A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

1 ECONOMIA DA EDUCAÇÃO Delimitação da noção de Problema Social. Identificação e Caracterização dos Principais Problemas Sociais Contemporâneos.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "1 ECONOMIA DA EDUCAÇÃO Delimitação da noção de Problema Social. Identificação e Caracterização dos Principais Problemas Sociais Contemporâneos."— Transcrição da apresentação:

1 1 ECONOMIA DA EDUCAÇÃO Delimitação da noção de Problema Social. Identificação e Caracterização dos Principais Problemas Sociais Contemporâneos.

2 2 Definição de PROBLEMA SOCIAL 1) É algo que afecta um número significativo de pessoas 2) É considerado indesejável 3) Sente-se que alguma coisa pode ser feita 4) Através de uma acção social colectiva

3 3 Transição da Idade Industrial para a Idade Ecológica Aspectos humanísticos da vida sustentável Idade IndustrialSustentabilidade ou Idade Ecológica Paradigmas científicos Papel do Humano Valores na relação com a natureza Mecanicismo Determinismo Atomismo Conquista da natureza Individual Versus Mundo Gestão dos Recursos Natureza é um recurso Explorar ou conservar Antropocentrismo/Humanismo Natureza tem um valor instrumental Organicismo Gaia: A Terra é um superorganismo Holismo/Teoria dos sistemas A vida é parte da natureza Extensão do sentido do eu Preservar a biodiversidade Proteger integralmente os ecossistemas Biocentrismo/Ecocentrismo Natureza tem um valor intrínseco

4 4 Idade IndustrialSustentabilidade ou Idade Ecológica Relação com a Terra Valores Humanos / Sociais Educação e Investigação Sistemas Económicos Uso da terra Competição pelo território Possuir propriedades Sexismo, pratriarquismo Racismo, etnocentrismo Hierarquias de classe Disciplinas, especializações Corporações multinacionais Competição Progresso sem limites Desenvolvimento económico Não considera a natureza Ética da Terra: pensar como uma montanha Rehabitar as bioregiões Ecofeminismo, sociedade Respeito e valorização das diferenças Ecologia social, igualitarismo Multidisciplinaridade, integração Economia baseada na comunidade Cooperação Limites para o crescimento Equilíbrio, sustentabilidade Economia baseada na ecologia

5 5 GRANDES PROBLEMAS DO MUNDO PÓS-TRANSIÇÃO A Globalização e o Desenvolvimento Humano A transição urbana, a sociedade da informação e as novas migrações A transição ambiental A transição sanitária A transição das atitudes face à vida A mudança na família O envelhecimento demográfico

6 6 A NOVA CIDADANIA A GLOBALIZAÇÃO Da bipolarização à globalização A Globalização: Os Eixos Temáticos A Globalização: Os Actores Dimensões da transição urbana a sociedade da informação a multiculturalidade representações dos sistemas políticos novo tipo de pobreza crise dos agentes de socialização grandes concentrações urbanas

7 7 A GLOBALIZAÇÃO Dos Impérios aos 202 Estados-Nação Dos 202 Estados-Nação à Bipolarização Da bipolarização à globalização Da globalização à...

8 8 A Globalização: O Mundo Bipolar 1ª Fase: Duas Grandes potências Nucleares sem confronto directo (A Guerra Fria) – o Ocidente/ USA e o Leste/ URSS 2ª Fase: A coexistência pacífica e o desarmamento nuclear entre os dois blocos 3ª Fase: A Emergência do poder real das Nações Unidas enquanto organizadora e polícia do mundo 4ª Fase: A bipolarização Leste/Oeste transforma- se em na oposição Norte/Sul ou entre Países Desenvolvidos e Não Desenvolvidos

9 9 Alguns dados: A Globalização: Países Ricos e Países Pobres em 2000 (PNB p.c. $) RicosPobres Luxemburgo Suiça Noruega Dinamarca Japão Singapura E. Unidos Portugal Sudão 290 Guiné 160 Serra Leoa 140 Congo 110 Burundi 100

10 10 Alguns dados: A Globalização: PNB p.c. $ por Grandes Regiões Mundo 3470 P.Des P.N.D. 710 África 600 Ásia América do Norte América Latina 1930 Europa Mundo 4890 P.Des P.N.D África 670 Ásia América do Norte América Latina 3880 Europa

11 11 A Globalização: Os Eixos Temáticos ECONOMIA: GLOBALIZAÇÃO FINANCEIRA devido à integração das principais bolsas mundiais GEOGRAFIA: GLOCALIZAÇÃO devido à articulação crescente dos territórios locais na economia mundial HISTÓRIA: uma nova etapa nas ECONOMIAS-MUNDO... Um processo secular onde existe um centro que comanda e uma periferia que obedece RELAÇÕES INTERNACIONAIS: fim da BIPOLARIZAÇÃO e aumento da interdependência e da TRANSNACIONALIDADE SOCIOLOGIA: Convergência de MODOS DE VIDA com a difusão de uma CULTURA UNIVERSAL e o declínio das culturas locais INFORMAÇÃO: planetária... TV cabo, Internet, ,... TECNOLOGIA: Emergência do tecnogobalismo e dos macro- sistemas técnicos

12 12 A Globalização: Os Actores ORGANIZAÇÕES INTERNACIONAIS: UNESCO, OMS, FAO, FMI, EUROSTAT, BANCO MUNDIAL... INVESTIDORES INSTITUCIONAIS: são os principais actores dos mercados financeiros, dos fundos de pensões, dos fundos de investimento, seguros, banca,... AS ORGANIZAÇÕES REGIONAIS: com peso crescente devido à crise do Estado-Nação AS ORGANIZAÇÕES NÃO GOVERNAMENTAIS: Greenpeace, médicos sem fronteiras... OS ESTADOS-NAÇÃO: mesmo com o poder em declínio... AS CIDADES: enquanto grandes centros de decisão AS MULTINACIONAIS: no mundo com filiais com ¼ da riqueza mundial com 12 milhões assalariados AS PESSOAS

13 13 A NOVA CIDADANIA A GLOBALIZAÇÃO Da bipolarização à globalização A Globalização: Os Eixos Temáticos A Globalização: Os Actores Dimensões da transição urbana a sociedade da informação a multiculturalidade representações dos sistemas políticos novo tipo de pobreza crise dos agentes de socialização grandes concentrações urbanas

14 14 A NOVA CIDADANIA: a sociedade da informação e o fenómeno da globalização A abundância de informação retira discernimento ao cidadão não preparado para gerir a informação A geração digital vive on-line com o mundo, mas paradoxalmente cada vez mais numa atitude off- line das grandes questões sociais que afligem o mundo imediato que a rodeia O cidadão está articulado em tempo real com toda a humanidade e e em nome da solidariedade virtual com os outros povos do mundo descura a solidariedade real com a cidade onde vive

15 15 A NOVA CIDADANIA: a multiculturalidade Na antiga Polis distinguem-se os escravos dos homens livres. Neste últimos havia os cidadãos e os não-cidadãos. As novas urbes constituídas por cidadãos e homens livres deixam progressivamente de ser monoculturais para serem multiculturais A governabilidade deixa de se basear numa cultura dominante... A nova cidadania é pluriétnica, multilinguística e multireligiosa... Todo o projecto educativo para os novos cidadãos tem que ser intrinsecamente intercultural.

16 16 A NOVA CIDADANIA: a crise de representações dos sistemas políticos Na Democracia de participação não basta a legitimidade democrática dos eleitos...exige-se uma permanente interacção entre estes e os eleitores A simples regra de um governo da maioria não é suficiente para garantir a estabilidade da polis... A nova cidadania não tolera autoritarismo.

17 17 A NOVA CIDADANIA: a emergência de um novo tipo de pobreza: a exclusão social A pobreza deixa de se limitar à carência de bens materiais... Apareceram novas formas: O desemprego O isolamento físico e a solidão real A ausência de relações sociais profundas A fragilidade da solidariedade familiar O isolamento linguístico, cultural e étnico A exclusão por limitações físicas e sociais A iliteracia urbana O Analfabetismo funcional As novas doenças

18 18 A NOVA CIDADANIA: A crise dos agentes de socialização Sem um capital social mínimo nenhum outro capital – Humano, físico, financeiro, económico – será capaz, por si, de garantir um desenvolvimento sustentado. Temos assistido à derrocada sucessiva dos vários agentes que tradicionalmente promoviam a formação do capital social – família, escola, igreja, associações cívicas,... As forças do individualismo – Que fazem apelo ao triunfo sobre os outros e legitima o domínio do mais forte pulveriza valores como a solidariedade, a gratuidade, o serviço aos outros, a iniciativa comunitária, o respeito pelos deficientes e pelos idosos...

19 19 A NOVA CIDADANIA: As grandes concentrações urbanas e o declínio da qualidade de vida Mais de metade da população viverá em cidades, em particular em grandes cidades...

20 20 A NOVA CIDADANIA

21 21 A NOVA CIDADANIA

22 22 A economia urbana e terciária terá capacidade para gerar empregos suficientes ou, pelo contrário, teremos a explosão do desemprego e da exclusão social? E a qualidade de vida? Como optimizar recursos com as exigências da vida moderna aplicável a todos?


Carregar ppt "1 ECONOMIA DA EDUCAÇÃO Delimitação da noção de Problema Social. Identificação e Caracterização dos Principais Problemas Sociais Contemporâneos."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google