A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Fotografia digital Formação da imagem digital. Profundidade de bit A quantidade de níveis de cinza, que podem ser usados para representar cada pixel em.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Fotografia digital Formação da imagem digital. Profundidade de bit A quantidade de níveis de cinza, que podem ser usados para representar cada pixel em."— Transcrição da apresentação:

1 Fotografia digital Formação da imagem digital

2 Profundidade de bit A quantidade de níveis de cinza, que podem ser usados para representar cada pixel em uma fotografia digital, é determinada pela profundidade de bit da imagem. A profundidade de bit é o espaço de armazenamento alocado para cada pixel. Quanto maior a profundidade de bit, mais níveis de cinza podem ser armazenados As imagens coloridas (mais complexas) precisam maior profundidade de bit

3

4 Armazenando informação da imagem A profundidade de bit está diretamente relacionada ao método usado pelo computador para armazenar a escala de cinza ou a informação de cor de cada pixel No nível mais básico, os computadores são binários – trabalham com zero e um Os computadores mantêm o controle de zero e um desligando os disjuntores dos microchips

5

6 Armazenando informação de imagem Cada um dos milhões de disjuntores tem o valor binário de um BIT Os computadores pessoais trabalham com grupos de oito disjuntores, que formam uma única unidade chamada BYTE Um byte pode ter 256 valores diferentes Uma imagem em PxB, o valor da escala de cinza para cada pixel está contido em um byte

7 Armazenando informação de imagem Como cada byte pode conter 256 níveis diferentes, cada pixel pode ter 256 níveis diferentes de cinza. A imagem digital PxB tem profundidade de 8 bits ou 1 byte Em uma imagem digital colorida são necessários três bytes para representar cada pixel. Um byte para cada uma das três cores primárias aditivas

8 Qualidade da imagem O tamanho do arquivo tema ver com a sua qualidade para reprodução Resolução – tamanho de cada pixel Profundidade de bit – quantidade de níveis de cinza Quanto maior o arquivo, mais informação ele contém Quanto maior a resolução, maior a qualidade e maior a cópia pode ser

9 Armazenamento

10

11 Foto cores – teoria da cor Existem dois sistemas para mostrar toda a gama de cores Um, o aditivo, é usado basicamente na televisão a cores O outro, o sistema subtrativo, é empregado na fotografia e nas artes gráficas Ambos utilizam misturas de três cores básicas para gerar todas as outras cores

12 Sistema aditivo É baseado no princípio de que, adicionando- se partes iguais de luz vermelha, verde e azul, cria-se luz branca

13 Sistema aditivo É o sistema ideal para televisão e monitores de computador, porque a tela cria e emite luz como as três fontes de luz colorida O tubo de televisão tem três canhões de elétrons, um da cada cor aditiva, criando todas as cores que se vêem na TV É chamado, em computação, de RGB

14 Sistema substrativo É o inverso do sistema aditivo. Ele começa com uma luz branca e usa filtros para subtrair cores. São usados três filtros: amarelo, magenta e ciano

15 Sistema substrativo É usado tanto na fotografia quanto na impressão colorida Os corantes fotográficos ou as tintas de impressão agem como filtros primários subtrativos que modificam a luz e produzem toda a gama de cores que vemos O sistema é conhecido como CMYK As combinações de cores possíveis são conhecidas pelo círculo cromático

16 Círculo cromático

17 Matiz, saturação e valor Matiz – é a própria cor Saturação – é a pureza da cor Valor – é a luminosidade ou obscuridade da cor Em muitas aplicações de computador isso é conhecido como perfil HSB para matiz, saturação e valor (brilho)

18 Matiz, saturação e valor

19 Fotografia digital colorida As imagens são produzidas com o uso dos sistemas aditivos e subtrativos da mesma forma que a fotografia convencional Os programas de tratamento de imagem (Photoshop) oferecem meios adicionais para ver e interagir com as imagens digitais coloridas Métodos de armazenamento e compactação são muito importantes

20 Sistema RGB

21 Sistema aditivo que combina vermelho, verde e azul. Em uma imagem RGB típica, cada cor primária aditiva é representada por um byte. A informação de coro completa para cada pixel é armazenada em três bytes A profundidade de byte de uma imagem RGB é de 24 bits A representação de três bytes permite uma imagem de 256 x 256 x 256 = cores no total

22 Sistema CMYK Sistema de cor subtrativo formado pelas cores primárias subtrativas (Ciano, Magenta e Amarelo) com uma camada adicional K que contém o preto e valores de cinza neutros A maioria das impressoras coloridas usa esta tecnologia A maioria da imagens CMIK armazena 4 bytes por pixel. Um byte para cada cor primária e mais um byte para o K

23 Sistema CMYK

24 Balanceamento de cor As cores primárias aditivas são complementares das primárias subtrativas Pode-se, por conta disso, controlar o balanceamento de cores de uma imagem

25

26 Sistema HSB Permite o controle da matiz, saturação e brilho independentemente Muitas pessoas acham este sistema mais intuitivo do que o RGB e o CMYK O HSB não é realmente um sistema de cores, mas uma maneira diferente de ajustar qualquer sistema de cor usado

27 Matiz É dado pelo círculo cromático

28 Saturação Uma cor completamente saturada é uma cor pura, sem outros matizes misturados Uma cor completamente não saturada será totalmente cinza, sem cor alguma, nada se diferenciando dos outros cinzas A maioria dos programas de processamento de imagens permite que a saturação da cor seja modificada de forma contínua, co cinza neutro a cor pura

29 Brilho Também conhecido como luminosidade ou valor Você pode alterar o brilho de uma cor adicionando ou subtraindo a luz branca Na ponta da escala de brilho, não existe nenhuma luz branca e a cor aparece como preto denso Na outra ponta, existe tanta luz branca que ela se sobrepõe à própria cor e aparece como branco brilhante

30 Imagem bitmap ou vetorial Os computadores lidam com informações gráficas de duas maneiras. Uma é tratar a imagem como um padrão de pixels. É a imagem rasterizada ou bitmap, que consiste em uma série de pixels arrumados em uma grade Outra forma é vetorial, onde o desenho é uma coleção de linhas, curvas e círculos

31 Principais arquivos TIFF – Tagged-Image File Format - Tamanho maior, qualidade melhor. O mais universal arquivo de imagem bitmap. Suportam compressão sem perda (LZW) e podem ser usados tanto em Windows como em Macintosh PSD – Formato padrão usado pelo Photoshop. Deve ser usado enquanto a imagem é editada no progrma e depois convertido GIF – Graphics Interchange Format – Reduz os arquivos de duas maneiras, usando cor indexada e compresão sem perda (LZW). É usado mais na Internet e pouco para impressão

32 Principais arquivos JPEG – Joint Photographic Experts Group – Compressão com perda de qualidade. Quando o arquivo é descomprimido, não fica idêntico ao original. A perda de informação é minimizada pelo descarte de informação de cor que o olho humano não percebe tão rapidamente RAW – Armazenam os dados sem nenhuma compressão. É diferente para cada modelo de câmera fotográfica. Não tem compressão

33 Principais arquivos PNG – Portable Network Graphics – Alternativa ao formato GIFF muito usado na Internet PICT – Formato vetorial padrão dos computadores Macintosh BMP – Formato padrão para computadores com plataforma Windows

34 Principais arquivos EPS – Encapsulated PostScript – Frequentemente usado para exportar imagens para programas de edição eletrônica como Page Maker e QuarkXExpress, Free Hand ou Ilustrator. O arquivo EPS é muito versátil. Pode conter bitmap ou vetorial, RGB ou CMYK e também imagens PxB

35 Principais arquivos


Carregar ppt "Fotografia digital Formação da imagem digital. Profundidade de bit A quantidade de níveis de cinza, que podem ser usados para representar cada pixel em."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google