, v. 6, pp RADKE M.; WILLSCH H.;. Occurrence and thermal evolution of methylated benzo- and dibenzothiophenes in petroleum source rocks of western Germany. In Advances and Applications in Energy and the Natural Environment. 15th Meeting of the European Association of Organic Geochemists, Poster Abstracts (Edited by D. Manning), pp Manchester University Press, U.K RADKE M.; WILLSCH H.;. Extractable alkyldibenzothiophenes in Posidonia shale (Toarcian) source rocks: Relationship of yields to petroleum formation and explusion. Geochimica et Cosmochimica Acta 58, RADKE, M.; RULLKOTTER, J.; VRIEND, S.P.;. Distribution of naphthalenes in crude oils from the Java Sea: source and maturation effects, Geochimica et Cosmochimica Acta, v. 58, pp ROWLAND, S.J.; ALEXANDER, R.; KAGI, R.I.;. Analysis of trimethylnaphthalenes in Petroleum by Capillary Gas Chromatography. Journal of Chromatography, v. 294, pp SMITH, J.W.; GEORGE, S.C.; BATTS, B.D.;. Pyrolysis of aromatic compound as a guide to synthetic reactions in sediment. APEA Journal, v. 34, pp REFERENCIAS APRESENTAÇÃO DO PROJETO

28 REFERENCIAS AQUINO NETO, F. R., TRENDEL, J. M., RESTLE, A., CONNAN, J., ALBRECHT, P. A., Occurrence and formation of tricyclic and tetracyclic terpanes in sediments and petroleum. In: BJOROY, M. et al (eds). Advances in Organic Geochemistry. New York: J. Wiley and Sons, pp BARKER, C. Organic Geochemistry in Petroleum Exploration. American Association of Petroleum Geologists. Tulsa, Oklahoma BRASSELL, S. C., ENGLINTON, G., MAXWELL, J. R.,1983, The geochemistry of terpenoids and steroids. Biochem. Soc. Transactions, 11, p CELINO, J.J. et al. Fonte e Distribuição de Hidrocarbonetos do Petróleo nos Sedimentos da Baía de Todos os Santos, Bahia. Braz. J. Aquat. Sci. Technol., n. 12, p , CONNAN, J., BOUROULLEC, J., DESSORT, D., ALBRECHT, P., The microbial input in carbonate-anhydrite facies of a sabkha palaeoenvironment from Guatemala: a molecular approach, Organic Geochemistry, v.10, pp DAMSTÉ J. S. S., KENIG, F., KOOPMANS, M. P., KÖSTER, J., SCHOUTEN S., HAYES, J.M., LEEUW, J. W., 1995, Evidence for gammacerane as an indicator of water colums stratification. Geochimica et Cosmochimica Acta, v 59, nº DE GRANDE, S.M.B., AQUINO NETO, F.R., MELLO, M.R.,. Extended tricyclic terpanes in sediments and petroleums, Organic Geochemistry, v.20, pp GREENWOOD, P.F., AROURI, K.R., GEORGE, S.C.,. Tricyclic terpenoid composition of tasmanites kerogen as determined by pyrolysis GC-MS, Geochimica et Cosmochimica Acta, v.64, pp APRESENTAÇÃO DO PROJETO

29 REFERENCIAS HAN, J.; CALVIN, M. Hydrocarbon Distribution of Algae and Bacteria, and Microbial Activity in Sediments. Process National Academy of Sciences, USA, 64, 1969, pp HUC, A. Y. Petroleum Geochemistry at the Dawn of the 21st Century, Oil and Gas Science and Technology, v. 58, n. 2, pp HUNT, M.J. Petroleum Geochemistry and Geology, New York, W.H.Freedman KILLOPS, S.D.; KILLOPS, V.J. An Introduction to Organic Geochemistry. Longman, Scientific & Technical. New York, 1994, 265 p. KASSIM, T.A., SIMONEIT, B.R.T. The Handbook of Environmental Chemistry – Pollutant-Solid Phase Interactions: Mechanism. Chemistry and Modeling - Springer-Verlag, Berlin Heidelberg, LIJMBACH, G.W., On the origin of petroleum, In: Proceedings of the 9th World Petroleum Congress Applied Science, pp , London. MELLO, M.R. Geochemical and Molecular Studies of the Depositional Environments of Source Rocks and their Derived Oils from the Brazilian Marginal Basins. Tese de Ph.D., Universidade de Bristol, pp MELLO, M.R., MAXWELL, J.R., Organic Geochemical and biological marker characterization of source rocks and oils derived from lacustrine environments in the Brazilian continental margin, In: B.J.Katz (eds), Lacustrine basin exploration : case studies and modern analogs, American Association of Petroleum Geologists, Tulsa, Oklahoma, pp MOLDOWAN, J.M, LEE, C.Y., WATT, D.S., et al. Analysis and occurrence of C26-steranes in petroleum and source rocks, Geochimica et Cosmochimica Acta, v.55, pp APRESENTAÇÃO DO PROJETO

30 PRESENTAÇÃO PROJETO REFERENCIAS PALACAS, J.G., ANDERS, D.E., KING, J.D. South Florida basin - a prime example of carbonate source rocks in petroleum, In: Palacas, J.G. (eds), Petroleum Geochemistry and Source Rocks Potential of Carbonate Rocks, American Association of Petroleum Geologists, Tulsa, Oklahoma, pp PETERS, K.E. & CASSA, M.R. Applied Source Rock Geochemistry. AAPG Memoir n.60, p PETERS, K.E., MOLDOWAN, J.M., The Biomarker Guide: Interpreting Molecular Fossils in Petroleum and Ancient Sediments, New Jersey, Prentice-Hall Inc, PETERS, K.E., WALTERS, C.C., MOLDOWAN, J.M., The Biomarker Guide:Biomarkers and Isotopes in the Petroleum Exploration and Earth History, 2nd Edition, Vol.2, Cambridge University Press, PHILP, R.P., Fossil Fuel Biomarkers-Applications and Spectra, Elsevier, New York, SEIFERT, W.K., MOLDOWAN, J.M. The effect of biodegradation on steranes and erpanes in crude oils, Geochimica et Cosmochimica Acta, v.43, pp TISSOT, B.P., & WELTE, D.H. Petroleum Formation and Occurrence. Berlim, Springer – Verlag TRENDEL, J.M., RESTLE, A., CONNAN, J., ALBRECHT, P., Identification of a novel series of tetracyclic terpene hydrocarbons (C24-C27) in sediments and petroleums, Journal of the Chemical Society, Chemical Communications, pp VEIGA, I. G. et al. Hidrocarbonetos Saturados em Sedimentos de Manguezais na Área Norte da Baía de Todos os Santos. In: Antônio Fernando de Souza Queiroz, Joil José Celino. (Org.). Avaliação de ambientes na Baía de Todos os Santos: aspectos geoquímicos, geofísicos e biológicos. 1 ed. Salvador: EDUFBA, n. 1, p , 2008

31 PRESENTAÇÃO PROJETO REFERENCIAS VOLKMAN, J.K. Sterols and other triterpenoids: source specificity and evolution of biosynthetic pathways. Organic Geochemistry 36, WAPLES, D.W. e MACHIHARA, T. Biomarkers for geologists: a practical guide to the application of steranes and triterpanes in petroleum geology, AAPG methods in exploration series, v. 9, pp WAPLES, D. W. Organic Geochemistry for Explorations Geologists. Burgess Publishing Company, USA


Carregar ppt "DISCIPLINA: METODOLOGIA DA PESQUISA EM GEOQUÍMICA OLGA LUCIA VILLARREAL BARRAGAN ORIENTADOR: PROF Dr. JORGE A. TRIGUIS. CARACTERIZAÇÃO DOS BIOMARCADORES."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google