A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Tecnologia Hipermídia e Multimídia Prof. Rudson Faculdade de Excelência Educacional do Rio Grande do Norte CURSO DE GRADUAÇÃO TECNOLÓGICA.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Tecnologia Hipermídia e Multimídia Prof. Rudson Faculdade de Excelência Educacional do Rio Grande do Norte CURSO DE GRADUAÇÃO TECNOLÓGICA."— Transcrição da apresentação:

1 Tecnologia Hipermídia e Multimídia Prof. Rudson Faculdade de Excelência Educacional do Rio Grande do Norte CURSO DE GRADUAÇÃO TECNOLÓGICA EM DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS PARA INTERNET

2 2 Livro - Multimídia: conceitos e aplicações Capítulo 11: O vídeo Vídeo digital sucede a uma tecnologia analógica Herda, portanto, as técnicas e sistemas de seu antecessor Alguns aspectos do sist. analógico são fundamentais para o entender como o fluxo de informação em um vídeo é tratado dentro de um computador

3 3 Capítulo 11: O vídeo Sistemas analógicos de vídeo Sistemas de televisão: As características do sinal de vídeo são determinadas pelos padrões de televisão Padrões: televisão em preto-e-branco televisão colorida televisão de alta definição – HDTV: 1280x720 pixels exigidos pelo padrão oficial de TV

4 4 Capítulo 11: O vídeo Características do padrão de vídeo em preto-e-branco: Sinal de vídeo é dividido em quadros (2 campos) A imagem é dividida em linhas Pulsos de sincronismo horizontal e vertical A parte visível da linha é um sinal positivo, que representa a luminância (intensidade luminosa – escala de cinza)

5 5 Capítulo 11: O vídeo Varredura entrelaçada

6 6 Capítulo 11: O vídeo Padrões de televisão colorida NTSC (americano e japonês) Aproveita a estrutura do sinal preto e branco PAL-M (brasileiro) Diferente codificação da crominância (informação adicional de cor – matiz e saturação) PAL e SECAM (europeus) Maior complexidade – sincronismo completamente diferente

7 7 Capítulo 11: O vídeo HDTV Os aparelhos de HDTV já existem Problema: Transmissão de TV atual usa a menor resolução possível No exterior, onde a TV digital já é uma realidade A resolução usada varia de acordo com a emissora

8 8 Capítulo 11: O vídeo Níveis de sistema de vídeo: Consumidor - equipamentos domésticos Industrial - produtoras de vídeo e de multimídia Difusão - emissoras de TV HDTV - alta definição

9 9 Capítulo 11: O vídeo Tecnologia digital de vídeo Aspectos quantitativos das imagens animadas 1 quadro (TV) = pixels 1 quadro (Sistema de cor: 3 bytes por pixel) = bytes (720KB) Um segundo de vídeo = 30 quadros Um segundo de vídeo = KB

10 10 Capítulo 11: O vídeo Tecnologia digital de vídeo Técnicas de compressão de dados Compressão da crominância O matiz e a saturação podem ser codificados, cada um, em metade dos bits da luminância Permite reduzir a resolução espacial da crominância a ¼ da luminância Requer conversão do modelo RGB para o modelo YIQ

11 11 Capítulo 11: O vídeo Tecnologia digital de vídeo Técnicas de compressão de dados Coerência entre quadros Entre 2 quadros sucessivos haverá uma coincidência da maioria dos pixels A codificação aproveita a semelhança entre quadros consecutivos Base das principais técnicas de compressão de vídeo digital Quadros chaves sofrem apenas compressão espacial Os demais quadros são obtidos por interpolação

12 12 Capítulo 11: O vídeo Tecnologia digital de vídeo Compressão de vídeo Permite que o usuário defina uma série de parâmetros de qualidade Algoritmos codificadores-decodificadores: Codecs Tipos de compressão sem perdas com perdas (lossy) Compressão com perdas apresenta degradação por gerações (acúmulo de perdas)

13 13 Capítulo 11: O vídeo Tecnologia digital de vídeo Compressão de vídeo Algoritmos com perdas permitem compromisso entre: grau de compressão qualidade (grau de perdas) tempo para compressão tempo para descompressão

14 14 Capítulo 11: O vídeo Tecnologia digital de vídeo Compressão M-JPEG (motion JPEG): Apenas compressão intra-quadros (não há compressão temporal) Baixa compressão Vídeo comprimido continua editável quadro a quadro Adequada para interfaces e edição de vídeo

15 15 Capítulo 11: O vídeo Tecnologia digital de vídeo Compressão MPEG (Motion Picture Experts Group): Usa coerência entre quadros Método mais importante de compressão Inclui áudio e vídeo Método de compressão temporal utilizado inclui a predição do movimento e a interpolação de quadros Variantes: MPEG-1, MPEG-2, MPEG-4

16 16 Capítulo 11: O vídeo Tecnologia digital de vídeo Arquiteturas para vídeo digital Uma arquitetura de vídeo digital define um suporte completo para processamento de vídeo dentro de um ambiente operacional Inclui: Codecs, Formatos de arquivos, e Suporte de software Exemplos: MediaPlayer do Windows, Quicktime (Apple), Real Video (fluxo contínuo)

17 17 Capítulo 11: O vídeo Tecnologia digital de vídeo Sistemas digitais de vídeo Edição digital de vídeo HDTV DVD Videoconferência modalidade de teleconferência imagens de participantes, captadas através de câmeras de vídeo, são distribuídas aos demais

18 18 Perguntas? Dúvidas... Sugestões...


Carregar ppt "Tecnologia Hipermídia e Multimídia Prof. Rudson Faculdade de Excelência Educacional do Rio Grande do Norte CURSO DE GRADUAÇÃO TECNOLÓGICA."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google