A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

CITOLOGIA Teoria Celular Prof. Kelinton. CITOLOGIA A área da Biologia que estuda a célula, no que diz respeito à sua estrutura e funcionamento. Kytos.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "CITOLOGIA Teoria Celular Prof. Kelinton. CITOLOGIA A área da Biologia que estuda a célula, no que diz respeito à sua estrutura e funcionamento. Kytos."— Transcrição da apresentação:

1 CITOLOGIA Teoria Celular Prof. Kelinton

2 CITOLOGIA A área da Biologia que estuda a célula, no que diz respeito à sua estrutura e funcionamento. Kytos (célula) + Logos (estudo) As células são as unidades funcionais e estruturais básicas dos seres vivos!

3 A célula é a menor unidade estrutural básica do ser vivo. A palavra célula foi usada pela primeira vez em 1667 pelo inglês Robert Hooke. Com um microscópio muito simples, ele observou pedacinhos de cortiça (tecido vegetal morto). Hooke percebeu que a cortiça era formada por numerosos compartimentos vazios. A esses compartimentos ele deu o nome de célula, palavra diminutiva do latim cella que significa cavidade.

4 Com o passar do tempo, as técnicas de observação microscópicas avançam em função de novas técnicas e aparelhos mais possantes. A técnica de utilização de corantes, por exemplo, permitiu a identificação do núcleo celular e dos cromossomos, suportes materiais do gene (unidade genética que determina as características de um indivíduo). Microscópio óptico Microscópio eletrônico

5 A CÉLULA SÉC.XVII (1665) - ROBERT HOOKE DESCREVE A CÉLULA COMO PEQUENAS CAVIDADES EM UM PEDAÇO DE CORTIÇA. SÉC.XIX (1831)- A DESCOBERTA DO NÚCLEO POR ROBERT BROWN. SÉC.XIX (1839) TEORIA CELULAR – SCHLEIDEN(pronuncia xiláiden) E SCHWANN (xivan) TODOS OS ORGANISMOS SÃO CONSTITUÍDOS POR UMA OU MAIS CÉLULAS. (EXCETO VÍRUS).

6 U NIDADES DE MEDIDAS HABITUALMENTE EMPREGADAS NOS ESTUDOS DAS CÉLULAS 1mm = 10 –3 m. 1µm = 10 –3 mm = 10 –6 m.Micrômetro 1nm = 10 –3 µm = 10 –6 mm = 10 –9 m.Nanômetro 1 A = 10 –4 µm = 10 –7 mm = 10 –10 m.Angstron Células animais e vegetais-10 a 150 µm. Bactérias grandes e mitocôndrias 1 a10 µm.

7 MICROSCOPIA MICROSCÓPIO ÓPTICO - feixe de luz atravessa um objeto muito fino e é recolhido por um sistema de lentes que ampliam a imagem(1500x). MICROSCÓPIO ELETRÔNICO – feixes de elétrons( x). MICROSCÓPIO ELETRÔNICO DE VARREDURA observação da superfície, visão tridimensional do objeto.

8 MICROSCÓPIO ELETRÔNICO DE TRANSMISSÃO

9 MICROSCÓPIO ELETRÔNICO DE VARREDURA

10 M ICROSCOPIA ÓPTICA L ÍNGUA DE RATO.

11 BACTÉRIA ESCHERICHIA COLI VISTA AO MICROSCÓPIO ÓPTICO (A) E ELETRÔNICO (B). a b

12 C ITOLOGIA Os seres vivos formados por células podem ser divididos em: Unicelulares: Seres vivos formados por uma única célula. Ex: bactérias, algas e protozoários.

13 C ITOLOGIA Seres pluricelulares: seres vivos formados por muitas células. Ex: animais e vegetais.

14 C ITOLOGIA As células podem ser categorizadas por tamanho: Microscópicas (< 0,1 mm). Macroscópicas (> 0,1 mm): podem ser vistas a olho nú.

15 F ORMAS DAS CÉLULAS Esféricas Fusiformes (alongadas) Discóides Estreladas

16 A C ÉLULA P ROCARIOTA Parede Celular Membrana Plasmática Citoplasma RibossomoNucleóide

17

18

19

20

21 A C ÉLULA E UCARIOTA

22

23

24 A M EMBRANA P LASMÁTICA OU P LASMALEMA OU M EMBRANA C ELULAR OU M EMBRANA C ITOPLASMÁTICA É uma membrana lipoprotéica, constituída principalmente de fosfolipídios e proteínas. Possui grande permeabilidade Seletiva: capacidade de selecionar as substâncias que entram e saem da célula. Gera proteção ao conteúdo celular.

25 M EMBRANA P LASMÁTICA

26 FUNÇÕES DA MEMBRANA PLASMÁTICA: Proteção Dar formato característico da célula Selecionar o que entra e o que sai da célula PERMEABILIDADE SELETIVA.

27 E NVOLTÓRIOS EXTERNOS À M EMBRANA P LASMÁTICA Glicocálix presente nas células animais e de muitos protistas; Parede celular presente na maioria das bactérias, nas cianobactérias, em alguns protistas, nos fungos e nas plantas.

28 G LICOCÁLIX Do grego glykys = glicídios; calix, do latim calyx= envoltório Ocorre externamente à membrana plasmática da maioria das células animais e de muitos protistas. Formado por uma camada frouxa de glicídios, associados aos lipídios e às proteínas da membrana. Proporciona resistência à membrana plasmática

29 G LICOCÁLIX Constitui uma barreira contra agentes físicos e químicos do meio externo; Confere às células a capacidade de se reconhecerem; Forma uma malha que retém nutrientes e enzimas ao redor das células, de modo a manter nessa região um meio externo adequado.

30 P AREDE CELULAR É constituída basicamente de sílica ou de celulose. Reduz a perda de água e promove a rigidez das células. Em bactérias e cianobactérias, a parede celular é formada por pepitideoglicano (moléculas grandes constituídas por moléculas menores de açúcares associados a aminoácidos.

31 P AREDE CELULAR Em células vegetais jovens, por ser muito fina a parede celular é primária. Em células adultas apresenta espessamentos, então será uma parede celular secundária. Possui pontos de contato entre células vizinhas, onde não há deposição de celulose chamados de Plasmodesmos (responsável pelo intercambio de material entre as células).

32

33 CONCENTRAÇÃO DE UMA SOLUÇÃO Quantidade de soluto dissolvida por unidade do solvente; Soluções isotônicas ou isosmóticas= Duas soluções têm a mesma concentração; Soluções hipertônicas ou hiperosmóticas = quando temos duas soluções diferentes e uma mais concentrada; Soluções hipotônicas ou hiposmóticas = quando temos duas soluções diferentes e uma menos concentrada.

34 T RANSPORTE ATRAVÉS DA M EMBRANA Sem gasto de energia e a favor do gradiente de concentração TRANSPORTE PASSIVO Com gasto de energia e contra o gradiente de concentração TRANSPORTE ATIVO

35 T RANSPORTE P ASSIVO Osmose = é um processo de difusão de moléculas de água através de membrana semipermeável; Difusão = É o movimento de partículas, onde estão mais concentradas para onde estão menos concentradas, a fim de igualar a concentração; Difusão Facilitada = As proteínas permeases, atuam facilitando a passagem de certas substâncias por difusão simples igualando suas concentrações. Ex. glicose, aa, cálcio, cloro, sódio e o potássio.

36 O SMOSE EM CÉLULAS VEGETAIS Plasmólise = colocada em uma solução hipertônica, a célula perde muita água, o que provoca desligamento entre a membrana plasmática e a parede celular; Deplasmólise = colocada em água pura ou solução de baixa concentração, a célula recebe água tornando-se túrgida.

37 T RANSPORTE A TIVO Endocitose Exocitose = função secretora, lançam para fora da célula secreções importantes. Ex. pâncreas, que secretam insulina e o glucagon (hormônios lançados na corrente sanguínea que atuam no metabolismos de açucares). Fagocitose = ato da célula comer Pinocitose = ato da célula beber

38

39 R ETICULO ENDOPLASMÁTICO LISO Transporte de substâncias no interior da célula. Armazenamento de sustâncias:comuns em células vegetais onde os grandes vacúolos podem ser considerados porções dilatadas do retículo. Sintetiza lipídios( triglicerídeos,fosfolipídeos,esteróides). Participa da neutralização de substâncias tóxicas,como drogas e venenos.

40 R ETÍCULO ENDOPLASMÁTICO RUGOSO E RIBOSSOMOS - SÍTIO DA SÍNTESE DE PROTEÍNAS.

41 S ISTEMA G OLGIENSE Recepção de proteínas produzidas no ergastoplasma. Secreção celular. Expulsão de substâncias produzidas por uma célula e que serão utilizadas em outras partes do organismo. Formação do acrossomo em espermatozóides. Formação de lisossomos e peroxissomos. Secreção de muco e síntese de polissacarídeos. Em células vegetais está envolvido com a formação da lamela média.

42

43 C LOROPLASTO - SEDE DA FOTOSSÍNTESE

44 Organela formada por duas membranas lipoprotéicas. Dentro delas se realiza o processo de extração de energia dos alimentos: Respiração celular.

45 Glicose + Gás Oxigênio > Gás Carbônico + água + Energia A respiração celular consiste na extração da energia química contida nas moléculas alimentares absorvidas pelas células. Um dos combustíveis mais comuns que as células utilizam na obtenção de energia são as moléculas de glicose. Após a queima da glicose, com a participação do gás oxigênio, a célula obtém energia e produz gás carbônico e água como resíduos. A equação abaixo resume o processo da respiração celular:

46 MITOCÔNDRIAS – RESPIRAÇÃO CELULAR

47 Estrutura que apresenta enzimas digestivas capazes de digerir um grande número de produtos orgânicos. Realiza a digestão intracelular. É importante nos glóbulos brancos e de modo geral para a célula já que digere as partes desta (autofagia) que serão substituídas por outras mais novas, o que ocorre com freqüência em nossas células.

48

49 São estruturas cilíndricas, geralmente encontradas aos pares. Os pares participam da divisão celular, orientandoo deslocamento dos cromossomos para as células que estão sendo formadas.

50 CENTRÍOLOS:ENCONTRADOS TIPICAMENTE EM CÉLULAS ANIMAIS, PARTICIPAM DA DIVISÃO CELULAR, ORIGINAM CÍLIOS E FLAGELOS.


Carregar ppt "CITOLOGIA Teoria Celular Prof. Kelinton. CITOLOGIA A área da Biologia que estuda a célula, no que diz respeito à sua estrutura e funcionamento. Kytos."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google