A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Pós graduação FMU, São Paulo, Agosto de 2009 Professor: Rogério Campos 1 Corrida de Orientação.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Pós graduação FMU, São Paulo, Agosto de 2009 Professor: Rogério Campos 1 Corrida de Orientação."— Transcrição da apresentação:

1 Pós graduação FMU, São Paulo, Agosto de 2009 Professor: Rogério Campos 1 Corrida de Orientação

2 ORIENTAÇÃO É UM ESPORTE EM QUE O PRATICANTE TEM QUE PASSAR POR PONTOS DE CONTROLE MAR- CADOS NO TERRENO NO MENOR TEMPO POSSÍVEL, COM AUXILIO DE UM MAPA E DE UMA BÚSSOLA.

3 No terreno, são marcados: A PARTIDA

4 Os Pontos de Controle 5

5 A Chegada.

6 PONTO DE CONTROLE O ponto de controle é um acidente da na- tureza ou artificial sinalizado por um prisma equipado com material para o atleta provar a sua passagem.

7 PERCURSO DE ORIENTAÇÃO O percurso de orientação é constituído de triângulo de partida, pontos de controle, per- nadas e chega- da

8 Trilha Trilha de tráfego humano ou animais, permite velocidade de competição.

9 Construções Indicadas pelo formato da planta horizontal.

10 Tronco e outros objetos especiais vegetais Representada por um X (verde)

11 Cupim e outros objetos especiais de altimetria Representação: X cor marrom.

12 Lago Representadas na forma de suas bordas (azul) Bordas pretas qdo intransponíveis.

13 Pouca visibilidade e arbustos fechados reduzem a velocidade em 10-50% da normal. Floresta Corrida Difícil.

14

15

16 H18/D m190m m

17 IOF países membros, países membros, 75 é o limite exigido pelo COI para as Olimpíadas

18 ORIENTAÇÃO PEDESTRE Esta modalidade é disputada pelo competidor a pé nas distâncias sprint, média, longa e maratona.

19 Precisão

20 Sobre Bicicletas

21 Triathlon de orientação

22 Corrida de Orientação Indoor

23 Orientação por celular

24 Um desporto para toda a vida

25

26 Enduro a Pé Trekking de Regularidade Caminhada Esportiva Rally a Pé

27 ENDURO A PÉ ( ) Trekking Migrando (Enduro de Jipe + Caminhada Ecológica)

28 O que é ENDURO A PÉ? Caminhada técnica de regularidade disputada entre equipes que devem percorrer uma trilha desconhecida, conforme planilha apresentada, mantendo a velocidade estipulada a fim de atingir o tempo ideal em qualquer parte do percurso.

29 OBJETIVO Realizar o percurso pré-determinado no tempo exato (velocidade média). Cada segundo adiantado ou atrasado, acumula-se pontos. A equipe que menos pontos acumular durante a prova é a vencedora.

30 O ESPORTE QUE CAMINHA! Esporte Fácil Baixo Custo / Investimento Interação com a Natureza Competitividade dentre várias faixas etárias Competitividade entre os sexos Baixa incidência de lesões

31

32

33

34

35 EQUIPAMENTOS NECESSÁRIOS Calçado apropriado para caminhadas (Bota ou tênis) Bússola / Relógio Digital Pochete / Mochila Squeeze / Cantil Prancheta / Caneta / Calculadoras Boné / Chapéu (Protetor Solar) Plástico de proteção Kit de 1º Socorros Lanternas e pilhas sobressalentes

36 Equipes com 3 a 6 integrantes Funções dentro da equipe: - Navegador - Calculista / Ritmista - Contador de Passos

37 NAVEGADOR Responsável pela leitura da planilha, leitura de bússola e pela orientação da equipe quanto ao caminho a seguir.

38

39

40 CALCULISTA Responsável por informar a equipe do tempo ideal (ou se está adiantado ou atrasado) durante todo o percurso através de contas elaboradas no momento ou antecipadamente

41

42

43 CONTADOR DE PASSOS Responsável por informar a equipe a metragem correta até determinado ponto, utilizando como método a contagem dos próprios passos.

44

45

46

47 A PLANILHA Tem desenhadas as Referências com as respectivas metragens e as setas com a direção a ser seguida. Pode conter em alguns quadros somente as metragens e em outros a indicação de um grau de bússola.

48 Velocidade média (em metros por minuto) a ser usada apenas neste trecho. Referência visual. Pode ser uma curva, uma entrada de trilha, uma casa, etc. Orientações extras. Devem ser lidas com extrema atenção. Indicação de bússola. Pode ser Siga sempre na direção ou Siga pela trilha. Distância em metros desde a referência anterior. Distância em metros desde o início do trecho. Número da página da planilha; categoria e nome do evento.

49

50 O CÁLCULO Para se conseguir o tempo ideal em determinado ponto, deve se usar a fórmula: Tempo = Espaço Velocidade Ex: A velocidade média é 50m/min...qual o tempo que estarei nos 150 metros? X = = 3,00 minutos

51 O Posto de Controle (PC)

52 * Pessoa ou aparelho que anota o tempo exato da passagem da equipe e repassa esta informação para a organização. Podem ser: PC de Tempo – Anota o tempo de passagem da equipe. PC Virtual – Anota a metragem que a equipe diz que percorreu desde algum ponto informado na planilha. PC Especial – Anota pontos perdidos ou não pela equipe na realização de algum prova especial. PC do Erro – Colocado fora da trilha, marca 2000 pontos perdidos caso a equipe passe por ele.

53 Neutro: Parada para descanso, hidratação e alimentação. Deslocamento: Trecho em que não é necessária a manutenção de velocidade. Existe um tempo limite para se completar o percurso.

54 Se a Aventura é perigosa, o tédio é letal! MUITO OBRIGADO


Carregar ppt "Pós graduação FMU, São Paulo, Agosto de 2009 Professor: Rogério Campos 1 Corrida de Orientação."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google