A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

INTEGRAÇÃO AMBIENTAL 2010. EMPRESA Gestão da Qualidade Gestão Ambiental Segurança do Trabalho.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "INTEGRAÇÃO AMBIENTAL 2010. EMPRESA Gestão da Qualidade Gestão Ambiental Segurança do Trabalho."— Transcrição da apresentação:

1 INTEGRAÇÃO AMBIENTAL 2010

2 EMPRESA Gestão da Qualidade Gestão Ambiental Segurança do Trabalho

3 PRINCÍPIOS DA SUSTENTABILIDADE

4 Limites Mínimos Destinados à Preservação Permanente de Matas Ciliares

5 MATA CILIAR Nascentes: Mata Ciliar raio de 50 m Largura do rio menor que 10 m: Mata Ciliar de 30 m Largura do rio entre 10 m e 50 m: Mata Ciliar de 50 m Largura do rio entre 50m e 200m: Mata Ciliar de 100 m Largura do rio entre 200m e 600 m: Mata Ciliar de 200 m Largura do rio acima de 600 m: Mata Ciliar de 500 m

6 Limpeza e conservação: Limpeza e conservação: Durante a limpeza e manutenção das máquinas agrícolas são gerados efluentes que poderão ser tratados ou armazenados para posterior destinação. Exemplos de efluentes gerados: Óleos e graxas, óleo combustível, filtros, estopas, águas residuárias. O sistema deve primeiramente possuir uma bacia de contenção direcionando o resíduo a uma área de drenagem oleosa (separar sólidos sedimentáveis e coletar o afluente oleoso) e por fim o afluente oleoso chega a caixa de separação de óleos e graxas. Classifique seus resíduos, busque informações!!!!!! BOAS PRÁTICAS DE MANUTENÇÃO DE MÁQUINAS AGRÍCOLAS

7 FILTRO DE CARVÃO FILTRO BRITA AREIA CARVÃO FILTRO DE CARVÃO 2X2,5X2,5M, COM PAREDES DE TIJOLO, TAMPA EM CONCRETO ARMADO E CAMADAS INTERNAS DE 25CM CADA UMA LIGAÇÃO COM A PLATAFORMA ATRAVÉS DO TUBO DE PVC 10MM.

8 INSTRUÇÕES PARA LIMPEZA EM CAIXAS SEPARADORAS DE ÓLEOS E GRAXAS Antes de começar certifique-se que as tubulações que têm como destino as Caixas Separadoras estejam provisoriamente bloqueadas, de modo que não seja descarregado produto afluente durante a operação de limpeza e manutenção. Para realizar a coleta do óleo siga as seguintes orientações: –Retire a tampa do compartimento da caixa coletora de óleo; –A lâmina de óleo acumulada poderá ser retirada manualmente ou através de bomba de sucção e armazenada em recipiente estanque e adequado; –Após a limpeza feche a tampa do compartimento liberando a pista. –Esta operação deverá ser realizada após a lavagem de duas máquinas agrícolas. Aconselhamos também que periodicamente seja realizada uma limpeza da caixa separadora barro. Para isso, siga os seguintes procedimentos: –Retirar a tampa do compartimento da caixa; –Retirar o solo armazenado do fundo da caixa; –Recolocar a tampa do compartimento; –Armazenar temporariamente o barro para secagem.

9 INSTRUÇÕES PARA LIMPEZA DO FILTRO DE CARVÃO ATIVADO A cada dois anos é necessário fazer a manutenção do filtro, para isso, siga os seguintes procedimentos: –Retirar a tampa do compartimento; –Retirar as camadas de pedra brita, dolomita, calcário e carvão, armazenar para posterior avaliação e destinação; –Efetuar a reposição dos materiais de acordo com a quantia recomendada; –Recolocar a tampa do compartimento; Classifique seus resíduos, busque sempre informações!

10 A aplicação de produtos AGROQUÍMICOS é uma atividade capaz de degradar o meio ambiente. Além de atender as orientações agronômicas, o abastecimento do pulverizador deve ser realizado em local apropriado, fora de áreas com risco de contaminação ambiental como próximo a nascentes, mananciais e etc. Vale a pena ressaltar que a tríplice lavagem deve ser realizada no momento do preparo da calda (com o uso de EPI), evitando com que resíduos fiquem aderidos às embalagens e/ou se volatilizem a atmosfera. BOAS PRÁTICAS AGRÍCOLAS NO USO DO PULVERIZADOR

11 Uma prática iniciada a partir do momento em que é utilizado um tanque de água móvel levando a água a campo onde será feito o abastecimento a campo. Primeiramente o tanque móvel deve ser abastecido na sede onde se encontra a caixa da água, em seguida transporta se a água para o local onde o pulverizador se encontra. Inicia-se o preparo da calda com a utilização dos EPI´s (luva, bota, respirador, avental, viseira facial, boné árabe, jaleco e calça) evitando assim uma possível intoxicação do colaborador, sem esquecer de realizar a tríplice lavagem ou a lavagem sob pressão nas embalagens. O abastecimento do pulverizador deverá ser feito sempre em local diferente, pois se for realizado no mesmo local e ocorrer um derramamento repetitivo, poderá ocorrer a contaminação do solo. Também é necessário evitar abastecer o pulverizador em áreas próximas a nascentes e mananciais.

12 As embalagens de produtos fitossanitários podem ser divididas em duas categorias quanto a sua lavagem e armazenamento: Laváveis e não laváveis. BOAS PRÁTICAS NO ARMAZENAMENTO DE PRODUTOS AGROQUÍMICOS E EMBALAGENS VAZIAS As LAVÁVEIS, mais comumente utilizadas, são as embalagens rígidas (de metal, plástico ou vidro) que possuem agrotóxicos de formulação solúvel em água. Seu procedimento para armazenagem pós- uso é a tríplice lavagem, perfuração do fundo, remoção da tampa e lacre (acondicionamento em sacola plástica transparente adquiridas nos pontos de compra e devolução), seguida de seu acondicionamento preferencialmente em sua caixa de papelão original, em depósito adequado.

13 As embalagens NÃO LAVÁVEIS são sacos plásticos, ou de papel, metalizadas, mistos ou de outro material flexível, e embalagens rígidas de produtos que não utilizam água como veículo (tratamento de sementes, pulverizações BVO). Seu armazenamento até a devolução deve ser feito de forma distinta das laváveis. Todo material contaminado, sem ser tríplice lavado, deve ser acondicionado em saco plástico transparente (adquiridos nos pontos de compra e devolução), separado das embalagens laváveis. Podem ser armazenadas no mesmo depósito das laváveis e embalagens cheias, desde que ensacadas e isoladas do meio externo. BOAS PRÁTICAS NO ARMAZENAMENTO DE PRODUTOS AGROQUÍMICOS E EMBALAGENS VAZIAS

14 Dicas para AGROQUÍMICOS em propriedades rurais: - O depósito deverá ser construído em local apropriado, fora de áreas de preservação permanente e distante de outras construções; - A construção deverá ser em alvenaria, com piso impermeabilizado, com boa ventilação e sem goteiras. - As embalagens devem ser colocadas sobre estrados, evitando o contato com o solo e deve-se manter certa distância das paredes e do teto; - A porta deverá ser corta fogo(chapa metálica); - Construa uma barreira de contenção na porta do depósito para evitar que produtos atinjam o solo no caso de vazamentos; -As águas residuárias deverão ser tratadas. O depósito não deve ser lavado; - Balde com serragem e outro para destinar possíveis resíduos gerados durante a manipulação; -Tenha sempre em mãos um extintor de incêndios, evite o uso de água; -Mantenha um local fora do depósito para guardar os EPI necessários para o manuseio dos produtos. - Mantenha o depósito sempre fechado e devidamente sinalizado quanto a presença de agroquímicos no local.

15 O armazenamento de Combustíveis nas propriedades rurais deverá atender a Legislações pertinentes, por exemplo, Meio Ambiente e Agencia nacional de petróleo (ANP), além de Normas Técnicas específicas. Portanto procure informações antes de implantar um depósito em sua propriedade. Dicas para construção ou adequação de pequenos depósitos de armazenamento: -O depósito deverá ser implantado em conformidade com Normas Técnicas da ABNT, portanto consulte; -Segundo as Normas da ABNT deverá ser construído uma bacia de contenção com capacidade total do maior tanque mais 10% da capacidade dos menores; -Todas as tubulações deverão ser aéreas; -A área de abastecimento deverá ser construída de forma a evitar a contaminação do solo. Piso impermeável e drenagem das águas contaminadas deverão ser previstos; - Não esqueça de buscar orientações sobre normas de segurança!!! BOAS PRÁTICAS NO ARMAZENAMENTO DE COMBUSTÍVEIS

16 Animais mortos só poderão ser incinerados em caso de epidemia do rebanho, caso contrário utilize outras formas de descarte (compostagem) etc..) Destinação dos resíduos e animais mortos

17 Disposição no Solo Agrícola Cuidado na utilização dos dejetos dos animais como forma de adubação pois podem elevar a níveis tóxicos certos nutrientes, além de que seu uso indiscriminado pode contaminar o lençol freático Sempre procure um técnico para fazer as recomendações.

18 Lançamento dos Dejetos Tratados Os efluentes finais tratados poderão ser jogados em cursos d´água desde que se enquadrem nos padrões de emissão fixados pela legislação.

19 INSTRUÇÕES DE TRABALHO Objetivo: Padronizar uma forma de armazenar agroquímicos e suas embalagens na Propriedade Rural ITR - Instrução de trabalho Armazenamento de Embalagens Cheias e Vazias de Agroquímicos e Resíduos Perigosos ITR - Instrução de Trabalho para elaborar Levantamento de Necessidades de Treinamentos dos Colaboradores ITR - Instrução de trabalho para limpeza e manutenção do Sistema de Tratamento de Águas Residuárias ITR - Instrução de Trabalho para Gerenciamento de Resíduos

20 ORIENTAÇÕES PACR INTEGRAÇÃO ADESIVOS REUNIÕES

21 EVOLUÇÃO ANTESHOJE

22 Depósito de Armazenamento Externo PADRÃO PARA TODAS AS FAZENDAS

23 OBRIGADO PELA ATENÇÃO!


Carregar ppt "INTEGRAÇÃO AMBIENTAL 2010. EMPRESA Gestão da Qualidade Gestão Ambiental Segurança do Trabalho."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google