A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Processos participativos comunidades e práticas sociais DCC-7 PRÁTICAS SOCIAIS E PARTICIPAÇÃO Carmen Beatriz Fabriani -

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Processos participativos comunidades e práticas sociais DCC-7 PRÁTICAS SOCIAIS E PARTICIPAÇÃO Carmen Beatriz Fabriani -"— Transcrição da apresentação:

1 Processos participativos comunidades e práticas sociais DCC-7 PRÁTICAS SOCIAIS E PARTICIPAÇÃO Carmen Beatriz Fabriani - Luciel Henrique de Oliveira -

2 Mapeamento da realidade socioambiental MAPPEA - Mínima Aproximação Prévia para elaboração de Programas de Educação Ambiental Objetivo de Objetivo de Projeto Político Pedagógico para o território Proposta metodológica

3 CARACTERÍSTICAS Não é um diagnóstico; Não se agregam juízos de valor de qualquer ordem, sejam éticos, estéticos ou políticos; É uma oportunidade de articulação das forças e desejos existentes; Torna possível orientar o uso do recurso externo para fortalecer os recursos disponíveis e valorizar os indivíduos e organizações que fazem do caminho para construção da sustentabilidade da região.

4 Objetivos Subsidiar processos de formação de Coletivos Educadores a partir de um esboço do cenário socioambiental do território; Conhecer e apresentar a diversidade sociocultural que um programa de educação ambiental pretende contemplar; Gerar uma base de informações para posterior aprofundamento e interpretação dos sujeitos envolvidos; Apresentar os recursos, estruturas, instituições, coletivos, foros que o programa pretende envolver e articular.

5 ROTEIRO A evolução do mapeamento é como uma bola de neve onde cada novo ponto indica outro, onde cada novo grupo articulado durante o processo, agrega mais informação e categorias de análise da realidade. Não há necessidade de ser exaustivo, será complementado ao longo do processo da formação, através do com o progressivo envolvimento da população num processo incremental e articulado. Evoluindo para um diagnóstico socioambiental participativo e incorporando as análises e interpretações que contribuem para definições políticas das ações sobre o ambiente. Estrutura em três grandes blocos, a terra, o homem e a luta

6 Categorias do Espaço Fonte: Google Earth.

7 A terra O recorte territorial: este componente do mapeamento é arbitrário e deve ser o primeiro a ser definido segundo os interesses para as instituições reunidas A história: conhecer a história humana neste território, o processo de ocupação, as ocupações anteriores a ocupação afro-européia, as múltiplas ocupações. A socioeconomia: mapear aquilo que esta sustentando a vida das pessoas em um território O ambiente:conhecer aspectos básicos do Bioma, de seu processo de alteração pela ação humana. As estruturas de apoio:tais como bibliotecas, escolas, salas verdes, trilhas, dentre outros.

8 Ambientes naturais Fonte: Internet.

9 Produção e (re) produção do Espaço: acúmulos de tempos desiguais Fonte: A. Coutinho, s.d.Fonte: C.Criscuolo, 2005.

10 O homem e a mulher Base populacional:distribuição da população em termos espaciais, etários e socioeconômicos; Diversidade:em função de cultura, etnia, história, relação com o ambiente, guardam saberes tradicionais importantíssimos para a sustentabilidade do território Instituições, movimento e processos formadores: redes e movimentos associados à educação e às questões sociais e ambientais do território, agentes sociais e lideranças populares.

11 Populações e culturas - trabalho Fonte: Internet. Fonte: C.Criscuolo, Fonte: A. Coutinho, s.d.Fonte: Internet.

12 A luta Conflitos e atores:quais são os temas, os espaços e recursos objeto de conflito entre atores do território? Quem são estes atores e que papel tem desempenhado? Estratégias de luta: estratégias de enfrentamento dos conflitos Arenas, foros e coletivos:espaços que variam quanto à legitimidade, representatividade, pauta, poder..., podem partir do Estado, outros emergem da sociedade. Espaços de comunicação e de educação Experiências socioambientais e educacionais:Que grupos estão produzindo inovação? O que têm produzido em termos de métodos, técnicas, instrumentos, conhecimentos, saberes e materiais?

13 Espaço Geográfico Formado por um conjunto indissociável, solidário e também contraditório, de sistemas de objetos e sistemas de ações, não considerados isoladamente, mas como o quadro único no qual a história se dá. Milton Santos (2004:63)

14 Referências: FERRARO Jn. Luiz Antonio. MAPPEA: Mínima Aproximação Prévia para elaboração de Programas de Educação Ambiental. Compõe a série documentos ténicos editado pelo órgão Gestor da Política Nacional de Educação Ambiental SANTOS, Boaventura de Sousa A crítica da razão indolente: contra o desperdício da experiência v. 1 de Para um novo senso comum: a ciência, o direito e a política na transição paradigmática 4ª. Ed. São Paulo: Cortez, SANTOS, Boaventura de Sousa Pela mão de Alice: o social e o político na pós-modernidade. São Paulo: Cortez, 1999 SANTOS, Milton A natureza do espaço: técnica e tempo, razão e emoção. 2. ed. São Paulo: HUCITEC, 1997.


Carregar ppt "Processos participativos comunidades e práticas sociais DCC-7 PRÁTICAS SOCIAIS E PARTICIPAÇÃO Carmen Beatriz Fabriani -"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google