A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

O DISCURSO POLÍTICO Página Seguinte – 11º Ano. O DISCURSO POLÍTICO Página Seguinte – 11º Ano Almeida Garrett, Alexandre Herculano e José Estevão de Magalhães,

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "O DISCURSO POLÍTICO Página Seguinte – 11º Ano. O DISCURSO POLÍTICO Página Seguinte – 11º Ano Almeida Garrett, Alexandre Herculano e José Estevão de Magalhães,"— Transcrição da apresentação:

1 O DISCURSO POLÍTICO Página Seguinte – 11º Ano

2 O DISCURSO POLÍTICO Página Seguinte – 11º Ano Almeida Garrett, Alexandre Herculano e José Estevão de Magalhães, Columbano Bordalo Pinheiro Aristóteles, pormenor da Escola de Atenas Cícero, pormenor do mural de Cesare Maccari Demóstenes

3 O DISCURSO POLÍTICO Página Seguinte – 11º Ano A Aristóteles (Estagira, 384 a.C.– 322 a.C.) Filósofo grego discípulo de Platão. Considerado um dos fundadores da filosofia ocidental, escreveu sobre: física, poesia, política, retórica, lógica, ética, teatro, música e outros. A ARTE DA RETÓRICA Retórica - a arte de bem falar, a eloquência; o estudo do discurso; as técnicas de persuasão e / ou de manipulação

4 O DISCURSO POLÍTICO Página Seguinte – 11º Ano RETÓRICA Séc. V a. C. Grécia Necessidade da Democracia Intervenção dos cidadãos no governo da cidade Técnicas de bem falar e de persuasão Arte Retórica (Tekne Rhetorike) de Aristóteles Objetivos Uma opinião é melhor do que outra que se lhe opõe Retórica = arte de bem falar Persuadir Convencer Diferentes auditórios Orador (Retor) Prudência Virtude Benevolência

5 O DISCURSO POLÍTICO Página Seguinte – 11º Ano DEMÓSTENES 384 a.C. – 322 a.C. orador e político grego de Atenas A oratória de Demóstenes possibilita observar a política e a cultura da Grécia Antiga, no séc. IV AC. Este famoso grego aprendeu retórica, através dos discursos dos grandes oradores antigos. Apesar de ser gago, Demóstenes fez um treino esforçado e, aos vinte e sete anos, começou a sua brilhante carreira de orador. Como orador e político proferiu discursos, as Filípicas, apelando ao orgulho dos cidadãos de Atenas para lutarem contra a ameaça de Filipe da Macedónia.

6 O DISCURSO POLÍTICO Página Seguinte – 11º Ano CÍCERO o Mestre da Eloquência A eloquência de Cícero revelava-se na voz intensa, na postura adequada, na capacidade de improvisação de estilo vigoroso, forte, fluente e de ritmo exato com a intencionalidade da mensagem. Os seus discursos políticos contra Catilina, As Catilinárias, ficaram famosos. Escreveu textos teóricos sobre a arte da oratória, como De Oratore, Brutus, Orator. Pede-se, ao orador, a agudeza dos dialéticos, o conhecimento dos filósofos, o estilo dos poetas, a memória dos jurisconsultos, a voz dos trágicos e os gestos dos melhores atores Cícero Marco Túlio Cícero (106 Arpinum-43 Formiae a.C.) Orador, filósofo, escritor, advogado e político romano Cícero e Catilina, fresco de Cesare Maccari, 1882/88

7 O DISCURSO POLÍTICO Página Seguinte – 11º Ano Eminentes Oradores Portugueses Almeida GarrettJosé Estêvão de Magalhães

8 O DISCURSO POLÍTICO João Baptista da Silva Leitão de Almeida Garrett (1799 Porto Lisboa) A extraordinária influência de que Garrett gozou na sociedade portuguesa (…) é uma irradiação de toda a sua pessoa (…) pelos propósitos de educador, de interventor público, na política e na estética. Vitorino Nemésio Página Seguinte – 11º Ano

9 O DISCURSO POLÍTICO Página Seguinte – 11º Ano Vida política parlamentar Apresenta uma proposta para o teatro nacional:. Organização de uma Inspeção Geral dos Teatros. Edificação do Teatro D. Maria I. Criação do Conservatório de Arte Dramática 1836 Participa nas discussões políticas:. Aprovação da Constituição de Renovação do teatro nacional Discurso sobre a Lei da Décima (ataque ao ministro António José d´Ávila). Passagem para a oposição. Demissão de todos os cargos políticos Discurso, como Deputado da minoria da oposição, contra o governo cabralista É afastado da vida política Nomeações para redator de Projetos-Lei É eleito Deputado Defesa do Setembrismo Último discurso no Parlamento 1837/ De 1847 a Almeida Garrett

10 O DISCURSO POLÍTICO Página Seguinte – 11º Ano José Estêvão Coelho de Magalhães (1809 Aveiro Lisboa) José Estêvão Coelho de Magalhães cursou Direito na Universidade de Coimbra. Com dezanove anos aderiu aos ideais liberais e lutou contra o exército absolutista. Participou na revolução de Setembro de 1836, e, em 1837, foi eleito Deputado às Cortes Constituintes, revelando as suas extraordinárias qualidades de orador parlamentar. Em 1842, abandonou as Cortes e fundou o jornal Revolução de Setembro, pois a Carta Constitucional fora restaurada, sendo o Governo presidido por Costa Cabral, de quem era adversário. Em 1851, no início da Regeneração, liderada por Fontes Pereira de Melo, retomou a ação parlamentar com um seu projeto para a construção do caminho de ferro de Vila Nova da Rainha ao Porto. O eminente orador proferiu muitos e magníficos discursos políticos até ao ano da sua morte, acontecimento que provocou em toda a população profunda consternação. Célebre e talentoso orador político, Deputado ilustre, jornalista ativo, militar brilhante, advogado

11 O DISCURSO POLÍTICO Página Seguinte – 11º Ano Promessas de Oradores O programa Parlamento dos Jovens é organizado pela AR, em colaboração com outras entidades, com o objetivo de promover a educação para a cidadania e o interesse dos jovens pelo debate de temas de atualidade. Traduz-se na realização de duas Sessões Nacionais, preparadas ao longo do ano letivo, com participação de Deputados, designadamente da Comissão de Educação e Ciência, órgão parlamentar responsável pela orientação do programa


Carregar ppt "O DISCURSO POLÍTICO Página Seguinte – 11º Ano. O DISCURSO POLÍTICO Página Seguinte – 11º Ano Almeida Garrett, Alexandre Herculano e José Estevão de Magalhães,"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google