A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Particularidade da Gestão no Terceiro Setor e Desenvolvimento Institucional em ONGs Carolina Andion.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Particularidade da Gestão no Terceiro Setor e Desenvolvimento Institucional em ONGs Carolina Andion."— Transcrição da apresentação:

1 Particularidade da Gestão no Terceiro Setor e Desenvolvimento Institucional em ONGs Carolina Andion

2 Visão da organização do Terceiro Setor Modalidades de ação coletiva que visam empreender de outra forma (Favreau, 2005) Ação coletiva: Necessidade de se reagrupar que surge a partir de uma ou mais demandas sociais Empreender: Refere-se ao caráter econômico das iniciativas que vai além da idéia de economia de mercado. De outra forma: Tais iniciativas partem de múltiplos projetos socioplíticos

3 Particularidades de sua gestão Existência de um projeto social Comunidades políticas locais (espaço público) Participação de diferentes atores e interesses Hibridação de diferentes fontes de financiamento Importância dos laços sociais dentro e fora da organização (mundo da vida) Articulação e redes

4 Não basta profissionalizar é preciso desenvolver

5 Como entendemos o Desenvolvimento Institucional (DI)? Planejar é preparar-se para a viagem, mas a viagem só acontece quando nos colocamos a caminho (Paula e Silva) O caminho do DI é único cada organização tem um caminho já percorrido e define o rumo da sua viagem, a partir das escolhas que faz; O DI um processo dialógico, mobilizador de mudanças para a organização e seus membros; O DI deve ser desencadeado a partir de perguntas (do passado, presente ou futuro) que exigem respostas – incômodos; Essas questões e respostas, que direcionam o DI, devem ter um significado para as pessoas que formam a organização – formação dinâmica e coletiva de juízo.

6 Momentos do Plano de Desenvolvimento Institucional

7 Momento 1 – Organização É a fase de preparação do PDI, de mobilização da equipe. Define como será o planejamento. O PDI é importante para a organização? Quem vai participar do processo de planejamento? Como ele será estruturado: período, duração, ritmo, etapas Como mobilizar os diversos atores para participar? Quais os papéis de cada um? Quais os resultados que esperamos? PALAVRA CHAVE – CO - RESPONSABILIDADE

8 Momento 2 – Orientação (diagnóstico) Consiste na análise da realidade atual (diagnóstico externo e interno) e pressupõe a construção de uma visão comum sobre o passado, o presente e o futuro da organização. Metodologias: - Mapa de tendências e cenários (oportunidades e ameaças) - Eco-mapa - Auto-diagnóstico com base no modelo Trevo É importante construir sínteses que permitam visualizar os nós críticos e as possibilidades que são colocadas para a organização. PALAVRA CHAVE - CLAREZA

9 Momento 3 – Direcionamento Refere-se a identificação dos aspectos que se quer mudar na organização ou dos padrões que se buscará desenvolver daqui para frente. É uma fase de definição de prioridades e de escolhas que vão nortear o planejamento. Metodologias: - (Re) Definir a missão e a visão (foco) - Estabelecer as questões prioritárias - Árvore de problemas -Definição de objetivos e meios Deve-se cuidar para não estabelecer direcionamentos genéricos ou específicos demais. É fundamental registrar e divulgar as decisões tomadas. PALAVRA CHAVE - CONFIANÇA

10 Direcionamento: transformando questões em objetivos e meios Questões Norteadoras ORIENTAÇÃODIRECIONAMENTO

11 Momento 4 – Plano de ação Esta etapa inclui a definição das metas, prazos e responsáveis com vistas a alcançar os resultados propostos. Metodologias: - Elaboração de planos de ação por área -Elaboração de programas e projetos - Analisar os riscos Um bom plano de ação gera comprometimento nas pessoas. Cada um deve saber o que, quando, como, com quem deverá fazer, além de estar ciente dos resultados esperados. PALAVRA CHAVE - COMPROMISSO

12 Momento 5 – Avaliação É nesse momento que se determina o valor/eficácia do planejamento, verificando o que precisa ser revisto, melhorado ou ajustado. Metodologias: - Avaliação diagnóstica - Avaliação formativa (acompanhamento) - Avaliação somativa (centrada em objetivos) - Avaliação de impacto - Avaliação dos usuários (satisfação) É importante que a avaliação seja pensada desde o início do processo de planejamento, sendo entendida como instrumento de ajuste do processo. PALAVRA CHAVE - APRENDIZAGEM


Carregar ppt "Particularidade da Gestão no Terceiro Setor e Desenvolvimento Institucional em ONGs Carolina Andion."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google