A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Organismos unicelulares um pouco maiores que as bactérias. Podem viver na água, no solo, nos troncos das árvores e até mesmo dentro do corpo de animais.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Organismos unicelulares um pouco maiores que as bactérias. Podem viver na água, no solo, nos troncos das árvores e até mesmo dentro do corpo de animais."— Transcrição da apresentação:

1

2

3 Organismos unicelulares um pouco maiores que as bactérias. Podem viver na água, no solo, nos troncos das árvores e até mesmo dentro do corpo de animais e plantas.

4 Podem realizar tipos de associações com outros seres. Parasitismo Comensalismo Mutualismo

5 Os PROTISTAS são seres EUCARIONTES. EUCARIONTES = organismos cujas células têm núcleo verdadeiro.

6 Os protistas unicelulares têm, em média 20 micrômetros de diâmetro. Alguns podem ser vistos a olho nu, pois atingem 1 ou 2 milímetros.

7 AUTÓTROFOS: algas protistas. Realizam Fotossíntese. HETERÓTROFOS: protozoários. Retiram o alimento do ambiente em que vivem.

8 POR INGESTÃO: quando digerem moléculas orgânicas complexas. POR ABSORÇÃO: quando absorvem moléculas orgânicas simples.

9 REPRODUÇÃO: Assexuada Sexuada Conjugação

10 Quando as condições do meio tornam-se desfavoráveis, alguns protozoários d água doce e/ou parasitas adotam a forma de cisto. Diminuem o volume, perdem organelas e formam uma casca resistente.

11 1 – Sarcodinea ou Rhizopoda: ameba 2 – Ciliophora: paramécio 3 – Mastigophora ou Flagellata: tripanossomos 4 – Sporozoa: plasmódio

12

13 AMEBA

14

15 PARAMÉCIO

16 Gênero - LEISHMANIA

17 Há protozoários que vivem no intestino de cupim – eles fazem a digestão da madeira. Eles quebram a celulose em glicose e, com a fermentação da molécula, obtêm a energia necessária às sua funções.

18

19 DOENÇA DE CHAGAS BARBEIRO

20 Carlos Chagas

21

22 O barbeiro suga o sangue de uma pessoa e, ao mesmo tempo, elimina as fezes junto à picada: o protozoário está justamente nas fezes. Quando a pessoa coça, o tripanossomo entra na ferida.

23 O tripanossomo viaja pela corrente sangüínea e pode atingir vários órgãos do corpo: o coração, o fígado, o tubo digestório e o cérebro. Instala-se no coração, principalmente.

24 PREVENÇÃO Combater o barbeiro com inseticidas; Substituir as casas de pau-a-pique por casas de tijolos. Há medicamentos que agem na fase inicial da doença, mas nem sempre apresentam bons resultados.

25

26

27 LEISHMANIOSE Existe mais de uma forma de doença. É o protozoário do gênero Leishmania, o responsável. É transmitida por picadas de certos mosquitos como: mosquitos-palha ou biriguis.

28 LEISHMANIOSE TEGUMENTAR AMERICANA OU ÚLCERA DE BAURU Causada pela Leishmania braziliensis Picadas das fêmeas dos mosquitos do gênero Lutzomyia (mosquitos- palha, corcundinhas ou biriguis).

29 LEISHMANIOSE TEGUMENTAR AMERICANA O protozoário penetra na pele do indivíduo através da saliva do mosquito. Causam lesões na pele, na mucosa da boca, no nariz, na faringe. Existe vacinas desenvolvida por cientistas brasileiros.

30 LEISHMANIOSE VISCERAL Provocada pelas espécies Leishmania donovani e Leishmania chagasi. Transmitida por fêmeas de mosquitos. O doente apresenta: febre, anemis e aumento do baço. Pode levar à morte.

31 A prevenção é feita combatendo o mosquito, colocando telas nas janelas, construção de casas longe de matas. Vacinas, O tratamento à tempo, regride as lesões.

32 CÃO com leishmanioselesão

33

34 Provocada pela Giardia lamblia. Transmissão ocorre por ingestão de água ou alimentos contaminados. O doente apresenta infecções no intestino delgado e diarréia que podem ter graves conseqüências como desidratação.

35 Causada pelo Trichomonas vaginalis. O homem não apresenta sintomas, a mulher têm inflamação na uretra e na vagina, elimina secreção branca ou amarelada. A transmissão se faz por contato sexual. Existe medicamento.

36 Provocada pelo Trypanosoma brucei. Picada da mosca tsé-tsé (Glossina palpalis). O protozoário invade o sistema nervoso e provoca sonolência e enfraquecimento do corpo que leva à morte. A doença ocorre na África.

37

38 É também conhecida como maleita. Causada pelo plasmódio. Transmitido pela picada da fêmea do mosquito Anopheles.

39 Pela circulação sangüínea, o parasita (esporozoíto) chega ao fígado e ao baço, onde se multiplicam formando (merozoítas). Depois ele passa a proliferar dentro dos glóbulos vermelhos (hemácias) Quando as hemácias estão repletas de plasmódios, elas arrebentam e liberam os parasitas para infeccionarem novas células.

40 Quando a malária é causada pelo Plasmodium vivax, o ciclo febril se repete a cada 48 h. Camada de febre terça benigna. Quando causada pelo Plasmodium malariae, o acesso de febre ocorre a cada 72 h. Chamada de febre quartã benigna. Pelo Plasmodium falciparum, o intervalo varia entre 36 e 48 h.

41 O tratamento é feito com medicamentos. Os insetos adultos podem ser combatidos por inseticidas, uso de telas nas janelas, etc. A larvas podem ser evitadas pela drenagem de regiões alagadas, pelo uso de larvicidas ou criação de peixes que se alimentam delas.

42 Anopheles Efeito de contra- indicação de medicamento anti- malária

43 PROTOZOÁRIO transmitido pela ingestão de cistos presentes nas fezes do gato (que podem estar no solo, na areia ou nos pêlos do animal). Em carnes cruas ou malcozidas. As vezes o doente não apresenta sintomas, às vezes há febre e aumento dos linfonodos. Em geral a doença desaparece sem nenhuma conseqüência para o organismo.

44 Mulheres grávidas que desenvolvem a doença podem transmití-la ao feto que poderá apresentar lesões no cérebro ou em outros órgãos.

45 Evitar o consumo de carne malcozida; Não beijar animais; Não deixá-los lamber o rosto das pessoas. Lavar as mãos depois do contato com animais; Alimentar os animais com comida cozida ou ração. A mulher que pretende engravidar deve realizar um exame específico para a doença.

46

47 A maioria é de água doce. Realizam fotossíntese. Na ausência de clorofila a e b, têm nutrição heterotrófica – acumulam paramilo.

48 Possuem clorofilas a e c. Apresentam carapaça com compostos péctico e sílica, que forma uma estrutura rígida com valvas. O depósito dessas carapaças formam a Terra de diatomáceas utilizada como abrasivos. Em polidores de metais e pastas de dente.

49 Possuem clorofilas a e c. Possuem paredes com celulose; Algumas apresentam bioluminescência; Outras são encontradas em corais, anêmonas, águas-vivas e outros animais, que adquirem uma coloração amarelo- pardo. A alga realiza fotossíntese oferecendo alimento ao animal e recebe abrigo.

50 Gewandsznajder, Fernando. Ciências. 6ª série: A vida na Terra. São Paulo: Ática, Fotos e figuras de vários sites da internet com busca no Google.


Carregar ppt "Organismos unicelulares um pouco maiores que as bactérias. Podem viver na água, no solo, nos troncos das árvores e até mesmo dentro do corpo de animais."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google