A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

A PRÉ HISTÓRIA DA ANTROPOLOGIA Em todas as sociedades, o homem procura entender a si, à sociedade, o universo. No mundo ocidental até o século XVI – auge.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "A PRÉ HISTÓRIA DA ANTROPOLOGIA Em todas as sociedades, o homem procura entender a si, à sociedade, o universo. No mundo ocidental até o século XVI – auge."— Transcrição da apresentação:

1

2 A PRÉ HISTÓRIA DA ANTROPOLOGIA Em todas as sociedades, o homem procura entender a si, à sociedade, o universo. No mundo ocidental até o século XVI – auge do Renascimento Cultural – as explicações sempre foram míticas e/ou religiosas. Europa encontra outros povos Foi com a expansão marítima européia: as viagens para a Ásia, África e, principalmente, a descoberta do continente americano que a Europa encontra outros povos, povos diferentes daqueles conhecidos. 2

3 A ANTROPOLOGIA ESTUDA O QUÊ? Dentro de uma conceituação etimológica Antropologia é ciência que estuda o homem (anthropos = homem; logos = ciência) Dentro de uma conceituação etimológica Antropologia é ciência que estuda o homem (anthropos = homem; logos = ciência) Todavia, sendo o homem um ser extremamente complexo, esta definição simplista pouco explica; isto porque diversas ciências também têm o homem como objeto do conhecimento. Todavia, sendo o homem um ser extremamente complexo, esta definição simplista pouco explica; isto porque diversas ciências também têm o homem como objeto do conhecimento. A sociologia, a psicologia, a economia, a geografia humana, a biologia humana, a psiquiatria, a história, etc., estudam também o homem, seu comportamento ou suas atividades. A sociologia, a psicologia, a economia, a geografia humana, a biologia humana, a psiquiatria, a história, etc., estudam também o homem, seu comportamento ou suas atividades. 3

4 A Antropologia deve ser conceituada como a ciência que estuda as semelhanças e as diferenças fundamentais, tanto anatômicas quanto culturais, dos agrupamento humanos, para formular conclusões e leis gerais básicas para o conhecimento do comportamento humano, tendo como foco primordial a noção de cultura. 4

5 A ANTROPOLOGIA NASCE COM UMA DIVISÃO CLÁSSICA: Antropologia Física >> estudo do HOMEM como ser biológico, animal. Antropologia Física >> estudo do HOMEM como ser biológico, animal. Esta área hoje é mais conhecida como Paleontologia Humana ou Paleontologia Humana ou Paleoantropologia. Paleoantropologia. Antropologia Cultural > estudo do HOMEM como ser psico-sócio- cultural. 5

6 ANTROPOLOGIA FÍSICA = PALEOANTROPOLOGIA ESTE CAMPO DE ESTUDOS PESQUISA: AS ORIGENS HUMANAS (EM TERMOS DE SUAS CARACTERÍSTICAS FÍSICO- ANATÔMICAS); AS RELAÇÕES FILOGENÉTICAS QUE O GÊNERO HOMO MANTÉM COM AS DEMAIS ESPÉCIES, PRINCIPALMENTE, OS PRIMATAS. 6

7 Os estudos da PALEOANTROPOLOGIA são realizados a partir do estudo dos FÓSSEIS: a fossilização é o processo pelo qual os restos de organismos (por exemplo animais e vegetais) e os seus vestígios (como pegadas, escavações e mudas) são preservados até os dias de hoje. a fossilização é o processo pelo qual os restos de organismos (por exemplo animais e vegetais) e os seus vestígios (como pegadas, escavações e mudas) são preservados até os dias de hoje. Freqüentemente o que é conservado são as partes duras e mais resistentes, como ossos, conchas, troncos e sementes, mas em alguns casos até mesmo tecidos moles como os órgãos internos e detalhes de células podem ser preservados Freqüentemente o que é conservado são as partes duras e mais resistentes, como ossos, conchas, troncos e sementes, mas em alguns casos até mesmo tecidos moles como os órgãos internos e detalhes de células podem ser preservados 7

8 FORMAS DE FOSSILIZAÇÃO Existem diversas formas de fossilização, entretanto para que qualquer uma delas ocorra é necessário que os restos do organismo sejam soterrados rapidamente antes de sua destruição. A exposição ao ar e aos agentes do tempo, bem como a ação de necrófagos (seres que se alimentam de cadáveres) e decompositores (bactérias e fungos), acabam destruindo o que sobrou em pouco tempo. Existem diversas formas de fossilização, entretanto para que qualquer uma delas ocorra é necessário que os restos do organismo sejam soterrados rapidamente antes de sua destruição. A exposição ao ar e aos agentes do tempo, bem como a ação de necrófagos (seres que se alimentam de cadáveres) e decompositores (bactérias e fungos), acabam destruindo o que sobrou em pouco tempo. O soterramento ocorre pelo acúmulo de sedimento (lama, areia etc) por sobre os restos do organismo, o que é mais fácil de acontecer dentro de rios, lagos, mares e as vezes em dunas de antigos desertos. O soterramento ocorre pelo acúmulo de sedimento (lama, areia etc) por sobre os restos do organismo, o que é mais fácil de acontecer dentro de rios, lagos, mares e as vezes em dunas de antigos desertos. 8

9 9

10 10

11 11

12 12

13 PERMINERALIZAÇÃO ou PETRIFICAÇÃO Este processo, comumente denominado de petrificação, consiste na substituição dos restos orgânicos de um ser vivo por matéria mineral, rocha. 13

14 SVALBARD – entre Noruega e Pólo Norte Fósseis de Plesiossauros 14

15 FÓSSIL DE PLESIOSSAURO 15

16 PLESIOSSAUROS 16

17 17

18 TRONCO DE ÁRVORE MINERALIZADO 18

19 19

20 20

21 Garra de ave (Moa) com partes moles preservadas. A preservação ocorreu no interior de uma gruta com atmosfera seca e estéril. 21

22 IMPRESSÕES, MOLDES, PEGADAS MOLDE - FOLHA PEGADAS 22

23 PRESERVADO EM ÂMBAR O maior pedaço de âmbar encontrado pelos pesquisadores tinha cerca de 7 cm de comprimento O maior pedaço de âmbar encontrado pelos pesquisadores tinha cerca de 7 cm de comprimento 23

24 Mosquito preservado em âmbar: Mosquito preservado em âmbar: 24

25 PRESERVAÇÃO NO GELO 25

26 ANTROPOLOGIA BIOLÓGICA Este campo de estudos é relativamente recente. Vinculado obviamente ao estudos da Biologia, especialmente à Biologia Evolutiva. Ou seja, pesquisadores da área da Biologia passaram a se interessar em estudar a evolução humana através, principalmente, da Genética e da Biologia Molecular. Este campo de estudos é relativamente recente. Vinculado obviamente ao estudos da Biologia, especialmente à Biologia Evolutiva. Ou seja, pesquisadores da área da Biologia passaram a se interessar em estudar a evolução humana através, principalmente, da Genética e da Biologia Molecular. Os objetivos são os mesmos da Antropologia Física, mas não estudam especificamente os FÓSSEIS, estudam as características genéticas, a composição molecular das espécies existentes na atualidade. Eventualmente, fazem os mesmos estudos em fragmentos fósseis, quando possível. Os objetivos são os mesmos da Antropologia Física, mas não estudam especificamente os FÓSSEIS, estudam as características genéticas, a composição molecular das espécies existentes na atualidade. Eventualmente, fazem os mesmos estudos em fragmentos fósseis, quando possível. 26

27 ANTROPOLOGIA CULTURAL COMO INDICAMOS ANTERIORMENTE, QUANDO A ANTROPOLOGIA SE CONSTITUI COMO CIÊNCIA, OCORRE UMA DISTINÇÃO ENTRE A: COMO INDICAMOS ANTERIORMENTE, QUANDO A ANTROPOLOGIA SE CONSTITUI COMO CIÊNCIA, OCORRE UMA DISTINÇÃO ENTRE A: ANTROPOLOGIA FÍSICA ANTROPOLOGIA FÍSICA e a e a ANTROPOLOGIA CULTURAL ANTROPOLOGIA CULTURAL 27

28 A ANTROPOLOGIA CULTURAL DIVIDIU-SE INICIALMENTE NAS SEGUINTES ÁREAS: A ANTROPOLOGIA CULTURAL DIVIDIU-SE INICIALMENTE NAS SEGUINTES ÁREAS: PRÉ-HISTÓRICA ARQUEOLOGIA HISTÓRICA PRÉ-HISTÓRICA ARQUEOLOGIA HISTÓRICA LINGUÌSTICA LINGUÌSTICA ANTROPOLOGICA CULTURAL (propriamente dita) ANTROPOLOGICA CULTURAL (propriamente dita) 28

29 ARQUEOLOGIA ARQUEOLOGIA – estudo das CULTURAS e CIVILIZAÇÕES que não existem mais ou que formam o passado de culturas e civilizações atuais, através dos documentos culturais que se mantiveram preservados. Subdividi-se em duas grandes áreas: 29

30 Arqueologia Pré-Histórica Arqueologia Pré-Histórica >> estuda as origens da cultura >> os agrupamentos humanos do: Paleolítico: Paleolítico: Idade da Pedra Lascada, caçadores e coletores. Neolítico Neolítico: Idade da Pedra Polida, agricultores e pastores 30

31 Sítio Arqueológico - Peru Cientistas anunciaram (em 26/02/08) ter descoberto a mais antiga construção do Peru: uma praça cerimonial de até anos de idade, próxima ao litoral. Cientistas anunciaram (em 26/02/08) ter descoberto a mais antiga construção do Peru: uma praça cerimonial de até anos de idade, próxima ao litoral. 31

32 Arqueologia História > estuda os processos de surgimento, consolidação e queda das formações denominadas civilizações e as fases iniciais de todas as formações culturais hoje existentes. Arqueologia História > estuda os processos de surgimento, consolidação e queda das formações denominadas civilizações e as fases iniciais de todas as formações culturais hoje existentes. Etnohistória > estuda as origens e desenvolvimento de etnias existentes na atualidade, ou seja, procura estudar o passado recente dos grupos humanos que são encontrados na atualidade. Etnohistória > estuda as origens e desenvolvimento de etnias existentes na atualidade, ou seja, procura estudar o passado recente dos grupos humanos que são encontrados na atualidade. 32

33 LINGUÍSTICA Estuda as origens e o desenvolvimento das línguas hoje existentes. Realiza estudos comparativos e procura estabelecer critérios de aproximação entre as inúmeras línguas, como também efetua classificações lingüísticas. Estuda as origens e o desenvolvimento das línguas hoje existentes. Realiza estudos comparativos e procura estabelecer critérios de aproximação entre as inúmeras línguas, como também efetua classificações lingüísticas. Ao longo da história da Antropologia, a Lingüística em alguns centros de estudos deixou de ser uma área da Antropologia para se configurar como uma área científica específica. Ao longo da história da Antropologia, a Lingüística em alguns centros de estudos deixou de ser uma área da Antropologia para se configurar como uma área científica específica. 33

34 A ANTROPOLOGIA CULTURAL A ANTROPOLOGIA CULTURAL no seu início analisava as SOCIEDADE TRIBAIS ( E/OU INDÍGENAS) diferenciando-se da SOCIOLOGIA, que estudava as SOCIEDADES MODERNAS, URBANAS, INDUSTRIAIS. AO LONGO DE SUA TRAJETÓRIA, A ANTROPOLOGIA CULTURAL FOI AMPLIANDO SEU CAMPO DE ATUAÇÃO E HOJE TEMOS PESQUISAS E ESTUDOS QUE COBREM PRATICAMENTE TODAS AS QUESTÕES VINCULADAS À INSTÃNCIA SÓCIO- CULTURAL. 34

35 A antropologia cultural estuda o modo de vida, portanto, a maneira de pensar, de agir, de sentir dos agrupamentos humanos. Dessa forma, estuda as instituições sociais, os valores sociais, ao padrões culturais; estuda o desenvolvimento técnico e suas conseqüências. Estuda, em última instância, as condutas humanas em suas diferentes manifestações, os produtos resultantes das atividades humanas, bem como as representações e o imaginário que constroem a partir da vivência social. 35

36 Há uma diferenciação quanto a nomenclatura utilizada para designar o campo que nos E.U.A. é denominado de Antropologia Cultural. Nesta tradição, o foco é a instância dos valores, princípios, crenças que orientam a conduta humana. Antropologia Social – é da tradição inglesa. No estudo das sociedade humanas seu foco são as instituições sociais. Etnologia – é a denominação que a França utiliza. Seus interesses são amplos, abrangendo tanto a perspectiva inglesa, quanto a norte- americana. 36

37 Para Evans Pritchard, a Antropologia Física tende a separa-se da Antropologia Cultural. Enquanto a primeira se aproxima da genética, a segunda caminha em direção da história e das ciências sociais. Para Ilse Schwindetzky, é tão estreita a vinculação entre esses dois ramos da Antropologia que, antes, é necessário a criação de um campo que os unifique. Esse campo é, para ela, o da ETNOBIOLOGIA, ciência que tem por objeto o estudo de todos os processos que condicionam e modificam a parte biológica das comunidades humanas. 37

38 Pelo fato da antropologia explorar amplo conjunto de disciplinas, investigando diversos aspectos em todas as sociedades humanas, ela deve apoiar-se nas pesquisas feitas por outras disciplinas para poder formular suas conclusões. Dentre as disciplinas mais afins encontramos a História, Geografia, Geologia, Biologia, Anatomia, Genética, Economia, Psicologia e Sociologia. 38

39 Qualquer que seja a definição adotada é possível entender a antropologia como uma forma de conhecimento sobre a diversidade cultural, isto é, a busca de respostas para entendermos o que somos a partir do espelho fornecido pelo Outro. Qualquer que seja a definição adotada é possível entender a antropologia como uma forma de conhecimento sobre a diversidade cultural, isto é, a busca de respostas para entendermos o que somos a partir do espelho fornecido pelo Outro. Uma maneira de se situar na fronteira de vários mundos sociais e culturais, abrindo janelas entre eles, através das quais podemos alargar nossas possibilidades de sentir, agir e refletir sobre o quê, afinal de contas, nos torna seres singulares, humanos. Uma maneira de se situar na fronteira de vários mundos sociais e culturais, abrindo janelas entre eles, através das quais podemos alargar nossas possibilidades de sentir, agir e refletir sobre o quê, afinal de contas, nos torna seres singulares, humanos. 39


Carregar ppt "A PRÉ HISTÓRIA DA ANTROPOLOGIA Em todas as sociedades, o homem procura entender a si, à sociedade, o universo. No mundo ocidental até o século XVI – auge."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google